Geral

Como surgiu a odontologia equina?

Arqueólogos realizaram uma pesquisa em cemitérios antigos que indicam que os cuidados iniciaram com os povos nômades no estepes mongóis

Publicado

⠀em

Você já parou para pensar quando surgiu o hábito de cuidar dos dentes dos cavalos?

Arqueólogos financiados por uma bolsa da National Geographic Socity, divulgaram uma pesquisa no Proceedings of the Nactional Academy of Sciences, que responde essa questão.

Através de uma análise de crânios escavados de antigos cemitérios de cavalos nos estepes mongóis, os arqueólogos descobriram que nômades lixavam os dentes tortos dos animais com ferramentas confeccionadas com pedras.

Depois começaram a arrancar os dentes deles que atrapalhavam o uso do freio de metal.

Estes cuidados, revelou William Taylor, do Mas Planck Institute for the Science of Humam Story, mostram que estes povos começaram a viajar longas distâncias com os cavalos mais saudáveis.

As pesquisas iniciaram em 2015, nas sepulturas de Deer Stone-Khirigsuur Complex, uma cultura que existia na Mongólia da Idade do Bronze de 1300-700 a.C., estes cemitérios eram cercados por dúzias, às vezes centenas, de cavalos sacrificados.

Nestas escavações, os pesquisadores encontraram dois exemplares de ossada de cavalos jovens, que viveram na Idade do Bronze, com dentes incisivos arrancados parcialmente.

“Esse animal deve ter tido muitos problemas para comer corretamente e com seu comportamento”, diz Taylor.

“Parece que as pessoas usaram uma ferramenta para restaurar uma superfície plana normal na boca cortando o incisivo torto”, relatou o pesquisador para o site National Geographic.

Ferramentas antigas

Além disso, foram encontrados traços de silicato nos dentes do animal que indicam que foi utilizado uma ferramenta de pedra para lixar os dentes.

Escavações realizadas em Bor Shoroonii Am revelaram que por volta do primeiro milênio a.C., pastores mongóis adotavam a técnica de extrair o “dente de lobo” dos cavalos jovens para poupá-los durante as cavalgadas com rédeas.

O “dente de lobo” cresce na frente dos dentes da bochecha, lugar onde o animal é controlado. Essa técnica de remoção começou na mesma época em que as peças de metal começaram a substituir as confeccionadas por couro ou outro material orgânico.

 “A inovação das peças de metal podem ter sido uma das coisas que permitiram que as cavalgadas em cavalos evoluíssem de uma técnica de pastoreio para uma tecnologia militar”, finalizou Taylor.

Ele ainda ressaltou que as peças de metal permitiam maior controle dos cavalos durante situações de estresse. “Parece que a odontologia veterinária pode ter tido um papel crucial na emergência da cavalgada como tecnologia militar”.

Por: Camila Pedroso

Fonte: National Geographic

Fotos: Dimitri Staszewski, Origins Of Equine Dentistry/National Geographic

Mais notícias no portal Cavalus

WordPress Ads
WordPress Ads