Sabores da Roça

Aprenda a fazer uma deliciosa receita de favada paraibana

Publicado

⠀em

favada paraibana

O prato é uma ótima opção para conhecer os sabores da cozinha do estado da Paraíba

No Sabores da Roça desta semana a receita é de favada paraibana e vem direto de João Pessoa/PB. Quem assina o prato é o pernambucano que mora há 12 anos na Paraíba, o Adilson Santana. Ele é um cozinheiro engajado na transformação da sociedade por meio do alimento de natureza orgânica.

Contudo, a escolha da receita de favada paraibana não foi a toa. Afinal, de acordo com o Adilson, a fava, típica do Nordeste, vem chamando a atenção dos cozinheiros e chefs renomados aqui do país e também de fora. Tanto que essa leguminosidade vem tendo um destaque nas mesas e feiras do grandes centros.

Ainda de acordo com o cozinheiro, o motivo dessa grande valorização da fava é resultado da maior valorização dos ingredientes regionais e da cozinha de raiz. Mas, principalmente, por causa que as pessoas estão reconhecendo o real valor dos produtos orgânicos, tanto na parte nutricional quanto na sustentabilidade abrangente.

Mas, afinal, o que é fava?

Antes de passar a receita de favada paraibana, Adilson faz questão de explicar o que é a fava. Ele conta que existem uma grande variedade dessas leguminosas. Dentre elas, a fava, conhecido também como feijão-de-lima, fava-lima ou fava rajada, ganha maior destaque na cozinha nordestina.

“Cozidas com pertences bovinos ou suínos, na substituição do feijão (seu primo famoso), cozida
água e sal. Ela é bem comum nas feiras, mercados e em forma de petiscos no Nordeste. A
(Phaseolus lunatus l.), que é a nossa “fava”, de origem andina, e segundo alguns especialistas, afirmam ser da Guatemala”.

Sobretudo, o estado da Paraíba apresenta os melhores índices de produtividade de fava, com um rendimento de 424 kg ha-1. Inegavelmente, sua utilização na dieta alimentar das famílias apresenta importância singular, como fonte de proteína e como um alimento alternativo ao feijão-caupi e feijão-carioca. 

No entanto, o cozinheiro frisa que a fava tem sabor e textura de castanha portuguesa cozidas. E, antes de mais nada, ele faz um alerta. “Assim como as mandiocas que produzem substâncias, no qual produz ácido cianídrico, as “favas”, pelo seu amargor, precisam de cozimento antes de consumi-las, para perder esses componentes indesejáveis, principalmente as verdes”.

Agora que você já está por dentro de tudo, que tal, irmos para a receita de favada paraibana? Ebaa…Confira!

Um arroz branco é um ótimo acompanhamento para a favada paraibana

Ingredientes

500 g de favas
300 g de bucho bovino (fervido e curtido no suco de limão)
200 g de carne de charque (dessalgada)  e a mesma medida de bacon em cubos
1 paio, uma cebola e uma colher de sopa de manteiga da terra
2 dentes de alho
1 pimenta dedo de moça
10 ramos de coentro
2 folhas de louro
1 colher de café de colorau ou açafrão da terra
½ colher de chá de cominho
Sal e pimenta do reino à gosto

Modo de preparo

Antes de mais nada, comece um dia antes trabalhando as favas. Portanto, deixa-as de molho de uma dia para o outro, depois ferva por duas vezes e reserve. Enquanto isso, refogue na manteiga da terra os cubos de bacon, mas não deixe fritar demais. Só para soltar um pouco da gordura.

Em seguida, refogue as tiras do bucho bovino, já aferventados e temperados levemente com sal e pimenta do reino. Do mesmo modo, adicione os cubos de carne de charque dessalgada, as favas e, nesse momento, acrescente alho picado, a cebola, folhas de louro, cominho e o colorau.

Na sequência, deixe refogar e adicione em seguida o paio em rodelas ou meia lua. Depois, acrescente a pimenta dedo de moça bem picadinha e aproximadamente 300 ml de água quente. Então, deixe cozinhar por 30 minutos em fogo baixo e, posteriormente, acrescente os cubos de bacon já fritos.

Ademais, corrija a água, o sal e a pimenta de reino, se necessário, e observe a textura dos grãos e a
textura do bucho bovino. Para finalizar, coloque o coentro picado e sirva com arroz branco, farofa amanteigada e molho de pimenta artesanal.

Por Natália de Oliveira
Crédito das fotos: Divulgação/Adilson Santana

Veja mais receitas no Sabores da Roça no portal Cavalus

Comentar com o Facebook

Sabores da Roça

Aprenda a receita de um delicioso puchero

Publicado

⠀em

Sem dúvida, esse ensopado é uma boa pedida para os dias mais frios 

O Sabores da Roça desta semana traz uma receita deliciosa e que combina muito bem com dias frios. Afinal, o inverno já chegou e nada melhor do que comer uma comidinha bem quentinha, né?! Então, que tal aprender a fazer um puchero?

É um tipo de um ensopado originário da Espanha, mas que no Brasil, obviamente, sofreu suas influências e adaptações. Todavia, independente de qual versão você vai preparar, da tradicional ou a adaptada, é um prato delicioso. Portanto, confira abaixo a receita!

Ingredientes

  • 1 peça de lombo suíno temperado cortado em cubos médios
  • 2 xícaras (chá) de feijão-branco
  • 1 costelinha suína sem tempero cortada entre as ripas
  • 2 litros de água do cozimento do feijão-branco
  • 1 xícara (chá) de bacon em cubos
  • 4 dentes de alho picados
  • 1 maço de couve picado
  • 2 folhas de louro
  • 1 cebola picada
  • 4 ovos
  • 2 tomates picados
  • 6 colheres (sopa) de azeite
  • 2 pães franceses
  • 6 colheres (sopa) de azeite
  • sal e pimenta branca a gosto

Modo de preparo

  1. Em primeiro lugar, em uma panela de pressão cozinhe o feijão em 2,5 litros de água por 30 minutos após o início da pressão.
  2. Depois, escorra o feijão, salgue a gosto e reserve a água do cozimento.
  3. Enquanto isso, cozinhe os ovos por 8 minutos, escorra, descasque os ovos e, por fim, reserve.
  4. Na sequência, tempere a costelinha com sal e, em seguida, aqueça o azeite em uma panela e sele a costelinha e os cubos de lombo. Se não couberem todas as carnes na panela de uma vez, sele aos poucos e reserve.
  5. Ademais, na mesma panela, refogue o bacon por 5 minutos e adicione o alho e a cebola e refogue por mais 5 minutos.
  6. Sobretudo, adicione o tomate e a água de cozimento do feijão, e cozinhe até levantar fervura.
  7. Coloque a costelinha e os cubos de lombo de volta na panela e acrescente o louro e cozinhe em fogo baixo por 1h45.
  8. Passado o tempo de cozimento, acrescente o miolo dos pães, o feijão e a couve. Depois, cozinhe por mais 15 minutos em fogo baixo.
  9. Por fim, no final adicione os ovos cortados em 2 partes iguais e sirva com o arroz branco e ervilhas.

Por Equipe Cavalus
Crédito da foto: Divulgação/Swift

Veja mais receitas no Sabores da Roça do portal Cavalus

Comentar com o Facebook

Continue lendo

Sabores da Roça

Aprenda a receita de um delicioso bolo de pinhão

Publicado

⠀em

Receita é fácil e rápida e é uma boa pedida para celebrar o Dia de São João

Em comemoração ao Dia de São João – que será celebrado na próxima quarta-feira (24) – o Sabores da Roça desta semana traz uma receita de um delicioso bolo de pinhão.

Acima de tudo, essa receita é tradicionalmente servida nas típicas festas juninas. Mas, certamente, esse bolo de pinhão combina perfeitamente com um lanche da tarde, acompanhado de um café feito na hora.

Por fim, não perca tempo e confira abaixo essa receita. É bem simples e rápida. Aliás, dá até para aproveitar o fim de semana para preparar esse bolo de pinhão para a família. Bom apetite!

Ingredientes

  • 2 xícaras de pinhão cozido e triturado
  • ½ xícara de óleo
  • 2 xícaras de açúcar
  • 1 xícara de leite
  • 2 xícaras de farinha de trigo
  • ½ colher (sopa) de fermento em pó
  • 100 gramas de nozes picadas grosseiramente
  • 2 ovos inteiros
  • 100 gramas de uvas passas

Farofinha

  • 1 xícara de açúcar
  • ½ xícara de margarina ou manteiga
  • 1 xícara de farinha de trigo
  • Canela em pó a gosto

Modo de preparo

Em primeiro lugar, misture em uma vasilha todos os ingredientes secos do bolo. Depois, coloque os ingredientes líquidos. Acima de tudo, misture tudo muito bem e, na sequência, coloque em uma forma untada.

Antes de levar ao forno, prepare a farofinha. É bem simples. Basta misturar todos os ingredientes muito bem. Uma boa dica é utilizar as mãos, já que a farofinha fica úmida.

Finalmente, coloque a farofinha por cima da massa do bolo e leve para assar em forno médio, por mais ou menos 40 minutos.

Por Equipe Cavalus
Crédito da foto: Divulgação/Sabores do Sul

Veja mais receitas no Sabores da Roça do portal Cavalus

Comentar com o Facebook

Continue lendo

Sabores da Roça

Aprenda a fazer moranga recheada com carne seca e catupiry

Publicado

⠀em

Receita é, sem dúvida, uma boa pedida para aquele jantar especial de Dia dos Namorados

Já pensou no que vai preparar para o jantar especial de Dia dos Namorados? A dica do Sabores da Roça desta semana é escolher uma moranga bonita e recheá-la no capricho, com carne seca e queijo catupiry.

Fica, sem dúvida, irresistível. E para acompanhar basta fazer um arroz branco, escolher aquele vinho tinto de sua preferência e, porquê não, acender umas velas. Certamente, vai deixar o clima bem romântico. 

Por fim, confira abaixo a receita completa, que é simples e bem saborosa.

Ingredientes

1 abóbora moranga (cerca de 2 kg)
4 colheres (sopa) de manteiga sem sal (52 g)
2 cebolas picadas em fatias finas (300 g)
1 kg de carne seca dessalgada e desfiada grosseiramente
½ maço de cheiro verde picado (40 g)
500 g de queijo catupiry
Sal e pimenta-do-reino
1 embalagem de margarina (410 g)

Modo de Preparo

Abra uma tampa na abóbora com cerca de 10 cm de diâmetro. Com o auxílio de uma colher, retire as sementes de dentro. Tampe-a, enrole-a em papel-alumínio e leve-a para assar em forno pré-aquecido a 180 ºC por 1 hora, ou até que ela fique macia.

Enquanto isso, prepare a refoga de carne seca: em uma frigideira, derreta a manteiga e refogue a cebola por 2 minutos, ou até ela ficar levemente murcha. Acrescente a carne, refogue por mais 2 minutos e desligue o fogo.

Assim que a abóbora sair do forno, abra o papel-alumínio, retire a tampa e raspe 2 xícaras (chá) de polpa cozida (principalmente da tampa). Ligue o fogo da refoga novamente e junte essa polpa. Assim que estiver bem quente, adicione o cheiro verde e desligue o fogo. Tempere com pimenta-do-reino e, se necessário, sal.

Espalhe o queijo catupiry nas laterais da abóbora e, e em seguida, despeje o refogado no centro. Leve-a ao forno por mais 30 minutos. Retire do forno e sirva em seguida. Bom apetite!

Por Equipe Cavalus
Crédito da foto: Divulgação/Perdigão

Veja mais receitas no Sabores da Roça do portal Cavalus

Comentar com o Facebook

Continue lendo
X
X