Rédeas

Conheça os nomeados do Hall da Fama de Rédeas 2019

Publicado

⠀em

Hall da Fama 2019 da Rédeas

ANCR, associação que regulamenta a modalidade no Brasil, indicou e homenageou mais quatro nomes para essa galeria especial

Ter contribuído de forma significativa para o crescimento da modalidade é um dos motivos para ser convidado a entrar Hall da Fama da Rédeas. Assim, a Associação Nacional do Cavalo de Rédeas realizou cerimônia especial para entregar a premiação.

A noite de ‘gala’ aconteceu no Salão Roma – Villa Verde Hotel, ao lado do Parque de Exposições de Avaré/SP. Fez parte da programação do ANCR Super Stakes e I Copa Haras Virgínia de Rédeas.

“A cerimônia do Hall da Fama valoriza quem fez parte da história da ANCR e estamos muito felizes”, relata Francisco Moura, presidente da ANCR à reportagem do portal Cavalus. Na mesma noite, forem entregues os prêmios do ANCR Awards, aos melhores cavaleiros e cavalos do ano hípico 2018/2019.

A galeria de homenagens a cavalos e pessoas que contribuíram para o crescimento e fortalecimento da Rédeas ao longo desses 30 anos de ANCR foi lançada em 2017. Portanto, esse foi o terceiro ano em que nomes foram imortalizados.

João Francisco Lacerda

João Francisco Lacerda

Aos 72 anos, João Francisco Lacerda, Engenheiro, criador de cavalos e entusiasta da modalidade, atua ativamente do desenvolvimento da Rédeas no Brasil desde a criação da ANCR.

Desse modo, Seu João participa da Diretoria da associação e promove provas, no intuito de manter o fomento da modalidade. Em especial, foi um dos responsáveis pela criação do Programa de Nominação, que hoje é um dos pilares da estrutura de premiação da modalidade.

Sempre acompanhado da esposa, filhos e netos, sua paixão pelos cavalos e pela modalidade segue sendo cultivada pelos seus descendentes.

“Receber essa homenagem é uma coisa muito bacana. Quero agradecer a todos que contribuem para a ANCR crescer, pois esse é o nosso objetivo maior. Obrigado por terem me suportado durante esses 30 anos!”

Paulo Koury

Paulo Koury

Paulo Koury Neto, 52 anos, é treinador de cavalos. Inicialmente competidor das provas de velocidade, encontrou na Rédeas sua verdadeira vocação. Foi um dos primeiros cavaleiros a se profissionalizar na modalidade no início da década de 90.

Após uma temporada de aprendizado nos Estados Unidos, retornou ao Brasil e estruturou seu próprio negócio como pioneiro na atividade. Reconhecido por sua competência, refletida nos números que o mantém na liderança do Ranking Geral da ANCR, contribuiu ativamente do desenvolvimento técnico da modalidade no Brasil.

“Me sinto muito privilegiado de ter tido meu trabalho reconhecido pela associação. Gostaria de parabenizar a ANCR pela iniciativa do prêmio. Enfim, estou super feliz com essa homenagem!”

Irmã e mãe de Alê Novais felizes com a homenagem a Country Dun It

Country Dun It

Filho de Hollywood Dun It e Country Bobs Sugar, Country Dun It (1992-2013) agora também está imortalizado pela ANCR. Importado em 1999 por Alexandre Novais [In Memorian], tem entre seus ganhos mais de US$ 40 mil em competições nos Estados Unidos.

No Brasil, são 649 filhos registrados ABQM, assim sendo, 129 com pontuação. O total desses pontos de seus filhos chega a 1928 pontos. De acordo com o ranking da ANCR, na categoria Reprodutor, soma R$ 494.935,48 em ganhos de seus filhos.

Entre os destaques da sua prole, entre os mais ganhadores na ANCR: Silk Dun Doc, Country Style Tari, Country Hit, Lapidado Whiz Dunit, Tensor Doc Dun. Juntos somam mais de R$ 145 mil.

Country foi, e ainda é, um reprodutor fenomenal, de importância indiscutível para o plantel nacional. Suas características marcantes seguem impressas nos seus filhos, e seu legado será sempre lembrado.

“É um orgulho estar aqui hoje representando meu irmão. Tenho certeza que ele estaria muito orgulhoso do cavalo dele, assim como eu estou. É um prazer muito grande estar aqui hoje”, relata Tamar Novais.

Hall da Fama 2019 da Rédeas
Jefferson Abbud recebe prêmio pelo Melodys Dun It

Melodys Dun It

Importado em 1995 por Jefferson Abbud, Melodys Dun It (1989-2005) é ganhador de mais de US$ 70 mil em provas nos Estados Unidos. Garanhão importante não só para o Haras Sacramento, como também para a Rédeas, filho de Hollywood Dun It e Stages Melodys.

Nos registros da ABQM, aparecem 305 filhos registrados, assim como desse total, 87 foram pontuados em provas pelo Quarto de Milha. Além disso, somam juntos 1489 pontos. Pela ANCR, o Ranking de Reprodutor mostra ganhos de seus filhos de R$ 472.687,50.

Como resultado, entre os filhos mais ganhadores na ANCR, destaca-se: Caroline’s Melody, Absolute Melodys, Rei Chex Melodys, One Taris Melodys, Top Chic Melodys. Juntos somam mais de R$ 230 mil.

Melodys foi um divisor de águas na reprodução no Brasil. É um dos responsáveis pela elevação do nível técnico da modalidade. Um ícone da indústria equestre nacional, produtor de indivíduos ímpares que o mantiveram líder das estatísticas por mais de uma década.

“É um orgulho muito grande para nós. O Melodys foi para nós o início de tudo, garoto-propagada do haras durante muitos. A gente agradece a homenagem e ele fica agora eternizado aqui na ANCR, assim como está na ABQM. Muito obrigado”, declara Jefferson Abbud, do Haras Sacramento.

Premiados no ANCR Awards

Galeria e ANCR Awards

Os primeiros a figurarem nessa galeria foram Carlos Deleu, João Antônio Salgado Filho (Jango), Buccaneer HDN e No Question. Ano passado entraram Francisco Emílio Costa Moura, Benedito Moreira, Jay Apollo Bars e Doc’s Safari.

Melhores do Ano Hípico da ANCR:

  • Melhor Cavaleiro categoria Aberta – Marcelo Almeida
  • Melhor Cavaleiro categoria Amador – Fernando Botteon
  • Melhor Animal categoria Aberta – Just In Hollywood QR
  • Melhor Animal categoria Amador – My Lucky Gun
  • Cavalo do Ano – Just In Hollywood QR
  • Melhor Criador Geral – André Tripoloni
  • Melhor Reprodutor – Gunner Dun It Again
  • Melhor Reprodutora – Dont Mif Me
  • Melhor Proprietário – Marcio Miranda de Oliveira
  • Melhor Cavaleiro Principiante Aberta – Tiago Luz Casalecchi
  • Melhor Cavaleiro Principiante Amador – Pedro Mendes Brito

Fonte: ANCR/Karoline Rodrigues
Fotos: Adilson Silva/FotoPerigo

Rédeas

Treinamento de Formação e Reciclagem de Juízes é promovido pela ANCR

Instrutor e juiz oficial NRHA Kelly Sapp ministrará o curso entre os dias 29 e 30 de janeiro em Holambra/SP

Publicado

⠀em

Lucio Casalecchi que já passou uma temporada na Argentina mora e trabalha com a modalidade há dois anos nos Estados Unidos

Entre os dias 29 e 3 de janeiro, a Associação Nacional do Cavalo de Rédeas (ANCR) promove, no Villa de Holanda Park Hotel, em Holambra, interior de São Paulo, um Treinamento de Formação e Reciclagem de Juízes.

Ministrado pelo instrutor e juiz oficial NRHA Kelly Sapp, o curso é aberto a sócios, competidores e ouvintes.

O objetivo, segundo a organização, é atualizar e avaliar os juízes do quadro brasileiro, bem como aprovar novos e possíveis interessados para o quadro.

O valor do investimento é de US$ 300 para recertificação de juízes oficiais; US$ 400 para recertificação juízes não oficiais; US$ 200 para certificação de novos juízes (mínimo de dois anos de filiação ANCR/NRHA); e de US$ 50 aos que irão apenas participar como ouvintes.

As inscrições podem ser feitas pelo WhatsApp da ANCR (19) 99199-9279.

O valor da inscrição deverá ser pago até 20 de janeiro via PIX e a reserva do hotel é por conta do participante, pois apesar do curso ser ministrado no Hotel Villa de Holanda Park, o participante pode escolher se hospedar em um hotel de sua preferência.

Por: Camila Pedroso

Fotos: Arquivo

Mais notícias sobre Rédeas no Portal Cavalus

Continue lendo

Rédeas

Eduardo Salgado, o Banga, faz uma análise sobre sua carreira

De mudança para o Arizona, o Reservado Campeão da NRHA Futurity se prepara para a nova temporada

Publicado

⠀em

Iniciamos a primeira semana de 2022 e nada melhor do que conhecer histórias inspiradoras para renovar nosso fôlego e nos dar ânimo e coragem para correr atrás de nossos objetivos neste novo ciclo que começa agora.

Eduardo Salgado fechou 2021 com chave de ouro, conquistando o título de Reservado Campeão no NRHA Futurity, realizado de 25 de novembro a 4 de dezembro, em State Fair Park, Oklaroma City, Oklahoma.

Morando nos Estados Unidos há 8 anos, Banga é casado e pai de dois filhos. Entre os principais títulos da carreira estão o tri campeonato do Potro do Futuro da Associação Nacional dos Cavalos de Rédeas (ANCR), recordista nacional de note 232,0 desde 2000.

2022 será um ano de renovação para Banga e sua família. Ele fechou seu Centro de Treinamentos em Gainesville, Texas, e acabou de se mudar para o Arizona, onde vai trabalhar no Gordon Quarter Horse.

Hoje com 41 anos, Banga nos contou sobre sua trajetória até chegar ao título do NRHA Futurity. Segundo ele, 2021 foi um ano de superação, pois conseguiu superar um câncer na garganta e ainda para as pistas.

“Só tenho que agradecer pelo ano que tive em 2021! Primeiro por ter conseguido superar um câncer na garganta, e depois em pista, quando fui campeão NRBC nível 2 e reservado campeão Futurity nível 2, além de ter feito bons pré Futuritys”, comemora.

Apesar de não ter um cavalo especial para competir nos níveis 3 e 4, Banga nos contou que a égua Toca, filha de Sparkling Vintage X Lil Dreamer se mostrou ser um animal muito competitivo.

“Esse ano eu não tinha nenhum cavalo muito especial para conseguir brigar nos níveis 3 e 4, mas a Toca se mostrou ser uma égua muito ‘proveira’ no seu nível e fez as três provas muito parecidas, e com isso conseguimos o segundo lugar no Futurity nível 2”, relembra.

Segundo ele, o trabalho realizado com a égua durante o ano, corrigindo seus pontos fracos, foi essencial para alcançarem o resultado.

“Ela chegou muito pronta para o Futurity. Os treinos foram sempre bons, conseguimos dar mais atenção aos pontos fracos dela e mantendo os pontos forte”, afirma.

Banga treinou a mãe de Toca, Lil Dreamer, e competiu com a égua. “Com isso, conheci a Toca desde que nasceu, foi uma égua difícil de treinar, mas muito talentosa. Eu sabia que quando ela ficasse pronta seria uma égua competitiva”, relembra.

“Queria agradecer a Renata Leman que é a proprietária dela por confiar no meu trabalho e me dar oportunidade de treinar e apresentar a Toca e desejar boa sorte para eles que irão mudar para o Franco Bertolani”, enfatiza.

Além de todo o trabalho desenvolvido com Toca, o fato de Banga estar muito bem de saúde também ajudou no resultado, visto que o treinador se recuperou de um câncer na garganta.

Novos rumos para 2022

Com a recente mudança para o Arizona, para trabalhar no Gordon Quarter Horse, Banga está de olho na nova temporada, conhecendo os novos animais e enfatizando os treinamentos. “Agora para 2022, vai ser uma nova fase para mim aqui nos Estados Unidos. Fiz isso para ter uma vida mais segura e ter maior quantidade de cavalos com qualidade para conseguir enfrentar os níveis maiores das competições aqui”, afirma.

Ainda, segundo o treinador, as competições de 2022 começam apenas no final de fevereiro, início de março e os preparativos já iniciaram. “Os cavalos para 2022 eu estou conhecendo agora, mas vou me doar ao máximo como sempre para que os resultados venham”, finaliza.

Por: Camila Pedroso

Fotos: Arquivo pessoal

Mais notícias sobre Rédeas no Portal Cavalus

Continue lendo

Rédeas

Você conhece todas as manobras da Rédeas?

Juiz da ABQM e médico veterinário, Thiago Nitta nos explica cada manobras e aponta os principais erros

Publicado

⠀em

A modalidade de Rédeas é elaborada para mostrar a habilidade atlética dos cavalos que são típicas em uma fazenda.

Durante as provas, os juízes avaliam a execução das manobras realizadas pelo conjunto. Todas as manobras podem ser analisadas quanto a qualidade da execução, que vai de -1,5 a +1,5, além de serem passíveis de penalidades de diversos graus, podendo evoluir para uma nota zero.

Mas, você conhece todas as manobras? Sabe o que é avaliado em cada pontuação? Conversamos com o Juiz e Inspetor de Provas Oficial da ABQM, o médico veterinário Thiago Nitta, para nos explicar quais são as manobras e como elas são avaliadas.

Segundo o juiz existem 9 manobras que são realizada durante as provas:

Círculos: Galope conforme designado, em tamanhos e velocidades preestabelecidas, que mostram o controle e a vontade do cavalo de ser guiado. O movimento vai ficando mais difícil conforme a velocidade e mudanças de velocidade do animal;

Entrada a passo: Com o cavalo relaxado, confiante e sem resistência, o cavalo entra pelo portão e segue para o centro da arena;

Esbarro: Redução brusca da velocidade, de galope para a posição parado, aonde os membros posteriores deslizam e os membros anteriores se movimentam; 

Pausa: O cavalo deve demonstrar a habilidade de permanecer parado de forma relaxada durante o comando do cavaleiro.

Recuos: Manobra que o cavalo se move ao contrário, em linha reta, com a distância descrita no percurso de pelo menos três metros;

Rollbacks: Giro de 180° que ocorre logo após o esbarro, partindo para a direção oposta em galope;

Run Downs e Run Arounds: São corridas em linha reta pelo meio e laterais da arena;

Spins: Série de giros de 360°, sem que o garupa saia do lugar durante execução da manobra;

Troca de mãos: O cavalo deve trocar seus anteriores e posteriores, ao galope, enquanto muda de direção.

Principais erros

Segundo o juiz Thiago Nitta, um os principais erros mais cometidos pelos competidores é realizar um percurso errado. “O percurso é pré-estabelecido pelo organizador e tanto o percurso quanto as manobras que devem ser realizadas estão descritas no manual da prova”, ressalta.

Às vezes, explica Nitta, o competidos pode fazer uma volta a mais no spim ou um círculo de tamanho errado, que são contabilizados como erros de percurso.

Existem algumas alterações em algumas provas, como o uso das duas mãos nas Rédeas, que nas provas realizadas pela ABQM, explica Nitta, não podem ser utilizadas. Mas, já nas provas da ANCR, que são provas de modalidade, às vezes pode. “Por isso, a dica da semana passada é muito válida: leiam e conheçam os regulamentos das provas”, frisa Nitta.

Por: Camila Pedroso

Foto: Divulgação

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Rédeas

O que levar em consideração para participar de uma competição?

O Juiz e Inspetor de Provas Oficial da ABQM, o médico veterinário Thiago Nitta ressalta a importância dos regulamentos das provas

Publicado

⠀em

Para participar de uma prova é preciso conhecer todo o regulamento da mesma para não cometer nenhum erro e acabar sendo desclassificado.

Para os iniciantes que vão começar a participar de campeonatos ou mesmo os mais experientes, para não cometer deslize, conversamos com o Juiz e Inspetor de Provas Oficial da ABQM, o médico veterinário Thiago Nitta.

De acordo com o juiz, o primeiro ponto que devemos levar em consideração é a organização do evento. Mais que treinar para participar, o competidor precisa conhecer todo o regulamento da prova. “Precisamos estar atentos a quem está organizando o evento, pois os eventos oficializados, realizados pela ABQM, seguem o regulamento da instituição. Já as provas que são promovidas pelas demais organizações, além do regulamento da ABQM – que deve ser seguido para que a prova seja chancelada -, seus regulamentos podem ter algumas adições ou alterações específicas. Por exemplo, nas provas promovidas pela ANTT, os competidores realizam a primeira passada que é a oficial e segunda passada que não é oficial”, explica Nitta.

Existe ainda o regulamento de bem-estar animal, que também deve ser observado. “Hoje em dia, um animal que não está bem psicologicamente e fisicamente, não terá uma boa performance. É um tema em alta e necessita de muita conscientização”, ressalta Nitta.

Primeira competição de um cavalo

Para os proprietários iniciantes em competições, o juiz faz um alerta quanto à documentação do animal. Segundo Nitta, os exames obrigatórios, registros, chipagem, entre outros, devem estar de acordo com o regulamento da prova. “Por isso ressalto a importância de conhecer todos os detalhes do regulamento”, alerta o juiz.

Outro ponto importante, afirma Nitta, é observar se o animal se enquadra em todos os requisitos do regulamento para participar da competição. “O principal é você ter conhecimento das regras para se enquadrar nelas, pois todas são importantes e passíveis de desclassificação” explica.

Principais erros

O juiz faz um alerta quanto aos principais erros cometidos por participantes iniciantes e também os profissionais. “Muitos competidores não se informam no regulamento sobre as vestimentas corretas para participar das provas, o que causa a desclassificação do atleta”, afirma.

Outro erro comum entre os participantes nas categorias profissionais é a inscrição do animal em uma categoria inadequada.

“São erros comuns que poderiam ser evitados se o competidor se informar com antecedência nos regulamentos das competições. Os regulamentos completos da ABQM podem ser acessados pelo site: www.abqm.com.br.

Por: Camila Pedroso

Fotos: Divulgação

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Rédeas

ANCR encerra ano hípico 2020/2021 com o maior evento de Rédeas da América Latina

Serão quatro eventos, que acontecerão de 14 a 19 de setembro no Parque Fernando Cruz Pimentel – EMAPA, em Avaré (SP)

Publicado

⠀em

ANCR encerra ano hípico 2020/2021 com o maior evento de Rédeas da América Latina

Começa na próxima terça-feira (14), o maior evento de Rédeas da América Latina, organizado pela Associação Nacional do Cavalo de Rédeas – ANCR. Ao todo, quatro competições encerrarão o ano hípico 2020/2021. São elas: Potro do Futuro ANCR 2021, Campeonato Nacional de Rédeas 2020/2021, Copa Inter Núcleos 2021 e Cardinal Ranch Cup N1.

Programação

Em nota divulgada no site, a ANCR, informou que as inscrições do Potro Futuro e Campeonato Nacional 2021 superaram todas as expectativas da associação. Contudo, a entidade precisou fazer algumas alterações na programação.

A ANCR destaca ainda que, neste ano, excepcionalmente devido a pandemia da COVID-19, não será exigida classificação para o Campeonato Nacional ANCR que seria realizada pelos núcleos/Afiliadas.

Formato Live

Assim como em outras competições, o evento terá a presença apenas de competidores e proprietários. A associação segue os protocolos estabelecidos pelo ‘Plano São Paulo’, então, para permanência no recinto é obrigatório o uso de máscara, além do cumprimento das medidas sanitárias vigentes

Dessa forma, as provas serão transmitidas ao vivo pelo site oficial da instituição e pela Ride2Play! Por fim, a programação completa também está no site da ANCR.

Por Heloísa Alves
Fonte: ANCR
Crédito da imagem: Adilson Silva/Foto Perigo

Veja mais notícias da modalidade Rédeas no portal Cavalus

Continue lendo

Rédeas

ANCR divulga circular do Potro do Futuro

As competições, que normalmente acontecem em agosto, devem ser realizadas no mês de setembro

Publicado

⠀em

ANCR divulga circular do Potro do Futuro

A Associação Nacional do Cavalo de Rédeas (ANCR) começou a divulgar a circular do Potro do Futuro. O evento acontece entre os dias 10 e 18 de setembro no Parque Fernando Cruz Pimentel (EMAPA), em Avaré (SP).

Dessa forma, além do Potro do Futuro, o local abrigará o Campeonato Nacional de Rédeas 2020/2021; Copa Inter Núcleos 2021 e Cardinal Ranch Cup N1.

De acordo com a organização, a presença de público estará condicionada ao “Plano São Paulo” de combate à Covid-19, válido durante o período das provas.

Por fim, as inscrições já estão abertas e todas as informações sobre a circular podem ser obtidas no site da ANCR, pelo telefone (19) 99199-9279 ou e-mail administrativo@ancr.org.br.

Colaboração: Assessoria de Imprensa
Crédito da foto: Adilson Silva/Foto Perigo

Veja mais notícias da modalidade Rédeas no portal Cavalus

Continue lendo

Rédeas

Potro do Futuro e Campeonato Nacional da ANCR tem nova data definida

Inscrições para o Potro do Futuro ANCR já estão abertas e devem ser feitas no site da associação

Publicado

⠀em

Potro do Futuro e Campeonato Nacional da ANCR tem nova data definida

A Associação Nacional do Cavalo de Rédeas – ANCR divulgou nesta semana a uma nova data para o Potro do Futuro e Campeonato Nacional ANCR 2021. De acordo com a entidade, as competições, que normalmente acontecem em agosto, devem ser realizadas neste no mês de setembro, entre os dias 10 e 18.

Inscrições

As inscrições para o Potro do Futuro – exclusivo para animais da geração 2017 – já estão abertas e podem ser feitas pelo site da ANCR até o próximo dia 20 de julho. Já as inscrições para o Campeonato Nacional ainda não foram abertas.

Por fim, mais informações sobre o regulamento dos torneios podem ser obtidas no site da ANCR www.ancr.org.br, pelo telefone (19) 99199-9279 ou e-mail administrativo@ancr.org.br.

Colaboração: Assessoria de Imprensa
Crédito da foto: Adilson Silva/Foto Perigo

Veja mais notícias da modalidade Rédeas no portal Cavalus

Continue lendo

Rédeas

Cavalos e cavaleiros voltam à pista no Derby ANCR 2021

Sem a presença do público, evento foi promovido em formato de Live e contou com muita emoção

Publicado

⠀em

Cavalos e cavaleiros voltam à pista no Derby ANCR 2021

Se faltou calor humano, sobrou emoção. Essa é a definição para o resultado do Derby ANCR 2021, realizado entre os dias 15 e 19 de junho na cidade de Avaré (SP). Além do Derby, a programação contou com a Copa Cardinal Ranch, Pré-Futurity Tripol Ranch, e ainda a premiação dos Melhores do Ano e Hall da Fama.

Promovido em formato de “Live” e sem a presença do público, o campeonato contou com protocolos exigidos pela OMS – Organização Mundial da Saúde e pelo estado de São Paulo, que foram seguidos pelos cavaleiros e equipe técnica a fim de conter a disseminação do novo Coronavírus (Covid-19).

Novidade

A grande novidade desta edição foi a ampliação na idade hípica dos cavalos participantes, passando a idade limite para 7 anos, ou seja, puderam participar das provas animais de 4, 5, 6 e 7 anos hípicos.

As provas tiveram início na sexta-feira (18) e seguiram até o sábado (19) com a participação de dezenas de competidores de diversas partes do Brasil.

De acordo com a ANCR – Associação Nacional do Cavalo de Rédeas, foram distribuídos mais de R$ 200 mil em prêmios, dentre premiação em dinheiro, coberturas e prêmios fornecidos pelos patrocinadores. “Essa é a maior premiação de Derby da história da Rédeas até hoje”, comemorou o Presidente da associação, Francisco Moura.

Melhores do Ano e Hall da Fama

Na quinta-feira (17), foram premiados e homenageados ainda os Melhores do Ano e Hall da Fama ANCR – um reconhecimento aos cavaleiros, amazonas, criadores e animais que foram destaque na modalidade na temporada 2019/2020.

Com transmissão ao vivo pela plataforma Ride 2 Play, a cerimônia restrita aos premiados também foi realizada seguindo os protocolos de distanciamento e demais regras sanitárias. O programa contou com a abertura do Presidente da ANCR, Francisco Moura, entrega de troféus e vídeos com a história e depoimentos sobre os homenageados.

Moura ressaltou que o evento sem público, embora não tenha sido o ideal, foi a melhor maneira encontrada para prestigiar cavalos, cavaleiros e criadores que se destacaram no ano e os que foram eternizados no Hall da Fama.

Na Categoria Melhor Cavaleiro Aberta, Marcelo Almeida da Silva foi o ganhador, seguido de Giovanna Lima Diniz, que faturou o prêmio na categoria Melhor Cavaleiro Amador.

O garanhão GSP Was Your Johnny levou as premiações de Melhor Animal Aberta e Cavalo do Ano. Já Fantástico Voodoo MV ficou com o título de Melhor Animal Amador.

O prêmio de Melhor Criador Geral foi para André Sanches Tripoloni. O de Melhor Reprodutor Geral foi para o cavalo Hollywood Gotta Gun e de Melhor Reprodutora Geral foi para Cherry Bueno Star.

O cavaleiro Gabriel Cordeiro Martins foi premiado como Melhor Proprietário Geral e Melhor Principiante Aberta, enquanto Octávio Cipolla Lunardini ficou com o prêmio de Melhor Principiante Amador.

Na mesma noite, foi realizado o Hall da Fama. Nesta edição foram escolhidos para receberem a honraria como Personalidade do Ano os veteranos Gilson Vieira Diniz e Lauro Ayrosa de Paula Assis Junior.

Já os Animais em Destaque foram Gunner Boy, que tem como proprietário Jefferson Butti Abbud; e Don’t Question It, cujos proprietários são Paulo César Rebeis Farha, Jair Faraone Zanaga, Sérgio Ricardo Pulzatto e Frederico Guilherme Rocha Bezerra.

Os resultados completos do Derby 2021, Copa Cardinal Ranch e Pré-Futurity Tripol Ranch já estão disponíveis no site da associação.

Colaboração: Assessoria de Imprensa
Crédito das foto: Adilson Silva/Foto Perigo

Veja mais notícias da modalidade Rédeas no portal Cavalus

Continue lendo

Rédeas

ANCR altera sistema de Níveis para o próximo ano hípico

Nova data do Derby: como todas as entidades de raças e modalidades, a Associação Nacional do Cavalo de Rédeas tem buscado da melhor forma se adequar às restrições impostas pela pandemia

Publicado

⠀em

A fim de aumentar a competitividade em suas provas, a ANCR – Associação Nacional do Cavalo de Rédeas ampliará o nível de competição seguindo o que já pratica a NRHA – National Reining Horse Association. Desse modo, a partir do próximo ano hípico, as categorias Aberta e Amador serão disputadas nos Níveis 1, 2, 3 e 4, de acordo com os ganhos dos competidores nos anos anos hípicos anteriores.

As novas regras passam a valer logo após o Potro do Futuro de 2021. Ou seja, a partir de setembro. Atualmente, as categorias oficiais Aberta e Amador contam apenas com os Níveis 2, 3 e 4. A ANCR considera Nível 1 hoje uma categoria de entrada para novos competidores, com definição e condições diferentes das categorias oficiais.

Com a mudança, a categoria Principiante, que é a de entrada para novos competidores, permanece, contudo sem a denominação Nível 1. Ainda de acordo com a direção, a ANCR realizará atualização do ranking anualmente.

Como será a nova divisão

Na categoria Aberta, no Nível 4 correrão os dez cavaleiros com a maior somatória de ganhos nos dois últimos anos hípicos. Em seguida, no Nível 3, todos os cavaleiros com somatória de ganhos abaixo dos dez do N4 e com ganhos superiores a R$ 10.000,00 no ranking acumulado geral.

Já a composição do Nível 2 contará com todos os cavaleiros que tenham ganhos inferiores a R$ 10.000,00 no ranking acumulado geral. Enquanto o Nível 1 abrigará todos os cavaleiros que tenham ganhos inferiores a R$ 5.000,00 no ranking acumulado geral.

O processo na Amador é o mesmo, diferindo apenas nos valores. Disputarão títulos no Nível 4 os oito cavaleiros com a maior somatória de ganhos nos dois últimos anos hípicos. Pelo Nível 3, cavaleiros com somatória de ganhos abaixo dos oito do N4, e que tenham ganhos superiores a R$ 5.000,00 no ranking acumulado geral.

Para disputar pelo Nível 2, cavaleiros que tenham ganhos inferiores a R$ 5.000,00 no ranking acumulado geral. E por fim, Nível 1 da Amador, todos os cavaleiros que tenham ganhos inferiores a R$ 2.500,00 no ranking acumulado geral.

Como todas as entidades de raças e modalidades, a ANCR tem buscado da melhor forma se adequar às restrições impostas pela pandemia

Nova data Derby 2021

Com tudo pronto para realizar duas provas em sequência no mês de março, a ANCR cancelou o Super Stakes 2020 e adiou o Derby 2021 com a entrada do Estado de São Paulo em uma fase mais severa de quarentena. Por conta de todas as restrições impostas aos eventos pela pandemia de Covid-19, a entidade busca a melhor forma de se adequar sem prejudicar os associados.

O Super Stakes, adiado desde novembro do ano passado, foi agora cancelado. Enquanto o Derby remarcado para data anunciada há poucos dias pela ANCR. De 15 a 19 de junho, encontro marcado para os ‘redieiros’ no Parque Dr. Fernando Cruz Pimentel, em Avaré/SP.

Não haverá a participação do público e por isso a transmissão on-line de todas as provas pela Ride2Play e pelo site da ANCR. Todas as medidas de todo o protocolo completo seguido pela ANCR visam a contenção de propagação do novo coronavírus (Covid-19).

Entre as novidades para os cavaleiros nesse evento a ampliação na idade hípica dos cavalos participantes. O Derby é uma prova para cavalos mais velhos e nessa edição estão habilitados animais de 4, 5, 6 e 7 anos hípicos. Além disso, na programação, Copa Cardinal Ranch, Pré-Futurity Tripol Ranch e ainda a entrega das homenagens aos Melhores do Ano e Hall da Fama ANCR.

Mais informações, clique aqui.

Por Luciana Omena
Colaboração: Assessoria de Imprensa
Crédito das fotos: Divulgação ANCR/Adilson Silva

Veja mais notícias da modalidade Rédeas no portal Cavalus

Continue lendo

Rédeas

5 dicas do que observar ao correr uma prova de Rédeas

Esporte equestre mundialmente famoso, a Rédeas é uma modalidade técnica e a base para o cavalo; tem movimentos precisos e os competidores são julgados por juízes com base em suas apresentações

Publicado

⠀em

Em uma prova de Rédeas, ou de qualquer esporte equestre, o competidor se prepara dias, semanas e meses para a ‘hora H’. Um treinamento não apenas físico, dele e do cavalo, como também mental. E na Rédeas, modalidade extremamente técnica, esse preparo é ainda mais especial.

Além de se preocupar com sua própria performance e a do cavalo, precisa atentar ao tipo de percurso para a sua categoria, por exemplo. Você conhece de cor, ou pelo menos os pontos mais importantes, do regulamento da modalidade?

Só para exemplificar, falamos com a competidora Joana Azevedo que nos deu cinco dicas do que observar ao correr uma prova de Rédeas. Afinal, todos que entram em pista querem tirar o rendimento máximo da sua apresentação, não é mesmo?

Dicas

1 – Reflita detalhadamente sobre o percurso e confirme você mesmo o número na circular da prova. Desse modo, você controla a ansiedade e nervosismo antes de entrar em pista;

2 – Olhe pra frente, SEMPRE. Ajuda a manter a concentração, a impulsionar o movimento do cavalo e a guiá-lo se algum percalço acontecer no percurso. Principalmente na troca de mão, olhar para onde está indo é fundamental;

prova de Rédeas: esporte equestre mundialmente famoso, a Rédeas é uma modalidade técnica e a base para o cavalo; tem movimentos precisos
Joana e Real Starlight Gun são campeões Potro do Futuro e Nacional ANCR Amador – Crédito da foto: Antônio Junqueira

3 – Aprenda a contar os seus próprios spins. Não dependa de terceiros para fazer uma prova;

4 – Cuide os cones para não queimar a marca. Eles serão sempre os guias na prova de Rédeas. Esteja em um quarto de pista, sempre olhando para o outro;

5 – Sempre que possível, respire e pense na próxima manobra. Tentar relaxar durante a prova vai garantir que execute o que foi planejado, assim como vai manter o cavalo concentrado.

Por fim, treine estas dicas em casa! Treinar o fundamento, não necessariamente o percurso. Repita o processo até que fique automático.

Por Equipe Cavalus
Crédito da foto de chamada: Divulgação/ANCR/Adilson Silva

Veja mais notícias da modalidade Rédeas no portal Cavalus

Continue lendo