Cavalo Árabe

Conheça as diferentes linhagens do cavalo Árabe

Publicado

⠀em

cavalo árabe

A raça mais antiga de cavalo possui linhagens diferentes para se adequar a qualquer uso equestre

Antes de tudo, há milhares de anos uma raça muito especial de cavalo vivia nos desertos do Oriente Médio. À noite este cavalo estava junto aos beduínos e durante o dia carregava cavaleiros pela árida paisagem. Assim, o cavalo árabe se tornou o bem mais precioso desses nômades antigos.

Um cavalo tão especial, desenvolvido na dura paisagem do deserto do Oriente Médio, que acabou se tornando a raça mais influente da história da humanidade. Em virtude de ser amado por guerreiros e nobres, o cavalo árabe não apenas sobreviveu ao longo dos séculos, mas também prosperou.

Atualmente, o cavalo árabe pode ser encontrado em todo o mundo, composto por diferentes linhagens desenvolvidas em várias áreas geográficas. Dessa forma, eles são capazes de realizar uma variedade de trabalhos diferentes.

Sem dúvida, em todos os lugares onde a raça pode ser encontrada, ela é conhecida por sua resistência e versatilidade, independentemente da modalidade.

Árabe no adestramento

Os cavalos árabes são conhecidos por seu grande atletismo. De tal forma, essa característica é evidente no adestramento, em particular. Afinal, é uma das modalidades em que os exemplares com aptidão esportiva se destacam. Tanto que a sua graciosa condução os tornam naturais neste esporte.

Cavalo árabe e cavaleiro competindo nas finais de adestramento dos EUA em 2018

Cavalo árabe e cavaleiro competindo nas finais de adestramento dos EUA em 2018

Dessa maneira, os árabes desta linhagem têm um pescoço mais alto, com comprimento e extensão suficientes da cabeça. Seu movimento é livre, elástico, ativo e regular, com um bom empurrão por trás, sem tensão, e com uma tendência ao equilíbrio ascendente.

Os árabes do tipo caçador têm uma estrutura mais nivelada do que o tipo de adestramento, mas devem exibir uma condução de aparência natural. O movimento deve mostrar boa cobertura do solo e tende a ser longo e baixo, com um bom empurrão por trás, livre de tensão e mostrando bom equilíbrio.

Perfil da face do cavalo árabe

Perfil da face do cavalo árabe

A Arabian Horse Association promove o árabe como um cavalo esportivo com suas classes Sport Horse in Hand, que avaliam a adequação de um cavalo de acordo com o movimento, a conformação e a impressão geral.

Só para ilustrar, os cavalos são julgados 40% em movimento; 40% em conformação; 10% em expressão, maneiras e vontade; e 10% em qualidade, equilíbrio e harmonia.

Árabe na Corrida

A tradição das corridas faz parte do cavalo árabe desde o início da raça. De fato, os três garanhões de fundação da raça puro-sangue eram todos árabes.

Atualmente, a corrida ainda é um esporte popular para os árabes, com cavalos de várias linhagens na pista. Árabes poloneses, russos, espanhóis, crabbet e egípcios estão entre os cavalos de corrida mais bem-sucedidos da raça.

Árabe no Enduro

Sem dúvida, se existe uma modalidade em que o cavalo árabe é o rei, é o esporte da equitação competitiva a longa distância, sendo o Enduro o mais popular. Os árabes há muito dominam esse esporte, e não é de admirar.

Isso ocorreu em virtude deles se desenvolveram ao longo de milhares de anos para percorrer longas distâncias através de um ambiente hostil no deserto. Assim sendo, todas as linhagens árabes já foram representadas em competições de equitação de longa distância nos EUA.

Pilotos competindo na prova de Enduro nos Jogos Equestres Mundiais Alltech FEI de 2014 na Normandia, França

Cavalos árabes competindo no Enduro nos Jogos Equestres Mundiais Alltech FEI de 2014 na Normandia, França

O Super Bowl do Enduro, por exemplo, é a Taça Tevis, uma corrida anual de resistência de 160 quilômetros que ocorre no norte da Califórnia todos os verões.

Por consequência, esta extenuante e prestigiada corrida é ganha por um cruzamento de árabes ou árabes de raça pura todos os anos, exceto por dois desde o início do evento em 1955.

Linhagens proeminentes

As linhagens são importantes na raça árabe e sua genealogia se desenvolveu ao longo do tempo. Três dos mais conhecidos são o polonês, o Crabbet e o egípcio.

Cada tronco familiar se desenvolveu em uma parte diferente do mundo e tem sua própria história. Confira!

Polonês:

Os cavalos árabes chegaram à Polônia durante a guerra, quando adversários do Oriente Médio atacaram repetidamente o país. Os cavalos montados por inimigos mongóis, tártaros e turcos chegaram às mãos da Polônia como prêmios de guerra.

Leia mais sobre o cavalo Árabe

Na Idade Média, as fazendas polonesas foram desenvolvidas e uma variedade distinta de árabes poloneses surgiu.

Crabbet:

A linhagem árabe Crabbet começou quando a socialite britânica do século XIX Lady Anne Blunt e seu marido Wilfrid Blunt foram ao Oriente Médio em busca de bons cavalos para voltar à Inglaterra.

Lady Anne Blunt tornou-se uma estudante de linhagens beduínas e trabalhou duro para manter a pureza dos árabes que ela criava. Os cavalos do seu garanhão são conhecidos como a linhagem Crabbet e agora podem ser encontrados em todo o mundo.

Egípcio:

Uma variedade de árabes chamada “egípcia direta” representa a mistura de pura e indiscutível herança do deserto. A história recente dessa genealogia começa com o governante turco Mohamed Ali, o Grande, que liderou o Egito quando era uma província do Império Turco.

Cavalo árabe cinza em aderência de raça

Cavalo árabe cinza em aderência de raça

Mohamed Ali construiu estábulos palacianos e reuniu os melhores cavalos do deserto em todo o Oriente Médio. Essa variedade acabou chegando à América e pode ser vista em muitos pedigrees árabes nos EUA.

Fatos rápidos sobre o Cavalo árabe

  • Altura: 14,2 a 15,3 mãos
  • Cor: baía, castanha, preto, cinza, roan
  • Aparência geral: uma cabeça pequena, de preferência ligeiramente côncava abaixo dos olhos; focinho pequeno com narinas grandes; pescoço longo e arqueado; peito profundo e costas curtas; garupa horizontal; e carruagem de cauda naturalmente alta.

Fonte: Audrey Pavia/Horse Illustrated
Crédito das foto: Divulgação/Horse Illustrated

Cavalo Árabe

Brasileiro vence prova de Enduro Equestre na França

Rodrigo Saliba, do Rach Stud, esteve na Europa para participar de um programa de intercâmbio promovido pela CBH. Objetivo do brasileiro é se preparar o mundial de Enduro Equestre em 2023

Publicado

⠀em

Enduro Equestre

O jovem Rodrigo Storani Saliba, do Rach Stud – uma das principais criações de Cavalos Árabes do Brasil desde 1985 -, deu um passo importante para sua carreira de endurista internacional. Afinal, ficou em primeiro lugar nos 120 km da prova Tryout Mundial YR de Enduro Equestre, que aconteceu na sexta-feira (27) na França.

De acordo com o pai do jovem, Ricardo Saliba, trata-se de uma das provas mais tradicionais do calendário francês da modalidade. O rapaz esteve na Europa na semana passada para participar de um programa de intercâmbio de Young Riders, promovido pela Confederação Brasileira de Hipismo (CBH). Na ocasisão, aproveitou para participar do Tryout Mundial YR de Enduro Equestre a fim de adquirir mais experiência.

“Essa prova reuniu os melhores cavaleiros da Europa e daí o Rodrigo aproveitou para fazer a prova para conhecer a trilha também. E ele foi super bem, com um cavalo alugado, de um treinador da França, de confiança do Guilherme Santos [veterinário FEI 4]”, conta Saliba.

Carreira internacional de Enduro Equestre

Ainda de acordo com o pai do jovem endurista, eles se surpreenderam com o resultado. A princípio, eles imaginavam que Rodrigo pudesse, sim, chegar entre os 10 primeiros, dos 32 conjuntos participando da prova de Enduro Equestre, mas não que fosse ficar no lugar mais alto do pódio.

“Foi a primeira prova do cavalo em 120 km e o Rodrigo foi sem forçar o cavalo, mantendo o ritmo, mas mesmo assim ficou quase toda prova entre os primeiros colocados. Daí no final ele achou que estava disputando o quinto lugar, sem saber que os cinco primeiros colocados acabaram eliminados porque cortaram parte do percurso”.

E, por fim, acrescenta: “Pra gente [essa conquista] foi muito importante porque futuramente queremos colocar os cavalos Rach na Europa, mas queremos que o Rodrigo ganhe experiência até lá, fazendo a carreira dele como endurista, pra gente participar do mundial”, finaliza Saliba.

Por: Natália de Oliveira/Cavalus Comunicação Equestre
Foto: Arquivo pessoal/Rach Stud

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Cavalo Árabe

Cavalo Árabe brilha durante o principal evento do Turfe Paulista

Em dois páreos eletrizantes, válidos pelo GP Wathba Stallions Cup, RG EL BACK foi o vencedor entre os machos e MARLIZE RACH a vencedora entre as fêmeas da raça

Publicado

⠀em

Cavalo Árabe

Durante o principal evento do turfe paulista e segundo maior sul-americano, o cavalo Árabe brilhou. E foi na tarde do último sábado (14) quando aconteceu o Grande Prêmio São Paulo no Jockey Club de São Paulo, com a realização de dois páreos promovidos pela Associação Brasileira dos Criadores de Cavalo Árabe (ABCCA)

Com o apoio do patrocinador HH Sheikh Mansoor Bin Zayed Al Nahyan Racing Festival, dos Emirados Árabes, exemplares machos e fêmeas da raça, de 5 ou mais anos de idade, se enfrentaram na pista de grama pelo GP Wathba Stallions Cup For Colts I e GP Wathba Stallions Cup For Fillies I. Ao todo, em jogo uma bolsa de R$ 40 mil em premiação, sendo R$ 20 mil para cada páreo.

Abrindo os trabalhos no dia para as partidas do Cavalo Árabe no Jockey Club de São Paulo, seis machos se enfrentaram nos 1.600m. Mesmo largando em último e permanecendo na traseira até a reta final, RG EL BACK, sob o comando do jóquei R. Viana, deu uma arrancada impressionante e, nos 200 metros finais, assumiu a ponteira cruzando em primeiro na faixa final.

RG EL BACK (RG KARAT e ENDORA) é de criação e propriedade de Claudio Roberto Guimarães Ribas e foi treinado por E. Petrochinski. “Ele me surpreendeu, porque a linhagem dele é mais de distâncias longas e essa foi a primeira ou segunda vez que correu na milha. Ele largou em último, eu achei que não ia dar tempo, mas deu e ganhar no GP é uma maravilha”, comemora o treinador.

Disputa acirrada entre as fêmeas da raça no principal evento do turfe paulista

A disputa entre as fêmeas da raça Árabe também foi surpreendente durante o principal evento do turfe paulista. Ao todo, oito exemplares largaram pelo GP Wathba Stallions Cup For Fillies I, nos 1.400m na pista de grama. Na reta final, a decisão ainda não estava certa, mas nos metros finais MARLIZE RACH – sob o comando do jóquei W.Ariel – atropelou e assumiu a ponteira, se consagrando a vencedora do páreo.

MARLIZE RACH (EKSORT RACH e MUSA RACH) é de criação e propriedade do Rach Stud. “Uma corrida muito bacana, bem equilibrada, até o final não sabíamos quem ia ganhar”, conta Ricardo Saliba, do Rach Stud. “Foi muito importante ganhar, porque ganhou uma égua de criação nossa, pura polonesa, ela é irmã materna do Mentor Rach, que correu o páreo anterior, ela é neta do Polonês. O pai é Eksort, que a gente perdeu tem 20 dias. Então, foi uma homenagem bacana ao pai a vitória da filha”.

“A Marlize é uma potranca boa, que tinha uma vitória na distância mais curta e agora voltou a correr muito bem, deu uma atropelada bonita e conseguimos chegar no primeiro lugar. Ela é irmã do Mentor, que tem sete vitórias, e ela será uma futura reprodutora lá do Rach Stud. É um trabalho bem legal, acho que estamos há quase oito anos com as corridas aqui e é muito legal, gratificante quando ganha”, acrescenta Lucas Quintana.

Crescimento das corridas do Cavalo Árabe

Diretor de Esportes da ABCCA, Ricardo Saliba ainda aproveitou o principal evento do turfe paulista para convidar os demais proprietários de cavalo Árabe a entrarem nesse universo eletrizante dos turfes da raça. “Um ano que está começando, que vai ter muita coisa boa pela frente, muita premiação. A gente insiste que os proprietários de cavalo Árabe venham, tragam seus animais ao Jockey Club de São Paulo para prestigiar o programa de Corrida. É bom participar, como é no enduro, no halter. Aqui no Jockey Club de São Paulo é muito emoção e a gente fica gratificado com os resultados”.

Por fim, o Diretor de Corrida da ABCCA, Almir Ribeiro lembra que no próximo sábado (21) o Jockey Club de São Paulo irá sediar mais dois grandes páreos da raça Árabe. “Essa semana é a mais importante do turfe paulista, com esses dois páreos durante o GP São Paulo, e no próximo sábado teremos mais dois páreos, onde teremos todos os nossos animais Árabes em pista. No total, iremos distribuir, no total, R$ 80 mil de premiação e teremos, aproximadamente, 40 animais correndo nos quatro páreos”.

E o Diretor de Corridas da ABCCA ainda acrescenta: “Importante mostrar que o cavalo Árabe faz parte das corridas de cavalo na América do Sul, mais precisamente no Brasil, e que é uma atividade que vem crescendo cada vez mais. No dia 18 de maio teremos uma live, às 20h, pelo Instagram da ABCCA (@abccarabe), onde poderemos conversar um pouco mais sobre o presente e o futuro das corridas do cavalo Árabe no Brasil”, finaliza Ribeiro.

Por: Natália de Oliveira e Verônica Formigoni/Cavalus Comunicação Equestre
Crédito das foto em destaque: Divulgação/JCSP/Porfírio Menezes

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Cavalo Árabe

Corridas do cavalo Árabe devem movimentar mais de R$ 1,2 milhão em prêmios

Estimativa é referente aos páreos da raça realizados no Jockey Club de São Paulo no período de 2020 até o fim de 2022, segundo a ABCCA

Publicado

⠀em

“Atenção… é dada a largada a mais um páreo exclusivo da raça Árabe”. Quando o narrador anuncia o início das corridas no Jockey Club de São Paulo é impossível que os proprietários dos exemplares em disputa não sejam tomados pela emoção e adrenalina que a Corrida proporciona. Afinal, a modalidade por si só já é fascinante, mas se for levar em conta ainda a premiação em jogo a comoção pode ser ainda maior.

De acordo com estimativa da Associação Brasileira dos Criadores de Cavalo Árabe (ABCCA), as corridas do cavalo Árabe devem movimentar mais de R$ 1,2 milhão em prêmios. Esse valor é referente aos páreos realizados a partir de 2020 – quando a ABCCA fortaleceu a parceria com o Hipódromo de Cidade Jardim, incluindo os páreos do Cavalo Árabe no Calendário Mundial de Corrida – até o fim de 2022.

Almir Ribeiro, Diretor de Corridas da ABCCA, conta que esses valores foram obtidos especialmente através da captação de patrocínios internacionais. Entre eles, Sheikh Mansoor Bin Zayed Al Nahyan – UAE, Wathba Stud – UAE, Qatar Racing & Equestrian Club – Qatar, Al Shahania Stud – Qatar, Al Shaqab Racing – Qatar e Umm Qarn Farm – Qatar.

Como resultado dos trabalhos desempenhados pela ABCCA a fim de fomentar a modalidade de Corrida entre os adeptos da raça, houve uma elevação do número de cavalos no Jockey Clube: em 2021 havia 62% mais animais em treinamento e 83% mais proprietários do que em 2019. E a expectativa para essa temporada, ainda de acordo com a ABCCA, é da inserção de mais criadores e proprietários na modalidade.

Grandes Prêmios do Cavalo Árabe no JCSP

Neste sábado (14), a partir das 12h15, acontece o principal evento do turfe paulista e segundo maior sul-americano. Trata-se do Grande Prêmio São Paulo, no qual o cavalo Árabe estará presente com a realização de dois páreos exclusivos, que distribuíram R$ 40 mil em prêmios, graças ao patrocinador Wathba Stud, dos Emirados Árabes.

São eles, o GP WATHBA STALLIONS CUP para machos de 5 ou mais anos de idade, nos 1.600m, e o GP WATHBA SALLIONS CUP para fêmeas de 5 ou mais anos de idade, nos 1.400m. Ambos páreos serão realizados na pista de grama.
Já no dia 21 de maio, a ABCCA irá promover mais dois Grandes Prêmios no Jockey Club de Sâo Paulo. Desta vez, para os animais mais jovens, sendo machos e fêmeas da raça Árabe nascidos em 2018. A premiação será a mesma, de R$ 20 mil para cada GP.

Quem não puder ir até o Hipódromo de Cidade Jardim para acompanhar as corridas, pode assistir ao vivo pelo canal do YouTube do JCSP ou pelo canal 2 da Claro NET, na capital paulista.

Por: Natália de Oliveira/Cavalus Comunicação Equestre
Crédito das fotos: Divulgação/JCSP/Porfírio Menezes

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Cavalo Árabe

91 conjuntos Árabes participam da 2ª Etapa do Campeonato Paulista de Enduro

As habilidades dos cavaleiros e as aptidões dos cavalos árabes foram testadas a todo momento devido ao terreno bastante acidentado, deixando a prova bastante técnica

Publicado

⠀em

91 conjuntos de cavalos Árabes participam da 2ª Etapa do Campeonato Paulista de Enduro

Entre os dias 29 de abril e primeiro de maio, o Haras Endurance, recebeu as disputas da 2ª etapa do Campeonato Paulista de Enduro. Ao todo, a prova contabilizou 121 inscrições, sendo 91 de conjuntos formados por exemplares de cavalo Árabe: 70 com Puro Sangue Árabe, 14 com Anglo Árabe e 7 com Cruza Árabe.

Segundo Beto Rossi, Diretor de Enduro da Associação Brasileira de Criadores do Cavalo Árabe (ABCCA), as condições climáticas na cidade durante os dois dias de provas favoreceram a etapa. Contudo, o terreno com uma topografia mais acentuada e alguns pontos mais acidentados do Haras Endurance deixaram a prova de Enduro bastante técnica, tanto na velocidade quanto na regularidade.

“A topografia da prova tinha um relevo mais acidentado que outras provas, deixando a prova muito técnica. Nas principais categorias, a 120 km Adulto e 100 km, alguns conjuntos sentiram a dificuldade por conta de trechos mais acidentados. Mas isso faz parte da prova de enduro, e os cavaleiros souberam medir a velocidade e as condições do terreno para obter sucesso”, frisa Rossi.

Percurso do Campeonato Paulista de Enduro

84 conjuntos, dos 121 inscritos concluíram a prova. “Na prova principal, de 120 km largaram 13 cavalos e somente quatro cumpriram o trajeto completo, terminando em condições perfeitas. Os demais cavalos tiveram problemas por conta dos trechos mais acidentados do relevo e passagem por trechos com pedras. A prova foi bem sucedida, nenhum cavalo cansou demais. Com as trilhas bem marcadas, fortes, valorizaram a técnica dos cavaleiros e a aptidão dos cavalos”, finaliza o Diretor de Enduro da ABCCA.

As disputas aconteceram em 15 categorias diferentes, entre provas de velocidade e regularidade. Na CEI2* 120KM ADULTO – FEI.

Para conferir os conjuntos campeões de cada categoria da 2ª etapa do Campeonato Paulista de Enduro, clique aqui.

Por: Natália de Oliveira/Cavalus Comunicação Equestre

Fotos: Divulgação

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Cavalo Árabe

21ª ExpoGrande Arabian Show atrai interesse de novos criadores de cavalo Árabe

Evento reuniu criadores de quatro estados e for organizado pela Associação de Criadores do Cavalo Árabe do Mato Grosso do Sul (ACCA-MS), com o apoio da Associação Brasileira de Criadores do Cavalo Árabe (ABCCA)

Publicado

⠀em

21ª ExpoGrande Arabian Show atrai interesse de novos criadores de cavalos Árabe

O Parque de Exposições Laucídio Coelho, em Campo Grande/MS, foi palco, nos dias 29 e 30 de abril, da 21ª ExpoGrande Arabian Show. O evento – organização pela Associação de Criadores do Cavalo Árabe do Mato Grosso do Sul (ACCA-MS), com o apoio da Associação Brasileira de Criadores do Cavalo Árabe (ABCCA) – reuniu criadores da raça de quatro estados diferentes (MS, MT, SP e PR), entre visitantes e expositores.

Walter Dias Ribeiro, Diretor de Exposições da ACCA-MS, conta que a exposição foi de alto nível de qualidade e, com isso, obtive resultados satisfatórios. “Foi a nossa primeira exposição pós pandemia, o resultado foi muito bom, um ambiente de muita confraternização, criadores novamente se animando a preparar animais para as próximas exposições um retorno muito satisfatório”.

Além disso, Ribeiro ressalta que a exposição conseguiu despertar o interesse de novos investidores no Cavalo Árabe. “Tivemos alguns interessados novos, tanto na exposição, como na apresentação no Haras Engenho”, ressalta o Diretor de Exposição da ACCA-MS.

Exemplares de cavalo árabe campeões da ExpoGrande Arabian Show

Como resultado das disputas de Halter, WHAYNAH SHALOM (AG SHALOM x WINNY EL HYLAN, por HYLAN) se consagrou Campeã Égua Ouro da 21ª ExpoGrande Arabian Show. Já KIKAN EL KABURR JQ (KABURR EL KARIM JQ x AF IENA, por AF EDIL) conquistou o título de Campeão Cavalo Ouro do evento.

Para conferir todos os resultados da edição de 2022 a ExpoGrande Arabian Show, acesse.

Por: Natália de Oliveira/Cavalus Comunicação Equestre

Fotos: Divulgação

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Cavalo Árabe

35ª Interestadual do Cavalo Árabe acontece no mês de abril em Tatuí

Em pista, a raça irá exibir toda a sua beleza e estilos de montaria no primeiro grande evento do ano organizado pela ABCCA

Publicado

⠀em

O Centro Hípico de Tatuí (CHT), em Tatuí/SP, será palco da 35ª edição da Interestadual do Cavalo Árabe, marcada para ser realizada entre os dias 7 a 9 de abril. Após dois anos sem ser realizada por conta da pandemia da Covid-19, a exposição volta ao calendário da Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Árabe (ABCCA), abrindo os eventos na temporada 2022.

“Finalmente, retomamos o calendário de evento de 2022 com a realização da Interestadual, uma exposição importante”, frisa Paquito Carrasco, vice-presidente de Exposições da ABCCA. “Esse é um evento exclusivo do cavalo Árabe, com a realização do Halter e da Performance”.

Enquanto no Halter o Cavalo Árabe irá exibir toda a sua beleza em pista, bem como suas características morfológicas marcantes, na Performance a raça irá se apresentar em diferentes estilos de montaria.

Paquito ainda faz questão de ressaltar a excelente estrutura do CHT para receber os animais da raça, bem como toda a família arabista e, é claro, todos aqueles que estejam interessados em conhecer de perto um pouco mais sobre o Cavalo Árabe. Afinal, a entrada no evento é gratuita e aberta ao público da cidade.

Além das disputas pela 35ª edição da Interestadual do Cavalo Árabe, durante os dias do evento também serão realizadas provas válidas pela Copa Brasil 2022, que consistem, exclusivamente, na modalidade de Halter.

Mais informações sobre o Cavalo Árabe podem ser adquiridas pelo site da ABCCA.

Serviço
35ª Interestadual do Cavalo Árabe
Data: 7 a 9 de abril
Horário: das 8h às 18h
Local: Centro Hípico de Tatuí, em Tatuí/SP

Por: Natália de Oliveira/Cavalus Comunicação Equestre
Foto: Divulgação/ABCCA

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Cavalo Árabe

Seis fêmeas da raça Árabe se enfrentam nos 1.000m em Cidade Jardim

No tempo de 1:06.794, Blendda D’ Johrdan JM cruzou a linha de chegada em primeiro lugar em páreo válido pelo Prêmio UAE President Cup Series For Filies I

Publicado

⠀em

Seis fêmeas da raça Árabe se enfrentaram nos 1.000m, na pista de grama, no último sábado (26), no Hipódromo Cidade Jardim. O páreo – promovido pela Associação Brasileira de Criadores do Cavalo Árabe (ABCCA) – foi válido pelo prêmio UAE Presidente Cup Seris For Filies I, e foi exclusivo para fêmeas de 3 anos ou mais, sem vitória.

Numa disputa eletrizante desde o início, BLENDDA D´JOHRDAN JM (JOHRDAN EL JAMAAL e SHALLANA HVP), sob o comando do jóquei I.Silva, cruzou a linha de chegada em primeiro lugar, no tempo de 1:06.794, com a vantagem de meio corpo de diferença da égua segunda colocada, FLICKA AJR (FEITIZZO RACH X FASCINACION), que esteve sob comando na montaria do jóquei recordista mundial Jorge Ricado.

Tanto Blendda quanto Flicka foram preparadas para a corrida pelo treinador O.S. Pereira. A égua primeiro colocada é de criação de José Alves Filho, do Haras JM, e de propriedade de Roberto Jonas Simões. O páreo distribuiu R$ 4.500 em prêmios.

“Foi uma corrida difícil, porque Blendda D’Johrdan JM vinha de uma sequência de segundos e terceiros lugares e, finalmente, chegou a hora dela vencer”, comemora o proprietário da égua vencedora do páreo. “Estou muito feliz com a vitória porque foi uma corrida muito disputada desde o início e vencer o mestre Jorge Ricardo por meio tempo de vantagem é uma experiência que não tem preço”, disse o jóquei I. Silva.

A UAE President Cup Series for Fillies I foi a segunda corrida da UAE President Cup South America Mondial – Brasil da temporada 2022, para fêmeas a partir de 3 anos. Para o evento, a ABCCA conta com o apoio dos patrocinadores, HH Sh Mansoor Bin Zayed Al Nahyan, Vice-Primeiro Ministro e Ministro de Assuntos Presidenciais e HE Faisal Al Rahmani, Presidente da Federação Internacional de Corridas de Cavalos Árabes (IFAHR) e Diretor Geral da Copa do Presidente dos Emirados Árabes Unidos.

Além dos prêmios durante as corridas, todos os cavalos participantes do Calendário de Corridas 2022 também competem na categoria Corrida da Arabian Cup 2022, que é promovida pela ABCCA. Mais informações sobre o cavalo Árabe podem ser obtidas pelo site www.abcca.com.br.

Por: Natália de Oliveira/Cavalus Comunicação Equestre
Colaboração: Cidinha Frazão
Crédito da foto em destaque: Divulgação
/JCSP

Continue lendo

Cavalo Árabe

Brasileiros se destacam no Internacional de Enduro, de Fontainebleau, na França

André Diniz com Shogun Endurance; Leo Steinbruch com Blue Jeans Endurance e o francês Alexis Moran montando Waradmiral Endurance, todos animais do Haras Endurance, registraram o nome do Brasil em terras francesas

Publicado

⠀em

Cavalos e cavaleiros brasileiros deram um show no Internacional de Enduro, realizado em Fontainebleau, na França nesta sexta (25).

Dois cavaleiros brasileiros e três cavalos Árabes do Haras Endurance registraram o nome da criação nacional na história da prova.

André Vidiz montando Shogun Endurance, de 11 anos, venceu o CEI3* 140km, com velocidade média 17,3 km/h, completando a prova 28min17s antes da segunda colocada.

“Apesar de não ter sido uma categoria tão competitiva, foi muito importante para mim ganhar os 140kms de uma das provas mais importantes do calendário francês”, comemorou o cavaleiro brasileiro.

Vidiz ainda destacou a importância do resultado para a visibilidade da criação nacional em terras francesas. “É um resultado que mostra a qualidade da criação brasileira, corroborada pela vitória do Waradmiral nos 100kms”, afirma.

Outros brasileiros em destaque

Outro cavaleiro brasileiro, Leo Steinbruch, montando Blue Jeans Endurance, animal de apenas 8 anos e de criação e propriedade do Haras Endurance, conquistaram a 25ª colocação no CEI1* 103 km.

A prova contou com 45 conjuntos, dentre os quais apenas 36 concluíram a trilha.

O conjunto nacional completou a prova com velocidade média de 16,4 km/h.

Mais destaques

O conjunto formado por Waradmiral Endurance, animal do Haras Endurance, e o cavaleiro francês Alexis Moran venceram a etapa do Ama1GP 103km.

Com velocidade média de 21,5 km, eles foram um dos quatro conjuntos de sete que completaram a etapa.

Temporada na Itália

Integrante da equipe brasileira vice-campeã mundial em 2021, em Pisa, na Itália, Vidiz e seu cavalo Shogun Endurance estão na Itália desde o ano passado, no Centro de Treinamento SG Endurance, de Daniele Serioli.

Chambord Endurance, Blue Jeans Endurance e Waradmiral Endurance também são treinados no Centro SG Endurance enquanto estão realizando essa temporada na Europa.

Por: Camila Pedroso

Fotos: Leon Blurck

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Cavalo Árabe

Mais de 80 conjuntos participam da 1ª Etapa do Paulistão de Enduro Equestre

Apesar do calor intenso, prova foi sucesso com relação ao bem-estar animal, sem nenhum animal precisar ir para tratamento

Publicado

⠀em

O Haras Albar, em Campinas/SP, foi palco no último sábado (19) da 1ª etapa do Paulistão de Enduro Equestre. Ao todo, prova contou com 85 conjuntos inscritos, entre eles 75 formados por exemplares da raça Árabe, entre Puro Sangue, Cruza-Árabe e Anglo-Árabe, que ponturam pelo Ranking da Arabian Cup, da Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Árabe (ABCCA).

Nesta etapa, os conjuntos se dividiram em 11 categorias diferentes, sendo que o cavalo Árabe esteve no topo do pódio em 10 delas. Foram: CEIYR1* 100, CEI1* 100, CEN 80, CEN MIRIM 80, CURTA ADULTO 60, CURTA JOVEM 60, GRADUADO ADULTO, GRADUADO JOVEM, ABERTA ADULTO e ABERTA MIRIM.

“A prova foi bem legal. Estava muito calor e, com isso, a dificuldade foi enorme. Mas o pessoal tomou muito cuidado e foi um sucesso com relação a bem estar animal, pois nenhuma precisou ir para o tratamento. Todos respeitaram os limites de seus animais, e o resultado foi bem legal”, disse Mariucha Quintieri, Gerente e Veterinária do Haras Albar.

A 1ª etapa do Paulistão de Enduro Equestre foi o responsável por dar o ponta pé inicial nas provas da modalidade no Estado de São Paulo e já contou com um número expressivo de conjuntos inscritos. “Geralmente não tem tantos e eu espero que como tivemos essa quantidade de inscritos isso continue durante o ano e que até supere. Espero que esse ano seja um ano com muitos cavalos em todas as provas”, finaliza.

Os resultados completos da 1ª etapa do Paulistão de Enduro Equestre podem ser acessados no site Prova Equestre. Clique aqui pra conferir.

Instagram:@abccarabe | Facebook: ABCCÁrabe | YouTube: ABCCArabe

Por Natália de Oliveira/Cavalus Comunicação Equestre
Foto: Divulgação/Ana Breneisen

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Cavalo Árabe

ABCCA aposta em provas concorridas para a temporada 2022 de Enduro

Primeira prova acontece neste sábado (19), no Haras Albar, em Campinas/SP

Publicado

⠀em

Com a expectativa de retomada de cavaleiros e amazonas nas provas de enduro do cavalo Árabe em 2022, após um longo de período de afastamento por causa da pandemia da Covid-19, a Associação Brasileira de Criadores do Cavalo Árabe (ABCCA) está apostando numa temporada concorrida.

“Todos estão se preparando para um ano com várias provas e acredito que muito concorridas, pois nos dois últimos anos muitos deixaram de fazer provas devido a pandemia”, frisa Beto Rossi, Diretor de Enduro da ABCCA.

No próximo sábado (19), já acontece a primeira prova da modalidade do ano homologada pela entidade, segundo Rossi. Trata-se da I Etapa do Paulistão 2022, que será realizada no Haras Albar, em Campinas/SP. “Iremos chancelar as 9 etapas do campeonato”.

Ainda de acordo com o Diretor de Enduro da ABCCA, a ideia é homologar provas em todos os estados ao decorrer do ano. “Como, por exemplo, Minas Gerais, Paraná, Brasília e Rio de Janeiro. O calendário de provas está sendo definido e a expectativa é que ocorra tudo dentro do planejado”, cita.

No Paraná, a primeira prova de enduro prevista é para o dia 26 de março, na Cabanha São Rafael Balsa Nova. Além disso, ainda estão previstas mais outras três provas no estado ao decorrer do ano.

Com relação a premiação, Beto Rossi explica que a ABCCA fornecerá os troféus e medalhas nas provas homologadas.” Mas na etapa válida pela nacional serão distribuídos prêmios especiai , a serem definidos no decorrer do ano”, finaliza.

Para saber mais sobre o cavalo Árabe, acesso o site www.abcca.com.br ou acompanhe as redes sociais oficiais da ABCCA.

Instagram:@abccarabe | Facebook: ABCCÁrabe | YouTube: ABCCArabe

Por: Natália de Oliveira/Cavalus Comunicação Equestre
Crédito da foto em destaque: Divulgação/Haras Albar

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Categorias

COPYRIGHT © 2021 CAVALUS. TODOS DIREITOS RESERVADOS
ESSE SITE É PROTEGIDO PELO GOOGLE RECAPTCHA
POLÍTICA DE PRIVACIDADE | TERMOS DE SERVIÇO