Rédeas

Live de Rédeas é primeiro evento da modalidade na pandemia

Agora foi a vez da Rédeas estrear o formato de competições sem público com transmissão pela internet

A Live Amigos da Rédeas e Pré-Futurity foi o primeiro evento da modalidade em meio a pandemia da Covid-19. A prova aconteceu dias 11 e 12 de setembro, no Haras NSG em São Pedro/SP, iniciativa do Haras Retiro Velho.  Jacques Rodrigues se lançou nesse desafio ofertando R$ 50 mil em dinheiro e mais duas motos ‘zero’ km de premiação. Após mais de cinco meses sem competições, a ideia ‘bombou’ e teve saldo totalmente positivo.

“A gente vem fazendo um trabalho sério, desde a seleção dos potros, quais começam a doma e quais estão performando no treinamento. Então, como nosso trabalho é quase 100% voltado para performance, gerou uma aflição não ter uma prova antes do Potro do Futuro. Sem dúvida, a possibilidade de levar os cavalos direto era algo que me incomodava muito”, comenta Jacques.

Como todos os eventos foram cancelados desde março, o proprietário e criador pensou que alguém teria que se lançar na ideia de produzir um evento antes dos Potros do Futuro da ANCR e da ABQM. Vale ressaltar que essas provas foram adiadas também por conta da pandemia, mas estão confirmadas para novembro e outubro, respectivamente. “A ideia inicial era realmente ter alguém que fizesse o evento. Portanto, como a gente tem alguns cavalos especiais, que eu julgava que não podiam ir direto para o Potro do Futuro sem uma prova antes, tomei a decisão de ir em frente com a prova”.

A fim de formatar tudo de modo a garantir o cumprimento de todas as necessidades da Rédeas e ainda de todos os protocolos de segurança para o combate à propagação da Covid-19, Jacques fez duas reuniões no Haras NSG até bater o martelo.

Agora foi a vez da Rédeas estrear o formato de competições sem público com transmissão pela internet; Live foi sucesso de público e crítica

Protocolo seguido à risca

De acordo com o organizador, todos os cuidados possíveis foram tomados para a realização da Live Amigos da Rédeas. Principalmente os sanitários, que envolvem  a parte da pandemia. “Todos os protocolos de segurança foram cumpridos à rica, seguindo as diretrizes do Ministério Público, Vigilância Sanitária e Prefeitura de São Pedro. Aliás, um mundo bastante novo para mim, especialmente em um momento atípico como esse. Contudo, gostei bastante da experiência e passamos a dar mais valor ainda a tudo que a ANCR faz nos eventos”, reforça Jacques.

Para garantir todos os pontos pedidos pelos órgãos de saúde e municipais, Jacques conta que foram muitos os desafios. “São muitas questões dentro e fora da pista. E precisamos tomar providências além do que normalmente se pede para um evento equestre. Antes de mais nada, em relação aos critérios de segurança exigidos pelo Ministério Público e Vigilância Sanitária, por exemplo. Mas tudo correu bem, foi muito legal, deu certo apesar de todas as apreensões”.

A Amigos da Rédeas foi fechada para o público, com transmissão ao vivo. Na pista, seguiu-se o regulamento de competições da ANCR, que deu apoio total à prova. Entretanto, não foi um evento oficializado e a premiação não será computada para o ranking. Acima de tudo, o uso de máscaras nas dependências da pista era obrigatório, sendo fiscalizado constantemente pela organização, entre outros pontos importantes.

Agora foi a vez da Rédeas estrear o formato de competições sem público com transmissão pela internet; Live foi sucesso de público e crítica

Balanço

Os comentários foram todos positivos. Em virtude de tudo que pode apurar, Jacques comenta que o balanço foi totalmente satisfatório. “Penso que todo mundo saiu muito feliz da prova. Sobretudo pela qualidade da pista, um quesito que tivemos o maior cuidado. Fizemos uma reforma geral do solo para atender aquilo que sabemos ser de suma importância para o cavalo de Rédeas. Sem contar a qualidade das passadas e a avaliação igualitária para todas as categorias”.

O organizador é enfático ainda ao afirmar que sem apoio não conseguiria realizar um evento como esse. “Quero deixar registrado que sem o apoio dos patrocinadores não daria conta de fazer a Live. O apoio de todos foi fundamental para que a prova fosse um sucesso. Assim como se não contasse com o know-how da ANCR esse evento nunca teria acontecido. Houve uma junção de coisas positivas, desde o proprietário do NSG, passando pela ANCR nas pessoas do Chico Moura, Denise e Lia, até chegar a todos que colaboraram. Todo mundo lutou muito para que a prova acontecesse. Deu tudo certo e vai ficar marcada por muitos anos”.

Jacques ainda não sabe se vai virar uma prova de calendário, mas com certeza já tornou-se inesquecível. Não só pelo momento, mas também pelo local, estrutura, ambiente. “Foi, com toda a certeza, uma experiência muito diferente e o balanço geral é positivo”.

Por fim, não tem como não citar o número de inscritos, mais de 210. “Algo que superou eventos como Super Stakes e Derby, ficando atrás apenas do Potro do Futuro. Acredito que pesou muito nesse sentido o tempo que todo mundo estava sem ir para uma competição. Além disso, o local e a estrutura ofertada e a vontade de todos de empistar seus potros.”

Agora foi a vez da Rédeas estrear o formato de competições sem público com transmissão pela internet; Live foi sucesso de público e crítica
Principiante Aberta

Campeões

  • Pré-Futurity  Aberta – Marcelo Almeida e Crackerwhiztruck (N4); Vinicius Nogueira Leal e Whiz N Dun It (N3 e N2)
  • Pré-Futurity Amador – Giovanna Diniz e Fantástico Voodoo MV (N4); João Carlos Battistella e So Much Whizkey (N3 e N2)
  • Aberta – Jone Carlos da Silva e Top Gotta Gun (N4); Jean Carlos da Silva e Safari Hollygun QR (N3 e N2)
  • Amador – Giovanna Diniz e Hollywood Smoking Gun (N4); Américo Santos e Arion Dun It (N3); Gabriel Cordeiro Martins e Craque Marca dos Santos (N2)
  • Principiante Aberta – Gabriel Cordeiro Martins e Wimpys Gold Label
  • Principiante Amador – Tiago César e Dustin Question Buck
  • Jovem – Bruno Perrella e Fortuna Marca dos Santos

Resultados completos, cliquei aqui. As provas foram julgadas por Wadson Lander, Ricardo Heymann, Hiram Resende e Giovanni Bornancin.

Por Luciana Omena
Colaboração e fotos: Plusoneandahalf

Veja mais notícias da modalidade Rédeas no portal Cavalus

X