Rédeas

Gunner Boy assumiu o posto de reprodutor número 1 no ranking de Rédeas

Haras Sacramento também comemora o fato de alcançar quase meio milhão de reais como criador

Após serem computados os ganhos dos filhos de Gunner Boy (Colonels Smoking Gun e Kat Jordan), garanhão do Haras Sacramento, no Derby ANCR 2019, ele assumiu o posto de maior reprodutor em atividade no momento segundo o ranking geral da Associação Nacional do Cavalo de Rédeas.

“Acima dele, apenas cavalos que já não estão mais entre nós. Então, com R$ 169.158,33 de ganhos somados por seus filhos nas pistas de Rédeas, agora ele é o garanhão em atividade líder do ranking no momento”, conta Jefferson Abbud, titular do Haras Sacramento.

Justin Boy com Pedro Abbud. Foto: Adilson Silva/Divulgação

Desde sua geração de estreia, em 2015, Gunner Boy vem se destacando na reprodução. E os títulos conquistados pelos seus filhos no mais recente Derby da ANCR que elevaram os seus ganhos como reprodutor foram:

– Redwhiteandblue (com Bruno Granzoto), reservada campeã Pré-Futurity Gunner Dun It Again Aberta N2;
– Survivor Gun (com Marcelo Moreno), terceiro lugar Pré-Futurity Whiz N Tag Chex Amador;

– Justin Boy (com Bruno Abbud), reservado campeão Derby Amador N1;

– Colonel Blue Eye (com Jefferson Abbud), campeão Derby Amador N4;

– Justin Boy (com Pedro Abbud), reservado campeão Derby Jovem;

– Colonel Blue Eye (com Marcus Antonio Pereira Junior ‘Kinzin’), campeão Derby Aberta N3;

– Rick Boy (com Douglas Novetti), campeão Derby Aberta N2 e reservado N3.

Com 40 anos de seleção no Quarto de Milha de Trabalho, com foco na Rédeas, o Haras Sacramento também comemora a conquista de quase meio milhão de reais em ganhos como Criador, tornando-se líder desse ranking pela ANCR no momento.

“Estamos comemorando 40 anos de criação em 2019 e essa marca do Gunner Boy coincide com esse momento. Também acho que um pouco de sorte fazermos essa comemoração ao mesmo tempo em que chegamos a essa conquista”.

Mas Jefferson lembra que a sorte costuma premiar quem trabalha. “Tivemos, nesses anos, uma determinação de correr atrás, mas não para ser número um. Isso é consequência, mas lutamos para que a modalidade se desenvolvesse. Sou um funcionário a serviço da Rédeas há mais de 30 anos, que é o tempo que tomamos a decisão de direcionar o criatório, entendendo que tínhamos uma afinidade grande com a modalidade”.

Colonel Blue Eye e Jefferson Abbud. Foto: Adilson Silva/Divulgação

A primeira geração do Gunner Boy que estreou em 2015, Geração 2011, “foi algo impressionante em termos de números. Quatro filhos entre os primeiros – incluindo os campeões Aberta e Amador do Potro do Futuro ANCR daquele ano -, de nove que competiram, e oito desses bem pontuados”.

Em 2016 e 2017, as Gerações 2012 e 2013, apenas seis filhos competindo e pontuando. “2012 e 2013 foram anos em que o Gunner Boy estava nos Estados Unidos, então acabou não produzindo. Voltou para a Geração 2014, que esteve nas pistas em 2018, a segunda geração completa. Então, praticamente com duas gerações apenas, e ele atingir a liderança de todos os tempos entre os garanhões em atividade é algo forte”, reitera Jefferson.

Se você olhar o ranking, o cavalo que encabeça a lista é Melodys Dun It, também do Haras Sacramento, desaparecido em 2005. “Ainda curtimos a glória dele ser o líder das estatísticas há mais de dez anos em todos os tempos pela ANCR. E agora o Gunner Boy passar a ser o número 1 entre os reprodutores em atividade é bastante importante também”.

Ser o maior de todos os tempos, parece que sempre foi o destino deste cavalo. Em 2011, ganhou o mundo em Oklahoma, durante o NRHA Futurity, quando terminou o maior evento de Rédeas como campeão N1 e N2, reservado campeão (após um desempate memorável) N3 e sétimo lugar N4.

Gunner Boy e Eduardo Salgado em 2011 em Oklahoma. Foto: Waltenberry

Nascido no Brasil, Gunner Boy é fruto de um cruzamento especialmente escolhido pelo criador Jefferson Abbud. Depois desse período nos Estados Unidos, no começo da carreira, veio ao Brasil para servir como garanhão. Como competidor, tem ganhos de US$ 99.366,00, e agora vem se provando como pai pelo talento que passa aos seus descendentes.

“Gunner Boy nasceu aqui no haras e, desde potro, mostrou que era diferente. Mais calmo que os demais potros da época, mas com um olhar e carisma que mostra que sua estrela ia brilhar muito alto e forte”, relembra Jefferson.

Muito próximo de realizar um grande evento em comemoração aos 40 anos de seleção do Haras Sacramento, Jefferson Abbud agradece: “Agradecemos a todos que acreditaram no Gunner Boy e investiram na sua produção para que ele chegasse a essa marca com poucas gerações em pista. Ele é uma unanimidade e isso é muito difícil de acontecer. É conhecido por sua grande aptidão e uma força em sua genética. Então fomos coroados com isso. Podemos passar gerações sem ter ou produzir algo igual novamente”.

E se tudo isso não bastasse para coroar esse momento do Haras Sacramento, eles também estão no topo do ranking de Criadores pela ANCR. “A consequência disso, tanto com Melodys, agora com o Gunner Boy e os outros cavalos que estão em casa, é que conseguimos ter bastante produto, nossos e nas mãos de muitos parceiros, amigos, clientes. Gente que acreditou. E meio milhão é algo muito difícil para Brasil”.

Em maio, de 3 a 5, no Parque de Exposições Fernando Cruz Pimentel, em Avaré/SP, acontecerão a 1ª Copa Sacramento de Rédeas, com R$ 106 mil de premiação garantida e o Leilão Sacramento 40 Anos. “Fico muito feliz com esse momento e sinto ainda mais responsabilidade. Sou abençoado também de ter dois dos meus quatro filhos seguindo na modalidade e sonhando com o futuro de manter o haras”, finalizou.  

Saiba mais, inclusive regulamento e premiação da Copa Sacramento de Rédeas já disponível: Facebook e Instagram do Haras Sacramento.

Por Luciana Omena
Foto de chamada: Gunner Boy. Crédito: Álvaro Maya

X