Rodeio

Jovens Touros evidencia a genética do touro de pulo

Campeonato entra em seu terceiro ano de realização e já conta com mais de 200 associados

Publicado

⠀em

Quando Fabio Docusse e os irmãos, da Cia Rancho 3 Irmãos, criaram o Jovens Touros em 2019 não esperavam o sucesso em tão pouco tempo. Em 2021 entram em seu terceiro campeonato mantendo a meta inicial de valorizar o criador de touros de pulo de rodeio e fomentar a genética desses animais.

A experiência de 28 anos atuando no rodeio fez com que o Jovens Touros surgisse. “E a vontade sempre foi realizar algo para os outros que sempre quisemos para nós. Ou seja, receptividade e respeito. Quando a gente viajava o Brasil todo, muitas vezes fomos muito bem recebidos, mas em inúmeras outras não. Passamos maus bocados, como aconteceu com diversos outros amigos”, conta Fábio.

E o projeto surgiu, então, desse desejo. Não só manter animais com linhagem em evidência, como também fornecer o melhor tratamento aos criadores. Os irmãos montaram uma arena indoor no rancho, para o treinamento dos touros da companhia, até que tiveram a ideia de convidar alguns amigos donos de touros para uma competição informal.

“Todo mundo gostou muito e repetimos. Logo depois veio a ideia de transformamos o Jovens Touros em algo profissional. Nasceu o campeonato, em fevereiro de 2019. Nos inspiramos, sobretudo, no modelo da ABBI dos Estados Unidos”.

A saber, a American Bucking Bull, Inc. administra o maior registro de DNA de touros de rodeio do mundo. Então, a ideia é documentar linhagens de touros de pulo e promover um campeonato onde eles são as estrelas. Assim é também o Jovens Touros, pautado em uma visão de futuro, já que aqui no Brasil o assunto genética de rodeio é algo concreto, mas ainda em construção.

Jovens Touros: campeonato entra em seu terceiro ano de realização e já conta com mais de 200 associados; visa a melhoria genética dos touros
Categoria Futurity

Projeto Jovens Touros

De acordo com Fabio, um sonho que se tornou realidade. “Com a ajuda de todos os criadores conseguimos desenvolver. Sempre falo que o Jovens Touros não é um projeto do Fabinho, mas sim de todos os criadores de touros de pulo do Brasil.

Qualquer criador para participar das etapas do campeonato se associa, pagando uma anuidade de R$ 1000,00. A fim de fomentar a adesão da filiação, os associados conseguem de volta esse valor em forma de inscrições (não válidas para prêmios). E a cada etapa, cada touro para R$ 300,00 de inscrição. A organização reverte 70% do valor total para premiação e retém o restante para as despesas.

Antes de mais anda, há regras rígidas que regem o campeonato. “Ouvimos sempre a opinião de todos, mas a decisão final é sempre nossa, organizadores e idealizadores do Jovens Touros. Assim, lançamos as regras, que identificamos serem as mais justas, e seguimos elas à risca. Fica a cargo do criador avaliar se servem para eles ou não”, reforça Fabio.

E ele ressalta: “Queremos construir algo sólido. Por isso o objetivo do Jovens Touros é fazer com que os criadores de touros de pulo do Brasil valorizem seus animais, fomentem negócios através de contatos e do nosso leilão. E tem espaço para todos, do pequeno ao grande criador”.

Jovens Touros: campeonato entra em seu terceiro ano de realização e já conta com mais de 200 associados; visa a melhoria genética dos touros
Categoria Classic

Genética e banco de dados

Qualquer pessoa pode entrar no projeto desde que tenha um touro com performance, ou seja, comprovado que é pulador. Afinal, o que se busca nesse mercado é isso. O banco de dados do Jovens Touros consiste em touros puros com performance e seus descendentes até que chegue ao puro de origem.

“Vamos usar como exemplo o Bipolar. Ninguém sabe quem é seu pai e sua mãe, mas que é um touro pulador. Então, ele entra no banco de dados do campeonato como um touro puro que pula (PP). Cruzando ele com uma vaca, seus filhos entrarão com CG1, ou seja a primeira geração”.

Fabio explica que o sistema segue até o CG5, a quinta geração desse animal pulador. Isso de acordo com os sucessivos cruzamentos de cada geração dessa linhagem. E depois do CG5 vêm os puros de origem, que já são os resultados dos cruzamentos construídos dessa genética.

Podemos dizer que genética é o fator que mais determina a índole de um touro para fazer o que naturalmente é criado e ama, pular. Todo touro registrado no banco de dados do Jovens Touros entra para uma lista que armazena todas as informações sobre ele. E é o estudo do pedigree, que cruzamentos servem para o plantel de cada criador, o que dá certo ou não, que é a base da genética.

Estrutura Cia Rancho 3 Irmãos

Campeonato

A temporada do Jovens Touros conta com quatro etapas e uma final, dividindo os touros em duas categorias: Futurity, para animais de 1 a 3 anos; e o Classic, para animais de 3 a 5 anos. No Futurity, o touro pula sozinho com um robô em seu dorso, enquanto no Classic um peão o monta. Vale reforçar: a avaliação é para o touro.

Em 2020, mesmo com a pandemia da Covid-19, mais de mil animais passaram pelas provas do campeonato. Além da premiação por etapa há uma premiação na final, congregando ainda premiações especiais, como Touro do Ano. Com a maciça adesão dos criadores –  já são mais de 200 filiados -, e dos patrocinadores que acreditam no projeto, o valor promete ser bem atrativo aos campeões.

A estrutura da Cia Rancho 3 Irmãos, além da arena coberta, conta com espaço para 250 mesas, que recebem os criadores e suas famílias, uma querência com 37 baias, e um espaço climatizado no fundo para os animais. Fabio conta que os planos são o de fechar toda a arena e climatizar para promover ainda mais conforto a todos.

“Não esperávamos, em 2 anos, chegar onde chegamos. Em principio, era um projeto para 5 anos em que pensávamos filiar 80 criadores, e hoje já somos 200. Essa proporção toda nos deixa felizes, mas também alertas em sempre manter o padrão de organização que temos hoje e o nosso objetivo inicial”.

Se invertessem os papeis e eu tivesse entrando no projeto, penso em como gostaria de ser tratado e quais benefícios aos meus animais. Então trabalhamos em busca de ofertar isso. Tratar todos da melhor forma e com o devido respeito”, finaliza.

Para conhecer mais acesse: www.jovenstouros.com.br | @jovenstouros.

Por Luciana Omena
Colaboração: Eugênio José

Crédito das fotos:
 Divulgação

Veja mais notícia da modalidade Rodeio no portal Cavalus

WordPress Ads
WordPress Ads