Crioulo

Finais do Cavalo Crioulo já tem os melhores domadores do ciclo

Na raça Crioula, o ofício da doma é reverenciado no maior palco da raça onde é reconhecido o trabalho dos melhores domadores do ciclo

Publicado

⠀em

Finais do Cavalo Crioulo já tem os melhores domadores do ciclo

Neste ano, as finais da Doma de Ouro – também conhecida como etapa de Redomão da ABCCC – e Um Ano de Freio, aconteceram durante a sexta-feira e sábado, 17 e 18 de setembro, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio (RS).

Na premiação, R$ 40 mil reais foram distribuídos entre as primeiras colocações, reconhecendo a importância da atividade. Dessa forma, as finais aconteceram sob a vigência dos protocolos de enfrentamento à Covid-19 estabelecidos pela Associação e também foram transmitidas ao vivo pelos canais oficiais da ABCCC.

Doma de Ouro

Com um total de 33 conjuntos competindo nas duas modalidades, o ciclo atual foi mais enxuto do que em edições passadas. Mesmo assim, o jurado Thiago Andreolla Persici, que é membro da Subcomissão de Doma de Ouro, comemorou os resultados e elogiou a qualidade nas provas. “A prova de Doma teve uma regulamentação há apenas 3 ou 4 anos, e ela vem num crescimento técnico grandioso. Nosso cavalo está com qualidade de andadura, qualidade de figura, até chegar às provas de campo com maestria”, destaca.

Segundo o jurado, a qualidade é resultado do trabalho dos homenageados do dia, os domadores, que de acordo com o jurado. “Estão cada vez mais conhecendo a genética com que trabalham, os animais, sabendo explorar cada detalhezinho, cada ponto da prova para tirar o melhor resultado de cada animal”. Persici avaliou a agenda desta semana em Esteio ao lado do colega jurado e técnico da Associação, Rouget Gigena Wrege.

Então, ele que já teve reconhecimento no ano passado – quando inclusive venceu o título de Domador do Ano – voltou a subir nos lugares mais altos do pódio, desta vez na Final da Doma de Ouro (Redomão ABCCC): Rian de Vasconcelos Valadão. A montaria vitoriosa neste ciclo foi a parceria com a fêmea Mangaba da Timbaúva, abrindo uma vantagem considerável de pontuação em relação aos demais colocados.

“Graças a deus estou aqui consagrando o trabalho de um ciclo inteiro. A égua surpreendeu e cresceu muito durante a prova, mantendo uma boa qualidade. Estou muito feliz e muito contente, agradeço muito a Deus e a minha família que está sempre junto comigo, ao proprietário da égua pela confiança e agora o plano é seguir trabalhando para chegar bem o ano que vem novamente”, declarou o domador.

Um ano de Freio

Consolidando os resultados obtidos no ciclo passado, quando alcançou o topo do pódio após 21 dias de doma, o conjunto composto pelo ginete Marcos Braga Silveira de Ávila e a égua Boina do Kavaju Porã repetiu o feito, desta vez competindo na prova Um ano de Freio. Alcançaram a vitória em dupla, mas também foram reconhecidos individualmente.

“Com essa égua eu consegui conquistar o primeiro lugar na Doma de Ouro, um título realmente importante para mim que sou domador, em uma prova muito bem-feita, onde se respeita muito o cavalo. Neste ciclo, com o freio, ela voltou e se mostrou tão bem quanto o ano passado”, comemorou Marcos.

Prova de Castrados

Criada há quatro anos pela ABCCC, a Prova de Castrados traz para a principal pista da raça o dia a dia das lidas do campo. Uma competição que demonstra força alinhada a funcionalidade, que, mesmo em fase de construção, valoriza um recorte importante no Cavalo Crioulo. Admitidos pelo técnico Jaime Fagundes Bica de Freitas, 7 exemplares se apresentaram com cinco conjuntos na categoria Amador e dois na categoria Master.

Então, composta pelas etapas de Morfologia, Andaduras, Figura e Esbarradas, a prova trouxe dois ginetes ao topo da competição.

Bem como, na categoria Master, e também destaque com a melhor média da prova, Daniel Ranheri Dutra subiu ao pódio conquistando o primeiro lugar. Sendo assim, ele teve 16,704 pontos de nota final, montando o gateado Julgador do Trinta e Oito. “Uma prova emocionante e muito gratificante, ainda mais para nós que somos fãs do cavalo”, declara o ginete.

Por fim, na categoria Amador, saindo do terceiro lugar do pódio na disputa de 2020, Guilherme Rosset dos Santos conquistou a primeira colocação neste ciclo. Com Aguerrido da Dom Quixote, finalizou a etapa com 16,429 pontos.

Fonte: ABCCC
Crédito e legenda da foto em destaque:
Vencedores Doma de Ouro – Divulgação/ABCCC/Felipe Ulbrich

Veja mais notícias do cavalo Crioulo no portal Cavalus

WordPress Ads
WordPress Ads