A prova foi bem disputada com a participação de 257 inscritos de seis estados, com Match Point Solidário numa estrutura de primeira

A Regen Roping foi criada em 2018 em um período em que as provas de Laço em Individual estavam voltando a tomar força. E com essa sede de novas competições, boa organização, premiação atraente, Nicholas Siemsen Collard promoveu naquele ano a maior prova da modalidade em número de inscritos.

“Tivemos em 2018 um número recorde de 320 inscrições, foi a primeira prova grande com quatro categorias e foi um sucesso. A ideia da realização dela foi movimentar o esporte e superou todas as expectativas”, contou Nicholas Collard.

Continuando com o sucesso da primeira edição, a segunda Prova de Laço Individual Regen Roping se consolidou em mais um ano como um grande evento, realizada no dia 18 de maio, no Rancho WS, em Pereiras/SP. Houve a participação de competidores de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Minas Gerais, Distrito Federal e Goiás.

Laço Individual
Nicholas Collard

Segundo Nicholas, o número de inscritos este ano foi um pouco menor, 257 inscritos, porém a qualidade da prova se manteve. “Procuramos sempre fazer uma prova que agregue aos competidores, com uma bezerrada de qualidade, pista coberta, uma estrutura que atenda bem a todos, e na segunda edição mantivemos esse padrão”.

A premiação foi de R$ 70.350,00, distribuída entre as categorias: 1, 2, 3 4, Tira Teima e o Breakaway Feminino, além de brindes na Mirim. A prova contou também com a participação, na sexta-feira (17), da disputa da Pro Tie Down Roping, grupo que vem fazendo um trabalho de fomento aos profissionais.

Uma das novidades dessa edição foi o Match Point Solidário, que teve como campeão Marcos Gonçalves de Souza Junior. O desafio foi em prol da Casa da Criança e do Adolescente de Valinhos. Não houve premiação em dinheiro, apenas fivela e um brinde da entidade em agradecimento.

Laço Individual
Aérea Rancho WS

A arrecadação funcionou como sistema de apostas no valor de R$ 5,00, em duas urnas com o nome dos competidores, onde o público depositava ali sua ajuda e para quem era sua torcida.

As disputas contaram com a locução de Alessandro Mendes, botando pressão nas laçadas finais. “Foi uma grande satisfação estar na segunda edição da Regen Roping, prova da modalidade de laço individual. Sua primeira edição foi um sucesso e o Nicholas inovou para o segundo ano realizando a competição em duas pistas simultâneas”.

Para o locutor, “com este formato, a prova acaba tendo uma celeridade maior. Estiveram reunidos grandes atletas da modalidade, além dos iniciantes, amadores, Breakaway Roping Feminino e Mirim. O palco escolhido para a prova foi essa mega estrutura que é o Rancho WS. Parabenizo o Nicholas por esse desafio, toda sua família, patrocinadores e em especial os atletas do laço individual. Foi um evento Simplesmente Diferente!”, declarou Alessandro Mendes.

Laço Individual
Marcos Nicoliello

O julgamento ficou por conta de Celso Cuba e Noel Melo Jr, dois grandes e respeitados juízes do meio, reforçando toda a seriedade do evento. “Prova de alto nível, diferenciada, uma das maiores do Brasil. Foi uma prova justa. Competidores de parabéns pelo respeito com os animais, de alto nível os melhores em cada categoria. Correu com rigoroso sistema de bem-estar animal que prevaleceu sobretudo, correndo em duas pistas, o que deu maior agilidade”, relatou Noel.

Os bezerreiros deram um show em pista com muita adrenalina e cada laçada concluída era aplaudida pelo público que assistiram de pertinho as disputas. O campeão da categoria 4, a dos profissionais, quem se consagrou foi Marcos Mendonça de Andrade Nicoliello levando para casa, além da fivela o montante de R$ 10 mil em premiação. Ele terminou o evento com média 9s77.

“Fui para correr só a Pro Tie Down na sexta, se eu conseguisse alguma coisa ia correr no sábado e acabei dando barreira. Aí conversando com um amigo, decidi correr e emprestei a Blond Girl Star, uma égua muito boa que já havia treinado, do Gustavo Roncon. Ee foi que deu certo, Deus me abençoou! Fiquei muito feliz com a vitória e foi muito importante para minha carreira, porque foi uma prova espetacular”, expôs o campeão.

Laço Individual
Fábio Della Rosa

Na categoria 3, quem subiu ao pódio foi Fábio de Andrade, com a média de 10s39, conquistando o prêmio de R$ 7 mil. Já na 2, o campeão foi Fábio Della Rosa com 11s72. Ele também levou o Tira Teima, em uma disputa acirradíssima com laçadores de alto nível competitivo. Ao todo Fábio conquistou uma premiação de R$ 7 mil.

Entre os iniciantes, na categoria 1, quem se sobressaiu e levou o título foi Matheus Morato Fagundes com a média de 12s43. No Breakaway Feminino, a vitória foi da goiana Naiara Gonçalves com tempo de 4,11.

“A prova foi sensacional, muito bem organizada! Proporcionou as competidoras um valor garantido de premiação, um incentivo e tanto. E ganhar nessa prova foi ótimo! Eu não laçava já tinha quase dois anos e voltei a laçar e mesmo sem treinar, ganhei a prova!”, ressaltou a laçadora.

Laço Individual
Breakaway Roping

Nicolas Collard finaliza agradecendo a todos pela participação: “muito obrigado a todos os laçadores que estiveram presentes, aos patrocinadores, toda a equipe que trabalhou na prova.”

Por Verônica Formigoni
Fotos: Miguel Oliveira

Escreva um comentário