Internacional

Adriano Salgado vence na Velocity Tour e consegue sua primeira vaga na final da PBR

Com duas paradas dos três touros que montou, brasileiro foi o campeão do campeonato que serve de acesso para a disputa principal da PBR

Publicado

⠀em

Adriano Salgado vence na Velocity Tour e consegue sua primeira vaga na final da PBR

Como todos já sabemos, os brasileiros têm se destacado no exterior, seja com a criação de excelentes animais, como competindo em provas. No último final se semana foi a vez de Adriano Salgado mostrar para o que veio.

O brasileiro, que é de Batatais, interior de São Paulo, foi o campeão da temporada 2021 da Pendleton Whisky Velocity Tour. A competição, organizada pela PBR contribui também como acesso à série principal da liga. Dessa forma, os competidores que chegam ao TOP 35 podem ir em busca do título da PBR World Finals.

Salgado conseguiu duas paradas dois três touros que montou. No primeiro round, o brasileiro conseguiu 88,50 pontos, ficando 8s sob The Bandit. Já na segunda rodada, conseguiu apenas 3s25 em cima de Blow Torch. Contudo, devido a sua pontuação, Adriano Salgado seguiu para o round final, onde fez a sua melhor nota da noite: 90 pontos.

Então, com o título de campeão, Adriano Salgado conquistou também a sua primeira vaga para a Final Mundial da PBR, que começa na quarta-feira (03) e termina no domingo (07), em Las Vegas. E, além da vaga, o brasileiro faturou a fivela do campeonato e U$ 50 mil.

“Tem sido uma batalha muito difícil estar aqui hoje. Devo isso ao meu irmão, à minha mãe e ao meu pai. Isso não significa nada sem todos os fãs e a PBR atrás de nós”, comenta Adriano em entrevista à PBR.

Final Mundial

Mas, não foi só Adriano que conseguiu uma vaga para a final. Outros cinco competidores também terão a sua chance na Final Mundial. São eles: Lane Nobles (West, Texas), Grayson Cole (New Ringgold, Pensilvânia), Leonardo Lima (Vale do Paraíso, Brasil), Dalton Rudman (Wellington, Utah) e Alvaro Aguilar Alvarez (La Punta Lagos, México).

Kaique Pacheco, apesar de não faturar nessa final, conseguiu mais pontos acrescentados no ranking mundial. Pacheco terminou no quinto lugar, conquistando 17 pontos. Agora, o brasileiro segue no segundo lugar, atrás de José Vitor Leme, com uma diferença de 590 pontos.

Além das diversas vitórias de brasileiros, os espectadores e amantes de um dos esportes mais radicais no mundo, que torcem aqui do Brasil, tem outro motivo para comemorar. O canal SporTV 3 irá transmitir a PBR World Finals direto de Las Vegas.

Dessa forma, essa é a primeira vez que um canal de esportes realiza essa transmissão na íntegra. Por fim, a disputa pelo título terá a narração de Luiz Prota e comentários de Adriano Moraes, tricampeão mundial.

Confira os horários de transmissão no Brasil:

  • Quarta-feira, dia 3: 22h40;
  • Quinta-feira, dia 4: 22h40;
  • Sexta-feira, dia 5: 23h40;
  • Sábado, dia 6: 23h40;
  • Domingo, dia 7: 13h40 (final).

Por Heloísa Alves
Fonte: PBR e PBR Brazil
Crédito da Imagem: Divulgação/André Silva

Veja mais notícias da editoria Internacional no portal Cavalus

Internacional

José Vitor Leme vence a temporada 2021 da PBR e é bicampeão mundial

Com uma final emocionante, a T-Mobile Arena, em Las Vegas, se despediu da World Finals PBR, que na próxima temporada será em Fort Worth, no Texas

Publicado

⠀em

José Vitor Leme vence a temporada 2021 da PBR e é bicampeão mundial

Uma final emocionante, é assim que podemos descrever a Word Finals da Professional Bull Riders – PBR. A competições começaram na quarta-feira (03) e terminaram neste domingo (07), quando o brasileiro José Vitor Leme conquistou o seu bicampeonato mundial.

É válido afirmar que 2021 foi o ano de José Vitor Leme. O brasileiro, que é de Ribas do Rio Pardo (MS), tem apenas 25 anos, mas já conta com uma trajetória marcante dentro da PBR. Logo no início do ano, o brasileiro ficou 40 dias afastado após quebrar o tornozelo. Contudo, isso não o impediu de ser o nome dessa temporada.

E foi o que ele fez, vencendo em quase todas as etapas, José Vitor Leme manteve a sua liderança até o final e mostrou que pode sim ser considerado uma lenda, algo que, para nós, brasileiros, já é fato.

José Vitor Leme vence a temporada 2021 da PBR e é bicampeão mundial
Ao lado do filho e da esposa, Leme recebeu a taça de campeão/André Silva Photo

Recordes

E como dito anteriormente, 2021 foi o seu ano. Isso é fácil de comprovar, só observar as suas notas. Leme quebrou o recorde de maior número de paradas acima dos 90 pontos, com mais de 20 notas dessa qualidade. Além do que, durante a final de domingo, o brasileiro quebrou o seu próprio recorde de maior nota da história da PBR, feito que ele tinha conseguindo em agosto deste ano, durante a etapa de Tulsa.

Na ocasião, Vitinho, como é chamado pelos fãs, conseguiu 97,75 pontos em duelo com Woopa, o touro número 1 do ranking. Mas, Leme parece que gosta de desafios e assim foi a sua final, mesmo sentindo dores na virilha, onde sofreu uma lesão recentemente, o brasileiro, novamente com Woopa, atualizou esse recorde, que vai ficar difícil para qualquer um quebrar: 98,75 pontos.

Vale destacar também que Woopa ganhou como o melhor touro da temporada, ou seja, foi um duelo entre os melhores.

Brasileiros são destaques

Mas não foi só José Vitor Leme que brilhou nesta temporada. Kaique Pacheco também deu seu nome na liga e mostrou se um forte concorrente ao título mundial, que foi decidido nos 45 do segundo tempo.

Ainda mais que, com Leme fora das últimas etapas, o ‘Homem de Gelo’, como é chamado Pacheco, conseguiu uma vantagem maior e diminuindo o espaço para o primeiro colocado do ranking.

E a Word Finals foi um marco para o Brasil, que, dos 40 finalistas, teve 18 representantes nessa acirrada disputa. Alguns disputando pela primeira vez, como Adriano Salgado, outros já veteranos, como João Ricardo Vieira, de 37 anos, e que ainda tem muita coisa para conquistar na PBR.

Com o resultado das finais, três brasileiros ficaram entre os cinco melhores da temporada. José Vitor Leme no primeiro lugar, Kaique Pacheco em segundo e Silvano Alves na quinta posição.

Mas, engana-se quem acha que os brasileiros foram sucesso só em cima dos touros. Responsável pela imagem que está rodando o mundo, um clique perfeito do duelo entre titãs pelas lentes do fotógrafo André Silva. O brasileiro, que atua há 20 anos na profissão, já participou de 13 finais da PBR.

Outro nome que representou o Brasil nesse grande evento foi Lucas Teodoro, que trabalha como salva-vidas em eventos da PBR. Lucas, que está há 16 anos na profissão, é o primeiro e único brasileiro a atuar nesta área a nível mundial nos rodeios nos Estados Unidos.

E essa é uma posição de peso, já que os Professional Bullfighter (salva-vidas), são escolhidos pelos próprios competidores, que votam naqueles em que eles confiam, literalmente, as suas vidas.

Transmissão ao vivo

Pela primeira vez, o Brasil recebeu a transmissão ao vivo da Word Finals. O canal SporTv 3 decidiu, às vésperas do evento, fazer essa transmissão. Ou seja, o público pode acompanhar e torcer de casa pelos brasileiros.

E, apesar de não termos um número sobre a audiência dessa transmissão, fica o questionamento para o SporTV sobre transmitir, pelo menos a divisão principal de um dos principais campeonatos de rodeio do mundo.

Temporada 2022

Por fim, vale lembrar que a próxima temporada será de janeiro a maio, com as temporadas subsequentes começando em 2023 durando de novembro a maio. Dessa forma, a partir do próximo ano, a Word Finals passa a ser em Fort Worth, no Texas.

Agora, é tempo para os competidores descasarem e manter a forma para, novamente, buscarem o tão sonhado título mundial. Já no caso de José Vitor Leme, ele vai precisar de uma melhor recuperação da sua lesão, que voltou a incomodar durante as finais. Para o público torcedor, e até para a PBR, a dúvida que fica é: Quem vai conseguir quebrar todos esses recordes e superar o brasileiro em 2022?

Por Heloísa Alves
Crédito da Imagem: Divulgação/André Silva Photo

Veja mais notícias da editoria Internacional no portal Cavalus

Continue lendo

Internacional

Temporada 2021 da PBR chega na reta final

Finais do Pendleton Whiskey Velocity Tour acontecem neste final de semana e é a última oportunidade para os competidores se qualificarem para as Finais Mundiais

Publicado

⠀em

Temporada 2021 da PBR chega na reta final

Um final de semana de grandes emoções, é o que espera os competidores da PBR que participarão das Finais do Pendleton Whiskey Velocity. Essa é a última parada antes das Finais Mundiais, que serão realizadas de 03 a 07 de novembro, em Las Vegas, Nevada, na T-Mobile Arena.

A temporada regular, que terminou no último final de semana, teve como campeão o texano Boudreaux Campbell, que, com essa vitória, assumiu o quinto lugar do ranking, que até então era do brasileiro Dener Barbosa.

Mesmo com essa vitória de Campbell, o título mundial ainda pode ser de um brasileiro. Kaique Pacheco, que também esteve nessa disputa, permanece no segundo lugar do ranking, com 607 pontos de diferença do também brasileiro, José Vitor Leme.

Contudo, devido a sua lesão, José Vitor Leme não estará competindo nesse final de semana, retornando apenas nas Finais Mundiais. Essa é então uma oportunidade para Kaique Pacheco, que vai em busca de mais pontos e ganhar um espaço maior no ranking.

Mas, é claro que a final é uma caixa de surpresa, onde a vitória ainda é desconhecida. Apesar disso, se tratando de competidores brasileiros na rodada, torcemos para que vença o melhor.

Por fim, não haverá transmissão ao vivo para o Brasil. E, vale lembrar que, no próximo ano, a temporada da PBR será de janeiro a maio, com as temporadas subsequentes começando em 2023 durando de novembro a maio.

Por Heloísa Alves
Fonte: PBR
Crédito da imagem: BullStockMedia/PBR

Veja mais notícias da editoria Internacional no portal Cavalus

Continue lendo

Internacional

Sort Of Popular é eleita cavalo do ano AQHA/PRCA 2021

Conhecida como Paraguaia, égua que é de propriedade do brasileiro Marcos Alan, acumula importante vitórias com o competidor

Publicado

⠀em

Sort Of Popular é eleita cavalo do ano AQHAPRCA 2021

Não são só os brasileiros que fazem sucesso no exterior, seus cavalos também brilham por lá, e muito. No último dia 14, a American Quarter Horse Association – AQHA, divulgou a lista dos premiados pelo Prêmio Nutrena de Cavalo do Ano de 2021. A consagração reconhece os melhores cavalos das provas cronometrados da PRCA.

E, neste ano, apenas um brasileiro na lista, Marcos Alan, como proprietário da égua ganhadora pelo Tie-Down Roping, Sort Of Popular, mais conhecida com ‘Paraguaia’. Filha do grande garanhão, reprodutor de Laço mais premiado em 2017, Pop Superhorse, a égua Paraguaia está com Marcos Alan desde 2016, quando adquiriu o animal em parceria com Frederico Werneck.

Sort Of Popular

“É uma égua muito especial, praticamente quase tudo o que conquistei foi através dela, como casa, camionete, outros cavalos. Por isso, ela é muito importante, não só para mim, como para a minha família”, destaca Marcos Alan.

Égua tem significado importante não só nas provas, como na família do brasileiro

O competidor comenta ainda que a Sort Of Popular não tem tempo ruim, trabalha com qualquer gado, em qualquer pista e competição, independe do tempo. “São títulos importantes com ela. O ano de 2017 foi mágico, a gente conquistou em uma noite: Campeão Mundial, Campeão Top Gun, Round e mais a Final do Rodeio de Las Vegas”, comenta Marcos numerando essas e outras vitórias com a ‘Paraguaia’.

Marcos ressalta que a égua é uma grande aliada nas competições, já que o competidor vem de alguns problemas com cirurgias e ela acaba facilitando o trabalho dele em pista. “Nos classificamos para a final mundial de novo, ganhamos o Califórnia Rodeo Salinas, que é um rodeio muito difícil. E com tudo isso, ao longo dos anos que a gente vem competindo, ela foi consagrada o Melhor Cavalo do Mundo da PRCA, é uma conquista muito grande, graças a Deus, que nos presenteou com esse animal”.

Futuro

Mas, a ‘Paraguaia’ não para com o seu sucesso por aí, o proprietário da égua já afirma que em breve veremos os filhos da campeã mostrando toda a genética da mãe em pista. “Já temos um filho em treinamento e outros para nascer, estamos seguindo com a linhagem campeã”.

Por fim, Marcos agradece os seus patrocinadores e todos que te apoiam. “Essa vitória não teria acontecido se não fosse o suporte dos meus patrocinadores, da minha esposa, que me ajuda a onde eu for, às vezes eu vou para um lado, ela para outro, levando animal, ajudando a cuidar. A gente não chega a lugar nenhum se não tiver um suporte desse”, finaliza.

Por: Heloísa Alves
Crédito das imagens: Divulgação/Sam-Sim Photography

Veja mais notícias da editoria Internacional no portal Cavalus

Continue lendo

Internacional

Montanha Jr volta a vencer etapa regular da PBR após dois anos sem vitórias

Na colocação geral da etapa do final de semana em Greensboro, dos cincos primeiros, quatro foram brasileiros

Publicado

⠀em

Montanha Jr volta a vencer etapa regular da PBR após dois anos sem vitórias

Mais uma vez, os brasileiros se destacaram em uma etapa da PBR (Professional Bull Riders) Unleash The Beast. Dessa vez, na etapa que ocorreu nos dias 09 e 10 de outubro, em Greensboro, NC, teve na colocação geral quatro brasileiros entre os cinco primeiros colocados.

E quem brilhou nessa etapa foi Cláudio Montanha Jr, que saiu com a fivela de campeão. Montanha não vencia uma etapa regular da PBR desde 2019, quando venceu em Columbus (Ohio).

O brasileiro começou pontuando em Express Lane, no sábado (09), com um 89,00 de nota, a segunda melhor.

O segundo round, no entanto, ficou para Montanha Jr, com 88,75 pontos a bordo de Milk Man, caminhando para a final como um dos favoritos. E a parada de 88,00 pontos em CooperPoint Swagger carimbou a vitória do competidor, totalizando 265,75 pontos na somatória geral do evento, e 144 para o ranking, pulando então da 29ª colocação para a 17ª com 411,50 pontos.

O primeiro round foi de JRV, com 90,25 pontos em Viper. No segundo round conquistou apenas 84,50 pontos em Texas Blood, talvez o que tenha lhe impedido de vencer a etapa, já que no round final foi novamente o melhor, com 90,75 desta vez em Diddy Wa Diddy. O paulista de Itatinga ficou com 118 pontos a mais no ranking, e se mantém na quarta colocação com agora 1.045,50 pontos.

Apenas João Ricardo Vieira e Cláudio Montanha Jr conseguiram pontuar no round final, entre os doze competidores.

15/15 Bucking Battle

Chegamos ao último 15/15 Bucking Battle da temporada 2021 com mais uma vitória brasileira, e mais uma de Maurício Gulla Moreira. Desta vez ele fez 90,75 pontos em I’m Legit Too e saiu com o título da disputa e 59 pontos a mais para o ranking mundial, mantendo-se na sétima posição com 688,00 pontos.

Por fim, a próxima parada da PBR Unleash The Beast será em Manchester, nos dias 15 e 16 de outubro.

Fonte: PBR Brazil
Crédito da imagem: BullStockMedia/PBR

Veja mais notícias da editoria Internacional no portal Cavalus

Continue lendo

Internacional

Robson Palermo entra para o PBR Heroes & Legends 2021

O competidor, que ganhou três vezes na Word Finals PBR, se junta a Adriano Moraes (2009) e Guilherme Marchi (2019) como os únicos brasileiros a receberem a homenagem

Publicado

⠀em

Robson Palermo entra para o PBR Heroes & Legends 2021

Na quinta-feira (07), a Professional Bull Riders – PBR, anunciou que o brasileiro, Robson Palermo, fará parte da PBR Heroes & Legends. O “Hall da Fama” da liga é reconhecido ao longo dos anos como uma das principais cerimônias de premiação de esportes do Ocidente.

O brasileiro é o único vencedor de três Word Finals PBR e o único ganhador consecutivo (2011-2012), e ganhará o cobiçado Ringo of Honor (Anel de Honra), que é entregue para um atleta ilustre.

Dessa forma, Palermo será oficialmente nomeado para o Ring of Honor durante a PBR Heroes & Legends Celebration 2021, que acontece no dia 2 de novembro no South Point Showroom, Las Vegas. Então, em entrevista à PBR, o brasileiro brinca que falar na frente de todos será como subir no seu primeiro touro.

“Esta vai ser a minha fivela de campeão mundial que não tenho. Vou me lembrar disso por toda a minha vida. Eu terei este anel, e ele representará minha carreira incrível”, comenta Robson, que está aposentado desde 2018.

Por fim, vale destacar que Robson Palermo é o 48º membro do Hall da Fama da PBR e o terceiro brasileiro a fazer parte desse seleto grupo. O primeiro foi Adriano Moraes em 2009 e o segundo foi Guilherme Marchi em 2019.

Fonte: PBR
Tradução e adaptação: Heloísa Alves
Crédito da imagem: BullStockMedia/PBR

Veja mais notícias da editoria Internacional no portal Cavalus

Continue lendo

Internacional

Brasileiros dominam o Top 5 do ranking da PBR

Na reta final da temporada, que tem as finais marcadas para novembro, quatro brasileiros estão no Top Five

Publicado

⠀em

Brasileiros dominam o Top 5 do ranking da PBR

Com um pouco mais de um mês para as finais da Professional Bull Riders – PBR, os brasileiros que competem pela liga mostram para o que realmente vieram, ou melhor “foram”. São cinco brasileiros no Top 10, sendo quatro no Top 5, que tem apenas um americano, Cooper Davis.

Mesmo lesionado, José Vitor Leme segue liderando o ranking, com 2.100,50 pontos e um novo recorde para a história da PBR. O brasileiro teve, até o momento, 17 montarias na casa dos 90 pontos. Esse é o maior número de montarias com essa pontuação em uma temporada registrado por um competidor.

Contudo, o brasileiro foi forçado a dar uma pausa nas competições e segue ainda sem uma previsão de retorno às pistas. Em sua última montaria, pela Unleash The Beast em Newark, Leme sofreu uma lesão na virilha direita, precisando assim dar uma pausa nas provas.

Na segunda colocação vem Kaique Pacheco, com 1.374 pontos, uma diferença de 726,50 do primeiro colocado. O competidor venceu a última rodada da PBR em Deadwood, na Carolina do Sul. Natural de Itatiba (SP), Kaique Pacheco foi o campeão de 2018.

O único americano do Top Five, Cooper Davis vem na terceira posição, em seguida temos João Ricardo Viera, com 912 pontos. O competidor foi o grande campeão da 15/15 Bucking Battle, sendo essa a sua sétima vitória da competição.

Encerrando o Top 5, Dener Barbosa com 826.83 pontos. O brasileiro, que é de Paulo de Faria (SP), está em sua quarta temporada nos EUA e vem em busca do título mundial após lesões em 2018 e cirurgias em 2019 que atrapalharam o seu sonho.

Finais

A próxima parada da PBR ocorre neste final de semana, nos dias 02 e 03 em San Antonio, no Texas. Já as competições da PBR World Finals, que encerrarão a atual temporada, acontece em Las Vegas, Nevada, na T-Mobile Arena, de 3 a 7 de novembro.

Por fim, vale lembrar que no próximo ano, a temporada da PBR será de janeiro a maio, com as temporadas subsequentes começando em 2023 durando de novembro a maio.

Por Heloísa Alves
Fonte: PBR
Crédito da imagem: BullStockMedia/PBR

Veja mais notícias da editoria Internacional no portal Cavalus

Continue lendo

Internacional

Kaique Pacheco vence em Deadwood e diminui diferença de pontos para José Vitor Leme

Na mesma noite, João Ricardo Vieira venceu o Bucking Battle, sendo a sua sétima vitória nessa disputa

Publicado

⠀em

Kaique Pacheco vence em Deadwood e diminuiu diferença de pontos para José Vitor Leme

O final de semana rendeu para os brasileiros que estão na disputa pela PBR – Professional Bull Riders. Pela quinta vez na temporada 2021 da PBR Unleash The Beast (UTB), o Campeão Mundial da 2018, Kaique Pacheco ficou no topo da etapa que aconteceu em Deadwood, na Carolina do Sul.

Durante a competição, que ocorreu nos dias 25 e 26 de setembro, Pacheco parou nos três touros que encarou durante a disputa, e saiu com 100% de aproveitamento. No primeiro desafio, o competidor registrou 86,00 pontos em Shootist, terminando o round na sexta colocação. Já no domingo, na semifinal, foi o terceiro melhor com 86,75 em Air Tight Alibi, encerrando na sequência com 91,00 pontos a bordo de Medicine Man, a maior nota do round final.

Com isso, o brasileiro encerrou a rodada com 263,75 pontos e um cheque de U$26.019,33. Então, para o ranking mundial, Pacheco diminuiu a diferença entre o primeiro colocado, José Vitor Leme, que segue afastado das competições após uma lesão na virilha direita.

Agora, com 139,5 pontos acrescentados no ranking mundial, Kaique Pacheco mantém a segunda colocação, agora com 1.374 pontos, diferença de 726,50 do primeiro colocado.

João Ricardo Vieira

Ainda em Deadwood, João Ricardo Vieira foi quem levou a melhor no 15/15 Bucking Battle. Ele conquistou a sua sétima vitória nessa disputa, sendo o competidor com mais vitórias no 15/15 Bucking Battle.

O competidor, que teve a nona conquista para o Brasil, conseguiu 59 pontos para o ranking mundial. Agora, com 34,50 garantidos na etapa regular, Vieira sobe para a quarta colocação no ranking mundial com 912 pontos. Sendo assim, Dener Barbosa é agora o quinto colocado com 826,83 pontos.

Por fim, a última edição do Bucking Battle na temporada será em Greensboro, marcada para os dias 9 e 10 de outubro. Já ac PBR Unleash The Beast será em San Antonio, no Texas, nos dias 2 e 3 de outubro.

Fonte: PBR
Tradução e adaptação: Heloísa Alves
Crédito das fotos: Divulgação/Andy Watson – Bull Stock Media

Veja mais notícias da editoria Internacional no portal Cavalus

Continue lendo

Internacional

Com lesão na virilha direita, José Vitor Leme deve se afastar das próximas rodadas da PBR

Apesar do machucado, brasileiro não precisará operar, o que abre a possibilidade de ele competir nas finais, que começam em 03 de novembro, em Las Vegas

Publicado

⠀em

Com lesão na virilha direita, José Vitor Leme deve se afastar das próximas rodadas da PBR

Durante sua última prova vencedora, em Newark, New Jersey, José Vitor Leme fez algumas queixas de dor em sua virilha direita. Com isso, logo em seguida o brasileiro procurou ajuda médica, sendo submetido a uma ressonância magnética para identificar a gravidade da lesão.

Em entrevista à Professional Bull Riders – PBR, o médico Tandy Freeman, comentou que o competidor lesionou parcialmente a virilha a direita. Ele teve uma entorse de segundo grau. Ainda segundo o médico, essa é uma lesão que leva semanas para cicatrizar.

“É difícil prever a rapidez da cicatrização dessas lesões. Algumas pessoas melhoram mais rápido do que outras. Espero que ele fique fora por algumas semanas, e conversamos sobre o fato de que, se ele não estiver sem dor, se não tiver suas forças de volta, ele pode ter que esperar até as finais para começar. A questão é que, se ele tentar voltar antes de melhorar, é provável que sofra uma nova lesão, e então pode ser pior do que é agora”, explica Freeman.

José Vitor Leme também concedeu uma entrevista para a PBR, onde comentou que aproveitará o momento certo para sua recuperação, retornando apenas quando se sentir melhor. O brasileiro também emitiu uma nota em seu Instagram, confira.

Comunicado

Venho aqui para informar a todos sobre minha lesão ocorrida no último fim de semana durante minha última montaria em Newark.

Fiz alguns exames hoje e uma ressonância magnética mostrou que rasguei parcialmente o músculo direito da virilha. No momento, ainda não tenho um cronograma exato de quando voltarei às competições, mas já iniciei o processo de recuperação com a fisioterapia, e me comprometo a retornar assim que meu corpo estiver pronto.

Obrigado a todos os meus fãs, amigos e familiares por todo o apoio contínuo. Agradeço por estar sempre ao meu lado e manterei todos atualizados sobre minha recuperação ao longo do processo.

Retorno às arenas

Segundo Tandy Freeman, a ressonância magnética feita por Leme mostrou que não há necessidade para uma cirurgia, o que pode ser então um alivio para o atual número um do ranking mundial.

Dessa forma, José Vitor Leme pode comemorar, já que ele tem chances de retornar para as finais da PBR. Durante a corrida em que sofreu a lesão, Leme conseguiu 90,75 pontos. Isso aumentou a sua liderança na classificação mundial para 866 pontos no nº 2 Kaique Pacheco e 914 pontos no nº 3 Cooper Davis.

Além de Pacheco e Davis, o brasileiro tem mais do que o dobro do total de pontos mundiais de qualquer outro competidor da PBR.

Por fim, vale lembrar que faltam apenas cinco eventos da temporada regular do Unleash The Beast para a PBR World Finals, que começam em 03 de novembro em Las Vegas na T-Mobile Arena.

Fonte: PBR
Tradução e adaptação: Heloísa Alves
Crédito das fotos: Divulgação/Andy Watson – Bull Stock Media

Veja mais notícias da editoria Internacional no portal Cavalus

Continue lendo

Internacional

José Vitor Leme garante a sua sétima vitória no Unleash The Beast

Atual líder do ranking mundial, o brasileiro vem mostrando que veio para ficar e que pretende ser o campeão mundial novamente

Publicado

⠀em

José Vitor Leme garante a sua sétima vitória no Unleash The Beast

Faltando seis etapas para a final da temporada 2021 da Professional Bull Riders – PBR Unleash The Beast, José Vitor Leme vem fazendo a sua história no Rodeio, que é considerado o esporte mais radical do planeta.

Neste último final de semana, a cidade de Newark foi palco de mais uma vitória do brasileiro. Então, com três paradas e mais duas notas acima dos 90 pontos, o brasileiro conquistou a sua sétima vitória na temporada.

Com essas duas notas acima dos 90 pontos, Leme empata com JB Mauney com 19 rounds conquistados durante uma temporada. Agora, falta apenas uma nota para José Vitor Leme alcançar Justin McBride.

Vitória

Então, o primeiro desafio do brasileiro foi no sábado (18), a bordo de A-Team, finalizando a noite com 88,50 pontos, mesma nota de João Ricardo Vieira, que enfrentou o touro La Grande. Os dois empataram na terceira posição. Cooper Davis faturou o round com 89,50 pontos em Pattilo Ridge.

Já no domingo ocorreram dois rounds que decidiram a etapa. Leme parou os oito segundos em Home Wrecker e garantiu 92,00 pontos, maior nota do segundo round. Na sequência veio 90,75 em Slingin Tears e a conquista do round final e da etapa.

O resultado garantiu ao competidor 271,25 na somatória geral do evento e 154,50 pontos para o ranking mundial. Neste momento ele segue com 2100,50 pontos totais (866 de diferença à frente do vice-líder Kaique Pacheco).

Contudo, durante a sua última montaria, José Vitor Leme sentiu dores na virilha direita e deve passar por exames durante essa semana para avaliar a lesão.

Surpresa

Fernando Henrique Novais foi a surpresa da noite. O campeão da PBR Brazil em 2018, que retornou aos Estados Unidos este ano, segue se fortalecendo na elite do esporte, uma prova disso é a sua segunda colocação na noite. Novais fez três paradas e saiu de Newark com 264,50 pontos na somatória geral e 91,50 para o ranking, o que o coloca neste momento na 39ª colocação com 146,50 pontos.

Por fim, a próxima parada da Unleash The Beast será Deadwood, Carolina do Sul, nos dias 25 e 26 de setembro, sem transmissão ao vivo para o Brasil, apenas pela Pluto TV nos Estados Unidos. Lembrando que a PBR World Finals já tem data marcada: 3 a 7 de novembro, em Las Vegas.

Fonte: PBR Brazil
Crédito da foto: Divulgação/Andy Watson/Bullstockmedia

Veja mais notícias da editoria Internacional no portal Cavalus

Continue lendo

Internacional

Júnior Nogueira pontua em Fort Madison e assume liderança no ranking da PRCA

Durante o mesmo evento, o também brasileiro Marcos Alan venceu a disputa no Laço Individual, subindo para 8º no ranking

Publicado

⠀em

Júnior Nogueira pontua em Fort Madison e assume liderança no ranking da PRCA

A rodada mais recente da PRCA, que aconteceu em diversas cidades por todo os Estados Unidos, teve em Fort Madison (IA) resultados positivos para os brasileiros Júnior Nogueira e Marcos Alan, que buscam o topo mais alto no ranking da liga em suas modalidades.

Para Júnior Nogueira, essa não é uma posição tão impossível, já que com os ganhos desse evento, o brasileiro conseguiu chegar à liderança do ranking mundial de Laço Pé. Junto com o seu parceiro no Team Roping, Kaleb Driggers, venceu o rodeio e conseguiu U$7.500 de premiação.

Assim, Júnior Nogueira soma agora um total de U$128.838,65, com uma diferença de U$5.430,47 do segundo colocado, Traves Graves.

Mas, não foi somente o Juninho que pontuou em Fort Madison. Marcos Alan também faturou o prêmio no Laço Individual, somando U$7.500. Além dessa etapa, o brasileiro terminou na quinta posição em Puyallup (WA), ganhando mais U$9.946.

Agora, o brasileiro subiu da 11ª para 8ª posição do ranking mundial da modalidade, com U$95.452,06. Apesar de não ser o primeiro lugar, se permanecer entres os quinzes primeiros, o brasileiro se classifica para a final da NFR, lembrando que a etapa regular termina no próximo dia 30 de setembro.

Fonte: PRCA
Crédito das fotos: Divulgação/ProRodeo

Veja mais notícias da editoria Internacional no portal Cavalus

Continue lendo