Com a presença de 17 países, Sheiks Árabes com julgamento de 238 animais entre as provas de Halter, Perfomance e Funcional

A Associação Brasileira dos Criadores de Cavalo Árabe realizou a 38ª Exposição Nacional da raça com a presença de 17 países: Chile, Egito, Argentina, Uruguai, Estados Unidos, Canadá, Bélgica, França, Itália, Suíça, Alemanha, Arábia Saudita, Caatar, Saja, Bolívia África do Sul. E recebeu a todos com todo o glamour.

O evento aconteceu de 17 a 20 de julho, no Helvetia Riding Center, em Indaiatuba/SP, com provas de Halter, Perfomance, Três Tambores, Seis Balizas e Cross Country. E ainda no Jockey Club de São Paulo as disputas do Grande Prêmio Arabians Ladies e Grande Prêmio Nacional do Cavalo Árabe. Nos dias 21 a 24 de julho, para encerrar, o Brazilian Farm Tour, nos quais participaram recebendo em suas casas os amantes da raça, o Haras Vila dos Pinheiros, Haras Cruzeiro, Haras FT e Wolf Arabians e encerrando a programação Haras JM.

Nacional do Cavalo Árabe

Ao todo, de acordo com dados nos resultados da Exposição Nacional, o evento contou com a participação de 238 animais e 45 expositores. A Exposição foi um grande sucesso e pelo segundo ano as provas de Halter e Perfomance foram realizadas na área externa, com uma estrutura impecável que encantou a todos os participantes e o público que estava presente.

O julgamento das provas ficou por conta de juízes internacionais renomados e um brasileiro, os quais ninguém podia ter acesso para que tudo corresse sem interferência, no Halter e Perfomance.

Nacional do Cavalo Árabe
Etapa Haras Cruzeiro ANCAF 3 Tambores. Foto: Felipe Sperb

Nas provas funcionais, com a organização da ANCAF, os julgamentos das provas ficaram por conta de Diego Testa e foram bem disputas com a participação de 61 inscritos. “A prova foi um sucesso bem disputada, conseguimos alinhar a pista para que ela ficasse em boas condições, com segurança”, expôs Brunno Zanotta, presidente da ANCAF, diretor ABCCA das provas funcionais.

O Brasil é uma grande vitrine do cavalo Árabe no mundo, atualmente é o segundo maior em representatividade. “O cavalo árabe é uma raça de posicionamento internacional mesmo com preeminência muito marcante nos Estados Unidos, Europa, Arábia Saudita, na América do Sul todinha, especialmente, Brasil. Somos o segundo mais importante criatório do mundo de cavalos Árabe”, contou José Alves Filho, vice-presidente de Fomento da ABCCA.

Nacional do Cavalo Árabe

Para ele, a responsabilidade na condução da ABCCA é muito grande.  “Responder por tudo aquilo que os criadores de cavalo Árabe vêm desenvolvendo para termos a mais de dez anos conquistado a segunda posição internacional. Você vai encontrar cavalos nossos ganhando na Europa, Estados Unidos, na Arábia Saudita, nas nacionais deles”.

E ele reforça: “E por isso a cada ano nossos eventos conquistam mais participantes e conta com a presença de muitos criadores internacionais. A Nacional foi um sucesso, uma grande festa do Cavalo Arabe”, finalizou Alves Filho.

Nacional do Cavalo Árabe

A ABCCA anunciou no sábado, 20 de julho, durante a Nacional, a nova diretoria para o biênio 2019/2021, tendo como presidente Rodrigo Foz Forte.  A notícia foi dada por nós em primeira mão, através das redes sociais do Portal Cavalus. O novo presidente da ABCCA tem como meta para sua gestão dar continuidade aos pontos positivos das gestões anteriores e fomentar ainda mais para que tenha novos adeptos e amantes no Cavalo Árabe.

Confira os resultados completos no www.abcca.com.br.

Por Verônica Formigoni
Fotos: Cedidas

Escreva um comentário