Rédeas

Evoluir de forma correta no treinamento do cavalo de Rédeas

Publicado

⠀em

rédeas

No treinamento equestre, antes de começarmos a trabalhar os cavalos temos que levar em consideração alguns detalhes que farão toda a diferença no final

Uma boa movimentação é primordial para cavalos de qualquer modalidade. Um movimento limpo e de qualidade irá ajudar seu animal a executar todos os exercícios de forma correta e gastando pouca energia. Trabalhar um cavalo que tenha uma boa morfologia, movimentação de qualidade e aptidão para o trabalho, facilitará seu treinamento.

Antes do treinamento, iniciamos a doma do animal. Ele é apresentado a todos os equipamentos de equitação e depois passa pelo processo de dessensibilização, no qual o cavalo tem os primeiros contatos com seu domador. A partir daí começa a ter uma relação de confiança e aceitação aos comandos do cavaleiro.

rédeas
Dessensibilização do potro com bandeira

Após domado, inicia-se realmente o trabalho de treinamento. Um cavalo domado deve saber caminhar, trotar e galopar mantendo seus movimentos no ritmo pedido pelo cavaleiro. Conseguindo manter-se reunido e aceitando os comandos sem resistência ou reações negativas aos pedidos.

rédeas
Dessensibilização do potro na doma, fase que antecede o treinamento. Muito importante que seja bem feita para termos um cavalo de confiança

Algumas modalidades equestres possuem exercícios específicos, porém um exercício que é usado no treinamento de qualquer cavalo e que ajuda muito em sua vida esportiva, é o círculo. Neste exercício, trabalhamos todos os conjuntos musculares e também a parte motora do animal. É no círculo que aquecemos e também alongamos todos os segmentos do cavalo: cervical, torácico, lombar e sacral.

rédeas
Alinhando o cavalo no círculo, fazendo com que todo o corpo vá na mesma direção que o focinho está apontando

O segmento cervical é o pescoço, responsável por guiar o cavalo. Um cavalo bem treinado é alinhado, onde todo seu corpo segue em direção ao focinho, fazendo com que siga em uma direção sem desalinhar. Segmento tóraco-lombar são as costelas e todo o dorso do cavalo, responsável pela encurvatura, direcionando-o ao focinho.

rédeas
Flexionando o cavalo no círculo

Por último, mas não menos importante, temos o segmento sacral, que é a garupa do cavalo, responsável pela movimentação. A garupa é conhecida pelos treinadores como o motor do cavalo, pois toda a movimentação começa na garupa e estende-se por todo o corpo. Conhecendo a biomecânica equina fica muito mais fácil na hora de passar os comandos para seu cavalo.

Exercício de círculo, trabalhando o toda a encurvatura do cavalo facilitando nos movimentos laterais do cavalo. Neste exercício observa-se que os membros anteriores estão caminhando na mesma direção do focinho

Entendendo que os movimentos começam na garupa, fica fácil de perceber como começar os primeiros flexionamentos. Ao invés de trazer o cavalo com as rédeas, amassando-o com uma pressão desnecessária e colocando-o em uma postura errada, o cavaleiro deve bloquear a frente de seu animal. Empurrando o cavalo para cima da embocadura, deixando-o flexionado com a postura correta e equilibrado. Dessa forma, evitando com que o animal faça uma força de maneira errada, diminuindo os riscos de lesão.

rédeas
Flexão lateral da região cervical. Movimento que o cavalo realiza quando muda de direção

No momento que estamos flexionando, temos que tomar o cuidado de deixar o cavalo sempre entre as rédeas e as pernas do cavaleiro, ensinando-o a sair da pressão das rédeas e começando a guiá-lo em movimentos laterais.

rédeas
Exercício de flexão lateral

Um treinador tem o dever de trabalhar seu cavalo de forma responsável, ensinando e apresentando situações onde ele trabalhe a parte técnica como a mental. Nada adianta um cavalo que se movimente bem e execute todas as manobras com perfeição, mas que o cavaleiro não possa confiar nele. Treinamento equestre é algo que tem que ser feito com responsabilidade e muita dedicação do treinador, seguindo todas as etapas e respeitando a individualidade e tempo de aprendizado de cada cavalo.

rédeas
Exercícios de flexão lateral para facilitar o comando do cavalo

Passado o tempo que destinamos a ‘desembaraçar as patas’, termo usado por alguns treinadores para explicar a fase de treinamento que o potro se encontra onde o foco principal é: ensinar o cavalo a sair da pressão exercida pelo cavaleiro, tanto de rédeas como de pernas; ensinar o cavalo a galopar sem dificuldades e virar para os dois lados de maneira natural; parar e transferir o peso para os posteriores.

rédeas
Posição long and low

Passamos a focar nas manobras propriamente ditas, como: spin, esbarro, rollback, trocas de mão. Neste período de lapidação exigimos mais qualidade e rapidez em toda movimentação, levando em consideração que o cavalo já aprendeu a sair da pressão colocada pelo cavaleiro para realizar a manobra. Desta forma, prestando muita atenção não no acerto propriamente dito e sim na vontade que o cavalo demonstra em fazer o certo.

rédeas
Posição long and low, onde o cavalo movimenta com o pescoço mais baixo e relaxado proporcionando maior amplitude de passada

Errar é um direto de quem está aprendendo algo e não seria diferente com os cavalos. Eles também precisam ter este direito de errar para que seu treinador mostre o que pode ou não fazer, gerando em seus instintos a vontade de fazer sempre o certo e querer trabalhar de forma produtiva com seu cavaleiro.

rédeas
Praticando o esbarro para que o cavalo consiga fazer força com os posteriores e permaneça com a frente leve e caminhando com os anteriores até terminar toda movimentação

O esbarro começa a ser exigido com mais perfeição e um galope com mais velocidade, pois o cavalo já aprendeu desde a fase de potro que toda vez que a embocadura exerce uma pressão em sua boca ele tem que parar de forma suave transferindo o peso para o posterior. Portanto, na corrida com mais velocidade, o cavalo para subitamente transferindo o peso para os posteriores criando o movimento de esqui, executando o esbarro como todos conhecem.

rédeas
Exercício de guia, ajudando o cavalo a desenvolver uma melhor coordenação motora para ter movimentos com qualidade

No spin, o cavalo para a garupa, transferindo o peso para os posteriores e fazendo um movimento lateral com os membros anteriores dando giros completos de 360º. Para executar esta manobra, o cavalo trabalhou bastante encurvatura e flexionamentos no círculo. Aprendeu a se equilibrar e ‘pensa para dentro’, que é ficar se movimentando em círculo sem que o cavaleiro tenha que segurá-lo com as rédeas.

rédeas
Colocando ligas de trabalho antes de começar os treinos e diminuindo o risco de lesão

Após aprender a se reunir e pensar para dentro o cavaleiro praticou as ‘guiadas’, um movimento onde o cavaleiro muda lateralmente a direção do cavalo. Dessa forma, quando o cavaleiro encostar a rédea no pescoço do cavalo e manter esta pressão ele começará a movimentar suas mãos lateralmente fazendo o spin.

Treinar cavalos é seguir uma sequência de exercícios, onde um complementa o outro. E a junção de todos os exercícios geram as manobras executadas nas competições. Dedicação, paciência e persistência são o lema de todos os bons treinadores, porque treinar um cavalo precisa ser dedicado e se esforçar em trabalhar todos os dias, levando em consideração que o cavalo aprende por repetição.

Paciência para compreender que o cavalo tem uma linguagem e uma racionalidade diferente da nossa e para conseguirmos nos comunicar e entender a cabeça do cavalo leva algum tempo. E ser persistente, nunca desistindo de seus propósitos e não deixando os erros e frustrações atrapalharem o relacionamento cavalo x cavaleiro. 

Por Apolônio Hipólito
Treinador e instrutor, formato em Gestão em Equinocultura
Apolo Equitação Western & Rédeas

Continue lendo

9 Comments

  1. detectives en arcos de la frontera

    11 de dezembro de 2020 at 22:40

    detectives privados moncloa

  2. Josh Bassler

    14 de dezembro de 2020 at 01:17

    Ready-made landing pages + free traffic software. 200000 Visitors per day guaranteed

  3. earn passive income in 2021

    26 de dezembro de 2020 at 11:01

    Imagine getting hundreds of people flooding your inbox on autopilot, This is made thanks to traffic conveyed on autopilot over various “viral tiers”. 100 commissions of up to 900+ dollars DAILY. More details: https://bit.ly/2YfQFcC

  4. generic cialis reviews

    4 de janeiro de 2021 at 00:31

    hello guos 9128738517

  5. my latest blog post créditos rápidos

    4 de janeiro de 2021 at 14:12

    Terrific post however I was wondering if you could write a litte more on this subject? I’d be very grateful if you could elaborate a little bit further. Appreciate it!

  6. learn the facts here now on golf

    8 de janeiro de 2021 at 11:23

    I and also my buddies were found to be digesting the excellent thoughts on your web site then the sudden came up with a horrible suspicion I never expressed respect to you for those secrets. Most of the young boys are already as a result excited to study them and already have definitely been making the most of these things. Appreciate your really being quite helpful as well as for figuring out these kinds of incredible issues most people are really desperate to know about. My sincere regret for not saying thanks to sooner.

  7. seo guides

    13 de janeiro de 2021 at 11:54

    After I originally commented I clicked the -Notify me when new feedback are added- checkbox and now each time a comment is added I get 4 emails with the same comment. Is there any approach you possibly can take away me from that service? Thanks!

  8. creditos online

    14 de janeiro de 2021 at 11:52

    I’m not sure exactly why but this site is loading extremely slow for me. Is anyone else having this problem or is it a issue on my end? I’ll check back later and see if the problem still exists.

  9. prestamos urgentes

    19 de janeiro de 2021 at 06:58

    Thanks for the auspicious writeup. It if truth be told was a leisure account it. Look advanced to more introduced agreeable from you! However, how can we keep up a correspondence?

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Rédeas

Marcelo Almeida é o maior ganhador de PF de Rédeas da ANCR

Treinador conquistou seu sexto título de Potro do Futuro em novembro de 2020

Publicado

⠀em

Até a tarde de 28 de novembro de 2020, Marcelo Almeida e Gilson Diniz estavam empatados. Cada um com cinco títulos de maior prova de Rédeas da temporada. Mas a vitória de Marcelinho na ‘Live’ do Potro do Futuro da ANCR mudou o rumo dessa história.

Ao marcar 226,5 pontos com GSP Was Your Johnny (Hollywood Gotta Gun x Cherry Bueno), de Gabriel Cordeiro Martins, o treinador tornou-se o maior ganhador de potros do futuro da história da Associação. Seu sexto título na categoria Aberta Nível 4 e seu segundo anel de ouro cravejado de diamantes como prêmio.

Seu primeiro título foi em 2011, com That’s Great Dunit. Em seguida, Dominic Dunit em 2014; Gunna Dun It em 2015; Country Style Tari em 2016; e Just In Holygun QR em 2019. Imagine, portanto, a prova mais difícil e almejada de se competir. Ganhar uma vez já destaca o currículo de qualquer treinador ou apresentador, imagine ganhar seis.

Nascido em Trabiju/SP, Marcelinho tem seu Centro de Treinamento Marcelo Almeida Rédeas hoje dentro do Haras Virgínia. O treinador começou em 1990 com cavalos e está desde 1995 na Rédeas. Com toda a certeza, o paulista faz parte da história na modalidade. Trabalha e mora em Portão/RS, de onde conversou com nossa reportagem via Whatsapp. Confira!

Treinador Marcelo Almeida conquistou seu sexto título de Potro do Futuro em novembro de 2020; tornou-se o maior ganhador dessa prova
Marcelinho com seu prêmio pela vitória em 2020

Sentimento

“Ah, Lu, a sensação é como se tivesse ganhado meu primeiro Potro do Futuro. Não deixo muito as vitorias ‘subirem pra cabeça’, sabe. Quando conquisto algo, como vencer um campeonato importante, sei que tenho que trabalhar ainda mais. Tenho certeza que preciso fazer melhor do que a anterior. Porque cada vitória gera expectativa nas pessoas e para quem vai assistir”.

Qual próximo sonho do Marcelo Almeida?

“Meu sonho continua sendo andar bem no mundial [Marcelinho classificou para o WEG 2018, sua primeira participação]. Quero sentir novamente o ‘gostinho’ de representar o meu País em uma competição desse porte. Por isso meu foco é montar bons cavalos, que tenham nível internacional a fim de correr bem lá fora”.

Imaginava tudo isso?

“Quando comecei, não imaginava tudo isso não. Sempre rezava para Deus me permitir o ‘gostinho’ de ganhar um Potro do Futuro. Mas não imaginava que ele pudesse me dar tanto presente assim”.

Ídolos

Desde o começo, todos que me ajudaram muito. Falo sempre deles em reportagens, como o Carlos Deleu. Nos dias de hoje, Casey Deary. Sempre que posso, estou na casa dele nos Estados Unidos montando. E nas provas, eu converso muito com os amigos, os outros treinadores, e observo. Sou um cara que aprende muito olhando”.

Treinador Marcelo Almeida conquistou seu sexto título de Potro do Futuro em novembro de 2020; tornou-se o maior ganhador dessa prova
Com GSP Was Your Johnny

Marcelo Almeida hoje

“Sobre o meu momento, sem dúvida, estou no auge da carreira. A forma e o plano de sucesso comecei a construir lá atrás, na década de 90. Foram muitos cavalos difíceis que montei e, com toda certeza, me deram a experiência e o amadurecimento. Assim como em qualquer outra profissão, com o tempo vem a maturidade. Dessa forma consigo escolher melhores, saber de fato o que é bom e o ruim.”

Expectativa para 2021

“Estou bem animado com 2021. Na verdade, daqui para frente, com todos criadores investindo muito em genética, sangue muito apurado, todos os anos temos ótimas expectativas. A tendência, com toda a certeza, é que apareçam sempre melhores cavalos. E a consequência disso são as provas de alto nível. Fora isso, não só a genética, como também a qualidade das arenas. Tudo melhorou hoje de tal forma que podemos fazer um bom trabalho. Um conjunto de coisas que temos nas mãos para desempenhar nosso trabalho da melhor forma.”

Por Luciana Omena
Crédito das fotos: Divulgação ANCR/Adilson Silva

Veja mais notícias da modalidade Rédeas no portal Cavalus

Continue lendo

Rédeas

ANCR realiza ‘Live’ no Potro do Futuro e Campeonato Nacional

Associação Nacional do Cavalo de Rédeas mudou o formato da competição por conta da pandemia; evento aconteceu de 24 a 28 de novembro, em Avaré

Publicado

⠀em

“Um [evento] Potro do Futuro e Campeonato Nacional para entrar para história da modalidade Rédeas no Brasil! Gostaria de agradecer a cada um que ajudou a constituir esta Live. E, principalmente, a Deus, por nos permitir tudo isso”, comenta Francisco Moura, presidente da ANCR.

“Tudo que se faz com amor e paixão da certo, acreditem! Parabéns a todos que participaram, os campeões e todos que trabalharam no evento! Não vou conseguir citar nomes, pois são muitas pessoas que construíram e geriram esta Live e posso me esquecer de alguém. Um grande abraço a todos e continuem se cuidando! Nos vemos logo mais em 2021!”

O 30° ANCR Potro do Futuro aconteceu, portanto, de 24 a 28 de novembro, na EMAPA em Avaré/SP. Um evento exclusivo para animais de três anos hípicos. Junto com ele, então, o 29° Campeonato Nacional de Rédeas, a 11ª Copa Internúcleos da ANCR e o Cardinal Ranch Cup N1 (Principiante).

Assim, por conta da pandemia do novo coronavírus, as provas esse ano foram adiadas. A fim de cumprir todas as exigências sanitárias, não houve a presença de público. Desse modo, liberados apenas competidores, suas equipes e o staff da ANCR. Para público, transmissão via internet através dos sites da Associação, da Jequitibá Comunicação e pelo app Ride2Play.

Segundo dados da organização, houve 8500 visualizações na transmissão, que alcançou pessoas de 23 países. A apresentação foi de Fernanda Camargo, que entrou ao vivo dos bastidores com entrevistas diversas, contagiando os telespectadores com simpatia e muito profissionalismo.

ANCR mudou o formato da competição por conta da pandemia; PF, CN e Copa Internúcleos aconteceram de 24 a 28 de novembro, em Avaré/SP
Giovanna Diniz e Fantastico Voodoo MV

Potro do Futuro

Exclusivo para animais da geração 2016, o ANCR Potro do Futuro aconteceu nas categorias Aberta – Níveis 2, 3 e 4 e Amador – Níveis 2, 3 e 4. A saber, 87 cavalos começaram a disputa na categoria Aberta, que contou com uma classificatória e uma repescagem. Enquanto na Amador, 38 conjuntos participaram da classificatória.

Na final da Aberta, Marcelo Almeida (foto) faturou seu sexto título e um anel de ouro cravejado de diamantes como prêmio. Com o baio GSP Was Your Johnny (Hollywood Gotta Gun x Cherry Bueno), de Gabriel Cordeiro Martins, marcou 226,5 na final do Nível 4. Seu primeiro título foi em 2011, com That’s Great Dunit. Em seguida, Dominic Dunit em 2014; Gunna Dun It em 2015; Country Style Tari em 2016; Just In Holygun QR em 2019.

O campeão dos Níveis 2 e 3, e segundo lugar do Nível 4, foi o conjunto Matheus Gabriel de Oliveira e Rock In Hollywood (Hollywood Gotta Gun x Rock This Diamonds), de Otávio Canela, com a nota 225. Os dois cavalos filhos do mesmo garanhão e de criação do Quality Ranch.

Giovanna Diniz, com o alazão Fantastico Voodoo MV (Shiners Voodoo Dr x Corona Lite Chex), de sua propriedade, carimbou seu terceiro título de Potro do Futuro ANCR Amador. Na final, o conjunto – que ganhou um trailer com capacidade para dois cavalos – recebeu dos juízes a nota 221. Giovanna foi campeã dessa prova também em 2013 com Jessie James Whizi e em 2017 com Gold Red Dunit.

Nos Níveis 2 e 3 do PF Amador, vitória da chilena Catalina Adriana Perez. A amazona conduziu o baio amarilho Make Cielo Mad (Cielo Doc x Don’t Make Me Mad) e marcou 212 na final.

ANCR mudou o formato da competição por conta da pandemia; PF, CN e Copa Internúcleos aconteceram de 24 a 28 de novembro, em Avaré/SP
Marcelo Almeida e So Much Colonels
ANCR mudou o formato da competição por conta da pandemia; PF, CN e Copa Internúcleos aconteceram de 24 a 28 de novembro, em Avaré/SP
João Felipe Lacerda e Whiz A Machine Gun

Campeonato Nacional ANCR

O Campeonato Nacional é uma prova para animais de qualquer idade hípica, disputado nas categorias Aberta e Amador – Níveis 1, 2, 3 e 4. Antes de mais nada, em função da pandemia, a Associação não exigiu dos conjuntos classificação através dos núcleos regionais.

Na Aberta Nível 4, Marcelo Almeida, com So Much Colonels, e João Felipe Lacerda, com Whiz A Machine Gun, dividiram o prêmio ao marcar 227 pontos. Ao passo que, nos Níveis 2 e 3 do Nacional ANCR Aberta, o resultado foi inédito. Três conjuntos empataram com 218 pontos: Summertime Tag e Jean Carlos Silva; Capers Starbuck Gun e Marcos Antônio da Silva Jr; Whiz Rooster BCM e Lucas José Natal.

Por outro lado na Amador, a vitória no Nível 4 ficou para Joana G. Azevedo e Real Starlight Gun. O conjunto campeão do PF Amador de 2018 marcou nota 218 na final. Reservado campeão Nível 4 e campeão Níveis 2 e 3, o conjunto Gabriel Cordeiro Martins e Craque Marca dos Santos, com a nota 217.

Lucas Natal, com Whiz Rooster BCM, e Gabriel Martins, com Craque Marca dos Santos, ao marcar 217, dividiram o pódio da Aberta Principiante – Cardinal Cup N1. Enquanto o título da Amador N1 ficou para José Pinfildi Neto, nota 212,5, montando Showtime Rooster RLT. Importante ressaltar, sobretudo, que 40 conjuntos disputaram essa prova na Amador, o que é um número bastante animador para o esporte.

Por fim, os campeões da Jovem foram Good Reminic HS e Valentina Cipolla Lunardini, empatados com Tag Little Step e Henrique de Melo Tripoloni; e os da Jovem 10, Alegrete do Sapezal e Isabela Prestes Tizao. 

ANCR mudou o formato da competição por conta da pandemia; PF, CN e Copa Internúcleos aconteceram de 24 a 28 de novembro, em Avaré/SP
Joana Azevedo e Real Starlight Gun

Balanço

De acordo ainda com o presidente Chico Moura, a ANCR recebeu mais de 750 inscrições e o total de premiação chegou a mais de R$ 500 mil em prêmios. “Conseguimos atingir todos os nossos objetivos: segurança dos participantes devido à Covid-19; estrutura e pista ficaram muito boas; recorde de inscrições e uma premiação 10% maior que 2019”.

Sucesso total mesmo com o aumento de custo devido aos protocolos e ineditismo para realizar a Live. “Tudo isso e qualidade das provas realizadas nos garante dizer que foi o melhor Potro do Futuro e Campeonato Nacional que já realizamos!”, reforça o dirigente. 

Entre os pontos de destaque, Chico cita a preparação com antecedência e a contratação de profissionais para a Live. Segundo ele, muito importantes para o sucesso, visto que a ANCR nunca tinha realizado um evento nesse formato. “Utilizamos um protocolo rígido com a ajuda do IBEqui e da ABQM a fim de garantirmos a segurança de competidores e de todos que trabalharam. Além de todo o bem-estar na questão animal”.

Para seguir os protocolos com 100% de segurança, por exemplo, a estrutura teve quer ser maior, com mais espaço, para garantir o distanciamento social. “Foi obrigatório o uso de máscaras todo o tempo e instalamos também muitos pontos de álcool em gel. Além disso, a temperatura das pessoas era medida em cada entrada”.

Julgaram as provas: Wadson Lander, Leopoldo Potter, Ben Balow, Brenda Brown, Christian Rammerstorfer, Fabricio Suris (equipamento), Leonardo Feitosa (bem-estar animal). Resultados completos, clique aqui.

Fernando Salgado e Vinny Gun – Foto: Wattemberry

NRHA Futurity

Está acontecendo também, de 26 de novembro a 5 de dezembro, o Potro do Futuro de Rédeas nos Estados Unidos. O NRHA Futurity acontece em Olahoma City, Oklahoma, na Jim Norrick Arena. A saber, é também prova mais importante da temporada por lá. Portanto, a NRHA divulgou recorde de participação esse ano na  55ª edição do evento. Junto com Adequan NAAC, mais de 1600 baias foram montadas. Pela primeira vez na história o campeão da Open N4 receberá R$ 250 mil de prêmio. Assim como na ANCR, o NRHA Futurity está fechado ao público por conta da pandemia da Covid-19.

A primeira passada contou com mais de 340 cavalos, entre eles, 20 apresentados por 11 treinadores brasileiros; e mais cinco cavalos de proprietários brasileiros. As notas assustaram um pouco, contudo o brasileiro Fernando Salgado com Vinny Gun marcou a maior nota da classificatória, 223,5 pontos, empatado com outro conjunto. A semifinal acontece de 30 de novembro a 2 de dezembro entre um número menor de cavalos. A NRHA estabelece uma nota de corte e somente uma porcentagem segue.

As provas da NRHA, da mesma forma, são divididas por níveis. Entre os brasileiros, estão na semifinal: Gabriel Bittar Borges (2 cavalos); Eduardo Salgado; Fernando Salgado (2 cavalos); Franco Bertolani; Pedro Baião, Leonardo Kellerman; Lucio Casalecchi; Luis Eduardo Giannasi; Lorinaldo Gomes; Marcos Guimaraes. Rodrigo Nieves representa o Brasil com três cavalos na semi, sendo dois de propriedade de brasileiros. Para acompanhar ao vivo, clique aqui. (Fonte: NRHA)

Por Luciana Omena
Colaboração: Assessoria de Imprensa

Crédito das fotos: Adilson Silva/Foto Perigo

Veja mais notícias da modalidade Rédeas no portal Cavalus

Continue lendo

Geral

Gotta Gold Chain estará em exposição no Potro do Futuro e Campeonato Nacional ANCR

Os presentes poderão conferir de perto todos os atributos de Gotta Gold Chain de 26 a 28 de novembro, no Parque de Exposições Fernando Cruz, em Avaré/SP

Publicado

⠀em

Força, beleza, pedigree, performance, estrutura e caráter. Tais características resumem perfeitamente o garanhão Gotta Gold Chain, que estará em exposição durante o Potro do Futuro e Campeonato Nacional ANCR.

Portanto, os presentes poderão conferir de perto todos esses atributos. Antes de mais nada vale frisar que o evento acontece de 26 a 28 de novembro, no Parque de Exposições Fernando Cruz Pimentel, em Avaré/SP.

De acordo com Anderson Bernal, um dos proprietários de Gotta Gold Chain, esta será a primeira vez que o garanhão participa de um evento da Associação Nacional do Cavalo de Rédeas (ANCR). “Contudo, essa é a terceira apresentação dele desde que chegou ao Brasil. Na ocasião, estaremos apresentando ele e o projeto de fomento que temos dele, que distribuirá R$2,5 milhões em prêmios para seus filhos. Sem dúvida, ele é um garanhão que encanta pela beleza, estrutura e toda sua genética campeã. Vocês ficaram surpresos”, expõe o proprietário.

Conheça mais o Gotta Gold Chain

O garanhão veio para revolucionar a genética nacional do cavalo Quarto de Milha, em especial de Rédeas. Afinal, em pista é ganhador de U$89.571,00. Seu pai, Jacs Electric Spark é produtor de mais de U$ 3,5milhões e ganhador de U$85.907,00 em Rédeas. Bem como o Melhor Reprodutor dentre os filhos do lendário Shining Spark, 12° Melhor Reprodutor de todos os tempos em Rédeas pela NRHA.

Já sua mãe é Snip O Chex, produtora de mais de U$ 320 mil, filha da lendária, Snip O Gun, Lider All Time Reining Producer que produziu mais de U$900 mil. Uma das melhores linhagens maternas de Rédeas. 

Gotta Gold Chain Foto: Divulgação/Gerson Veiga

Projeto Chain

Gotta Gold Chain é propriedade dos criadores Alessandro Almeida – Alpakatha Ranch, Anderson Bernal – EJB Ranch e Giovani Bernardo Soares – GBS Ranch. Como resultado, formam o condomínio Gotta Gold Chain, que tem projeto de distribuir uma bolsa de R$ 2.450.000,00 milhões em premiações extra para seus filhos, num período de cinco anos no Potro do Futuro da ABQM e ANCR.

O prêmio será distribuído entre a classe Aberta e Amador da seguinte maneira: campeão – R$ 20 mil, reservado campeão – R$10 mil e o 3º colocado R$5 mil, contemplando as modalidades de: Laço Cabeça, Laço Pé, Laço Individual Técnico, Laço Comprido, Vaquejada, Rédeas, Working Cow Horse, Team Penning e Ranch Sorting.

“Assim é uma forma de estimular ainda mais aos proprietários em ter filhos do Chain em seu plantel, pois além de adquirir qualidade genética comprovada, tem a chance de ter uma premiação extra na principal prova da vida do animal atleta”, finaliza Anderson Bernal.

Fonte: AV Comunicação Equestre e Assessoria de Imprensa
Crédito da foto: Divulgação/Gerson Veiga

Veja mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo
X
X