Rodeio

Campeão do rodeio de Monsenhor Paulo estava há três anos sem final

Publicado

⠀em

Evento foi organizado pela ACF do Brasil em julho

O rodeio em Monsenhor Paulo/SP consagrou o competidor de Campanha/MG, como o grande campeão, com vaga garantida para Barretos. Após a vitória, ele confessou que quase desistiu de montar e que fazia três anos que não ganhava dinheiro devido a uma contusão.

Na vida de um competidor motivação é algo que anda ao seu lado, porém, algumas vezes a motivação acontece de forma contrária. Uma contusão deixou o competidor Matheus Alexandre sem entrar em um final de rodeio por três anos. Ou seja, sem ganhar dinheiro.

Aos 24 anos de idade, ele foi o campeão da etapa da Liga dos Campeões e Liga Nacional de Rodeio em Monsenhor Paulo. A história do campeão Matheus Alexandre começou inspirada em um competidor da mesma cidade, já muito conhecido por todos nós, Natércio Carlos.

“Eu sempre ia ver o Natércio treinar em uma arena da cidade até que um dia resolvi entrar também”, explica. “Daí em diante, aquilo que começou por brincadeira foi ficando sério. Até que aos 18 anos fiz meu primeiro rodeio, em Carmo da Cachoeira/MG, uma cidade vizinha onde fui campeão”.

Campeão do rodeio de Monsenhor

No ano de 2012, Matheus começou a ir com mais frequência aos rodeios profissionais, até ter a oportunidade de fazer seu primeiro rodeio pela ACF do Brasil em Carmo de Minas, no ano de 2014. “Foi uma indicação do Natércio e já consegui terminar aquele evento em terceiro lugar. Segui pela ACF do Brasil”.

Tudo ia bem para Matheus até que uma contusão no joelho fez com que ele perdesse a confiança, o ritmo em cima dos touros e a vontade de continuar. Embora essa vontade morasse no fundo do seu coração, ficou cada vez menor, com a sequência de resultados negativos.

“Para falar a verdade, faz mais de três anos que não sabia o que era subir no pódio, cumprimentar a comissão de rodeio, ser finalista de um evento”, lembra. “Pensei, muitas vezes, em parar. É muito ruim passar o ano todo sem parar em um touro, sem ganhar dinheiro, com dor. Tive um filho nesse tempo, ou seja, tudo apertou. E a vontade, ou necessidade, de parar era algo que crescia em meus pensamentos”.

Segundo o atleta, nesse rodeio ele montou nos animais certos e conseguiu. “Ser campeão novamente é uma alegria e acredito que valeu a insistência. Motivos para parar tive vários, mas sempre coloquei Deus na Frente. Graças a Ele, consegui muito mais que um título, resgatei a confiança de montar em touros”.

Campeão do rodeio de Monsenhor

E Barretos: “É o sonho de todo competidor e Deus me abençoou com a vitória e a vaga para Barretos. Estou feliz demais, fui duplamente abençoado com a fivela de campeão e com a vaga. A ACF do Brasil é muito importante para nós competidores desta região de Minas Gerais. O Antônio Carlos dá valor ao competidor e nos dá essas oportunidades de estar em um lugar como Barretos”.

Para Antônio Carlos Ferreira, a certeza de mais um rodeio realizado com sucesso e um novo competidor que ganha vaga para a maior Festa do Peão do Brasil. “Trabalhamos sempre com a intenção de valorizar os competidores. E ter esses garotos, muitos deles descobertos pela Liga dos Campeões, tendo uma oportunidade de montar em Barretos, e quem sabe seguir até o The American, nos deixa muito felizes”, reforça Antônio Carlos.

Nesse rodeio organizado pela ACF do Brasil, a 24ª Festa do Peão de Monsenhor Paulo, foi uma realização da Prefeitura Municipal e Comissão Fivela de Ouro com a organização da ACF do Brasil em parceria com Americana Eventos.

A narração foi Caio Barcelos, comentários de Esnar Ribeiro. Salva-vidas Ronam Felipe, Leandro e Fumaça. Boiadas das cias Fuad, Fortaleza, Monte Cristo e 2 Corações. Julgamento de Mauro Sergio e Marcio Suzuki. Mídia 8 Segundos Publicidade. Fotos Adilson Silva Foto Perigo.

Colaboração: Eugênio José
Fotos: 8 Segundos Publicidade

WordPress Ads
WordPress Ads