Performance do brasileiro, campeão mundial de laço individual em 2017, o fez subir quase 20 posições no ranking

A 100ª edição do tradicional Reno Rodeo foi generosa para o brasileiro Marcos Alan Costa. Realizado em Reno, Nevada, de 21 a 29 de junho, esse rodeio tem um formato progressivo, que permite os competidores se programarem para estar em outras etapas na mesma semana e depois voltar para a final, caso se classifiquem.

Foi o que fez Marquinhos. De volta após um ano parado por duas cirurgias nos dois joelhos, o campeão mundial de laço individual de 2017 está aproveitando o começo da temporada de verão para pontuar. Entrou em Reno na 42ª posição no ranking mundial da sua categoria e agora é o 26° colocado, com um total acumulado de US$ 28.250,91.

Marcos Alan Costa
Marquinhos na laçada da final

Fez uma ótima performance em Reno. Venceu o primeiro round do tie-down roping com 7s9, já levando US$ 4.352,00 de prêmio. Entrou para a final em terceiro lugar e na final marcou o terceiro melhor tempo, 9s7, com mais US$ 903,00 para conta. Na classificação geral terminou essa importante etapa em segundo lugar, somando 28s1 e embolsando mais US$ 5.676,00. Todos esses valores foram para o ranking.

A rodada foi recheada, mas a maratona não acabou. De Reno até o próximo final de semana, são etapas todos os dias, importantes, valendo pontos essenciais. Marquinhos ainda pontuou em Pecos, Texas, sétimo na média, 20s6, US$ 627,00. Também estão na estrada os brasileiros Keyla Polizello nos três tambores e Junior Nogueira no laço pé.

Marcos Alan Costa

Em Pecos, Kaleb Driggers e Juninho Nogueira terminaram em terceiro lugar na média, 15s9, somando cada um US$ 1.753,00. Tinham feito um segundo lugar no segundo round, 7s1. Juninho subiu uma posição, nono lugar no ranking mundial, com US$ 38.741,72. Keyla marcou 17s98 em Greeley, Colorado, mas o rodeio só acaba dia 3. Até o próximo domingo, na semana do Cowbow Christmas, serão cerca de 40 etapas entre Estados Unidos e Canadá.

O total de premiação em Reno foi de US$ 490.103,00. Um jovem de 20 anos foi destaque após vencer na sela americana. Lefty Holman somou 255,5 pontos em sua primeira vez nessa etapa. Toda a família dele estava na arquibancada torcendo e isso foi um motivo a mais para ser uma vitória especial. Com a premiação que ganhou em Reno, chegou a 15ª posição no ranking mundial.

Marcos Alan Costa
Lefty Holman

“Vencer foi importante. Eu era o 20° do ranking e queria um impulso para a minha temporada de verão. E ele veio! Cresci vendo esse rodeio pela TV e ganhar em minha primeira vez aqui, realmente, ficará para sempre me minha memória”, contou Holman, que encara nessa semana a maratona do Cowbow Christmas. Em 2018, encerrou a temporada como 12° melhor no ranking de novatos (rookie).

Também foram campeões em Reno: bareback riding – Leighton Berry (252 pontos); steer wrestling – J.D. Struxness (14s3); team roping – Chad Masters/Joseph Harrison (17s3); tie-down roping – Ty Harris (27s5); barrel Racing – Ivy Hurst (51s5); bull riding – Sage Kimzey (176 pontos).

Marcos Alan Costa
Arena de Reno

Por Luciana Omena
Fonte e Fotos: PRCA e Reno

Escreva um comentário