Tie-down Roping

Tour 2 da PCRT mexeu com o ranking da associação

O alto nível dos competidores e a qualidade do gado proporcionaram um show de laçadas ao público que visitou o Della Ranch nos dias 4 e 5 de março

Publicado

⠀em

Santa Cruz da Conceição (SP) foi a casa do Laço neste final de semana. Entre os dias 4 e 5 de março, o Della Ranch recebeu o Tour 2 – PCRT 2021.

A princípio, a prova, organizada pela Professional Calf Ropers Tour (PCRT) também foi ranqueada pela Associação Nacional do Laço Individual (ANLI) e reuniu um total de 126 inscritos, divididos entre as três provas, e ofereceu uma premiação total de R$ 30 mil também subdivididas entre os tours.

Desde já, para essa edição, a etapa contou com um gado de cruzamento industrial, o que proporcionou um alto nível nas disputas.

Segundo um dos idealizadores da etapa Renato Antunes, “a etapa foi de altíssimo nível” e mexeu com o ranking geral da modalidade. “Como era esperado, muitos laçadores que não tinham entrado no ranking, entraram na premiação da prova, o que embolou o ranking, finalmente”, comemorou Antunes.

Ainda de acordo com o organizador da etapa, o feedback dos laçadores foi muito positivo, seja pela estrutura oferecida pelo Della Ranch, com pista de qualidade, estacionamento para trailers, entre outras estruturas essenciais para o bem-estar da equipe e dos animais, além do gado.

“A etapa contou com sorteio do gado, fazendo com que ela fosse mais justa para todos. Este é um formato americano, utilizado nas provas do Professional Rodeo Cowboys Association (PRCA). Acima de tudo, o pessoal gostou bastante e vai ficar nas provas da PCRT”, conforme pontuou Antunes.

Destaques da etapa

O laçador Daniel Lopes que já vinha liderando o ranking, ganhou a sexta etapa da competição, aumentando a distância entre ele e o segundo colocado no ranking, somando imediatamente R$ 11.100 ao seu montante.

Em seguida, Douglas Jesus não havia entrado na premiação do primeiro tour, mas ganhou a quarta etapa geral e com o resultado, entrou no ranking com R$ 4 mil, assumindo então, a quinta colocação.

Enquanto, Mario Francisco que já estava ranqueado, ganhou a quinta etapa, e na sexta etapa empatou em quarto lugar. Agora está com uma somatória de R$ 7.500 mil, assumindo o segundo lugar geral.

Top 6 Ranking PCRT

  1. Daniel Lopes R$ 11.100
  2. Mário Francisco – R$ 7.500
  3. Bruno Paulini – R$ 4.900
  4. José Gonçalves – R$ 4.100
  5. Douglas Jesus – R$ 4.000
  6. Celso Rinaldi – R$ 3.000

Grande novidade

Renato Antunes realizou um anúncio que promete mexer com os laçadores do Brasil. Agora, o campeonato 2022 da PCRT será aberto a todos os laçadores. “Agora, vamos seguir a linha dos grandes Rodeios, abrindo a etapa para todos os laçadores, fomentando assim a modalidade”, finalizou.

Parceria ANLI

Os tours da PCRT são credenciados à ANLI e, segundo o diretor da associação Fábio Parizi são muito importantes para os laçadores, pois engrandece a modalidade como um todo. “Atualmente, os laçadores no Brasil não conseguem viver apenas das provas. Compõe suas rendas com os treinamentos. Ao passo que a etapa da PCRT traz um bônus ao laçador, uma oportunidade de ele conquistar mais ganhos, competindo em 3 provas no mesmo local e na mesma data, diminuindo os custos”, pontua Parizi que finaliza: “Ao mesmo tempo, é bom para o competidor e para a ANLI”.

Por: Camila Pedroso

Fotos: Miguel Oliveira

Mais notícias no portal Cavalus

WordPress Ads
WordPress Ads