Team Penning

Treinamento de animais e competidores com Íris de Lima

Publicado

⠀em

O treinador ressalta que o cavalo, para ser um campeão, tem que ser bem treinado, bem alimentado, e usar com bons equipamentos!

Íris de Lima está no meio equestre há 30 anos, iniciou no Laço Individual, passou para Laço em Dupla, Três Tambores e em 2006 conheceu o Team Penning, modalidade a qual o tornou um profissional do cavalo. Sempre muito determinado em tudo o que faz, estuda passo a passo numa competição com olhos de águia.

“Quando escolho uma coisa para fazer tenho que fazer bem feito, quando laçava Bezerro acordava às cinco da manhã para apeia bezerro na mangueira e a tarde treinava. Depois fui para o Team Roping e ganhei um carro e 32 motos na época, só que estava ficando muito longe de casa e não estava vendo minhas filhas, Danniely e Luly crescerem. Foi quando fui para os Três Tambores para elas participarem comigo do cavalo, uma tinha seis anos e há outra cinco anos quando começaram na modalidade. Eu me dedico naquilo que eu faço, tinha animal bom, as meninas estavam ganhando tudo, eu fiz os meus cavalos. Correndo Tambor eu vi o Team Penning. Foi quando decidi que essa modalidade que eu iria fazer e participar diretamente com as minhas filhas em pista”, conta o treinador.

Como Íris não conhecia profundamente a modalidade foi atrás de onde estavam os melhores competidores na época, e observando as passadas e a prova foi pegando o jeito. Chegava em casa, treinava , treinava e foi adquirindo experiência, e buscando um diferencial de tudo que o observava e aprendia.

“Em qualquer modalidade, profissão, se você quer ter sucesso, você tem que ser diferente, e foi procurei fazer, estudando a competição, regras, a todo o momento”, expõe Lima.

Tanto que Íris de Lima se tornou um dos melhores competidores e treinadores da modalidade, ministrando em média 20 cursos por ano, além de ter um extenso currículo de vitórias, em especial na sela de sua égua favorita Dalia Rain VP, com qual conquistou mais de R$ 500 mil em prêmios, motos e carros.

E o seu diferencial de inicio foi percebido por todos, sendo que no primeiro ano competindo Team Penning, ficou em 2º lugar em Barretos.

Doma

Íris nas suas experiências em diversas modalidades acabou achando um diferencial na doma de seus animais de Team Penning. “Nos Três Tambores eu tinha que ter um cavalo bem alinhado, bem quebrado, e tinha facilidade de colocar um cavalo na mão para as minhas filhas competirem e para mim. Eu levei a doma dos Três Tambores para o Team Penning foi onde me sobressai dos outros”, fala o treinador.

E ele explica qual é essa diferença na doma. “Trouxe doma dos Três Tambores para o Team Penning, porque a hora que um cavalo vai cercar um boi, ele se dobra todo no meio, então ele vira indo com o boi, ele não vira reto, se ele fizer isso perde o boi. Ele virando junto você ganha do boi e não ele de você.”

Assim Lima detalha que “‘quebrando’ o cavalo no Tambor, ele fica apoiado no posterior, e de acordo com lado que está, e a frente tem que estar em movimento, dobrando o corpo, e isso faz com que o cavalo tenha mais habilidade na hora de tirar o boi. Na prova o cavalo tem o pé de baixo de apoio, dando o fucinho já no boi, esse passo faço no Tambor. Tenho que preparar o meu cavalo para todas as situações, apoia o pé de dentro para virar e dobrar o corpo e vice e versa.”

Fora isso Íris tinha que ter um cavalo muito ligado no boi.  E como ele faz isso?

Ligando cavalo no boi

O primeiro passo para iniciar o treinamento do animal no Team Penning é ensiná-lo a prestar atenção no boi, ou como dizem, ligar o cavalo no boi. Para Íris esse é um dos principais pontos para ter um potro bem iniciado na modalidade.

“Eu pego coloco o cavalo na pista com apenas um boi, e todo o movimento dele eu quero que o meu cavalo faça. E que faça olhando no boi e não prestando atenção em mim. Tem que ensinar o potro ou cavalo antecipar o movimento do boi, ele tem que ligar no boi, ou seja, tem que estar concentrado, o que me indica isso é quando as orelhas do cavalo estão voltadas para frente prestando atenção no boi,” explica Íris.

Esse trabalho é feito até que o animal realmente esteja prestando a atenção no boi e consiga se desligar do competidor. Segundo o treinador às vezes em 15 minutos consegue esse feito, mas às vezes leva horas até conseguir, “quando realmente o cavalo liga no boi, agrado e solto, pois já cumpriu o que se queria dele.”

“Sempre que eu consigo o que eu quero do meu animal, paro, agrado ele, quando o cavalo respira fundo, ele relaxa e isso é sinal que está liberando-o, mostrando que ele fez certo, assim ele terá prazer em fazer o que se pede,” detalha.

Íris salienta a importância de se ter um cavalo ligado ao boi. “Você está correndo atrás de um boi. Se você tem um cavalo que a hora que o boi troca de mão para sair para um lado para ganhar de você, o cavalo antes de você pensar em puxá-lo já foi para cima do boi, irá ter muito mais facilidade para cercar o boi, do que se você tiver um cavalo que é ótimo de rédeas, mas não tem aptidão para fazer sozinho. É isso que chamo de ligar o cavalo no boi.”

Zerinho

Este é outro exercício muito usado pelo treinador, que é uma disputa entre o cavalo e o boi, formando um círculo, virando para os dois lados, o movimento que o boi faz o cavalo tem que fazer também. Isso estimula o cavalo, ou seja, quando o boi sai o cavalo se antecipa e ganha antes do boi.

 Curral

“Entra correndo no corredor, não pode avançar, o cavalo tem que ir matando a velocidade sozinho. Esbarrar, afastar e depois entrar no curral. Na ponta da asa tem que entrar pertinho , junto ao curral. Tem que repetir esse movimento no treinamento até o cavalo aprender a fazer sozinho, ir com velocidade, diminuir, esbarrar e entrar no curral. O cavalo tem que estar preparado para esperar o boi e fazer todo esse processo sozinho, se eu esbarrar antes, ele vai perder a velocidade e pode perder a prova.

 

Competidor

A partir daqui Íris de Lima começa a falar de como o competidor tem que se posicionar numa prova e como tem que ser feito na competição, após ter um animal bem treinado.

“O competidor tem que estar o tempo inteiro equilibrado em cima do cavalo para não atrapalhá-lo. Porque os cavalos que são bem treinados, são moles de costela, de nuca, de garupa, se você apoiar seu equilíbrio de espora na costela dele, você vai atrapalhar ele, pois vai desligar do boi e seguir seus comandos. Então, o competidor tem que estar equilibrado em cima dele, porque o cavalo tem que prestar atenção no boi, fazer o trabalho dele”, explica Lima.

O treinador continuar explicando como tem que se comportar para que o animal faça o trabalho dele em pista. “O cavalo tem fazer o trabalho dele de prestar atenção no boi, mas ao mesmo tempo está sobre os seus comandos. Porque se você quiser largar aquele boi e pegar outro, se você começar equilibrar colocando espora nele ou na polpa, ele vai entender que você está dando comando para ele. Procuro frisar que o cavalo a todo o momento está te testando e o que você ensinar ele vai aprender e está condicionado a fazer aquilo. Se você pegar um cavalo ensinar para ele o que quer com paciência, ele vai apender e não esquece nunca mais.”

Entrada dos competidores no boi

A pergunta para o treinador foi: qual a melhor maneira do competidor entrar no boi? E ela rendeu várias explicações e boas dicas aos competidores.

“A maneira do competidor entrar no boi é relativa, depende de vários fatores: da boiada, tamanho da pista, número de bois. Mas vou te dar um parâmetro básico, eu costumo dizer que para você ganhar uma prova, você tem que  chegar no evento ganhando dos outros.”

Mas e como faz isso?  “Analisando regras, total de boiada, tamanho da pista, vendo como a boiada vai trabalhar sentido ao curral dando estouro, se é mais lenta, mais velha, mais xucra. Essa analise você tem que ter antes de entrar em pista. E ao mesmo tempo saber com quem vai correr.”

Na competição

No Team Penning o trio forma três posições de entrada diferentes no boi, cada competidor assume uma posição, como explica Íris de Lima.

 Posição 01

“Para você trabalhar na posição 01, que é a do lado do curral, tem que chegar no gado rápido, porém quando estiver chegando tem que ter calma , porque o gado passa você vai lendo até achar seu boi, pega ele e leva em sentido ao curral, dá uma olhadinha e vê se acha o outro boi para o parceiro, porque é uma equipe, não adianta levar seu boi e largar seu parceiro.”

 Posição 03

“Se você está trabalhando na posição 03, tem que chegar rápido, dar uma paradinha, cercar o seu boi sentido ao curral, ao contrario da 01, porque muitas vezes você vai pegar ele correndo contra o curral e tem que levar sentido ao curral.”

 Posição 02 ou meio

“O meio, a posição 02, tem que prestar muita atenção nos ponteiros, porque às vezes o 1 te chama, o 3 te chama. E quando o da 3 acha o boi o meieiro tem que dar uma adiantada, porque o boi tem que cortar por trás do seu cavalo. Se o boi passar na frente,  atrapalha a leitura aí fica muito difícil.”

 Dinâmica

“Porque os ponteiros tem que chegar rápido, fazendo a leitura do boi e tocar em sentido do curral? Para deixar menos espaço para o meieiro procurar o boi dele. A posição 1 e a 2 trabalha no corredor, o caminho mais curto sempre é o corredor. No Team Penning o boi da 3 você já bate e leva para o corredor que é o caminho mais curto, sem contar que os bois estando no corredor eles já estão fechados, é meio caminho andado. O 2 vai na ponta da asa ( que seria a porteira do curral)  e o outro vai pelo corredor para tocar. Aí é o trabalho em equipe, a passada perfeita é que os três chegam juntos. Mas essa chegada pode mudar de acordo com que cada um acha seu boi. ”

Ao fechar os bois no curral a dica é que entrem o trio, para evitar algum boi sair.

Estouro da boiada

É relativo porque tem boiada que dá estouro, tem boiada que não. Por exemplo, se for classificar 10 trios, eles já estão com tempo baixo, porque você vai ficar cercando a boiada perdendo tempo. Se você fizer um tempo alto ou levar um SAT não vai fazer diferença. Então muita gente arrisca a dar um estouro de boiada, para tentar fazer um tempo mais baixo, então é relativo.

Você tem que estudar a prova, o momento dela, para trabalhar conforme a prova está sendo levada. Não só levar o boi que ganha prova. Se ganha prova também estudando a situação da competição.

Linhagem cavalo

Não tem um cavalo hoje específico para o Team penning, nós temos com linhagem de Apartação, Rédeas. O laço e o team penning não tem um cavalo que foi feito para aquilo.

Porque nós precisamos de velocidade e de habilidade, acredito na apartação precisa de muita habilidade, mas não de velocidade. Na Rédeas tem que ter habilidade e um pouco de velocidade , nos Três Tambores mais velocidade do que habilidade. E o laço e o Team penning se você não tiver habilidade que é dos cavalos de apartação e tiver velocidade, você não terá sucesso, o boi vai ganhar de você, onde o Quarto de Milha sobressaiu do Crioulo, por causa da velocidade.

 Dicas

“Nunca pense que alguém é seu adversário, dentro e fora da pista é todo mundo amigo, o único adversário é o cronometro. Se você começar querer ganhar de alguém ou torcer para alguém perder. Aquele momento, você mesmo está colocando pressão em você!”

Outro fato importante que o treinador ressalta é que o conjunto tem que chegar preparado na prova. “Tenho na prova preparado para ganhar, ou seja, com animal bem treinado bem alimentado, bem protegido com equipamentos adequados: cloche, caneleira, sela boa, nisso tudo o cavalo tem que estar bem flexionado , obediente ao boi e saber o que está fazendo, aliando tudo isso ao estudo da competição, ou seja, como está a boiada,  o tamanho da pista .”

Texto e Fotos: Verônica Formigoni

Team Penning

Disputas acirradas marcam a Thirty Champions Team Penning

Adrenalina, muitas emoções, homenagens e mais de R$ 240 mil em prêmios com 30 premiados selaram o evento que aconteceu nesse fim de semana

Publicado

⠀em

Os competidores que entraram na pista do Jockey Club de Uberaba levaram emoção e adrenalina aos visitantes da Thirty Champions Team Penning, realizada em Uberaba/MG, neste último final de semana.

Organizada por José Eustáquio Ferreira, pecuarista apaixonado por cavalos, que tem à frente das competições sua filha, Gabriela Ferreira, o Thirty Champions recebeu mais de 197 competidores, contou com 150 pacotes e mais de R$ 240 mil em prêmios, distribuídos entre aos handicaps soma 9 e soma 4.

A Thirty Champions tem como conceito valorizar os competidores, pagando altas premiações e com igualdade para todos. Nessa edição, receberam premiações do 1º ao 30º colocado.

Além disso, para incentivar e ter a boa organização nas divisões dos competidores, a prova é homologada pelo Conselho Nacional de Team Penning – CONTEP e ainda, contou com as disputas da Elite Team Penning – ETP.

“Nós como idealizadores do Thirty Champions trabalhamos e pensamos muito para fazer um evento perfeito, mas sempre com a humildade de que, com certeza, teremos muito o que melhorar. Mas pela primeira vez, em toda minha carreira de organização de prova que vejo um evento 100% redondo, sem críticas e muitos elogios”, expôs Gabriela Ferreira.

Campões da Thirty Champions

Na categoria soma 09, Gustavo Borges, Neto Udia e Marcos Dari foram os grandes campeões com a soma de 61s148.

O trio foi seguido por Sapim, Adriano Bem Vindo e Bruno Valencio, em segundo lugar; Carlos Eduardo, Paulo Gustavo e Rodrigo Iraí em terceiro; João Vitor Arcanjo, Murilo Arcanjo e Rafael Hernandes, em quarto e finalizando a lista dos TOP 5 Leandro Miranda, Maria Elisa Miranda e Junior Gomes.

Na soma 04, Julia Fletcher, Cris CVC e John Fletcher foram os grandes campeões com 67s461, seguidos por Meleca, Guilherminho e Bruno PTC em segundo; Carlos Augustinho, Flavio Kfouri e João Vitor Arruda em terceiro; Edinho Borracheiro, Renato Bola e Felipe Funes em quarto e terminando o TOP 5 Cris CVC, Mariana RH e Mateus Pupim em quarto lugar.

Ainda segundo Gabriela, ver o sorriso no rosto dos competidores foi gratificante. “Organizar uma prova vai muito além de estourar as inscrições e ter uma premiação alta. É surpreender a expectativa de todos envolvidos. Foi mágico!”, comemorou.

Grande homenagem

A Thirty Champions é a continuação de um sonho e uma comemoração ao aniversário do José Eustáquio Ferreira, carinhosamente conhecido como Taco.

Na abertura da final, os finalistas entraram em pista montados, com a bandeira do Brasil levada pelo competidor Íris de Lima e a de Minas Gerais por Dudu Brasília, ainda toda a equipe de trabalho e pôr fim a família Ferreira os anfitriões do evento.

Sob comando de Alessandro Mendes, algumas palavras em homenagem a Taco, além de um vídeo emocionante com depoimento de sua esposa e filhas.

“Homenagear o meu pai foi pouco ainda por tudo que ela faz por nós e quanto ele acredita em nossos projetos e embarca junto com a gente. Foi uma prova, uma festa a altura de tudo que ele nos proporciona”, falou emocionada Gabriela.

E a data do próximo evento já está marcada: 22 a 25 de setembro e para essa edição, todos os 40 finalistas já tem uma vaga garantida concorrendo a um carro 0km, sem o custo de inscrição.

Acompanhe tudo sobre o evento no @30champions

Por: Camila Pedroso

Colaboração: Verônica Formigoni

Fotos: Liliane Toledo

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Team Penning

Thirty Champion Team Penning movimenta Jockey Club de Uberaba

Mais de 190 competidores entraram em pista pela premiação de mais de R$ 240 mil em prêmios

Publicado

⠀em

Thirty Champion Team Penning movimenta Jockey Club de Uberaba

Thirty Champions Team Penning é a continuação de um sonho, a prova da família. Criada em Nova Ponte/MG, por José Eustáquio Ferreira, pecuarista apaixonado por cavalos, que tem à frente das competições, sua filha, Gabriela Ferreira.

O evento acontece nesse fim de semana, nos dias 6 e 7 de maio, no Jockey Club de Uberaba, com estrutura completa para atender os animais e competidores.

A Thirty Champions Team Penning tem como conceito valorizar os competidores, pagando altas premiações e com igualdade para todos, tanto que, serão mais de R$ 240 mil em prêmios, premiando do 1 ao 30º colocado.

“Estamos muito realizados em saber que a sementinha que plantamos juntamente com a família do cavalo, cada ano que passa se floresce mais! Muito gratificante sonhar, projetar e realizar um evento que antes de acontecer se tornou um sucesso”, declara Gabriela Ferreira, organizadora do evento.

Inscrições para o Thirty Champion Team Penning

As inscrições se esgotaram em uma semana. Serão 150 pacotes o que dá em média a participação de mais de 190 competidores.

Além de que para incentivar e ter a boa organização nas divisões dos competidores, a prova é homologada pelo Conselho Nacional de Team Penning – CONTEP.

“A Thirty Champions Team Penning fala por si só, inscrições esgotadas em menos de uma semana e uma lista de espera gigantesca! Muito feliz em saber o tamanho da confiança que todos os competidores do Team Penning depositam em nós. Trabalhamos em cada detalhe para receber a todos! A família Ferreira hoje está transbordando gratidão!”, finaliza Gabriela.

O evento é aberto ao público e aos amantes da modalidade e quem deseja conhecer mais esporte pode acompanhar as provas de perto.

Thirty Champions Team Penning será transmitida ao vivo pela Rodeio Play.

Serviço:
Thirty Champion Team Penning
Dias: 6 e 7 de maio
Horário: a partir das 9h
Local: Jockey Club de Uberaba

Por: Equipe Cavalus Comunicação

Fotos: Divulgação/ Liliane Toledo

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Team Penning

NST Grand Slam 2022 distribui mais de R$ 600 mil em prêmios

Em dois fins de semana de disputas em Barretos (SP), evento contabilizou 3.350 inscrições no Ranch Sorting e 2.266 passadas no Team Penning

Publicado

⠀em

Mais uma edição histórica, mais um evento finalizado com a sensação de dever cumprido. Ou seja, sucesso absoluto! Assim foi a edição de 2022 do NST Grand Slam, evento realizado em oito dias na Hípica do Parque do Peão, em Barretos (SP). De 10 a 13 de fevereiro, as disputas foram destinadas exclusivamente aos conjuntos de Ranch Sorting – modalidade que fez parte da programação do evento pela segunda vez. Já de 17 a 20 de fevereiro foi a vez dos trios do Team Penning se apresentarem em pista.

A grande novidade do evento ficou por conta das três pistas instaladas dentro da arena coberta da Hípica do Parque do Peão, para uso exclusivo das provas de Ranch Sorting. Elas funcionaram de forma simultânea, proporcionando ainda mais agilidade para as disputas. Já no Team Penning as disputas aconteceram em duas pistas, uma coberta e outra descoberta.

Vale lembrar que a prova de Ranch Sorting do NST Grand Slam teve organização dos competidores Neto Soares, João Paulo Silveira e Bruno Sá Grise. Enquanto que a prova de Team Penning ficou por conta de Neto Soares. O evento teve como intuito fomentar os esportes equestres, bem como prestigiar atletas e amantes do cavalo de toda a América Latina.

De acordo com os organizadores, o NST Grand Slam contabilizou 3.350 inscrições no Ranch Sorting. Já no Team Penning foram 2.266 passadas e 306 animais presentes no evento. No quesito premiação mais números surpreendentes: foram mais de R$ 600 mil distribuídos, a maior já registrada na América Latina para uma prova das duas modalidades. Deste total, R$ 200 mil foram distribuídos entre os campeões do Ranch Sorting e R$ 400 mil do Team Penning, sem falar nas fivelas personalizadas.

“Agradecemos a todos que estiveram com a gente nessa segunda edição do NST Grand Slam, que mais uma vez inovou correndo com três pistas simultaneamente dentro da arena coberta da Hípica do Parque do Peão. Obrigada a todos nossos patrocinadores, amigos , competidores e clientes. Superamos a edição anterior em número de inscritos e isso mostra também a força da modalidade”, disseram os organizadores ao término do evento.

Provas bem competitivas

Em decorrência da premiação histórica para eventos das modalidades, com mais de 4 mil inscrições contabilizadas no evento, nas pistas as disputas foram acirradas. No caso do Ranch Sorting, por exemplo, nível de competitividade máximo em pista. Afinal, as categorias foram oficializadas pela Associação Brasileira de Criadores do Cavalo Quarto de Milha (ABQM).

Como resultado, o destaque absoluto do Ranch Sorting – nas categorias oficializadas – ficou por conta da dupla Ismael Rodrigues da Silva, sob a sela de Betonroyal, e João Paulo Vieira Serrano, montando Alotta Heaven MIL, que conquistaram o primeiro lugar na categoria Aberta Livre com o menor tempo do evento, 30s005. Além disso, pelo Ranch Sorting ainda ocorreram as disputas pelo Tira Boi Aberta, Tira Boi Amador e Tira Boi Limitada.

Já as provas de Team Penning foram outro show à parte, com destaque para a participação das crianças. Sendo assim, ocorreram disputas pelo Soma#11 (campeões Flávio Kfouri, Júlio Mello e Bruno Valêncio), Soma #5 (campeões João Pedro Pereira, Paina e Maicom Martins), Soma #1 (campeões Piau, Pexim e Fábio Avelar) e Mirim (campeões Maria Valentina Pimenta, Mateus Scatolim e Gueth Mota).

Ademais, durante o evento foram registradas as disputas válidas pela Elite Team Penning (ETP) e premiação dos melhores do ano do Conselho Nacional de Team Penning  (Contep), entidade que rege o handcap dos competidores. E, por fim, em ambas modalidades, os competidores correram, na mesma passada, pela Prova do Amor, em prol do Hospital do Amor de Patrocínio/MG.

O evento contou com patrocínio Docks Jeans, Vetnil, Stecar/RAM, Reygun II, Goyazes, Barretos Park Hotel , Botupharma e BN Horses. Para conferir todos os resultados do NST Grand Slam 2022, tanto das provas de Ranch Sorting quanto de Team Penning, acesse o perfil oficial do evento no Instagram: @grandslamoficial.

Por: Equipe Cavalus Comunicação

Fotos: Divulgação

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Team Penning

Iris de Lima ministra curso de Team Penning em Formosa/GO

Serão três dias de atividades práticas e teóricas realizadas no Rancho Calamajur. Curso possui vagas disponíveis

Publicado

⠀em

O Rancho Calamajur, em Formosa (GO), recebe entre os dias 28 e 30 de janeiro um curso de Team Penning ministrado por Iris de Lima.

Competidor e treinador profissional de Team Penning, Team Ropping e Três Tambores, Lima apresentará aos participantes do curso todas as técnicas para se tornar um grande competidor de Team Penning.

“O curso terá parte prática e parte teórica, onde os participantes poderão conhecer e aprender com toda a experiência do grande Iris de Lima, um dia maiores professores do Brasil”, ressalta Marcio Costa, organizador do curso.

Primeiramente, Íris de Lima está no meio equestre há 30 anos. Iniciou no Laço Individual, passou para Laço em Dupla, Três Tambores e em 2006 conheceu o Team Penning, modalidade a qual o tornou um profissional do cavalo.

Leia mais

Atualmente, Lima é um dos melhores competidores e treinadores da modalidade, ministrando em média 20 cursos por ano, além de ter um extenso currículo de vitórias, em especial na sela de sua égua favorita Dalia Rain VP, com qual conquistou mais de R$ 500 mil em prêmios, motos e carros.

O curso ainda possui vagas disponíveis e as inscrições são realizadas pelo telefone: (61) 9696-0926, com Marcio Costa.

Por: Camila Pedroso

Fotos: @Irisdelima

Mais notícias sobre Team Penning no portal Cavalus

Continue lendo

Team Penning

Prova do Aurélio agita o Parque do Peão de Barretos

Publicado

⠀em

O Parque do Peão de Barretos/SP recebe entre hoje e o dia 23 de janeiro a edição comemorativa dos 10 anos da Prova Nossa Senhora Aparecida de Team Penning, a conhecida Prova do Aurélio.

Com mais de 300 competidores inscritos, nessa edição comemorativa serão distribuídos mais de R$ 400 mil em prêmios garantidos.

“Nossa expectativa é superar os recordes das três últimas edições de números de inscritos”, afirma Aurélio Urzedo, idealizador da prova.

Números recordes

A Prova Nossa Senhora Aparecida de Team Penning vem de três edições com números recordes. Em 2019, quando foi realizada no Haras Guadalupe, em Barretos/SP, o evento contou com 2.993 passadas e 343 competidores.

Na edição de 2020, realizada no Parque do Peão em Barretos/SP, foram 3142 passadas e 362 competidores.

Já no ano passado, a Prova do Aurélio contou com 3173 passadas e 378 competidores.

“Estamos na expectativa de que vamos bater esse recorde mais uma vez”, comemora Urzedo.

Outro diferencial da Prova do Aurélio é o clima familiar da prova, segundo o organizador, a essência da festa.

10 anos de prova

A Prova do Aurélio já entrou para o calendário das provas mais esperadas do ano, após 10 anos de atividades. “Atingir os 10 anos do Team Penning Nossa Senhora Aparecida é a realização de um grande sonho. O grande diferencial da nossa festa é que é uma prova que sempre valorizou os competidores e a família”, ressalta Urzedo.

Cronograma da festa

As atividades terão início hoje, a partir das 19h, com uma costelada com moda de violão para os competidores e convidados.

Amanhã, quinta e sexta, os animais entram em pista, com provas a partir das 9h na pista coberta. Na parte da tarde, a partir das 12h, as provas serão na pista aberta.

No domingo, a partir das 9h, serão as grandes finais.

Por: Camila Pedroso

Foto: Arquivo/Divulgação

Mais notícias sobre Team Penning no Portal Cavalus

Continue lendo

Team Penning

6ª Prova Team Penning do Bem ultrapassa R$ 100 mil de arrecadação durante o Grand Slam

Pela primeira vez realizada junto ao Campeonato Grand Slam, a 6ª edição da Prova Team Penning do Bem movimentou o Parque do Peão de Barretos em ação de solidária arrecadando R$ 118.219,00 em prol do Hospital de Amor

Publicado

⠀em

6ª Prova Team Penning do Bem arrecada $ 118 mil para o Hospital de Amor

Pelo sexto ano, a Prova do Bem conseguiu mobilizar patrocinadores, amigos e teampeneiros na ação solidária que visa arrecadar verba para o Hospital de Amor. Este ano sendo otimizada e acontecendo junto à programação do Campeonato Grand Slam – um dos maiores eventos da modalidade – o Team Penning do Bem mostrou sua força e ultrapassou os R$ 100 mil de arrecadação, através de inscrições, doações e leilão de prendas. As provas foram realizadas entre os dias 23 e 26 de setembro na Hípica do Parque do Peão de Barretos.

“Este novo formato foi uma grande oportunidade de unirmos forças e alcançarmos nosso objetivo de aumentar a arrecadação em prol do Hospital de Amor. Atingimos nossa meta que, desde o início, era realizar essa primeira Prova do Bem com o Grand Slam alcançando bom resultado e só temos que agradecer todos os parceiros, competidores e patrocinadores que nos acompanham nestes anos e que também estão chegando agora pelo apoio, pois sem eles não chegaríamos até aqui”, disse Pedro Cossulin, idealizador da Prova Team Penning do Bem.

Bem como, o Cavaleiro das Américas, Felipe Masetti, mais uma vez marcou presença no evento e participou de disputas em pista. “Este ano também tivemos a honra de receber o presidente do Hospital de Amor, Henrique Prata, que pode conhecer nossa competição”.

Leilão Online

Sendo assim, um mês antes da competição, a comissão organizadora da Prova do Bem realizou um Leilão online de prendas doadas para dar início à arrecadação do evento. “Tivemos doações dos mais diversos artigos, desde selas e traias para cavalos até doces e caixas de frutas. Temos um grupo grande que sempre participa e disputa acirradamente os lotes. Para se ter ideia de como funciona, tivemos uma caixa de 5kg de limão saindo a R$ 380,00, adquirido pelo nosso parceiro Alencar Frederico. Outro lote foi um pote de doce de leite e um queijo fresco arrematado por R$ 400,00 pelo Natanael Pizeta. O leilão sempre proporciona uma disputa sadia entre amigos”, continuou Cossulin.

Além dos 101 lotes do Leilão de Prendas deste ano, a Prova do Bem contou com doações de parceiros e patrocinadores, assim como as inscrições feitas especificamente para a disputa solidária.

Então, pelo sucesso da união, os dois eventos já firmaram parceria para a manutenção do formato em 2022, quando a Prova Team Penning do Bem acontece novamente junto ao Campeonato Grand Slam.

Campeões

Soma 10

1º Márcio Júnior, Nicole e Juninho Leal

2º Iris de Lima, Jailson e Bruno Ptc

3º Bruno Valencio, Fabricio Istuque e Rafael Cruz

Soma 4

1º Valtinho Cajuru, Gabriele Gonçalves e Maria Elisa Mencucini

2º Fábio Fiorese, Célio Freitas e João Baralho

3º Gustavo Lemos, Gabriel Lemos e Francisco Pascoal

Melhor trio feminino – Lilian Bernardes, Elisângela e Franciele

Melhor trio Mirim – Guilherme Rocha, João Miguel e João Vitor Archanjo

Fique por dentro: @provadobem.

Fonte: Assessoria de Imprensa
Crédito e legenda da foto: Campeões Soma 10/Divulgação – Prova do Bem

Veja mais notícias da modalidade Team Penning no portal Cavalus

Continue lendo

Team Penning

Bryan Eysink tem orgulho de sua trajetória no Team Penning

De família tradicional no cavalo, sempre nos pódios de provas e atuando no fomento da modalidade, o jovem é um apaixonado pelo meio equestre

Publicado

⠀em

Bryan Eysink tem orgulho de sua trajetória no Team Penning

Natural de Mogi Mirim/SP, o teampenneiro Bryan Eysink tem sua carreira no cavalo ligada à cidade de Holambra/SP, onde mora atualmente com a esposa, Clara, e seu filho Otto. Quem está no esporte há mais tempo, certamente conhece a família Eysink. Aliás, quem entrou mais recentemente também, já que eles continuam ativos não só no Team Penning como também no Ranch Sorting.

“Eu posso dizer que nasci, praticamente, em cima dos cavalos. Meu pai, sempre teve cavalos e ele quem iniciou o local onde temos o haras. Graças a ele e minha mãe que eu tenho essa paixão toda por esses animais”, conta Bryan Eysink.

Seu início nas competições foi aos 4 anos de idade. “Lógico, que com muitas limitações, mas meu pai sempre nos incentivou muito a participar, eu e meus irmãos. Além de ser uma competição equestre, também um ensinamento da vida. Um dia você poderá ser ganhador e no outro perdedor, mas nunca poderá desistir”.

Há muito tempo nesse meio, Bryan Eysink coleciona um bocado de lembranças boas. “Me recordo de uma vez minha égua pulou comigo dentro da arena e eu cai. Meu pai, imediatamente, ‘pulou’ dentro da arena, me colocou novamente em cima da égua. Ele me mandou continuar, a fim de que aquilo não virasse um trauma, e no final deu tudo certo. Ainda nessa mesma prova, fomos campeões”.

E por falar em títulos, sua estante é recheada de troféus. “Difícil falar as principais vitórias, mas tenho em competições como Congresso, Nacional, Copa dos Campeões e Potro do Futuro da ABQM em destaque. Assim como os títulos de campeão dos rodeios de Jaguariúna e Americana, 3 colocado da Festa de Peão de Barretos, e algumas fivelas no campeonato da Liga Leste Paulista de Team Penning.

De família tradicional no cavalo, sempre nos pódios de provas e atuando no fomento da modalidade, Bryan Eysink é apaixonado pelo meio equestre
Bryan, esposa e filho

Avaliando a trajetória

Com a Liga Leste Paulista de Team Penning, da qual foi vice-presidente em 2020, Bryan Eysink tem uma ligação antiga. Seu pai, Thomas, foi um dos fundadores. A saber, a Liga Leste é o campeonato mais antigo do Brasil, responsável pelo grande fomento da modalidade.

“Não tem como avaliar a minha trajetória até aqui como outra coisa senão muito boa. Confesso que acho que já fui melhor do que sou hoje (risos), devido ao tempo de treinamento e a quantidade de provas que eu ia”. E toda carreira de sucesso tem cavalos que são especiais. No caso dele, a Ety Par C. “Uma égua alazã, forte e bonita. Não só me marcou, como também marcou quem conheceu ela. Foi a Ety Par C que ‘fez’ nosso nome no meio equestre”.

Bryan Eysink não esquece os feitos da égua. “Simplesmente, um fenômeno das pistas. Ganhadora de inúmeras modalidades como Laço Pé, Tambor, Baliza, Team Penning, Ranch Sorting e Cinco Tambores. Era uma égua e tanto!”. E tem prova marcante para ele também. “O rodeio de Jaguariúna de 2007 foi especial. Eu tinha apenas 14 anos e fui consagrado campeão, vice-campeão e terceiro colocado da categoria Aberta”.

Em sua opinião, o cavalo significa amizade e reciprocidade. “O cavalo sente se você está em um dia legal, se está nervoso ou se está calmo. Existe uma ligação muito forte entre o cavaleiro e o cavalo. Por isso é uma relação tão bonita de ver e sentir”.

Atualmente, com mais responsabilidades extra pista, ele deu um tempo das provas. “Parei por realmente priorizar um momento importante da minha vida pessoal e não conseguir me dedicar tanto ao esporte. Mas eu vou voltar, com toda a certeza.”

Por Luciana Omena
Crédito da foto: Arquivo Pessoal

Veja mais notícias da modalidade Team Penning no portal Cavalus

Continue lendo

Team Penning

6º Team Penning do Bem terá 100% de arrecadação em prol do Hospital de Amor

Em 2021, evento fará parte do Grand Slam já que as duas provas estavam marcadas para o mesmo local

Publicado

⠀em

A princípio programada para o início de março, a 6ª Prova Team Penning do Bem acontecerá entre os dias 18 e 21 do mesmo mês. O Parque do Peão de Barretos receberá os competidores em evento integrado à programação do Grand Slam.

As provas, portanto, acontecerão nos mesmos dias. Os trios inscritos no Grand Slam terão a opção aderir à solidariedade, já que pelo sexto ano o 6º Team Penning do Bem tem arrecadação em prol do Hospital de Amor.

O Grand Slam é um evento reconhecido, que reúne competidores de todo o Brasil. Por outro lado, oferece uma das maiores premiações da América Latina na modalidade. Assim, os organizadores das duas competições se reuniram.

Tomaram a decisão de somar forças para viabilizar um maior número de inscritos na prova solidária. 100% de arrecadação em prol do Hospital de Amor. Então, aos tempeneiros resta prepararem-se para essas duas importantes competições. 

“A união de forças foi necessária, principalmente neste momento de pandemia. Os competidores que estarão num evento grandioso, poderão colaborar com a Prova do Bem. Acreditamos que foi a melhor forma dos teampeneiros estarem unidos e ajudando o próximo”, explica Pedro Cossulin, idealizador da Prova do Bem.

Em 2021, 6° Team Penning do Bem fará parte do Grand Slam já que as duas provas estavam marcadas para o mesmo local e para a mesma data

6º Team Penning do Bem

As disputas na 6ª Prova do Bem seguirão o regulamento do Grand Slam. Haverá premiação para os handcaps 3 e 10, e também ao melhor trio feminino. Já inscritos no Grand Slam, os competidores que desejarem contribuir para o Hospital de Amor, pagarão R$ 300,00 a mais no valor da inscrição.

Ademais, o trio não terá acréscimo de passadas para a disputa da prova solidária. Apesar de ser a primeira vez desta união, a expectativa de Cossulin é de grande sucesso. Todos os anos, os competidores fazem questão de estar na Prova do Bem.

Além disso, o auxilio vai direto para instituição, que tem sede em Barretos/SP, e um déficit de quase R$ 30 milhões. Referência no tratamento oncológico, o Hospital de Amor atua no trabalho de tratamento e prevenção do câncer.  

“Nosso agradecimentos ao Neto Soares, que nos procurou para esta parceria. E também, desde já, a todos organizadores do Grand Slam pela oportunidade de fazermos parte deste evento”, finaliza Pedro, que tem ao seu lado na organização Fábio Melo e Sandra Mendiela.

Fique por dentro: @provadobem.

Fonte: Assessoria de Imprensa
Crédito das fotos: Divulgação

Veja mais notícias da modalidade Team Penning no portal Cavalus

Continue lendo

Team Penning

Team Penning: crianças vencem prova e desbancam competidores adultos

A terceira etapa do campeonato União dos Ranchos, em Romaria/MG, aconteceu dias 28 e 29 de novembro

Publicado

⠀em

Duas crianças, de 10 e 8 anos, venceram uma prova do campeonato União dos Ranchos de Team Penning no último final de semana. A terceira etapa, portanto, aconteceu em Romaria/MG e o resultado surpreendentemente alegrou a todos. Maria Clara e Amanda alcançaram o lugar mais alto do pódio em meio a trios formados somente por competidores adultos.

Só para ilustrar, a prova contou com 544 inscrições. Ademais, foram 60 passadas de semifinal em dois dias, e mais 60 passadas na final, sendo duas baterias de 30 trios. O resultado final se deu pela soma de tempos para as categorias #soma3 e #soma9.

De acordo com os organizadores, Maria Clara, Amanda e seus parceiros de trio levaram o primeiro e segundo lugares, respectivamente, em meio a diversos competidores profissionais de alto nível no Team Penning. A saber, ganhadores de caminhonetes, carros, trailer e motos.

A terceira etapa do campeonato União dos Ranchos de Team Penning, em Romaria/MG, aconteceu dias 28 e 29 de novembro com mais de 500 inscritos
Eliria, Netinho e Amanda

Maria Clara, 10 anos, foi a campeã do mega bolão em trio com Adriano Bem Vindo e Loirinho  (foto). A soma dos tempos deles foi 35015. Enquanto Amanda, 8 anos, em trio a sua mamãe Eliria e Netinho, ficaram como reservados campeões, 35s778.

“Foi, sem dúvida, um momento histórico e muito emocionante. Registrar esse momento, acima de tudo, é muito importante para o Team Penning, pois ajuda a incentivar outras crianças no esporte”, comenta o locutor da prova Welber Freitas, que contou a história para nós. “Parabéns aos envolvidos e, principalmente, para as crianças que abrilhantaram a prova!”

Fique por dentro: @teampenningbrasil.

Por Equipe Cavalus
Crédito das fotos: Divulgação/Arquivo Pessoal

Veja mais notícias da modalidade Team Penning no portal Cavalus

Continue lendo

Team Penning

Team Penning realiza live em formato inédito

Publicado

⠀em

Team Penning realiza live em formato inédito. Evento foi promovido pela Liga Leste Paulista de Team Penning no começo de julho

Evento foi promovido pela Liga Leste Paulista de Team Penning no começo de julho

São mais de três meses sem uma prova oficial. Dessa forma, uma live foi promovida em formato inédito, no começo de julho, pela Liga Leste Paulista de Team Penning. Poder falar um pouco da modalidade, regras e técnicas, foi a forma que atual diretoria da encontrou de reunir os apaixonados pelo esporte, mesmo que de forma virtual. Foram seguidas todas as normas de segurança, como distanciamento social e um número reduzido de pessoas no local.

“Em nossas decisões prevalece sempre a vontade da maioria através de votação, por isso em uma reunião foi levantada a ideia de live e partimos para a execução. A proposta surgiu em uma reunião mensal nossa e, cada um na sua função, saiu para providenciar o necessário. Também definimos a instituição a ser ajudada”, relata Paulo de Morais, presidente da Liga.

Antes de mais nada, foi feito um plano de ação, onde cada diretor envolvido ficou responsável por uma parte. “Fizemos uma pesquisa e chegamos a equipe de filmagem, parte importante para que tudo desse certo. A Live On nos auxiliou em tudo, principalmente no quesito técnico, condução das filmagens, edição, para que tudo desse certo”.

E porque formato inédito? Durante a live que durou pouco mais de quatro horas, os convidados falaram sobre o Team Penning de forma geral, tiraram dúvidas dos internautas e analisaram vídeo de passadas ao vivo pelo YouTube. “Repassamos diversas vezes o material que iria ser apresentado e nos reunimos duas vezes para fechar o roteiro. O grande diferencial da nossa live, sobretudo, foi a interação e espontaneidade, não só dos convidados como também dos que participaram pelas redes sociais”, reforça Paulo.

Team Penning realiza live em formato inédito. Evento foi promovido pela Liga Leste Paulista de Team Penning no começo de julho

Avaliação

Com a apresentação de Natanael Pizetta, comentários de Orlando Cesquim Filho, a live de Team Penning teve como convidados João Salla, Jonatas Barroca e Rafael Cruz. Ajudaram na avaliação das passadas e nos comentários também sobre a modalidade, respondendo pergunta dos internautas de assuntos diversos. A live foi em prol da Camid, entidade de São João da Boa Vista/SP, que cuida de crianças. As pessoas puderam fazer doações em espécie ou material durante o evento.

De acordo com Paulo, o formato desenvolvido pela Liga Lesta Paulista de Team Penning para movimentar a modalidade foi um sucesso. “Tínhamos o receio não conseguir tempo suficiente para que os treinadores convidados fizessem seus comentários de forma satisfatória. Mas a forma que tudo transcorreu foi mais que excelente. Os convidados interagiram bem com os vídeos das passadas que foram apresentados e ainda na reposta das dúvidas que chegaram através das redes sociais, uma presença massiva dos amantes do Team Penning.

Se você perdeu ou quer rever, clique aqui.

Temporada 2020

Ainda no mês de julho, a diretoria da Liga Leste de Team Penning anunciou que a temporada 2020 está encerrada. Acima de tudo, devido a pandemia e a impossibilidade da realização das provas dentro do ano hípico e as incertezas ainda para a liberação na região onde a Liga realiza os eventos. Em comunicado oficial, a entidade avisou aos competidores que valerá os resultados das duas etapas realizadas esse ano para a definição dos campeões. Nomes que serão divulgados em breve.

Fique por dentro: www.facebook.com/ligalestepaulista.

Por Equipe Cavalus

Veja mais notícias da modalidade Team Penning no portal Cavalus

Continue lendo

Categorias

COPYRIGHT © 2021 CAVALUS. TODOS DIREITOS RESERVADOS
ESSE SITE É PROTEGIDO PELO GOOGLE RECAPTCHA
POLÍTICA DE PRIVACIDADE | TERMOS DE SERVIÇO