Paint Horse

Genética Paint Horse segue para Uruguai e Bolívia

Leilão registrou ainda o maior faturamento para a raça dos últimos anos

Publicado

⠀em

O comércio de animais da raça Paint Horse segue aquecido. Com a pandemia de Covid-19, talvez esperássemos uma retração do mercado de compra e venda de cavalos. Mas não é o que temos visto, especialmente em números nos leilões realizados de modo virtual em todas as raças e modalidades.

Como foi o caso do 1º Leilão Winning Horses, no dia 13 de abril. De acordo com informações do WP Ranch, criatório de cavalos da raça Paint de Araxá/MG, houve um faturamento total de R$ 703.720,00, o que deu média geral de R$ 34.416,00. “Sem dúvida, um divisor de águas para a raça Paint no Brasil”, comenta Bruno Vaz.

O leilão contou com a presença de animais Paint Horse e Quarto de Milha, do WP Ranch e convidados. Entre os destaques de vendas, um animal e uma cobertura que partiram para Uruguai e Bolívia. Genética cultivada no Brasil que tem tudo para brilhar em outros países.

Rompendo as fronteiras, e fazendo história para o Paint Horse, Fuscão Adelta Dixie (A Delta Dixie Boy x Ciça Dixie Girl) foi arrematado por um criador e está ‘de malas prontas’ para sua nova casa na Bolívia. O animal era de propriedade dos irmãos Nogueira Mollo. Assim como WP Ranch ainda vendeu duas coberturas do Winning PEP EJB para a Cabanha La Cachimba, do Uruguai.

“Quando planejamos um leilão, além de querer ofertar genética de primeira qualidade, a gente quer que não só seja um estouro, como também seja algo marcante e que todos peçam ‘bis’”, comenta Bruno Vaz.

Paint Horse: leilão do WP Ranch registrou ainda o maior faturamento para a raça dos últimos anos - faturamento total de R$ 703.720 um record
A Royal Winning Fletcher WPR

Winning PEP EJB

O criatório, aliás, é proprietário de um dos cavalos de destaque da raça hoje em dia. Partindo da premissa de Bruno em criar animais com um ‘mix’ de beleza, morfologia e performance. Dessa forma, sua maior inspiração para montar o leilão foi o garanhão do haras, Winning Pep EJB (Dr Sunny Pep x Mico’s Win).

Ele é Super Horse e um fenômeno das pistas dos eventos do Paint Horse. Ademais, é o único animal Paint, no Brasil e no mundo, a disputar 12 modalidades e 23 categorias em um mesmo Campeonato Nacional e subir no pódio em todas elas.

Comprovado na performance e visualmente pela beleza, Winning Pep mostra ainda a força de sua carga genética. Seu pai, Dr Sunny Pep, é tricampeão em Apartação, e seu avô, Peppy San Badger, um dos melhores cavalos da história do esporte equestre. Por outro lado, na bagagem materna, tem sangue das lendas da Apartação e da Rédeas, Winnin Doc e Doc Quixote.

Qualidades que, com toda a certeza, contribuem para o momento a raça. Criatório preocupado em oferecer o que há de melhor para o mercado.

Paint Horse: leilão do WP Ranch registrou ainda o maior faturamento para a raça dos últimos anos - faturamento total de R$ 703.720 um record
Kittes Winning Playboy WPR

Recordes de preço

Se todos os atributos acima não bastassem para atestar o bom momento do Paint Horse, houve ainda nesse leilão três animais vendidos com recorde de preço.

Assim, o lote melhor valorizado foi a fêmea A Royal Winning Fletcher WPR (WinningPep EJB x  A Royal Starlight). Neta do lendário Royal Fletch foi para as mãos de Aderbal da Cunha Bergo (Haras Tradition) e José Roberto Soares da Rocha (Haras R3), pelo valor de R$ 54.000,00.

Enquanto outra fêmea, Kittes Winning Playboy WPR (WinningPep EB x Kites Little Playboy), é a segunda melhor dessa lista. Neta da lenda Tilly Playboy, faz parte agora do plantel de Neusa Aparecida Monteiro Renesto, pelo valor de R$ 51.120,00.

Por fim, entre o trio melhor valorizado do pregão, realizado pela Opportunity Leilões, o macho The Playgun Winning WPR (WinningPep EJB x Deltagun RPM). Neto da lenda Playgun, seu novo dono é Paulo César de Abreu Magalhães, que o comprou pelo de valor R$ 46.800,00.

“Foi só nosso primeiro leilão, que passamos anos preparando, a fim de ofertar lotes de extrema qualidade. O resultado não poderia ser outro, sucesso total. Estamos felizes por contribuir com a raça Paint e ansiosos pelo próximo pregão”, finaliza Bruno Vaz.

Por Luciana Omena
Colaboração: Assessoria de Ana Olivera
Crédito das fotos: Divulgação/Fabio Cabrera
Na chamada: Fuscão Adelta Dixie

Veja mais notícias sobre o cavalo Paint no portal Cavalus

Paint Horse

Dr. Carlos Rangel é um especialista na raça Paint Horse

O criador, além do fomento da raça atuando nas pistas e na reprodução com seus cavalos, também presidiu a ABCPaint por um mandato

Publicado

⠀em

Quem conhece um pouco da raça Paint Horse conhece o Dr. Carlos França Rangel, proprietário do Haras Vila Colonial, em Analândia/SP. Criador desde 2005, ele tem em seu plantel alguns animais destaque, quer seja por suas linhagens, quer seja pelos títulos de campeões. Seus animais se destacam, principalmente, nos Três Tambores.

O criador, além do fomento da raça Paint Horse atuando nas pistas e na reprodução com seus cavalos, também presidiu a ABCPaint por um mandato
Crédito da foto: Eduardo Custódio

Ligado aos cavalos desde a infância, o médico oftalmologista Dr. Carlos Rangel readquiriu a propriedade rural que havia sido da família no passado e a transformou em um haras de criação semi-extensiva de animais da raça Paint Horse há mais de 15 anos.

“Antes de mais nada, me aprofundei e apliquei em minha criação os meus estudos de genética de pelagens”, afirma.

De acordo com o criador, ele introduziu no Brasil os conceitos de dupla e tripla homozigose, através de seus artigos na revista da ABCPaint, e formou o maior plantel de Paints triplos do Brasil. Ou seja, cavalos pretos e brancos com grande percentagem de olhos azuis.

O criador, além do fomento da raça Paint Horse atuando nas pistas e na reprodução com seus cavalos, também presidiu a ABCPaint por um mandato
Crédito da foto: JC Markun

Destaques

Entre os principais cavalos do haras hoje, Zan Parr Image, campeão Mundial de Três Tambores (foto de chamada); QT Tru Streke, triplo homozigoto de linhagem super campeã dos Estados Unidos; Color Me Slade, filho de Color Me Smart, campeão americano; Buddy Shoe Shine, filho de campeões americanos em ‘All Around Performance’. Bem como doadoras importadas, triplo homozigotas, todas de linhagens campeãs norte-americanas.

O criador, além do fomento da raça Paint Horse atuando nas pistas e na reprodução com seus cavalos, também presidiu a ABCPaint por um mandato
Crédito da foto: Fabio Cabrera

“Devido a todas as vantagens esportivas oferecidas pela raça irmã, o Quarto de Milha, a raça Paint Horse oferece o ‘plus’ da maravilhosa pelagem exótica, buscada pela maioria das pessoas ligadas ao cavalo”, reforça o Dr. Carlos a dizer porque optou pelos Paints.

“Nossa expectativa para 2021 é a continuidade do processo de seleção genética, que alia esportividade à beleza, as quais já caracterizam o Haras Vila Colonial.”

Por Luciana Omena
Crédito da foto de chamada: Fabio Cabrera

Veja mais notícias sobre o cavalo Paint no portal Cavalus

Continue lendo

Paint Horse

A paixão de Claudia Motta pelo cavalo Paint Horse

Ao lado do marido ela toca sua criação de animais pintados no interior de São Paulo

Publicado

⠀em

Claudia Maria Del Rigo Motta, 56, tem paixão pelo cavalo Paint Horse. Nascida e ainda moradora de São Paulo, capital, a criadora mantém seus animais no Haras BJ – Fazenda Bom Jesus. Propriedade da família do marido, Pedro Paulo Silveira Motta, que é seu parceiro na criação. Apesar do contato com cavalos desde sempre, ela acredita que o casamento a uniu ainda mais com esses animais.

Por um período curto, aos 15 anos de idade, Claudia Motta praticou Salto. “Eu fiz Salto aqui em São Paulo por pouco tempo, na época da escola. Tinha cavalo BH em hípica e sempre amei cavalos. Acho que eles, inclusive, fizeram parte do meu casamento (risos). Não só eu, como também meu marido sempre fomos do meio”, conta.

Assim, quando ela conheceu Pedro passou a frequentar a fazenda da família dele em Santa Rita do Passa Quatro/SP. “Ele já tinha alguns cavalos da raça Quarto de Milha. Não era nada voltado à criação. Então, passávamos muitos momentos na fazenda em passeios”.

Pepper Delta Cat está reservada à reprodução

Paixão pelo cavalo Paint Horse

Há alguns anos surgiu a paixão do casal pelo cavalo Paint Horse. “Começamos a criar Paint há mais ou menos 6 anos. No início, a beleza da raça nos chamou atenção. Ganhei um potro Paint e logo quis começar um pequeno plantel. Comprei algumas éguas e o sonho virou realidade!”, lembra a criadora.

Sua criação é direcionada para a produção. Contudo, Claudia reforça que tem alguns cavalos em treinamento, já que a linhagem dos animais é voltada ao cavalo de Trabalho. “Trabalhamos com matrizes importantes, que são nossas, sangue Dr. Sunny Pep, Gallo Del Ciello, QT Poco Streke, Winning Pep, entre outros”.

Para compor os cruzamentos, ela usa sêmen de garanhões de terceiros. “Compramos coberturas de cavalos bons. Nosso pensamento é fazer qualidade. Poucos e muito bons e nisso investimos”.

Ao lado do marido, Claudia Motta toca sua criação de animais pintados no interior de São Paulo; há seis anos mantém paixão cavalo Paint Horse
Highlight Drean, em treinamento com Gildo Vendrame

Para citar alguns, no Quarto de Milha, Hashtags, Popular Resort Figure, SDP Ace of Diamon, Pop Gun, Maximus Black Gun, Chex From a Star, Son Ofa Jay; enquanto no Paint, Winning Pep, Chasin the Money, Flying Dare Devil, Bandit Kaliman.

“Nós temos os cavalos como hobby que nos traz muito prazer. Por isso começamos o haras de Paint. Uma ansiedade de saber o que vem e como vem. Por outro lado, a pintura, o colorido, é muito emocionante! Cada detalhe é diferente do cavalo sólido. Acho o cavalo Paint, acima de tudo, exótico. Quando vemos um Paint correndo, automaticamente, imaginamos o começo de tudo…os mustangs…liberdade…força…”

Por Luciana Omena
Crédito das fotos: Arquivo Pessoal
Na foto de chamada, ao lado do marido e o primeiro cavalo Paint que compraram

Veja mais notícias sobre o cavalo Paint no portal Cavalus

Continue lendo

Paint Horse

Agostinho Leal é um criador apaixonado por cavalos e pelo Paint

Tendo contato com cavalos desde criança, o criador e competidor segue também em busca do fomento da raça

Publicado

⠀em

Agostinho Leal, 50 anos, é agropecuarista em Goiás. Natural de Campina Verde/MG, hoje mora em Caçu/GO. Marli Divina Queiroz, sua esposa, também está envolvida com os cavalos assim como ele. Na Fazenda Berrante de Ouro, todo mundo é apaixonado por cavalos e pelo Paint Horse. “O meu contato com cavalos vem desde criança. Passei uns anos afastado e faz três anos que voltei com o Paint”, explica ele.

Sua criação é a pasto, na fazenda de gado. Os animais ficam soltos nas pastagens bem cultivadas do local. Seu retorno à criação deve-se à amizade com outro criador e entusiasta do Paint Horse, Bruno Vaz Ribeiro, do WP Ranch. “Morei em Araxá/MG e conheci o Bruno nesse tempo. Quando ele começou a fazer a campanha do Winning Pep, levá-lo nas provas, eu já gostava muito e fui me apaixonando cada vez mais pelo cavalo”, lembra Agostinho.

Apaixonado por cavalos e pelo Paint Horse, ele não demorou muito para ter vontade novamente de retomar a sua criação. O garanhão-chefe é El Winning Zorrero, filho do Winning Pep. Também está entre os seus cavalos de prova. Em que ele mesmo monta na Amador e nas últimas conquistas, quem o apresentou na Aberta foi Fabio Berestino.

El Winning Zorrero, inclusive, ganhou ano passado durante o Nacional da ABCPaint as provas de Apartação, Working Penning, Conformação e Performance Halter. O outro animal de prova é a égua Elegance Jhonny Visa. Aliás, são os dois pilares da Fazenda Berrante de Ouro, já que o cruzamento entre eles é a principal aposta de Agostinho.

“Temos uma filha deles que vai entrar em treinamento agora, potro do futuro ano que vem, vai pro Fabio Berestino. Os cavalos nascem aqui, contudo quando chega época de doma e treinamento enviamos para treinadores de confiança”, explica o criador.

Tendo contato com cavalos desde criança, o criador e competidor segue em busca do fomento da raça; é apaixonado por cavalos e pelo Paint

A paixão por cavalos

Especialmente em relação a Apartação, Agostinho Legal viu sua primeira prova aos 18 anos. “Fui tirar a carteira de motorista em Uberaba/MG e compareci a um campeonato da ANCA que acontecia na cidade. Quem gosta de cavalo e vê um campeonato de Apartação, sem dúvida , fica louco, é impressionante”, relembra.

Agostinho tem algumas éguas Quarto de Milha para cria, mas o foco total da sua criação é o Paint Horse. “Graças a amizade com o Bruno, sempre participei muito com ele dos eventos, acompanhando o trabalho dele, voltei. O cavalo é uma paixão, um hobbie, e eu sempre brinco que quem gosta de cavalo não se desfaça dos seus, não, porque senão vai comprar outros logo e até mais caro (risos).”

Por Luciana Omena
Colaboração: Ana Oliveira
Crédito das fotos: Arquivo Pessoal
Na foto de chamada: Agostinho Legal El Winning Zorrero/em seguida, Dona Alair Leal, mãe do criador

Veja mais notícias sobre o cavalo Paint no portal Cavalus

Continue lendo

Paint Horse

Raça Paint Horse perde Chasin the Money

Importado dos Estados Unidos por Francisco Garcia, o garanhão servia ao plantel brasileiro há 8 anos

Publicado

⠀em

No último dia 21 de fevereiro, a raça Paint Horse perdeu Chasin the Money (Easy Jet Too x Western Morning, por Western Native). Importado dos Estados Unidos por Francisco Garcia, homozigoto, o garanhão sofreu uma fratura na região do úmero e recebeu eutanásia. Aos 21 anos e no auge de sua vida reprodutiva aqui no Brasil, deixou 100 filhos.

De acordo com Chico, seus filhos foram recordistas de preço no Paint Horse e servem a plantéis de todo o país. Chasin the Money, um dos grandes reprodutores da raça, estava com saúde e físico de atleta, índole e sêmen surpreendentes. Com seus 1,70m de cernelha e mais de 650 kg, único a ter dez animais Hall Of Fame em seu pedigree.

“Do alto dos meus 33 anos como profissional do cavalo, afirmo sem medo de errar que o Chasin the Money está entre os cinco melhores animais a raça Paint Horse que vieram para o Brasil. Primeiro como indivíduo, um exemplar robusto e grande. E, em seguida, transmitia todas as suas qualidades para seus produtos”, conta Chico Garcia.

Segundo ele, toda sua estrutura óssea e muscular era passada para seus filhos, assim como sua índole que exalava docilidade. “Como pedigree, era um cavalo que sua mãe produziu quatro campeões mundiais nos Estados Unidos; sua avó materna, Indian Music, é considerada a segunda melhor égua Paint Horse do mundo, está no Hall da Fama da APHA”.

Chico destaca ainda a linha paterna: “Seu pai foi um dos maiores produtores de campeões de Velocidade. Um cavalo que produziu mais pontos de registro de mérito na associação americana. E seu avô paterno, Easy Jet, presente também na linha baixa, é um cavalo pilar de raça, não só no Paint, como também no Quarto de Milha. Um pedigree, sem dúvida, surreal”.

Importado dos Estados Unidos por Francisco Garcia, o garanhão Chasin the Money servia ao plantel brasileiro há 8 anos e morreu por eutanásia
Chico Garcia e Chasin the Money

Legado de Chasin the Money

Para aqueles que o conheceram, puderam constatar o que é um garanhão homozigoto de qualidade na sua essência, um reprodutor cuja genética agrega valor, um ‘melhorador’ de verdade. Assim Chico o descreve e complementa: “Muito cavalo importado que vem para o Brasil tem um baita pai e não tem mãe. Ou, por outro lado, tem uma super mãe e não tem pai. Com o Chasin the Money isso não aconteceu, já que os destaques do pedigree dele chegam a seus antepassados”.

Sua perda, sem dúvida, deixará uma lacuna no Paint Horse aqui no Brasil em termos de genética ofertada. Mas, como sua contribuição até o dia de sua morte foi muito significativa, algo em torno de 100 produtos registrados, seu legado está garantido. Seus filhos estão reproduzindo, de acordo com Chico, na mão de grandes criadores da raça. “Sem contar a sua aceitação nos leilões, valores altos e compatíveis com a qualidade de sua genética”, reforça o criador e assessor da Horses Consultoria.

“Quem tem um filho do Chasin the Money sabe o que estou falando. Sua contribuição genética estará para sempre marcada na história da raça Paint no Brasil. Penso que Deus estava precisando de um cavalo bom para melhorar seu plantel lá no Céu e resolveu vir buscá-lo aqui em casa”.

Por Equipe Cavalus
Crédito das fotos: Divulgação/Fabio Cabrera

Veja mais notícias sobre o cavalo Paint no portal Cavalus

Continue lendo

Paint Horse

Criador conta da sua paixão pelo Paint Horse e programa de incentivo à raça

O WP Ranch tem como garanhão-chefe o animal Winning Pep EJB, o único Super Horse da raça Paint

Publicado

⠀em

A paixão pelo Paint Horse foi o que motivou o criador Bruno Vaz Ribeiro a entrar de cabeça na raça. Proprietário do WP Ranch, ao lado de Jessica Barbon, tem como sua principal estrela o animal Winning PEP EJB, apontado como o único cavalo no mundo a disputar 12 modalidades, em 23 categorias, em um mesmo evento.

“Tudo começou, primeiramente, por uma paixão pela raça Paint Horse. Posteriormente, em 2008, compramos o garanhão Winning Pep EJB e ao longo dos anos passamos a ser campeões em vários campeonatos em diversas modalidades dentro da raça. Dessa forma, a demanda de genética foi colocada em evidência e decidimos focar na criação”, recorda.

O WP Ranch tem como garanhão-chefe o animal Winning Pep, o único Super Horse da raça Paint; confira em entrevista a paixão pelo Paint Horse
Winning Pep – Foto: Divulgação

Inseridos em um mercado bastante peculiar, o objetivo do WP Ranch é mostrar a força do Paint Horse. “Ao criar cavalos dessa raça, queremos mostrar ao mercado que o cavalo Paint não é apenas bonito, como também versátil. Temos o propósito de valorizar o cavalo nacional, assim como a linhagem americana”.

Bruno atesta, sem medo de errar, que acredita na força da raça e por isso investe em melhoramento genético, disputa os campeonatos, sempre presente com seus animais, e alcança altos valores de mercado nos produtos.

O WP Ranch fica na BR 262/KM 697, em Araxá/MG. O início da criação foi em 2008, assim que compraram o Winning Pep, contudo, a fundação do haras com a estrutura que tem hoje aconteceu há um ano.

O WP Ranch tem como garanhão-chefe o animal Winning Pep, o único Super Horse da raça Paint; confira em entrevista a paixão pelo Paint Horse
Winning Pep – Foto: Ringo

Winning Pep e o fomento do Paint Horse

O garanhão-chefe da criação é o Winning Pep EJB. De acordo com os registros e o próprio Bruno, trata-se do maior ganhador Paint Horse de todos os tempos. “Ele é o cavalo mais pontuado em diversas modalidades, o reprodutor numero um, o mais completo do mundo”.

O criador nem imaginava tudo que viria pela frente quando adquiriu o garanhão. Em questão de pouco tempo, o animal mostrou – e provou – em pista que era diferente de todos os outros. Logo se tornou o único cavalo no mundo a disputar 12 modalidades em 23 categorias em um mesmo Campeonato Nacional.

Delta Gun – Foto: Eduardo Custódio

A fim de fomentar a raça e crescer a sua criação, o WP Ranch investiu em matrizes exclusivas das melhores linhagens americanas e nacionais das raças Paint Horse e Quarto de Milha. “Em outras palavras, cruzamentos que resultam os produtos que temos hoje para comércio. As expectativas, sem duvida, são voltadas ao reconhecimento do melhorando genético feito em prol da raça”, reforça Bruno.

Entre as matrizes, Delta Gun, única filha do Playgun da raça Paint; Tap Cat, importada, irmã própria de Dont Look Twice; A Son Gunner Doll, uma das únicas éguas Paint com linhagem Gunner; Kites Little; única filha Paint de Tilly Playboy; Majesty Lee GDF (QM); A Royal Starlight, importada, produtora nos Estados Unidos, uma das únicas filhas de Royal Fletch no Brasil; Makanuda, uma das únicas filhas Paint de Bucks’n More; Ford Shamelesscowgirl, única égua oveira de preto importada e tricampeã mundial, produtora de seis campeões mundiais.

O WP Ranch tem como garanhão-chefe o animal Winning Pep, o único Super Horse da raça Paint; confira em entrevista a paixão pelo Paint Horse
A Son Gunner Doll – Foto: Eduardo Custódio

Expectativa para 2021

O WP Ranch se prepara para realizar o seu primeiro leilão em abril. E a expectativa dos proprietários do haras é a melhor possível. Algo que reflete na esperança de crescimento que eles desejam também para a raça Paint Horse.

“Vamos colocar uma genética exclusiva no mercado. Potros do Winning Pep nessas matrizes que citamos acima. Então, a expectativa é grande, por disponibilizarmos aos que tem paixão pelo Paint Horse, assim como nós, algo inédito”.

Ford Shamelesscowgirl – Foto: Divulgação

Ainda conforme o relato de Bruno, quem adquirir essa genética estará comprando não só o animal em si, mas também todo o trabalho que foi feito com o Winning Pep ao longo dos anos. “Vitórias, genética, beleza e a certeza da performance. Aliás, nosso foco é chegar a uma produção suficiente para fazermos um leilão por ano com os produtos dele”.

Só para exemplificar, Bruno lembra que além dos filhos e filhas provados nas pistas, sua única neta também é destaque, ou seja, resultados passando de geração para geração.

“Estamos em um momento que a raça precisa de pessoas que acreditem nela 100%. Como diz o ditado, ‘quem chega primeiro bebe água limpa’, e é dessa forma que pensamos. Queremos vender, colocar nossa genética no mercado, mas também encontrar pessoas que perpetuem isso, que coloquem os animais em pista, acreditem na raça”, finaliza o criador.

Por Luciana Omena
Colaboração: Ana de Oliveira
Crédito da foto de chamada: Divulgação/Adilson Silva

Veja mais notícias sobre o cavalo Paint no portal Cavalus

Continue lendo

Paint Horse

21º Nacional e 17º Potro do Futuro ABCPaint acontecem em dezembro

Publicado

⠀em

De acordo com a ABCPaint, a cidade de Barretos/SP foi escolhida para sediar as disputas das modalidades da raça

A Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo da Raça Paint (ABCPaint) confirmou para 2020 a realização de seu maior evento. Trata-se do 21º Campeonato Nacional de Conformação e Trabalho e o 17º Potro do Futuro de Trabalho e Conformação.

De acordo com informações da entidade, os eventos acontecerão, de forma simultânea, entre os dias 03 a 05 de dezembro. Sobretudo, o local escolhido para receber as disputas da raça foi o Parque do Povo, em Barretos/SP.

Ainda conforme a ABCPaint, o local abrigará provas das seguintes modalidades do 21º Nacional e 17º Potro do Futuro: Apartação; Conformação; Três Tambores; Performance Halter; Ranch Sorting; Rédeas; Team Penning; Seis Balizas; Western Pleasure; Working Cow Horse; e, por fim, Working Penning (em suas mais diversas categorias).

Contudo, como aconteceu em 2018, as provas de Laço (laço bezerro, laço campista, laço comprido e laço em dupla) ocorrerão em outro local. No entanto, a data e o local das disputas ainda estão em negociação. Isso por conta de questões contratuais, informou a ABCPaint.

Cuidados pandemia

Ademais, devido à pandemia do novo coronavírus, a edição deste ano do Nacional e do Potro do Futuro acontecerá sem a presença de público. Dessa forma, só será permitida a entrada no parque dos competidores e equipe técnica.

Portanto, as pessoas autorizadas a participar deverão seguir todos os protocolos e medidas de segurança. Entre eles, distanciamento social e uso obrigatório de máscaras. Além disso, a ABCPaint também vai espalhar álcool em gel em todo o local das provas.

Antes de mais nada vale destacar que, em breve, a ABCPaint divulgará a circular do evento contendo valores, datas para inscrições, GTA e os protocolos sanitários.

Fonte: ABCPaint
Crédito das fotos: Divulgação/ABCPaint

Veja mais notícias sobre o cavalo Paint no portal Cavalus

Continue lendo

Internacional

Treinador brasileiro sobe ao pódio do APHA World Show 2020

Publicado

⠀em

Montando Gotta Diamond Lady, Clemerson Barbalho foi campeão no APHA World Open Derby Challenge de 4, 5, 6 e 7 anos, nível 1

O treinador brasileiro Clemerson Barbalho subiu ao pódio do evento mais importante da raça Paint Horse no mundo. Trata-se do APHA World Show, que está sendo realizado em Fort Worth, no Texas, desde o dia 18 de setembro. Antes de mais nada vale destacar que a maior competição da raça segue até domingo (4).

Em entrevista ao portal Cavalus, Clemerson Barbalho contou que o título foi conquistado com a égua Gotta Diamond Lady. O animal demonstrou todo o seu talento no APHA World Open Derby Challenge de 4, 5, 6 e 7 anos hípicos no Nível 1 com a nota 222.

“Além disso, ela foi reservada campeã do Nível 4 com a mesma nota. Dessa forma, Gotta Diamond Lady levou para casa um cheque de mais de U$ 4.000”, explica o treinador e competidor brasileiro.

Inegavelmente, Clemerson não escondeu o orgulho pela conquista da égua. De acordo com ele, o resultado mostra o futuro brilhante que ela terá pela frente. “Estamos apenas começando! Gostaríamos de agradecer a Mark Weissman pela grande oportunidade de ter uma égua tão boa e doce. Ela é especial!”.

Treinador brasileiro sobe ao pódio do maior evento da raça Paint – Foto: Arquivo Pessoal/Clemerson Basbarlho

Como tudo começou…

Gotta Diamond Lady era de propriedade do Haras Virginia até exatos três meses atrás. No entanto, o cliente de Clemerson, Mark Weissman, a comprou depois do NRHA Derby.

“Anteriormente, eu competi com a Lady no primeiro Futurity dela em Tulsa e ficamos e, segundo lugar no Nível 1. Nessa época, ela era do Haras Virginia”.

Por conta disso, o treinador ressalta que sempre amou a égua. “Mas em outubro de 2018 ela teve uma lesão no tendão e não competiu mais desde lá. Quando eu voltei para casa vindo do NRHA Derby 2020, em junho, passei na casa do Gabriel Diano para ver alguns potros dele de venda e vi a Gotta Diamond Lady lá”.

APHA World Show está sendo realizado em Fort Worth, no Texas – Foto: Arquivo Pessoal/Clemerson Barbalho

Foi aí que Clemerson falou com o seu cliente, Mark Weissman, que também é seu sócio no Spooks Gotta Outfire, se ele se interessava na compra de Diamond. “Fechamos o negócio e então comecei a corrida para prepará-la para o NRBC. Em seguida, apresentei ela no NRBC e fomos finalistas no Nível 1”.

De acordo com o treinador, o NRBC foi uma ótima experiência para o conjunto entrar em forma. Afinal, a égua estava sem competir há 2 anos.

“Então o NRBC foi um grande desafio, mas nos preparou para essa grande vitória do mundial do Paint, com a maior nota que já marquei na minha vida – 222. Decidi apresentá-la no mundial do Paint de última hora pelo fato de ser uma prova perto, pouco mais de 1 hora de distância de onde eu treino em Gainesville, Texas, mas o resultado foi surpreendente e muito gratificante!”, finaliza.

Por Natália de Oliveira
Colaboração: Luciana Omena
Crédito das fotos: Arquivo pessoal/Clemerson Barbalho

Veja mais notícias sobre o cavalo Paint no portal Cavalus

Continue lendo

Paint Horse

De competidora a matriz: Solos Little Haida reúne força e pedigree excepcional

Publicado

⠀em

Égua importada dos Estados Unidos e de propriedade da Horses Ranch, de Francisco Garcia, é a atual líder do ranking de reprodutora da ABCPaint

Atleta comprovada em pista, Solos Little Haida é uma égua importada de pelagem alazão tobiano detentora de um pedigree excepcional. Afinal, é filha de Solo Lee (campeão mundial de Apartação) e Little Miss Haida. 

Sobretudo, a mãe de Solos Little Haida é filha do Haidas Little Pep. Animal, este, que é campeão da American Quarter Horse Association (AQHA) e produtor de animais excepcionais.

Além disso, em sua linha alta ainda possui o pedigree de Peppy San Badger. Exemplar da raça Quarto de Milha considerado um dos melhores para a modalidade Apartação. Já na linha baixa tem ainda Doc Quixote, um dos pedigrees foundation da AQHA.

Diante de tanta qualidade genética, Solos Little Haida foi importada dos Estados Unidos. Assim, em solo brasileiro, comprovou em pista a qualidade de sua genealogia.

A princípio, ao pontuar em Rédeas. Depois, por se tornar ganhadora do 3º lugar de Laço de Bezerro Aberta Campeonato Nacional de Trabalho da Raça Paint Horse.

Haida Blue, filha de Solos Little Haida – Foto: Divulgação/Fabio Cabrera

Reprodutora em destaque

Acima de tudo, Solos Little Haida ainda é uma égua de valor agregado. Além de ter conquistado alguns títulos, ainda produziu filhos vencedores. O que a levou a se tornou, atualmente, a líder como reprodutora do ranking da ABCPaint.

Seus filhos vencedores são: CF Big Boss Soloslee, Grande Campeão IV Potro do Futuro ABC Paint. Apartação Jovem, Campeão ANCA; Haida Blue, Campeão Potro do Futuro Três tambores ABC Paint; Solos Little Pep RE, Campeão Três Tambores Cat Aberta Copa Oásis; Solos Little Lena RE, Campeã Nacional Team Penning Categoria Amador, Master e Aberta, e Campeã Nacional Ranch Sorting Aberta e Reservada no Amador.

Ademais, a última filha de Solos foi vendida no Leilão Performance Horse com recorde de preço da raça Paint. Ou seja, algo em torno de quase R$ 28 mil pela potra homozigoto. Trata-se da Peppys Money HR.

Peppys Money HR, filha de Solos Little Haida – Foto: Divulgação/Fábio Cabrera

Projeto Solos Little Haida

Atualmente, Solos Little Haida é de propriedade de Francisco Garcia, da Horses Ranch, de Botucatu/SP. A égua está com 23 anos e, mesmo assim, com prenhez positiva do Chasin The Money.

“Vai parir no final do ano, com uma saúde fantástica. É uma égua importada com um super pedigree de trabalho indiscutível e que produziu animais campeões. É, de fato, um animal que agrega valor”.

Ainda de acordo com Chico, algumas características tornam a Solos uma égua excepcional. “Ela é uma super matriz, uma égua enorme, muito profunda, muito forte, de excelente ossatura”.

Para o futuro, o proprietário planeja inserir, de vez, a Solos no programa de transferência de embriões. “Já tivemos consultas de vários criadores, mas estamos aguardando o parto dela para o fim do ano, e daí vamos entrar no programa de transferência de embriões. Ela já teve embriões coletados no passado e agora ela volta para o final da sua vida reprodutiva”, finaliza.

Por Natália de Oliveira
Crédito das fotos: Divulgação/Fábio Cabrera

Veja mais notícias sobre o cavalo Paint no portal Cavalus

Continue lendo

Paint Horse

Exemplar brasileiro é favorito ao título de cavalo mais versátil do mundo

Publicado

⠀em

Winning Pep, da raça Paint Horse, é apontado como o único cavalo no mundo a disputar 12 modalidades, em 23 categorias, em um mesmo evento; assim, seu proprietário deu início ao processo para concorrer ao título junto ao livro dos recordes

Quando Bruno Vaz Ribeiro, do WP Ranch, adquiriu o exemplar da raça Paint Horse, Winning Pep, nem imaginava tudo que viria pela frente. Em questão de pouco tempo, o animal mostrou – e provou – em pista que era diferente de todos os outros. Afinal, logo se tornou o único cavalo no mundo a disputar 12 modalidades em 23 categorias em um mesmo Campeonato Nacional.

Se não bastasse isso, Winning Pep não só disputou tantas modalidades, como também foi campeão nelas. Ao todo, o exemplar alazão tobiano da raça Paint Horse alcançou a primeira colocação em oito disputas durante o evento. Sem falar, ainda, nas seis  colocações em segundo lugar e outras duas em terceiro. Se tornando, assim, um fenômeno equestre de todos os tempos.

Diante deste feito inédito, Bruno Vaz optou por dar entrada na papelada para que Winning Pep concorra ao título de cavalo mais versátil do mundo. Este pelo Guinness Worl Record, ou seja, o livro dos recordes. Um reconhecimento mais do que merecido para um cavalo tão único.

“Estamos iniciando o processo, uma vez que é um assunto muito amplo. Não temos uma previsão certa de quando vai sair o resultado, mas esperamos que até o final do ano saia algo. Antes de mais nada vale frisar que não exite nenhum registro na história, no mundo, de outro cavalo que tenha participado desse tanto de modalidade em um mesmo evento”.

O garanhão é 11 vezes campeão de Apartação – Foto: Divulgação/Ringo

Conquistas de Winning Pep

Sobretudo, Winning Pep possui uma campanha inigualável em pista. Em suma, são diversos títulos nacionais e de Congresso da raça Paint Horse. Entre eles, o de maior destaque é o de Super Horse Paint, quando competiu nas 12 modalidades e 23 categorias.

Como se não bastasse tudo isso, Winning Pep também é destaque em campeonatos de Apartação. Tanto que foi considerado o único garanhão Paint Horse hendecacampeão da modalidade. Ou seja, foi 11 vezes campeão.

Sobretudo, o exemplar da raça Paint demonstrou desde muito cedo ter um cow sense apurado – Foto: Arquivo pessoal/Bruno Vaz

Ademais, é possível ainda enumerar as conquistas do exemplar em campeonatos de outras modalidades. Entre elas: Conformação, Rédeas, Working Cow Horse, Performance Halter, Ranch Sorting, Laço Técnico Pé e Laço Técnico Cabeça, dentre outros de cronômetro.

Portanto, outros recordes de Winning Pep merecem ser ressaltados. Como, por exemplo, o de único animal a possuir 10 títulos especiais pela ABC Paint; recorde de tempo na modalidade Working Penning no Campeonato de Barretos (entre cavalos Quarto de Milha); maior nota do quesito boi em Working Cow Horse de todas as categorias pela ANCH (entre cavalos Quarto de Milha) e, por fim, de o cavalo que mais lidera rankings por modalidades da raça Paint Horse, com apenas 4 anos de campanha.

Feitos do garanhão foi destaque da Magazine Paint Horse – Foto: Arquivo pessoal/Bruno Vaz

Comprovado em pista e na produção…

Filho de Mico’s Win e do lendário Dr. Sunny Pep – um dos cavalos mais importantes da raça Paint Horse com diversos títulos importantes –, Winning Pep também tem provado seu valor na genética.

Em resumo, porque sua qualidades vêm sendo transmitidas aos seus filhos. Tanto que diversos são campeões e em várias modalidades. Se não bastasse isso, até a sua primeira neta – da qual é avô materno – é campeã do Nacional de 2019, nas seguintes modalidades: laço em dupla técnico-cabeça, laço em dupla técnico-pé e cronômetro.

São inúmeros as vitórias e recordes conquistados pelo garanhão – Foto: Arquivo pessoal/Bruno Vaz

Dessa forma, Winning Pep grava seu nome na história da raça Paint Horse. Transferindo, assim, seu legado de sucesso aos seus descendentes. Estes a qual esteve competindo, lado a lado. Sendo apontado, portanto, como o único cavalo a disputar e ganhar 56 títulos em um mesmo evento junto aos seus filhos.

“O Winning é muito importante na minha vida. Pela amizade e cumplicidade. É um cavalo que sempre foi muito leal. Não tenho palavras para descrever tudo que ele é pra mim. O que eu acho importante de falar é que eu sou feliz por ter dado para ele todas as oportunidades que ele merecia. Era o minimo que eu podia fazer por ele, por ele ser isso tudo pra mim”, finaliza Bruno Vaz.

Por Natália de Oliveira
Crédito das fotos: Divulgação

Veja mais notícias sobre o cavalo Paint no portal Cavalus

Continue lendo

Paint Horse

Sergio Thomé é eleito novo presidente da ABCPaint

Publicado

⠀em

Sergio Thomé

A Assembleia Geral – que elegeu a Nova Diretoria e Conselhos Superior e Fiscal – foi realizada na última sexta-feira (19); confira o discurso do novo presidente da entidade

A Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Paint (ABCPaint) tem um novo presidente. Afinal, Sergio Thomé foi eleito para comandar a entidade durante Assembleia Geral Ordinária realizada na manhã da última sexta-feira (19), na sede da ABCPaint, em Bauru/SP.

Em primeiro lugar, na pauta do encontro – aberto a todos os paintistas -, estava o Balanço referente ao exercício social de 01/Janeiro/2019 a 31/Dezembro/2019, aliás, aprovado por unanimidade pelo Conselho Fiscal e Assembleia.

Depois, foi realizada a Eleição da Nova Diretoria e Conselhos Superior e Fiscal que estará à frente da Associação no biênio 2020/2022. Portanto, foi eleita a chapa-única “União pelo Crescimento”, encabeçada por Sérgio Thomé Filho.

“Como um dos fundadores da raça Paint Horse no Brasil, assumo agora o compromisso de dirigir os destinos da ABCPaint. Entidade a qual servi como Vice-Presidente desde a nossa fundação. Então, posso dizer que me sinto preparado e muito confiante para essa importante missão”, disse o presidente eleito após a votação. (Leia abaixo a íntegra do discurso do novo presidente) 

Dessa forma, os membros eleitos irão coordenar as atividades da entidade nos próximos 2 anos. Antes de mais nada vale ressaltar que a diretoria atual, sob a presidência de Carlos França Rangel, está à frente da ABCPaint desde 22 de setembro de 2018.

Nova diretoria da ABCPaint – Foto: Divulgação/ABCPaint

Confira a Nova Diretoria da ABCPaint:

Presidente: Sergio Serra Thomé Filho
Vice-presidentes: Luis Eduardo Americano de Araujo, Ricardo Amadeu Sassi, Luiz Eduardo Carvalho Segato, Rodrigo Buainain de Castro, Bruno Vaz Ribeiro, Frederico Augusto Nardy
Diretoria Internacional: Francisco Alcântara Garcia da Silva Junior Conselho Fiscal – Efetivos: Paulo Eduardo Ferreira Auler, Daniel Gonçalves Canello, Rafael Afonso Daia
Conselho Fiscal – Suplentes: Frederico Vila Henrique dos Santos, Hermano Antonio Henning, Rogério Luedy da Trindade
Conselho Superior – Natos: Pedro Ivan G. Rochedo, José Eustáquio de Oliveira
Conselho Superior – Remido: Orlando Lamônica Júnior
Conselho Superior: Carlos França Rangel 
Temporário Eleitos: Marcelo Iguma, Carlos de Almeida Prado Megale, Marcio Luna Camargo Barros

Leia na íntegra o discurso 

“Como um dos fundadores da raça Paint Horse no Brasil, assumo agora o compromisso de dirigir os destinos da ABCPaint. Entidade, aliás, a qual servi como Vice-Presidente desde a nossa fundação. Então, posso dizer que me sinto preparado e muito confiante para essa importante missão.

Como todos sabem, o mundo dos cavalos sempre foi uma grande paixão minha e algo que herdei do meu pai. Dessa forma, colocar toda essa experiência em favor dos paintistas agora é realmente algo que me emociona.

Antes de mais nada quero deixar aqui registrado a grande honra que é suceder a presidência depois de dois grandes líderes, Orlando Lamônica Junior e Dr. Carlos França Rangel. Sem dúvidas, eles realizaram um grande trabalho durante todos esses anos.

Portanto, entre os planos para minha gestão, pretendo fazer com que a raça, agora já reestruturada, possa ter uma presença forte na questão dos esportes equestres. Depois, outro meta é a união de todos os paintistas. Penso também em estruturar Núcleos da Raça Paint por todo o país, tarefa essa que exigirá a colaboração de todos os criadores.

Justamente por isso acreditamos no título da nossa chapa: “União Pelo Crescimento”. Com mais sócios, teremos mais receitas e condições de investir na Raça em todas as áreas que merecem atenção. Isso fará a “roda girar” e, ato contínuo, atrairemos mais pessoas. Trata – se de um círculo virtuoso.

Outro ponto importante que penso em me dedicar bastante é para tornar a Associação mais voltada para a era digital. Ou seja, investir em tecnologia, resolvendo dessa forma um problema antigo, que é o sistema e o site da entidade.

Vale ressaltar ainda que estou apenas começando o mandato. No entanto, tenho a visão do que nossos associados querem e pretendo fazer acontecer dentro do que for possível.

É claro que para atingir esse propósito, conto com a participação e ajuda de todos os meus parceiros de equipe, que juntos formam um time de primeira linha. Bem como com todos os apaixonados pelo cavalo Paint Horse.

Afinal, a raça é feita por cada um que é apaixonado por ela. Creio que juntos vamos poder, sim, dar uma grande contribuição para o futuro da ABCPaint.
A união dos paintistas fará com que tenhamos cada dia mais uma Raça vibrante, forte e lucrativa.

Deixem, junto conosco, a força do Paint pintar em seu criatório!”

Por Equipe Cavalus
Crédito da foto: Divulgação/ABCPaint
 
 
Veja mais notícias sobre o Paint Horse no portal Cavalus

Continue lendo

Paint Horse

APHA anuncia o adiamento do Youth World Games para 2021

Publicado

⠀em

Evento aconteceria neste ano no fim de agosto, em Kreuth, na Alemanha

A American Paint Horse Association (APHA) anunciou recentemente que a edição deste ano do Youth World Games será adiado para 2021. Antes de mais nada vale destacar que o evento seria realizado em Kreuth, na Alemanha, no fim de agosto de 2020.

Acima de tudo, a decisão foi tomada depois que a crise mundial em decorrência da pandemia do novo coronavírus cancelou também o European Paint Horse Championship’s.

Dessa forma, agora as equipes terão mais um ano para arrecadar fundos para a viagem e se preparar para a competição. Ademais, a decisão de cancelar o show foi baseada em vários fatores, principalmente a saúde e a segurança de todos os envolvidos.

No ano passado, a “EuroPaint” foi a feira número 1 aprovada pela APHA no mundo. Afinal, atraiu um total de 1.481 visitantes,  vindos de 15 países diferentes, e reuniu 283 cavalos no recinto do evento.

Embora a flexibilização das restrições pela Alemanha tenha possibilitado o evento em teoria, os contínuos fechamentos de fronteiras e restrições de viagens fizeram com que várias equipes fossem forçadas a se retirar. Ao mesmo tempo, mover o programa para uma data posterior ou local alternativo não era uma opção, informou a APHA.

O European Paint Horse Championship de 2021 está programado para ser realizado em Kreuth, Baviera, na Alemanha, no final do verão. Portanto, todas as equipes já inscritas nos Jogos passarão automaticamente para o próximo ano.

Qualquer membro da equipe em seu último ano como expositor de Youth terá sua elegibilidade estendida até 2021. Contudo, ps jovens nessa situação só precisam manter sua associação à APHA até 2021.

APHA World Youth 2020 também é adiado

Após uma análise cuidadosa, a APHA optou por também adiar o World Youth 2020 até setembro, a ser realizado juntamente com o Open and Amateur World Shows, em Fort Worth, no Texas.

O Conselho de Administração da APHA adotou essa ação com preocupação principal com a saúde pública de todos os seus membros, à luz da pandemia da COVID-19.

Contudo, a APHA está animada em anunciar que o Youth World Show e o Open and Amateur World Show voltarão, depois 12 anos, para ser reposicionado como a principal experiência de verão da entidade.

Acima de tudo, essa ação criará o principal show de raças para todas as idades no Will Rogers Memorial Center, em Fort Worth. Além disso, reunirá um dos maiores shows de raças do mundo, que foi apresentado como show combinado por 20 anos.

“É como uma reunião entre os membros da família”, disse o presidente da APHA Casey West. “Nossos membros pedem isso há muito tempo e agora é o momento certo para entregar.”

A mudança também proporcionará uma oportunidade para as famílias mostrarem seus Paint Horses no mesmo local e horário, reduzindo o custo de exibição para prêmios do campeonato mundial.

Entretanto, a parte jovem da mostra de setembro continuará a premiar mais de US $ 250.000 em bolsas e prêmios para jovens, além de mais de US $ 1 milhão em dinheiro e prêmios para os expositores Open e Amateur.

“A excelente atmosfera familiar em nossos eventos chegará a um novo nível em setembro e, em seguida, alcançará seu auge no verão de 2021, quando seremos um dos primeiros grandes eventos fora do portão de partida da mostra de cavalos”, disse West.

Fonte: Paint Horse Journal
Crédito da foto: Divulgação/Paint Horse Journal
Veja mais notícias sobre o Paint Horse no portal Cavalus

Continue lendo

Paint Horse

Jean Fell, torcedora de longa data do Paint Horse

Publicado

⠀em

Membro do Hall da Fama da APHA de Franktown, Colorado, nos Estados Unidos, Jean Fell morreu em 3 de maio deste ano

Desde a década de 1960, Jean Fell e o seu marido Dale foram membros da American Paint Horse Association (APHA). Dessa forma, eles foram fundamentais para a fundação da Rocky Mountain Paint Horse Association (RMPHA) e do Comitê de Coordenação da Zona 3.

Acima de tudo, Jean foi a primeira mulher presidente da RMPHA e voluntária de longa data na Zona 3. Além disso, também estabeleceu a Fundação de Desenvolvimento da Juventude RMPHA em 1985, um programa que desde então forneceu mais de 40 bolsas para jovens até o momento.

Portanto, o casal criou 68 cavalos Paint e fez campanha em várias montarias talentosas, incluindo o APHA Champions Gallant Hug. Fãs das corridas de Paint, Jean e Dale ajudaram a estabelecer e promover o esporte no Arapahoe Park, no Colorado.

Sem dúvida, Jean e Dale eram apoiadores dedicados do Paint, ajudando a raça a florescer em sua região. Afinal, serviram como promotores durante seu trabalho com a Western Stock Show Association, a National Western Stock Show e a pista de corrida de Arapahoe Park.

A partir de meados da década de 1970, Jean e Dale assumiram papéis de liderança maiores da APHA, que incluíam serviço como diretores e membros do comitê.

Por fim, Jean foi diretora por 38 anos e atuou nos comitês Rainha, Juízes e Regras. Incluindo, ainda, mandatos como presidente do Comitê de Regras e fazia parte do Conselho da American Paint Horse Foundation.

Em 2007, Jean recebeu o prêmio APHA Distinguished Service Award por seus anos de liderança. Como consequência, o casal foi introduzido no Hall da Fama da APHA em 2019. Infelizmente, de acordo com a APHA, ela veio a falecer no dia 3 de maio deste ano.

Fonte: Paint Horse Journal
Crédito da foto: Divulgação/Paint Horse Journal
Veja mais notícias sobre o Paint Horse no portal Cavalus

Continue lendo

Paint Horse

Conheça a história por trás do Grupo Paint Performance

Publicado

⠀em

Criado com o objetivo de fomentar a raça Paint, o grupo tem dado apoio em competições através de premiações cada vez melhores

Que tal aproveitar este período de quarentena em decorrência da pandemia do novo coronavírus (COVID-19) para conhecer histórias de pessoas que lutam pelo fomento das raças por quais são apaixonados? Este é o caso do Grupo Paint Performance, formado por criadores, treinadores e competidores apaixonados pelo Paint Horse.

Acima de tudo, o grupo foi criado em 2004 com a finalidade de fomentar a raça. E, desde então, tem contribuído com premiações cada vez melhores nas mais variadas competições em que o cavalo Paint mostra, além da sua beleza, sua habilidade.

Para entender um pouco mais sobre o trabalho deste grupo, conversamos com o criador Aderbal da Cunha Bergo, do Haras Tradition, que é, sobretudo, uma das cabeças deste trabalho importante em prol da raça. Afinal, ele é o presidente do Grupo Paint Performance.

Dessa forma, não perca tempo e confira a entrevista completa abaixo:

Confraternização e entrega de prêmios das Oficializadas da Liga
Presidente da Paint Performance, Aderbal Cunha Bergo

Formação do grupo

“O Grupo Paint Performance é um grupo que congrega paintistas apaixonados por Paint Horse de trabalho. São criadores, treinadores e competidores que se uniram em um grupo, uma verdadeira associação do cavalo Paint de trabalho para fomentar a raça.

No campeonato que se findou em 2019, o Paint Performance aportou R$ 40 mil em premiação fixa, mais os rateios no campeonato em parceria com a Liga Leste, em Team Penning e Ranch Sorting. Ainda, é do Grupo Paint Performance a parceria em toda a parte organizacional e de regulamentos.”

Apoio premiações provas

“A associação oficial da raça, a ABCPaint, é uma associação nova, de uma raça nova no Brasil e também nos Estados Unidos. Nasceu em 1960, fruto de um desligamento dos cavalos pintados do stud book da AQHA. Logo, a ABCPaint está ainda distante da realidade dos esportes equestres no Brasil, muito mais desenvolvidos na raça Quarto de Milha.

Nós, do Grupo Paint Performance, na maioria, somos também quartistas e montamos nas provas oficiais do Quarto de Milha. Por isso, por termos mais relacionamentos e penetração no mundo dos esportes, e por acreditarmos na igualdade de habilidades do Paint horse em relação ao Quarto de Milha, decidimos, desde 2014, implementar campeonatos e fazer parcerias que tem comprovado a força do Paint Horse nas pistas.

Enfim, o Grupo Paint Performance veio suprir as necessidades da raça Paint Horse na região e dar exemplo para o pais todo. É fazendo que se dá o exemplo!”.

Resultados do Grupo Paint Perfomance

“O trabalho vem ao longo de 6 anos com a parceria com a Liga Leste Paulista de Team Penning, com resultados fenomenais. Hoje as provas são de Team Penning e Ranch Sorting, além do potro do futuro, cavalo iniciante e performance halter. 

Nesses 6 anos de competições, nas mesmas condições, em igualdade com os Quarto de Milha e Crioulos, os cavalos Paint tem se destacado com inúmeras vitórias e melhores tempos, sendo visível o crescimento do número de animais e competidores nas pistas, inclusive treinadores que no passado chegaram a ter algum preconceito com a raça Paint Horse e hoje se rendem a ela.

O Paint Horse hoje é respeitado e admirado nas pistas, por sua beleza e suas habilidades. E o Grupo Paint Performance tem grande participação nessa grande aventura de montar um belo cavalo, com muito cow sense e habilidades”.

Por Natália de Oliveira
Crédito da foto: Divulgação/Liga Leste

Veja mais notícias sobre o cavalo Paint no portal Cavalus

Continue lendo

Internacional

Nomeações estão abertas para o APHA Distinguished Service Award

Publicado

⠀em

Prêmio tem como objetivo reconhecer os membros que fizeram contribuições extraordinárias a serviço do Paint Horse e da Associação

A American Paint Horse Association (APHA) divulgou recentemente que está buscando indicações para o Distinguished Service Award 2020.

Antes de mais nada vale frisar que o APHA Distinguished Service Award foi criado em 1983. Além disso, ele tem como objetivo reconhecer os membros que fizeram contribuições extraordinárias a serviço do Paint Horse e da APHA.

Portanto, o prêmio homenageia aqueles que incorporam o que a organização representa. Ou seja, que vão além para inspirar, nutrir, promover e fornecer experiências significativas para aqueles que amam o cavalo Paint.

Contudo, para ser nomeado para o prêmio, o membro deve ter estabelecido um padrão de serviço consistente e duradouro. Oferecendo, assim, tempo, esforço, conhecimento ou habilidade especial de maneira altruísta para promover o Paint Horse e a associação.

Aliás, suas contribuições podem ser em nível regional, estadual ou nacional. Qualquer membro, grupo ou clube da APHA é convidado a enviar candidatos.

O Distinguished Service Award Committe, composto pelos três ex-presidentes mais atuais, escolhe o nomeado com base nas indicações recebidas.

Ademais, os candidatos devem atender aos seguintes requisitos de elegibilidade:

  • Deve ser um membro em boas condições por um período mínimo de 15 anos
  • Deve ser proprietário ou criador de um Paint Horse
  • Envolva-se na liderança regional
  • Deve ter servido como dirigente de clube regional, dirigente nacional, diretor ou membro de comissão
  • Deve ser reconhecido por ter feito uma grande contribuição para uma atividade regional, estadual ou nacional
  • Não pode ter sido presidente da Associação

As indicações devem ser recebidas na APHA até 15 de maio para serem consideradas no ano em curso. O prêmio é entregue na Convenção anual da APHA. Os formulários de indicação podem ser enviados para  tbrown@apha.com. Para mais detalhes, ligue 817-222-6403.

Fonte: Quarter Horse News
Crédito da foto: Reprodução/Quarter Horse News

Veja mais notícias na editoria Internacional no portal Cavalus

Continue lendo

Leilões

Leilão Virtual Haras Tradition comercializa 100% dos lotes

Publicado

⠀em

Faturamento total do pregão foi de R$ 338.760, 00, segundo informações divulgadas pelos organizadores

Mesmo em tempos de crise em decorrência da pandemia no novo coronavírus, o Leilão Virtual Haras Tradition, realizado na segunda-feira (13), superou todas as expectativas. Afinal, vendeu 100% dos lotes ofertados, segundo divulgado pelos organizadores.

Dessa forma, a média de R$ 15.400,00 e o faturamento de R$ 338.760,00, também agradou aos organizadores do remate. Ademais, outro ponto comemorado foi a venda para novos criadores da raça Paint Horse.

Ainda de acordo com os organizadores, os lotes mais valorizados do leilão foram: Lucky Frostlena Brother ACB e Stampede Dun It ACB, ambos comercializados por R$ 28.800,00 cada.

Mostrando a força do Leilão Haras Tradition e da divulgação, o site dos lotes recebeu mais de 11 mil visitas, recorde no endereço eletrônico da leiloeira para um leilão de equinos. Além de milhares de visualizações nas mídias sociais.

LUCKY FROSTLENA BROTHER ACB
LUCKY FROSTLENA BROTHER ACB

Paint Horse de Performance

Para o titular do Haras Tradition, Dr. Aderbal da Cunha Bergo, o leilão foi um sucesso porque o mercado reconheceu, sobretudo, o investimento de sua criação do Paint Horse de Performance. “Já que privilegiamos, além da beleza natural da raça, o pedigree, a estrutura, e a excelência da criação, do manejo e doma”.

O remate foi organizado pela Opportunity Leilões, Assessoria da Horses (Francisco Garcia), contou com os trabalhos do leiloeiro José Luis Lobo e marketing da Jequitibá Comunicação Estratégica, além de apoio da Cowboys Company, Giardelli Vet e da influencer digital Gabi Gobo (Jeito de Cowboy).

Por Equipe Cavalus
Legenda da foto em destaque: Stampede Dun It ACB
Crédito da foto: Divulgação/Haras Tradition

Veja mais notícias sobre o cavalo Paint no portal Cavalus

Continue lendo

Paint Horse

APHA anuncia plataforma online de exposições de cavalos

Publicado

⠀em

Concorrentes de todas as raças poderão participar das disputas do conforto de suas casas e valendo prêmios em dinheiro

Definitivamente, a criação de cavalos está evoluindo, ainda mais por conta da tecnologia que a cerca. Prova disso, é que a American Paint Horse Association (APHA) saiu na frente nesta semana ao lançar uma plataforma online de exposições de cavalos, intitulado de E-Shows.

Conforme divulgado pela entidade, a plataforma é a primeira do tipo. Ela possibilita que concorrentes, de todas as partes do mundo e de todas as raças, se enfrentem sem sair do conforto de suas próprias casas. Ademais, são eventos de jackpot e, assim, os participantes podem ganhar prêmios em dinheiro.

Além disso, como um bônus adicional, toda inscrição no E-Shows recebe pontuação e feedback detalhado, privado e construtivo de um juiz da APHA. Dessa forma, a plataforma é uma ótima oportunidade para que os concorrentes tenham suas habilidades e desempenho avaliados por um profissional.

“É como uma lição virtual. Aprenda o que você está fazendo bem e onde precisa melhorar, enquanto compete por dinheiro. Esteja você se preparando para o seu próximo evento ou buscando aprimorar suas habilidades, o E-Shows é o lugar para você”, frisa em comunicado a APHA.

Plataforma é aberta para todas as raças, mas com incentivo especial ao cavalo Paint

Como participar?

Para participar das disputas online, os interessantes devem possuir uma credencial atual junto a APHA. A mesma pode ser adquirida através da PH Barn Door ou do APHA.MyShowDay.com .

Depois, é só entrar na plataforma E-Shows e selecionar a modalidade a qual deseja concorrer. Entre elas, há showmanship, rédeas, halter, apartação, western pleasure, etc. Os valores das inscrições variam de U$ 25 a U$ 50.

Após o pagamento da taxa, você deverá encaminhar o vídeo da sua performance seguindo as regras de cada modalidade que serão repassadas no ato da inscrição. Por fim, é só aguardar o feedback por e-mail de um juiz da APHA.

Antes de mais nada vale ressaltar que o E-shows é aberto a todas as raças, contudo, oferece incentivo especiais para o cavalo Paint.

Por Natália de Oliveira
Crédito das fotos: Divulgação/Paint Horse Journal

Veja mais notícias sobre o cavalo Paint no portal Cavalus

Continue lendo

Leilões

Leilão do Haras Vila Colonial registra 100% de liquidez

Publicado

⠀em

Arremate foi realizado de forma online na noite da última segunda-feira (9)

Sem dúvidas, a raça Paint Horse começou o ano com o pé direito. A começar pelos bons resultados obtidos no leilão online do Haras Vila Colonial, realizado no último dia 9 de março.

De acordo com os organizadores, o remate obteve 100% de liquidez, com comercialização total dos lotes ofertados. Certamente, o sucesso absoluto de vendas evidenciou mais uma vez a força da Raça no Brasil.

Promovido pela Opportunity Leilões com transmissão ao vivo, o pregão ofertou ao todo 19 lotes, com o melhor da genética da raça Paint. Os pré-lances tiveram início na manhã do dia 2 e seguiram até a noite do dia 9.

Ainda de acordo com os organizadores, o valor total de vendas chegou a R$ 280 mil e a média geral ficou na casa dos R$ 14 mil.

Leilão transparente

Conforme Francisco Garcia, responsável pelos trabalhos de venda do pregão, um dos fatores que contribuíram para o resultado positivo foi o trabalho de pré-lance. Dessa forma, fez com que os criadores tivessem um leilão bastante transparente.

“Isso fez com que o pregão fosse muito coerente. O mercado ditou as regras e colocou, realmente, os preços nos lotes, provocando disputas por alguns animais. Então, na atual situação do país, você fazer um leilão com média de R$ 14 mil e vender 100% dos lotes, onde a maioria dos animais está com menos de 2 anos é, sem dúvida, um grande feito”, destacou Garcia.

Para o proprietário do Haras Vila Colonial, Dr. Carlos França Rangel, o pregão mostrou que apesar da situação econômica do país, as pessoas estão apostando na raça Paint  Horse.

“O leilão vendeu 100% dos lotes, o que me deixa muito satisfeito com o mercado, que deu uma resposta muito positiva para minha tropa. Isso nos incentiva a continuar investindo e criando cada vez mais os cavalos Paint. Posso dizer que esse foi um começo de ano espetacular, os lotes foram vendidos tanto para criadores tradicionais como para não paintistas, o que mostra o interesse pelos cavalos Paint”, finaliza Rangel.

Fonte: Jequitibá Comunicação Estratégica
Crédito da foto: Divulgação/Jequitibá Comunicação Estratégia

Veja mais notícias sobre o cavalo Paint no portal Cavalus

Continue lendo

Paint Horse

Francisco Garcia é eternizado dentro da história da APHA

Publicado

⠀em

Durante a inauguração oficial da nova sede, uma foto do juiz e criador brasileiro foi colocada em uma sala junto com os demais homenageados do Hall da Fama

Após ser incluído no Hall da Fama da American Paint Horse Association (APHA) em 2018, o criador brasileiro e árbitro de provas equestres, Francisco Garcia agora foi eternizado dentro da história da entidade.

Afinal, durante a inauguração oficial da nova sede da APHA, realizada no dia 28 de fevereiro no histórico Fort Worth Stockyards, uma placa com o seu nome e foto foi incluída em um espaço reservado apenas para contar a história dos homenageados do Hall da Fama e do Paint Horse.

“É algo surreal ser o primeiro brasileiro a estar dentro de uma associação americana. Nem o Quarto de Milha que tem uma associação mais antiga tem uma coisa assim. Isso é uma coisa de outro mundo, uma coisa muito emocionante. Sem dúvidas, a melhor coisa que já aconteceu na minha vida. Eternizou na história do Paint Horse e do cavalo no geral”, conta emocionado.

Inevitavelmente, foram os mais de 30 anos de vida profissional no meio do cavalo e todos outros feitos realizados em prol da raça Paint Horse que levaram Chico Garcia a receber tal honraria. Antes de mais nada vale ressaltar que 2018 o Destinguished Service Award é um dos dois prêmios do Hall da Fama da APHA.

“Eu nunca esperei isso, foi uma surpresa. Na época, eu recebi um e-mail do secretário executivo da APHA, que é o Billy Smith, falando para eu ir na convenção. Que era importante que eu fosse porque eu estava no Hall da Fama, na festa do Awards da APHA. Surpreendentemente, meu nome foi indicado e muito bem votado para você receber esse prêmio”, relembra Chico Garcia.

Chico Garcia na sala do Hall da Fama da APHA

Inauguração da nova sede da APHA

Sobre a inauguração da nova sede da APHA, Chico ressalta que anteriormente a associação já funcionava em Forth Worth. Contudo, ela foi transferida para dentro do centro histórico da cidade, que é o Stockyards.

“Fizeram uma reforma mantendo as características originais do prédio e ficou maravilhoso. Ficou fora de sério, muito bonito e muito bem localizado. A estrategia é que ali passam mais de 3 milhões de pessoas por ano”.

Chico Garcia esteve acompanhando a inauguração oficial da nova sede

Como era de se esperar, as estatuas de bronze dos cavalos Paint galopando, feitos pela renomada escultora eqüina Marrita Black de Gainesville, que ficavam no antigo prédio foram relocadas na nova sede. Segundo Chico, a estrutura chama muito a atenção das pessoas que passam pelo local.

“Montaram uma loja bacana para vender os artigos do Paint Horse. Na sala do Hall da Fama tem telas grandes que passam a história da raça, a história de quem está no Hall da Fama, ou seja, os animais e as pessoas. E nós temos o prazer de ter a placa de madeira de alguém do Brasil lá”, finaliza Chico.

Por Natália de Oliveira
Crédito das fotos: Arquivo Pessoal/Francisco Garcia

Veja mais notícias sobre o cavalo Paint no portal Cavalus

Continue lendo

Paint Horse

Aos 9 anos, Davi Ramos Garcia se destaca nos Três Tambores

Publicado

⠀em

Ele é o mascote do time do Haras Selection e já soma vários títulos na carreira em pista

Emoção e rapidez. Foram essas características que atraíram o pequeno Davi Ramos Garcia, atualmente com 9 anos, para as pistas dos Três Tambores. Natural de Orlândia/SP, o jovem competidor teve o seu primeiro contato com o mundo dos cavalos aos 4 anos.

Em entrevista ao portal Cavalus, ele conta que com essa idade começou a montar numa égua de nome Nica, mas desde muito pequeno sempre gostou de cavalo. “Eu comecei primeiro fazendo aulas de equitação com o professor Silvio e depois fui conhecer a modalidade de Três Tambores”.

Assim, foi aos 6 anos que ele começou a competir para valer pela categoria Kids. A primeira prova que correu foi com a Nica. Mas depois seus pais, Márcia Ramo Cognetti e Valdir Garcia Ferreira, lhe deram um outra égua, a Lia Lil.

Davi adora a emoção e a rapidez da prova dos Três Tambores

“Depois eu corri com o Chic Ty Affair e hoje eu corro com minha égua Blanca Colors Brother HSEL. Até hoje eu treino no Haras Selection e faço parte do time de Três Tambores, sendo o mascote dos Três Tambores”, conta o jovem competidor.

Para Davi, cavalo é resumo de diversão e alegria. Até por isso que ao ser questionado sobre qual é o segredo para fazer uma boa prova nos Três Tambores ele, primeiramente, disse: “Brincar Bastante e concentrar na hora de correr”.

Títulos em pista

Apesar do pouco tempo da carreira em pista, Davi já acumula participações em vários eventos e, assim, já soma vários títulos. Entre eles, destaque absoluto para o tri-campeonato da Copa Agroserv de Três Tambores, de Franca. Os títulos foram conquistados nos anos de 2017, 2018 e 2019.

Davi sonha em correr sempre na casa dos 17 segundos

Além disso, Davi ainda é bi-campeão Nacional de Três Tambores da raça Paint Horse. Na categoria kids, ele conquistou o lugar mais alto do pódio nos anos de 2018 e 2019. Outros títulos que também são importantes para Davi são: 6º colocado no Campeonato de Barretos em 2019 e 6º colocado na Copa Guadalupe de Três Tambores, ambos na categoria Kids.

Para este ano, Davi se planeja para correr pela categoria Kids na arena do Campeonato de Barretos. Ademais, um dos seus sonhos como competidor da modalidade é correr sempre na casa dos 17 segundos. Anseio, que não está muito distante. Afinal, ele está logo ali, acumulando bons tempos na casa dos 18 segundos.

Por Natália de Oliveira
Crédito das fotos: Arquivo Pessoal/Davi Ramos Garcia

Veja mais notícias sobre o cavalo Paint no portal Cavalus

Continue lendo

Paint Horse

Haras Tradition: conheça a história de criação do cavalo Paint

Publicado

⠀em

Proprietário do criatório, Aderbal da Cunha Bergo conta como iniciou o envolvimento com a raça e a filosofia que emprega na busca por cavalos de performance

Quando o advogado Aderbal da Cunha Bergo adquiriu os seus primeiros exemplares da raça Paint Horse, em 1995, certamente, ele não imaginava aonde tudo aquilo iria levar. Afinal, tudo começou como uma aventura, ao lado do amigo Sérgio Tomazini, para depois se tornar no Haras Tradition.

Com sede em Jaguariaíva/PR, o criatório possui uma estrutura devidamente adequada para a criação de cavalos. No entanto, isso vai além de espaço suficiente, pastagens variadas e da mais alta qualidade , além de equipe profissionais capacitados.

É a filosofia da criação de Aderbal dentro do Haras Tradition, direcionada por seis premissas intransponíveis, que torna o local ideal para se criar cavalos da mais alta performance. Isso se resulta no planejamento estratégico, genética, respeito ao animal e a sua natureza livre.

Abaixo, você confere uma entrevista especial com Aderbal da Cunha Bergo, que fala sobre o início da criação de cavalos Paint Horse, a transição até o surgimento, do que é hoje, o Haras Tradition, o foco no trabalho com a raça e os prêmios conquistados até agora. Confira!

Aderbal da Cunha Bergo, titular do Haras Tradition

Primeiro contato com o cavalo Paint

“O meu primeiro contato com o cavalo Paint foi em 1995, quando adquirimos, eu e um amigo, o Sérgio Tomazini, os dois primeiros exemplares da raça, todos machos.

Logo depois, compramos éguas Quarto de Milha consagradas, inclusive SKR, para iniciar a criação. Este primeiro contato aconteceu em um leilão no antigo centro de exposições Imigrantes”.

Início da criação em parceria

“O início, como disse, foi uma aventura minha e do Tomazini. Fomos buscar matrizes com pedigree consagrado no Quarto de Milha e investimos nos melhores garanhões da época, com coberturas, porque ainda era rara naquela época a transferência de embrião, sêmen congelado, etc…

Então, era levar as éguas para cobrir com: Dr. Sunny Pep, Freckles Storm Cat e o famoso astro da novela “Estrela de Fogo”, o garanhão Eternal Doctor. Aliás, esses são lendas da raça no Brasil até os dias de hoje, com seus filhos sendo muito procurados”.

No Haras Tradition, Miss Playboys Heart com potro ao pé, filho de Handshake Brother

Reviravolta e um novo começo

“Depois de algum tempo, o meu amigo e eu decidimos terminar a criação e, consequentemente, a nossa  sociedade, cujo criatório estava situado em São Pedro/SP. Então, eu levei alguns animais Paint para a minha fazenda, em Jaguariaíva, no Paraná.

Por algum tempo produzi poucos animais, sempre com aquela base genética inicial, focada em animais de trabalho, dos melhores do mundo na raça Paint. Aos poucos a criação voltou a crescer e outros animais foram adquiridos, sempre com esse foco em Paint Horse voltado para performance. Assim, surgiu o que é hoje ao Haras Tradition “.

Garanhão do Haras Tradition, Handshake Brother

Haras Tradition

“Com sede na Fazenda Tradição, em Jaguariaíva, o Haras Tradition está devidamente adequado para a criação. Afinal, possui 32 baias de alvenaria da melhor qualidade, cerca de 20 piquetes devidamente formados em tifton.

Além de outras áreas de pastagens, inclusive com gramíneas sazonais, como azevem no inverno, e, ainda, aveia branca, em área de 120 alqueires. O haras conta com o corpo fixo de quatro funcionários, além de prestadores de serviços específicos, como médicos veterinários, ferrageadores, treinadores etc.

Temos os treinadores do Paraná, como os companheiros Lauri e Amadeu que já fizeram campeões nacionais da raça. Temos, também, a parceria com a Cowboys Company, com o Centro de Treinamento em Campinas/SP, cidade em que resido e treino meus animais para as provas.

No CT em Campinas temos a participação direta do grande treinador Thiago Paiva Moreira e de sua equipe, com destaque para o Marquinhos e o Vinícius. Logo, a estrutura , desde a fazenda até o CT em Campinas é grande, porque se somam, outros veterinários, treinadores e ferrageadores.

Ainda existem parceiros, como, por exemplo, o Haras R3, do amigo Roberto, de Ribeirão Bonito, onde a Tradition tem animais em treinamento de tambor. No total, a tradition já ultrapassou o número de 100 animais faz algum tempo”.

Natureza exuberante com Paint Horse no Haras Tradition 

Filosofia e foco da criação

“A filosofia é direcionada por seis premissas que, para a Tradition Paint & Quarter Horse, são intransponíveis. São elas:

  1. Um bom animal é resultado de bons cruzamentos, com pai e mãe com pedigree consagrado;
  2. Ademais, um bom animal será o resultado de uma prenhez sadia, com a égua em excelentes condições de alimentação e cuidados sanitários desde o cruzamento até a parição;
  3. Além disso, um cavalo forte se faz desde o nascimento, com cuidados na alimentação e suplementos desde o nascimento. Seguindo, assim, com um processo de desmame que respeite a natureza gregária do cavalo (potro nunca se desmamam sozinho e nunca deve ser isolado). E, depois, os suplementos necessários para cada fase do crescimento;
  4. Potros tem que tomar sol, tomar chuva, pastar, brincar entre eles, impor liderança, aprender, desenvolver as suas curiosidades.
  5. O processo de doma nunca pode ser adiantado para o interesse do proprietário. A doma deve ser gradual, sensível e sem violência de qualquer espécie. Muito embora as correções de erros devam acontecer com precisão;
  6. Cada animal é um indivíduo, sendo necessário, portanto, compreender a personalidade de cada um deles. Como também as suas habilidades e estrutura óssea e muscular, para agir e exigir adequadamente e no tempo certo.

O nosso foco, é e sempre será o de cavalos de performance, animais que tenham utilidade e vivacidade para os esportes equestres. Nenhuma raça, por mais bela que seja, pode viver e crescer a partir da visão unicamente na pelagem, nos olhos azuis e na conformação.”

Prêmios do Haras Tradition

“Os nossos animais, principalmente os montados por mim mesmo ou por meu genro, Rubens Schartzmann, além dos parceiros compradores e treinadores, tem se destacado nas competições da raça Paint Horse. 

As vitórias são muitas. Mas vale citar que os nossos animais, com o sufixo ACB, fizeram o maior número de premiações nas Nacionais e Potro do Futuro da ABCPaint nos anos de 2015, 2016 e 2017.”

Por Natália de Oliveira
Crédito das fotos: Reprodução/Instagram Haras Tradition

Veja mais notícias sobre o cavalo Paint no portal Cavalus

Continue lendo