Internacional

NFR: décima rodada define campeões mundiais de 2020

National Finals Rodeo, a grande final mundial da PRCA, aconteceu de 3 a 12 de dezembro, em Arlington, Texas, no Globe Life Field

Publicado

⠀em

Terminou na noite de ontem a 62ª edição da National Finals Rodeo. O final oficial de temporada da PRCA. Foram, portanto, definidos os campeões mundiais de 2020. Os finalistas receberam uma premiação milionária de US$ 10.000.000,00, ofertada em dez dias de NFR. Dessa forma, todos os ganhos dos competidores compõe o ranking mundial.

A temporada regular da PRCA acontece de outubro a setembro. Assim, ao final desse período, os atletas posicionados de 1° a 15° colocado em cada modalidade se classificam. Há a disputa dos títulos mundiais em Bareback Riding, Saddle Bronc Riding, Bull Riding, Steer Wrestling, Team Roping Heading (Cabeça), Team Roping Heeling (Pé), Tie-Down Roping, Barrel Racing e All-Around.

A NFR premia em dinheiro até o sexto melhor tempo ou nota a cada uma das dez rodadas. Ao final, então, através das somas dos tempos ou notas, os classificados até oitavo lugar recebem nova premiação. Só assim conhecemos os campeões mundiais. Com tanto dinheiro em jogo, o competidor só confirma mesmo o título após a última apresentação.

National Finals Rodeo NFR, a grande final mundial da PRCA, aconteceu de 3 a 12 de dezembro, em Arlington, Texas, no Globe Life Field

A final mundial da PRCA, excepcionalmente, aconteceu no estádio de baseball Globe Life Field, em Arlington, Texas. Por conta da pandemia de Covid-19, os eventos com público pagante estão proibidos em Las Vegas. Desse modo, a organização fez uma enquete com os fãs e realocou o evento para o Texas.

O estádio é novo e ficou pronto há pouco mais de três meses. De tal forma que tem instalações modernas e capacidade para cumprir todos os protocolos de saúde e segurança para os participantes. Segundo o fotografo André Silva, que trabalhou durante a NFR para a PRCA, o protocolo foi cumprido à risca. Além do uso de máscara e distanciamento social, apenas 50% dos mais de 40 mil lugares foram ocupados.

National Finals Rodeo NFR, a grande final mundial da PRCA, aconteceu de 3 a 12 de dezembro, em Arlington, Texas, no Globe Life Field
Colby Lovell e Paul Eaves

Team Roping

Junior Nogueira foi o único representante brasileiro na NFR 2020. Não fez uma final como ele gostaria, sem dúvida, mas nada apaga o brilho de sua trajetória na PRCA. Em sete anos, o laçador tem um título de Rookie of the Year (2014), campeão mundial All-Around (2016) e quatro vice-campeonatos no Laço Pé (2016-19).

Além disso, classificou-se para a NFR em todas as temporadas desde 2014. O sonhado título mundial não veio esse ano, mas é questão de tempo. O laçador brasileiro encerrou 2020 em 12° lugar no ranking mundial de Laço Pé, com US$ 114.199.36; enquanto na etapa foi o 13° melhor com 37s40 somados em cinco laçadas válidas. Cinco SATs, incluindo o último round.

Os campeões mundiais no Team Roping foram Colby Lovell e Paul Eaves. Lovell com a soma de US$ 187.835,57 no Laço Cabeça e Eaves com US$ 178.485,97 no Laço Pé. A vitória veio nas últimas três rodadas em que eles marcaram o menor tempo nas três. Com toda a certeza, um sprint final de tirar o fôlego.

É o primeiro título de Lovell, em sua sétima NFR, membro da PRCA desde 2006. E o segundo de Eaves, que foi campeão mundial em 2018 ao lado de Clay Smith. Aos 30 anos, Eaves é membro da PRCA desde 2008 e tem nove NFR’s no currículo. Com a vitória na etapa Paden Bray encerrou a temporada com o vice no Pé, enquanto seu parceiro Erich Rogers ficou em terceiro lugar na Cabeça.

National Finals Rodeo NFR, a grande final mundial da PRCA, aconteceu de 3 a 12 de dezembro, em Arlington, Texas, no Globe Life Field
Stetson Wright

Bull Riding

A ‘briga’ pelo título mundial de Montaria em Touros estava tão acirrada entre Ty Wallace e Stetson Wright que eles marcaram até a mesma nota – 89 pontos – na décima rodada. Os dois, tecnicamente empatados não só no ranking mundial como também no ranking da etapa, lutaram até o final. Em resumo, o empate favoreceu Stetson que levou a melhor sobre Ty na classificação da etapa. Ao final, somou mais dólares ao ranking que seu companheiro de modalidade.

Então, uma noite após garantir o segundo título mundial All-Around, Stetson ficou também com a fivela de ouro na Montaria em Touros. Somou US$ 267.940,53 contra US$ 256.599,21 de Ty. Ademais, a classificação deles ‘desbancou’ o mito Sage Kimzey. Kimzey, que marcou a maior nota da décima rodada, 92 pontos, buscava seu sétimo título mundial. Não fez uma NFR ‘meteórica’ como todos esperavam e perdeu terreno para terminar 2020 em quinto lugar.

Vale lembrar que Stetson também disputou a NFR na Sela Americana, ao lado dos irmãos Rusty e Ryder. Os títulos desse cowboy de 21 anos, acima de tudo, entram para os livros da PRCA. Ano passado ao conquistar o All-ARound, ele quebrou um jejum de 21 anos de atletas das modalidades de montaria. O bi consecutivo também é um recorde, já que só Trevor Brazile detinha esse feito até então (2014-15). Por fim, Stetson tornou-se o primeiro cowboy a ganhar a fivela de ouro All-Around e em Touros no mesmo ano desde Ty Murray em 1998.

National Finals Rodeo NFR, a grande final mundial da PRCA, aconteceu de 3 a 12 de dezembro, em Arlington, Texas, no Globe Life Field
Ryder Wright

Saddle Bronc Riding

Aproveitando que estamos falando da dinastia Wright, com US$ 358.470,65 Ryder Wright carimbou seu segundo título mundial em Sela Americana. A fim de não deixar dúvidas, ele ainda dividiu a vitória do décimo round com o irmão Stetson, 91 pontos. O cowboy, que tem o título de 2017 no currículo, marcou a maior nota da noite na NFR em cinco rodadas e foi o campeão da etapa.

Além disso, essas cinco vitórias na mesma NFR é um recorde para a PRCA. Antes de tudo, é a segunda vez que Ryder conquista o feito, repetindo a performance de 2016. Ele divide o recorde com Billy Etbauer (1992, 1999 e 2005) e Dan Mortensen (1998). Ryder também estabeleceu um recorde na Sela Americana na somatória das notas durante a NFR, 876,5 pontos em dez rodadas Wyatt Casper, que liderava o ranking, encerrou a temporada em segundo lugar, US$ 320.984,16.

National Finals Rodeo NFR, a grande final mundial da PRCA, aconteceu de 3 a 12 de dezembro, em Arlington, Texas, no Globe Life Field
Kaycee Feild

Bareback Riding

Kaycee Feild marcou a maior nota do décimo round, 91 pontos, e confirmou seu quinto título mundial no Bareback. Ademais, ele é apenas o terceiro cavaleiro da modalidade a ganhar cinco fivelas de ouro. Membro da PRCA desde 2007, o atleta tem 11 qualificações pra a NFR (2008-15, 2018-20). Ganhou seus primeiros quatro títulos de forma consecutiva (2011-14), assim como venceu a etapa também nesses mesmos anos.

Ao final da temporada, somou US$ 277.648,01, contra US$ 270.991,33 de Tim O’Connell, que encerrou o ano em segundo lugar. A definição da fivela para Feild se deu por conta do resultado da etapa, em que ele ficou em segundo lugar com O’Connel em terceiro lugar por dois pontos apenas. O campeão da etapa foi Jess Pope com 853 pontos somados nas dez rodadas. Performance que rendeu ao cavaleiro o terceiro lugar no ranking geral.

National Finals Rodeo NFR, a grande final mundial da PRCA, aconteceu de 3 a 12 de dezembro, em Arlington, Texas, no Globe Life Field
Shad Myfield

Tie-Down Roping

Não se ouviu falar muito de Shad Myfield durante a NFR 2020. De fato, ele marcou quatro tempos apenas, dois entre os seis melhores, e errou seis laçadas. Foi o pior laçador dessa semana, 15° colocado apenas. Contudo, seu desempenho na temporada regular garantiu-lhe o título mundial de 2020. Foram US$ 198.399,13 contra US$ 198.168,47, segundo colocado no ranking geral. Foi por pouco, mas deu certo.

A vantagem de ‘Money’ Myfield quando chegou a NFR era de pouco mais de US$ 89 mil e terminou com US$ 231 de diferença. Marty, por outro lado, encerrou a etapa em segundo lugar, 90s40 somados em dez rodadas. Fez suas parte acertando todas as dez laçadas, incluindo duas vitórias e um segundo lugar. O campeão da etapa foi Shane Hanchey com 83s10, terceiro lugar no ranking mundial.

Dizem por ai que o 16° lugar no ranking geral da temporada regular da PRCA não é uma classificação para a NFR, mas, às vezes, a sorte bate na porta. Foi o caso de Cory Solomon no Tie-Down Roping. Classificado em 16° lugar no ranking mundial, o laçador entrou na lista da National Finals Rodeo logo após Caleb Smith testar positivo para Covid-19. O mais legal disso tudo, entretanto, é que ele laçou em um cavalo brasileiro, Play Lil Peppy JA. E ele fez uma grande NFR. Com 95s20 somados foi o terceiro melhor da etapa e como resultado encerrou a temporada em quinto lugar.

National Finals Rodeo NFR, a grande final mundial da PRCA, aconteceu de 3 a 12 de dezembro, em Arlington, Texas, no Globe Life Field
Hailey Kinsel

Barrel Racing

A ‘rainha’ dos Três Tambores continua sendo Hailey Kinsel. A amazona fez uma NFR fantástica mais uma vez e ficou com a fivela de ouro pelo terceiro ano consecutivo. Nesses dez dias, ela venceu cinco rodadas e ficou em segundo lugar em outras duas. Ou seja, só não pontuou em duas rodadas. Entrou na disputa em segundo lugar e não deixou dúvidas que só sairia com o título. Em sua quarta classificação seguida (2017-20), três fivelas de ouro seguidas (2018-20)

Desempenho que lhe rendeu ainda o Top Gun Award como o competidor que mais somou ganhos na NFR. Do total de US$ 349.076,00 na temporada, US$ 270.615,39 foram pela performance na Finals. Valor esse que é o recorde dos Três Tambores em uma final. Praticamente impecável. E rápida. Hailey quebrou seu próprio recorde de tempos da WPRA ao marcar 16s56 na oitava rodada ao lado de DM Sissy Hayday ‘aka’ Sister. Campeãs da etapa, portanto, com 170s95.

Outra marca para o Brasil na National Finals Rodeo 2020. Pela primeira vez, um cavalo treinado por um brasileiro disputou a final mundial. Estamos falando de HR Famekissandtell (CEO x Fame Fiery Kiss), apresentada na NFR pela amazona Shelley Morgan nos Três Tambores. A égua foi domada e iniciada pelo brasileiro Marco Toledo Filho quando morou nos Estados Unidos. Assim sendo, o conjunto encerrou a temporada em 11° lugar na etapa e nono no ranking mundial.

National Finals Rodeo NFR, a grande final mundial da PRCA, aconteceu de 3 a 12 de dezembro, em Arlington, Texas, no Globe Life Field
Jacob Edler

Steer Wrestling

O buldogueiro Jacob Edler jamais esquecerá sua primeira classificação à NFR. O cowboy de State Center, Iowa, confirmou o título mundial no Bulldog ao ficar com o título da etapa. Na décima rodada foi o quarto melhor, 3s9, empatado com Matt Reeves. Tempo que deu a ele a soma de 43s40. Edler pontuou em sete das dez rodadas, incluindo uma vitória no sexto round.

Ao todo, somou U$ 200.510,48 contra US$ 198.830,37 de Stetson Jorgensen, que foi o segundo lugar também na etapa, com 43s70. Membro da PRCA desde 2006, o atleta só tem motivos para comemorar. Em todas as demais temporadas que participou não chegou nem perto de classificar. Contudo, sua atuação melhorou ao longo dos anos. Curiosamente, Edler e Jorgensen montaram o mesmo cavalo na competição.

Resultados Round 10

Bareback
Sela Americana
Touro
Bulldog
Team Roping
Laço Individual
Três Tambores

Resultados completos, clique aqui.

Fique por dentro: ProRodeo | fb.com/PRCAProRodeo | @prca_prorodeo

Por Luciana Omena
Fonte: ProRodeo
Crédito das fotos: André Silva

Veja mais notícias da editoria Internacional no portal Cavalus

WordPress Ads
WordPress Ads