Mangalarga

ABCCRM em parceria com a UNESP Botucatu (SP) desenvolve pesquisa de melhoramento genético da raça

Estudo vai disponibilizar informações gratuitas de relevância zootécnica para técnicos e criadores, afim de contribuir com o desenvolvimento dos programas de seleção racial

Publicado

⠀em

ABCCRM em parceria com a UNESP Botucatu (SP) desenvolve pesquisa de melhoramento genético da raça

A Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga (ABCCRM) em parceria com a Faculdade de Medicina Veterinária e Zootécnica Campus de Botucatu (SP) (FMVZ – UNESP) vem desenvolvendo uma pesquisa técnica que visa contribuir com o melhoramento genético da raça.

Promovida pelo aluno Gustavo Henrique Alberto, do curso de Zootecnia, o projeto tem como objetivo principal, analisar a associação genética das características morfológicas e de dinâmica dos cavalos da raça Mangalarga, com os dados de premiações em Exposições Nacionais, dados disponibilizados pela ABCCRM.

“O estudo permitirá a obtenção, por meio de análises estatísticas, de informações das estimativas de herdabilidade das principais características de importância econômica para a raça Mangalarga, bem como, as correlações genéticas associadas ao histórico de premiações em Exposições Nacionais, tendo como intuito, disponibilizar informações gratuitas de relevância zootécnica, para técnicos e criadores envolvidos com a raça, afim de contribuir com o bom desenvolvimento dos programas de seleção”, afirmou Alberto.

As informações que embasam o estudo foram adquiridas na Exposição Nacional da Raça, promovida em 2021. Os dados levantados já foram encaminhados à Fundação de Amparo à Pesquisa no Estado de São Paulo (FAPESP), que deverá desenvolver as análises estatísticas dos dados.

As análises serão realizadas por meio de programas e modelos estatísticos, analisando e relacionando os dados de pedigree, de registro e de premiações.

“O objetivo principal da parceria entre ABCCRM e do grupo de estudos da UNESP, é gerar dados e informações de cunho zootécnico, disponibilizá-los aos criadores, treinadores e técnicos, afim de contribuir no delineamento dos programas de melhoramento genético”, afirmou.

Segundo Alessandro Procópio, representante da ABCCRM, o conhecimento técnico e científico na equideocultura subsidia os criadores na toma de decisões mais assertivas. “Com esse objetivo, a parceria ABCCRM /UNESP busca complementar o conhecimento histórico do que norteou a formação e evolução genética da raça, com análises científicas realizadas com tecnologias e profissionais de ponta”, ressalta.

O projeto é orientado pelo Prof. Dr. Josineudson Augusto II e tem como coorientador Dr. Ricardo Faria e deverá ser concluído em 12 meses.

Por Camila Pedroso . Agência Cavalus

Fotos: Beto Falcão / Arquivo pessoal

Leia mais notícias sobre o Mangalarga aqui.

WordPress Ads
WordPress Ads