Rédeas

Rédeas é um esporte equestre mundialmente famoso

Modalidade técnica e o início para todo cavalo, a Rédeas tem movimentos precisos e os competidores são julgados por juízes com base em suas apresentações

Se você for a uma prova de Rédeas, não estranhe a falta de agitação e aglomeração. A modalidade pode ser facilmente confundida com um esporte equestre de elite. Talvez por ser muito técnica e de diversos nuances. Você, certamente, não irá encontrar o local fervilhando de competidores como nos Três Tambores, por exemplo. Mas a paixão é a mesma, sem dúvida.

Por isso, não se engane. Quando a coisa começa a pegar fogo as arquibancadas se incendeiam. A torcida é de arrepiar ao proferir gritos, assobios e palavras de incentivo. O silêncio momentâneo quando um conjunto entra em pista transforma-se rapidamente à medida que a prova transcorrer. A cada manobra um grito de Yheee!

Na descrição que encontramos no site oficial da Associação Nacional do Cavalo de Rédeas – ANCR: ‘A Rédeas é a modalidade de Hipismo Western na qual o cavalo recebe adestramento básico. Entre todas as modalidades do cavalo, é a mais técnica. Controlar um cavalo não é apenas guiá-lo, mas dominar seus movimentos. O cavalo melhor controlado deverá ser voluntariamente guiado com pouca ou nenhuma resistência’.

Modalidade técnica e a base para o cavalo, a Rédeas tem movimentos precisos e os competidores são julgados com base nas apresentações
Crédito da foto: Divulgação/FEI-Liz Gregg

O que é Rédeas?

Já sabemos que é uma modalidade técnica e a base para o cavalo. Tudo começou, aliás, durante o período da colonização americana. O cavalo foi uma peça muito importante para o homem do campo. E foram estes colonizadores, os futuros cowboys, que sentiram a necessidade de ter um cavalo bem adestrado.

Além disso, precisavam de um animal ‘na mão’ como meio de transporte seguro. Na época, tinham que lavrar o solo e lidar com os bois, quando precisavam laçar, apartar, girar e parar rápido. Com o passar do tempo, essa lida do dia a dia se aperfeiçoou. Assim como a criação e treinamento dos cavalos também. Surgiram várias modalidades de Hipismo Western, entre elas a Rédeas.

Com a finalidade de regulamentar o esporte, a associação americana foi fundada em 1966 por um grupo de criadores e proprietários de cavalos. Trate-se da National Reining Horse Association – NRHA que você já deve ter lido muito sobre ela aqui no portal Cavalus. Bem como sobre a ANCR, entidade brasileira, fundada em 15 de abril de 1989.

Porém, a modalidade chegou ao Brasil antes, através da Associação do Quarto de Milha, a ABQM. De fato, foram eles que realizaram as primeiras provas de Rédeas por aqui.

Modalidade técnica e a base para o cavalo, a Rédeas tem movimentos precisos e os competidores são julgados com base nas apresentações
A Rédeas, sobretudo, é uma modalidade da Federação Equestre Internacional. Por isso, participa a cada quarto anos dos Jogos Equestres Mundiais. Na foto, João Felipe Lacerda no último WEG em 2018 – Crédito: Luis Ruas/CBH

Regras

O melhor cavalo de Rédeas deverá mostrar-se voluntariamente guiado ou controlado com pouca ou nenhuma resistência aparente. É assim que diz o Livro de Regras da ANCR. Qualquer movimento dele próprio deve ser considerado como falta de controle. Todos os desvios do percurso exato descrito devem ser considerados falta ou perda de controle temporário. O juiz avalia, portanto, a severidade do desvio.

Após deduzir todas as faltas estabelecidas contra o percurso descrito e o desempenho geral do cavalo, os créditos deverão ser aplicados. São levados em conta critérios como suavidade, sutileza, atitude, rapidez e autoridade para desempenhar várias manobras. Enquanto o conjunto emprega controle de velocidade e cria grau de dificuldade.

Dessa forma, o julgamento de um cavalo de Rédeas será baseado na execução de grupo de manobras. A saber, elas não mudam de um percurso para outro, o que muda é a sequência em que são realizadas em cada um deles. A nota vai de zero a infinito e podem ser julgadas por um a cinco juízes. No caso de cinco juízes, a maior e a menor nota são desconsideradas. O recorde de nota no mundo é 236,5 pontos marcados por Andrea Fappani e Custom Legend. Assista a prova!

Eventualmente, entre as diferenças da Rédeas para outros esportes, é que os potros devem ser nominados no Programa de fomento da ANCR para poder competir.  Ao passo que as categorias Aberta e Amador são divididas em Nível 4, Nível 3, Nível 2 e Nível 1, de acordo com os ganhos dos competidores em nos dos anos hípicos anteriores.

Um exemplo de um dos percursos da modalidade

Manobras

  • Entrada – Mostra o cavalo do portão de entrada ao centro da arena para iniciar o percurso.
  • Esbarro – É o ato de diminuir a velocidade do cavalo, do galope para a posição da parada, trazendo os posteriores embaixo do corpo do cavalo.
  • Spins – Giros de 360º, executados sobre o posterior (interno) fixo no solo.
  • Rollbacks – Giros 180º sobre os posteriores completados após o esbarro, em direção oposta
  • Círculos – São manobras ao galope designadas com velocidade e tamanho, executados na mesma área geográfica na arena.
  • Recuos – Manobra requisitada para que o cavalo se mova ao reverso, em linha reta e por pelo menos três metros.
  • Pausa – O cavalo demonstra habilidade em permanecer parado de maneira relaxada durante o momento descrito nos percursos.
  • Trocas de Mãos – Ato de o cavalo trocar seus anteriores e posteriores ao galope, enquanto muda de direção.
  • Run downs e Run arounds – São as corridas em linha reta pelo meio e laterais da arena.

Para complementar os dados de cada manobra, as penalidades e o que os juízes esperam do conjunto, clique aqui.

Modalidade técnica e a base para o cavalo, a Rédeas tem movimentos precisos e os competidores são julgados com base nas apresentações
O cantor Sorocaba (foto) e outras celebridades praticam Rédeas – Foto: Divulgação/Adilson Silva

Destaques

É uma modalidade que pode ser feita por qualquer raça. No Brasil, as mais comuns em provas são Quarto de Milha, Crioulo, Appaloosa e Paint Horse. Porém, um indivíduo com habilidade pode surgir em qualquer raça. Já tivemos bons exemplos no Mangalarga, Andaluz, Pantaneiro e outras. Animais com linhagem de Trabalho voltado para a Rédeas são procurados não apenas pelos que praticam o esporte, como também por pessoas de outras modalidades.

Nos últimos anos, acima de tudo, os cavalos ofertados em leilões específicos estão altamente valorizados. É possível manter um treinador em seu haras ou deixar seu cavalo em treinamento no CT de um profissional. Além de Brasil e Estados Unidos, você encontra a Rédeas em Europa, África do Sul, Israel, Uruguai, Argentina, Chile, entre outros. As principais provas são Potro do Futuro, Derby e Super Stakes e ANCR tem núcleos por todo o Brasil.

Estatutariamente a ANCR é filiada a NRHA. Como resultado, para participar das provas proprietários e cavaleiros devem ser sócios das duas entidades. Aliás, o Brasil tem uma boa aproximação com a associação americana. Isso possibilita ao nosso País usufruir de um intercâmbio importante para o aumento da parte técnica.

E por falar em Estados Unidos, brasileiros competem em alto nível também por lá. Em todas as provas de Rédeas que acompanhamos, sempre tem um brasileiro sendo destaque. Se você nunca viu, basta procurar aqui no portal Cavalus. A modalidade tem como peculiaridade ainda a presença de celebridades. De Michael Schumacher, passando pelos atores Lyle Lovett e William Shatner (capitão Kirk), até chegar aos cantores Sorocaba e Rio Negro e ao ex-lutador de MMA Minotauro.

Por Luciana Omena
Crédito da foto de chamada: Divulgação Suceed Equine-Ben Gerst

Veja mais notícias da modalidade Rédeas no portal Cavalus

X