Esportes

Renato Mafra lança ‘Performance Cinco Estrelas’

No livro, Renato Mafra fala sobre performance em alto nível, treinamento, exercícios e ferramentas

Com lançamento previsto para setembro, ‘Performance Cinco Estrelas’ é um livro de Renato Mafra que conta suas experiências no mundo corporativo e rural. Além disso, leva ao leitor conteúdo de treinamento, exercícios e ferramentas com a finalidade de capacitar as pessoas no âmbito pessoal e profissional.

O livro foi escrito durante a pandemia que parou o mundo, onde muitos não sabem ainda como seguir. “Nesse momento, acima de tudo, não deixei de trabalhar. E o tempo que tinha livre comecei a escrever pensando em ajudar as pessoas durante essa enorme crise”, conta Renato Mafra.

De acordo com ele, a ideia partiu de seu mentor, José Ciríaco Neto. “Ele um dia me falou – Porque você não transforma seus treinamentos em um livro? – e quando me vi trancado em casa e com tempo de sobra, fiquei matutando como ajudar as pessoas. Foi então que vieram as palavras dele na minha cabeça. Sem dúvida, era a mensagem de Deus me dando ideia de como eu poderia ser útil a humanidade”.

Renato Mafra, 48, natural e residente em Recife/PE, idealizador do site Mídiacountry e analista do sistema gerencial de provas equestres Pegasus, é analista de sistemas e empresário, consultor empresarial, coach integral sistêmico, palestrante, treinador cordelista e escritor.

“Agradeço a Deus por me ajudar a levar conhecimentos de forma simples aos que necessitam dessa ajuda. Deus é bom o tempo todo”, finaliza.

‘Performance Cinco Estrelas’ é o livro em que Renato Mafra fala sobre performance em alto nível, treinamento, exercícios e ferramentas

Renato Mafra e sua história no cavalo

Por conta dos seu amigo/irmão Dirceu Cordeiro, Renato Mafra começou a frequentar os treinos dele nos Três Tambores lá pelos idos de 2006. E como quem nunca fica ‘à toa’ em evento equestre, começou a ajudar marcando os tempos. “Quando acabou o treino, passei um relatório de todos os tempos e as classificações e isso chamou a atenção deles. Dessa forma, foi ai que veio o convite para trabalhar em uma competição oficial”, lembra.

O trabalho era organizar inscrições, formar ordem de entrada dos conjuntos, marcar os tempos e gerar a classificação. “Contudo, eu ainda organizei o caixa do evento e pagamento das premiações. Em seguida, mandava os resultados por e-mails para os competidores”. Mas esse envio dos resultados por e-mail dava muito trabalho.

“Acabei criando o site Mídiacountry e nele não só postava os resultados, mas também fotos e vídeos. Um dia surgiu um convite de Talib Naufel para fazer uma competição em São Luiz do Maranhão. Assim, acabei fazendo todas as competições do circuito maranhense e dos outros estados do Nordeste”.

As competições maranhenses eram frequentadas por competidores do Pará e Tocantins, fazendo com que surgissem convites para que Renato Mafra organizasse os eventos nesses estados.

‘Performance Cinco Estrelas’ é o livro em que Renato Mafra fala sobre performance em alto nível, treinamento, exercícios e ferramentas

Evolução

“Como sou analista de sistemas de formação, com a finalidade de facilitar esse trabalho, acabei criando o primeiro software de gerenciamento para controlar as competições, o Pegasus, que anda ranqueava os competidores dentro dos circuitos do estado”, recorda.

O trabalho sério e, por conseqüência, a notoriedade conquistada chamou a atenção do pessoal do Sudeste, região do Brasil onde os esportes equestres do Quarto de Milha são mais fortes. “De tal forma que comecei a receber ligações para postar propagandas e convites para conhecer as competições no estado de São Paulo. Foi nesse período que fiz relacionamentos nacionais e internacionais”.

Ao mesmo tempo, Renato Mafra acabou sendo convidado por Alexandre Fontelles, diretor Nordeste, e Marcelo Delchiario, presidente, para ser o coordenador de Pernambuco da NBHA. “Ao longo dos mais de dez anos que organizo esse tipo de esporte pude conhecer quase todo os estados brasileiros e pessoas maravilhosas, de nível social muito alto e também muito baixo, mas que me respeitavam pelo ser humano que estava disposto a ser.”

Por Equipe Cavalus
Crédito das fotos: Arquivo Pessoal

Veja outras notícias no portal Cavalus

X