Três Tambores & Seis Balizas

Campeonato Regional Oeste comemora 20 anos de muita história!

Publicado

⠀em

Campeonato Regional Oeste comemora 20 anos de muita história!

E em comemoração a essa data, o campeonato distribuirá R$ 1 milhão de premiação nas seis etapas da temporada 2019/2020

O Campeonato Regional Oeste nasceu no ano de 2000 com o intuito de organizar as pequenas provas que aconteciam aos domingos nas cidades de São Roque e Vargem Grande Paulista. Dessa forma, atingia a média de 40 passadas por etapa, tempo em que Pedro Lara e Áureo Fiorita já faziam parte da organização.

Para se ter uma ideia, não existia nem fotocélula e os tempos eram marcados com o uso de cronômetros. “A primeira prova foi no Haras Icaraí em 2000, em São Roque/SP. Eu tinha meus cavalos, eu arrendava aquele haras”, conta Áureo.

Ainda de acordo com ele, a primeira prova foi organizada com a ajuda também de Valeriano e Marcelo. “Essa primeira provinha intitulamos como se fosse um campeonato na região”. Sem seguida, em 2001, um grupo de participantes, formado por executivos e profissionais liberais, tomou a frente desta iniciativa.

De tal sorte que estava criado então o Campeonato Regional Oeste, formado por 12 etapas. Passaram a realizar provas mais atraentes para os competidores e para o público. Como resultado, um salto para 150 passadas por prova. Logo depois, em 2002, procurando expandir, levaram o Campeonato Regional Oeste para Sorocaba. Chegaram a uma média de 280 passadas.

Com o crescimento do campeonato, outros criadores e proprietários entraram, criando então o MTP – Manual Técnico da Pista. De tal sorte que definiram normas e padrões de infraestrutura mínima necessária, a fim de credenciar os proprietários de pista participantes do circuito. Melhoraram ainda mais os locais das provas.

 “Outro destaque foi a constante evolução no modelo de prova. Implementamos novas categorias e buscamos incentivos para os competidores e junto a patrocinadores”, expõe Alberto Monteiro, que passou a integrar a comissão organizadora.

Campeonato Regional Oeste comemora 20 anos de muita história!

O quarteto regional

Em 2003 o Campeonato Regional Oeste passou para uma média de 415 passadas. A adesão de Roberto Ulhoa em 2004, no campeonato que já contava 600 passadas por etapa – e uma premiação final de R$ 100.000,00 – vale destaque. Nesse tempo, tornou-se já o maior campeonato do Brasil exclusivo das modalidades Tambor e Baliza.

Nesse sentido, nos anos seguintes, o campeonato só foi crescendo e aumentado o número de competidores, patrocinadores e público presente. Destaque para 2006, com a oficialização do Regional Oeste junto à ABQM, Appaloosa e APTB. Assim sendo, todos os julgamentos foram realizados por juízes credenciados ABQM e os animais passaram a ser pontuados.

O formato por Divisão, sobretudo, foi implementado em 2007. Anos mais tarde, a temporada 2009/2010 foi encerrada com a expressiva marca de mais de R$ 200.000,00 em prêmios. Todavia, as mudanças e melhorias não cessaram.

O Haras Raphaela passou a ser a casa do Campeonato Regional Oeste em 2010, fechando parceria com a R4 Eventos para o gerenciamento. Assim como a utilização do seu sistema automatizado de inscrições e gestão de provas, com o objetivo de melhorar a qualidade das etapas. Além disso, começou a credenciar os conjuntos para a Copa dos Campeões ABQM.

Visto que todo crescimento demanda responsabilidade, o Campeonato Regional Oeste entrou de cabeça na corrente que defende o Bem-Estar Animal. “Junto à todo o trabalho de fomento ao esporte e as raças envolvidas, levantamos com muita responsabilidade a bandeira da conscientização”, reforça Alberto Monteiro.

Durante o 19° Campeonato Regional Oeste – 2018/2019, a premiação foi de encher os olhos dos competidores. Foram distribuídos de 13 motos ‘zero’ km e muito dinheiro, com incentivo aos amadores, jovens e principiantes.

20 anos de Regional Oeste

A temporada 2019/2020 comemora os 20 anos do campeonato com R$ 1 milhão em prêmios. O sucesso já se viu na primeira etapa, por exemplo, com 1800 inscrições sendo computadas.

O grande diferencial para a nova temporada é o aumento do número de premiados em cada divisão. Dessa forma, atraindo novos competidores e cavalos. A categoria Cavalo Iniciante vai ganhar uma moto no final do campeonato, uma forma de incentivar mais os potros. Ademais, todas as categorias vão ganhar moto no final, totalizando 20 motos.

“Quando começamos há 20 anos não imaginávamos o tamanho que ia ficar hoje o maior regional do Brasil. Com toda certeza, houve muita luta, muito trabalho. Só nós sabemos o quanto sofremos para, a cada ano, estar melhor que o ano anterior”, reforça Fiorita.

Conforme ele lembra, muito de tudo que o Regional Oeste é hoje vem da dedicação dos quatro amigos. “Essa amizade e essa união são o alicerce principal da nossa marca”.

Por fim, para atiçar os competidores, Ulhoa complementa que as novidades não pararão por ai. “A festa é dos competidores, por causa deles que completamos 20 anos de Regional Oeste com todo esse sucesso. Dedicamos a eles nosso respeito e consideração.”

Fique por dentro: www.regionaloeste.com.br.

Por Verônica Formigoni
Fotos: Beto Negrão

 Veja mais notícias da modalidade Três Tambores no portal Cavalus

Comentar com o Facebook

Três Tambores & Seis Balizas

Heitor Borges tem como meta no esporte bater tempo na casa dos 16 segundos

O competidor participa da categoria Jovem e vem conquistando bons resultados no Campeonato ATBPA

Publicado

⠀em

Heitor Borges

Nascido e criado em Parauapebas/PA, Heitor Souza Borges, de 28 anos, começou nos Três Tambores participando de provas no parque de exposições de sua cidade natal. Atualmente, entre as suas metas no esporte é, sem dúvidas, a de bater o tempo na casa dos 16 segundos.

Desde que iniciou nos Três Tambores, tem ao seu lado o seu treinador Gean Carlos e treina no Chibata Ranch. “Antes de tudo, a minha primeira prova foi do A&L Rancho, no mesmo Parque de Exposição”, lembra o competidor.

Entre as principais provas que ele participa, Heitor Borges destaca, aliás, as do A&L e, ainda, do Haras São Francisco. Contudo, ele garante: “As que geralmente participo, todas são importantes, pois se trata de um campeonato e cada etapa importa”.

Mas, sem dúvidas, a prova mais marcante da sua vida foi a do Haras São Francisco. “Foi no final do ano de 2019. Eu quebrei recordes meus e dos meus próprios animais. Além disso, mantive uma ótima constância com todos animais que competi”.

Aliás, sobre os animais que ele compete, ele faz questão de enfatizar o nome de cada um deles: “Monto na Canninha Del Toro, Get Away, Camarote Ta Fame e Shogun Shady Sanadoc”.

Principais títulos e planos para o futuro no esporte

Sendo assim, foi com a ajuda desses companheiros que ele conquistou os seus principais títulos. Ou seja, de Campeão e Reservado Campeão, nas categorias Jovem e Principiante C. Além disso, Heitor ainda tem no currículo uma classificação para a Copa dos Campeões.

“Foi quando me classifiquei no Congresso Nacional da ABQM, foi importante. Pois nunca tinha corrido em São Paulo, e nem montado naquela égua na qual ganhei, e corro atualmente”, relembra Heitor que, agora, sonha em participar da prova do milhão no Haras Raphaela.

Fonte: Assessoria de Imprensa ATBPA
Crédito da foto: Sport Horse/ Batata Bueno 

Veja mais notícias da modalidade Três Tambores no portal Cavalus

Comentar com o Facebook

Continue lendo

Três Tambores & Seis Balizas

Ana Cardozo e Lorena Zanini vencem ANTT na Copa NSG

A parceria da ANTT com o Haras NSG vem desde agosto desse ano, quando a entidade realizou a primeira etapa durante a pandemia; o haras, por sua vez, está se tornando referência de bons eventos por sua estrutura

Publicado

⠀em

A Associação Nacional dos Três Tambores realizou a terceira etapa da temporada 2020/2021 do Circuito RAM Rodeo ANTT. Voltou, portanto, ao Haras NSG, em São Pedro/SP. A etapa aconteceu na Copa NSG, evento lançado este ano, mais uma parceria de sucesso para a Associação.

Ademais, as competições ocorreram em uma das melhores estruturas para provas equestres do país. A prova, então, contou com diversas categorias da modalidade Três Tambores. Reafirmando uma forte parceria entre a ANTT e o Haras NSG, as categorias Feminino e Mirim valeram pontos – ‘etapa cheia’ – para o ranking principal do campeonato.

O Circuito RAM Rodeo ANTT conta, acima de tudo, com a participação das principais estrelas da modalidade. Boa parte delas segue o campeonato e estiveram em São Pedro em busca de pontos preciosos para a nova temporada que já está a todo vapor.

ANTT realiza mais uma etapa no Haras NSG, durante a Copa NSG. O local está virando referência e abrigando importantes eventos do cavalo
Lorena

Pela Feminino, a vitória foi da tricampeã nacional Ana Carolina Cardozo. Em conjunto com Cromo Down Jet WA somou 32s998. O caminho para sua 20ª vitória em etapas da ANTT começou com o melhor tempo da classificatória, 16s496. Em resumo, o título foi confirmado logo após ela marcar também o melhor tempo da final, 16s502.

Ao passo que na categoria Mirim, o título ficou com Lorena Campi Zanini. Antes de mais nada, foi sua primeira vitória na ANTT. Montando Nanda Firewater somou 34s271. A competidora de apenas 11 anos marcou o melhor tempo das classificatórias, 17s077. Assim, chegou à final liderando para confirmar o título com uma passada de 17s194.

A próxima etapa é Bônus, durante o VS Festival Indoor, que acontece de 1° a 6 de dezembro no Complexo Haras Raphaela, em Tietê/SP. Resultados completos: www.sgpsistema.com e todas a informações: www.antt.org.br.

Colaboração: Agência PrimeComm
Crédito das fotos: Divulgação/Ailson Rodrigues

Veja mais notícias da modalidade Três Tambores no portal Cavalus

Comentar com o Facebook

Continue lendo

Três Tambores & Seis Balizas

Mais de 3 mil inscritos na 18ª Prova de Tambor FNSL

Evento, que se consolidou como o segundo maior de 2020, foi realizado em Jaguariúna/SP, na sede da Fazenda Nossa Senhora de Lourdes, entre os dias 10 e 14 de novembro

Publicado

⠀em

Mais de 3 mil inscritos na 18ª Prova de Tambor FNSL

Tradição e inovação andam juntas na Prova de Tambor FNSL. A 18ª edição desse evento contou com mais de R$ 300 mil em premiação e 3.100 inscrições. De acordo com os organizadores, 700 cavalos passaram pelo haras. “Só gratidão! Três mil obrigados! Vocês foram sensacionais. Cinco dias onde a família do Tambor se reuniu na FNSL para a 18ª Prova!”, comenta Thomas de Mello e Sousa.

Sentimento compartilhado por sua esposa Roberta Paes de Almeida: “Obrigada a todos os competidores, treinadores, tratadores, patrocinadores, veterinários, equipe da fazenda que não deixou de atender os pedidos de todos na hora do aperto, a todos que contribuíram para o evento se tornar um sucesso!” Ambos são titulares da Fazenda Nossa Senhora de Lourdes, em Jaguariúna/SP. Antes de mais nada, além de importantes criadores dentro do Quarto de Milha, fomentam sempre os Três Tambores.

Recordes quebrados: inscrições, animais e baias. Com toda a certeza, um dos maiores eventos de todos os tempos, o maior e melhor de sua história. EM um ano desafiador para todos, a Prova de Tambor FNSL inovou e se reinventou. Organização da Assessoria Pontes e realização da Fazenda Nossa Senhor e Lourdes, comandando um time de mais de 40 pessoas.

Mais de 3 mil inscritos na 18ª Prova de Tambor FNSL, realizada em Jaguariúna/SP, na seda da Fazenda Nossa Senhora de Lourdes, de 10 a 14/11

Amador Masculino

Um dos destaques da 18ª Prova de Tambor FNSL foi a Amador Masculino. Idealizada por um grupo de criadores – Leonardo Gonzalez, Rafael Marques, Vitor Liuti e Thomas – a categoria estreou durante o evento. “Trata-se de uma categoria nova que criamos para fomentar o esporte. O pessoal do amador agora tem mais uma categoria para correr. E foi um sucesso! A união fez a força e trouxe muita alegria! Temos a certeza que ajudamos a plantar uma semente importante para o desenvolvimento e crescimento do esporte”, relata Thomas.

Premiação Amador Masculino

De fato, R$ 88 mil em premiação e 191 inscritos. A ideia é implementar a Amador Masculino em outros eventos de Três Tambores. Dessa forma, o primeiro campeão dessa categoria inédita foi Octavio Augusto Faria com Bee Fortunes OFV, e o tempo de 17s218.

Mais de 3 mil inscritos na 18ª Prova de Tambor FNSL, realizada em Jaguariúna/SP, na seda da Fazenda Nossa Senhora de Lourdes, de 10 a 14/11
Caroline Rugolo

Destaques Prova de Tambor FNSL

Inegavelmente uma das melhores pistas de provas do Brasil, não só pelos cuidados de seus proprietários, mas também por toda a estrutura, a FNSL sempre dá show em seus eventos. Conforme dados da organização, foram 45 tempos na casa dos 16 segundos. Caroline Rugolo Fioravante e God Given Fame marcaram o menor tempo do evento, 16s640.

Desse modo, a amazona ficou com a vitória da categoria Amador. De quebra, com PG Blue Max Jazzy e 16s832, Carol emplacou também em segundo lugar. “Meus tordilhossssss, ahhh quanta gratidão! Obrigada Deus por mais esse fds (sic) abençoado!!”, publicou a amazona em seu Instagram.

Pódio GP

Do GP Victory Fly, a categoria com mais inscritos, saíram o segundo, terceiro e quarto melhores tempos do evento. Ronaldi Godinho foi o campeão com Querida Fly FNSL, 16s653. Em segundo lugar, Sidnei Pereira Junior, com Game Boy EK, 16s718. E em seguida, Edson Carlos da Rosa, com Order A Victory LW, 16s730.

Também entre os destaques, Evelino Rocha e Rollin In The Fame. Foram campeões da Média, soma dos tempos de uma categoria oficial + o GP Victory Fly. O conjunto venceu a Aberta Senior com 16s750 e foi quarto lugar no GO, 16s741. Pela vitória embolsaram o prêmio de R$ 25 mil. Resultados completos: www.sgpsistema.com.br ou www.seqm.com.br.

Mais de 3 mil inscritos na 18ª Prova de Tambor FNSL, realizada em Jaguariúna/SP, na seda da Fazenda Nossa Senhora de Lourdes, de 10 a 14/11
Evelino Rocha e Rollin In The Fame

“Sabemos que tivemos problemas e desafios, mas graças a todos conseguimos fazer um evento histórico. Passadas alucinantes, muita emoção, competição e, acima de tudo, confraternização. O Tambor pode contar com a FNSL sempre! Até a 19ª Prova em 2021!”, conclui Thomas. Por fim, Roberta também agradeceu: “Obrigada a Deus, Nossa Senhora de Lourdes e Aparecida por mais um evento de muito sucesso.”

Por Equipe Cavalus
Crédito das fotos: Beto Negrão e Divulgação

Veja mais notícias da modalidade Três Tambores no portal Cavalus

Comentar com o Facebook

Continue lendo
X
X