Três Tambores & Seis Balizas

Campeonato Regional Oeste comemora 20 anos de muita história!

E em comemoração a essa data, o campeonato distribuirá R$ 1 milhão de premiação nas seis etapas da temporada 2019/2020

O Campeonato Regional Oeste nasceu no ano de 2000 com o intuito de organizar as pequenas provas que aconteciam aos domingos nas cidades de São Roque e Vargem Grande Paulista. Dessa forma, atingia a média de 40 passadas por etapa, tempo em que Pedro Lara e Áureo Fiorita já faziam parte da organização.

Para se ter uma ideia, não existia nem fotocélula e os tempos eram marcados com o uso de cronômetros. “A primeira prova foi no Haras Icaraí em 2000, em São Roque/SP. Eu tinha meus cavalos, eu arrendava aquele haras”, conta Áureo.

Ainda de acordo com ele, a primeira prova foi organizada com a ajuda também de Valeriano e Marcelo. “Essa primeira provinha intitulamos como se fosse um campeonato na região”. Sem seguida, em 2001, um grupo de participantes, formado por executivos e profissionais liberais, tomou a frente desta iniciativa.

De tal sorte que estava criado então o Campeonato Regional Oeste, formado por 12 etapas. Passaram a realizar provas mais atraentes para os competidores e para o público. Como resultado, um salto para 150 passadas por prova. Logo depois, em 2002, procurando expandir, levaram o Campeonato Regional Oeste para Sorocaba. Chegaram a uma média de 280 passadas.

Com o crescimento do campeonato, outros criadores e proprietários entraram, criando então o MTP – Manual Técnico da Pista. De tal sorte que definiram normas e padrões de infraestrutura mínima necessária, a fim de credenciar os proprietários de pista participantes do circuito. Melhoraram ainda mais os locais das provas.

 “Outro destaque foi a constante evolução no modelo de prova. Implementamos novas categorias e buscamos incentivos para os competidores e junto a patrocinadores”, expõe Alberto Monteiro, que passou a integrar a comissão organizadora.

Campeonato Regional Oeste comemora 20 anos de muita história!

O quarteto regional

Em 2003 o Campeonato Regional Oeste passou para uma média de 415 passadas. A adesão de Roberto Ulhoa em 2004, no campeonato que já contava 600 passadas por etapa – e uma premiação final de R$ 100.000,00 – vale destaque. Nesse tempo, tornou-se já o maior campeonato do Brasil exclusivo das modalidades Tambor e Baliza.

Nesse sentido, nos anos seguintes, o campeonato só foi crescendo e aumentado o número de competidores, patrocinadores e público presente. Destaque para 2006, com a oficialização do Regional Oeste junto à ABQM, Appaloosa e APTB. Assim sendo, todos os julgamentos foram realizados por juízes credenciados ABQM e os animais passaram a ser pontuados.

O formato por Divisão, sobretudo, foi implementado em 2007. Anos mais tarde, a temporada 2009/2010 foi encerrada com a expressiva marca de mais de R$ 200.000,00 em prêmios. Todavia, as mudanças e melhorias não cessaram.

O Haras Raphaela passou a ser a casa do Campeonato Regional Oeste em 2010, fechando parceria com a R4 Eventos para o gerenciamento. Assim como a utilização do seu sistema automatizado de inscrições e gestão de provas, com o objetivo de melhorar a qualidade das etapas. Além disso, começou a credenciar os conjuntos para a Copa dos Campeões ABQM.

Visto que todo crescimento demanda responsabilidade, o Campeonato Regional Oeste entrou de cabeça na corrente que defende o Bem-Estar Animal. “Junto à todo o trabalho de fomento ao esporte e as raças envolvidas, levantamos com muita responsabilidade a bandeira da conscientização”, reforça Alberto Monteiro.

Durante o 19° Campeonato Regional Oeste – 2018/2019, a premiação foi de encher os olhos dos competidores. Foram distribuídos de 13 motos ‘zero’ km e muito dinheiro, com incentivo aos amadores, jovens e principiantes.

20 anos de Regional Oeste

A temporada 2019/2020 comemora os 20 anos do campeonato com R$ 1 milhão em prêmios. O sucesso já se viu na primeira etapa, por exemplo, com 1800 inscrições sendo computadas.

O grande diferencial para a nova temporada é o aumento do número de premiados em cada divisão. Dessa forma, atraindo novos competidores e cavalos. A categoria Cavalo Iniciante vai ganhar uma moto no final do campeonato, uma forma de incentivar mais os potros. Ademais, todas as categorias vão ganhar moto no final, totalizando 20 motos.

“Quando começamos há 20 anos não imaginávamos o tamanho que ia ficar hoje o maior regional do Brasil. Com toda certeza, houve muita luta, muito trabalho. Só nós sabemos o quanto sofremos para, a cada ano, estar melhor que o ano anterior”, reforça Fiorita.

Conforme ele lembra, muito de tudo que o Regional Oeste é hoje vem da dedicação dos quatro amigos. “Essa amizade e essa união são o alicerce principal da nossa marca”.

Por fim, para atiçar os competidores, Ulhoa complementa que as novidades não pararão por ai. “A festa é dos competidores, por causa deles que completamos 20 anos de Regional Oeste com todo esse sucesso. Dedicamos a eles nosso respeito e consideração.”

Fique por dentro: www.regionaloeste.com.br.

Por Verônica Formigoni
Fotos: Beto Negrão

 Veja mais notícias da modalidade Três Tambores no portal Cavalus

X