Três Tambores & Seis Balizas

3ª etapa da Copa Wrangler Haras NSG é adiada

Decisão foi tomada devido ao agravamento dos casos de Covid-19 no Estado de São Paulo

Publicado

⠀em

A equipe organizadora da 3ª etapa da Copa Wrangler Haras NSG de Três Tambores informou nesta segunda-feira (29) que optou pelo adiamento da prova. O motivo, de acordo com o comunicado, foi o agravamento dos casos de Covid-19 no Estado de São Paulo.

“Em respeito aos competidores, treinadores e patrocinadores, o Haras NSG comunica o adiamento da 3ª Etapa da Copa Wrangler. Infelizmente, estamos atravessando um momento crítico e tivemos que tomar esta decisão. Haja vista o aumento da média de vítimas fatais nos últimos dias e a decisão do Governo Estadual em prorrogar o Lockdown até o dia 11 de Abril. Proibindo, assim, atividades esportivas”, informa o comunicado.

A princípio, o evento estava marcado para acontecer entre os dias 8 e 10 de abril, no Haras NSG, em São Pedro/SP. “Também consideramos o fato da antecipação do feriado pela prefeitura de São Paulo. Diversas cidades da região formaram barreiras para evitar visitantes, o que, como resultado, dificultará o deslocamento dos participantes da prova”.

Ainda de acordo com a equipe organizadora da prova, a etapa acontece ainda no mês de abril, entre os dias 29 e 1º de maio. Contudo, dependendo do Governo do Estado de São Paulo, há a possibilidade de antecipação.

“Caso o governo do estado libere as atividades esportivas, sempre com responsabilidade e seguindo os mais rígidos protocolos de saúde. Contamos com a compreensão de todos, pois neste momento, mais do que uma competição, estamos preocupados com a vida e a segurança de todos”.

Inscrições seguem valendo

Os competidores que já haviam efetuado suas inscrições para etapa não precisam se preocupar, porque as mesmas serão mantidas. Não sendo necessário, portanto, realizá-las novamente para a nova data.

No entanto, caso o competidor opte pelo ressarcimento, os organizadores da prova informa que o mesmo deverá solicitar através dos contatos oficiais da equipe. Dessa forma, o valor devolvido integralmente.

“O momento é de união e de cuidarmos um dos outros com responsabilidade para que em breve nos encontremos. Agradecemos a compreensão e o apoio de todos, com a certeza que em breve nos encontraremos em mais uma belíssima etapa da Copa Wrangler.”

Por Equipe Cavalus
Fonte: Divulgação/Haras NSG

Veja mais notícias no portal Cavalus

Três Tambores & Seis Balizas

Após largar o balé, Kauane Marinho diz ter se encontrado no Tambor

Praticamente da modalidade desde os seis anos, a jovem competidora, agora com 17 anos, se diz completamente apaixonada pelo esporte

Publicado

⠀em

A jovem Kauane Soares Marinho, de 17 anos, natural de Imperatriz/MA, se diz uma completa apaixonada pelos Três Tambores. Tanto que o esporte entrou na vida dela aos seis anos de idade. “Desde pequena sempre estive no meio dos cavalos e tinha um fascínio por eles”, conta.

Contudo, o esporte não foi a sua primeira escolha. “Quando era mais nova praticava balé, mas isso nunca me manifestou aquele sentimento de que era aquilo que eu queria, sabe? Aos meus 6 anos, meu pai me retirou do balé e colocou nos Três Tambores. Com certeza, foi a melhor decisão que ele já fez. Porque, se não, eu não seria quem eu sou hoje”.

E ainda acrescenta: “Isso me completa, faz parte de mim. A primeira vez que montei em um cavalo, que senti o coração dele batendo entre minhas pernas, escutei a sua respiração e nos unimos em um só, eu soube. Soube que aquilo era a minha paixão, minha identidade. Desde então nunca mais parei e não pretendo tão cedo”, se declara a jovem competidora.

Títulos e sonhos

De lá pra cá, Kauane já alguns títulos importantes para a sua carreira no esporte. Como, por exemplo, de Campeã na categoria Kids da Prova do Haras São Francisco, em Acará, no Estado do Pará.

“Todas as provas foram especiais para mim. Mas acho que minha primeira prova com minha égua, Grace Jet Shady 4M, eu estava muito nervosa, nunca tínhamos corrido juntas antes e conseguimos acertar nossa primeira passada, lembra a menina que ainda corre com outro animal, Amadeus Fly.

Para o futuro, Kauane Marinho sonha em participar do Campeonato Nacional da Associação Brasileira de Criadores do Cavalo Quarto de Milha (ABQM). “E, assim, quem sabe, conquistar o tão sonhado 16 segundos”, finaliza.

Por Natália de Oliveira
Fonte: ATBPA
Crédito da foto: Arquivo Pessoal/Kauane Marinho

Veja mais notícias no portal Cavalus

 

 

Continue lendo

Três Tambores & Seis Balizas

Haras Santa Helena se divide entre a Vaquejada e os Três Tambores

Avô, pai e filhos, enfim, toda a família do criatório de Castanhal, no estado do Pará, está envolvida no meio do cavalo

Publicado

⠀em

Com as raízes fincadas na Vaquejada, o Haras Santa Helena, de Castanhal/PA, também vem se destacando na modalidade de Três Tambores. De acordo com Pablo Ricardo Sousa dos Santos, o seu pai sempre mexeu com cavalo no Nordeste.

Contudo, ficou parado por 20 anos. Mas a partir de 2006, quando Pablo tinha 14 anos, voltaram a se interessar por criar e foi aí que recomeçaram a sua história na Vaquejada. Porém, só foram se envolver com os Três Tambores depois de muitos anos.

Afinal, o filho de Pablo, ao fazer 7 anos, começou a gostar do mundo equestre e foi aí que o seu pai o colocou numa escolinha de Três tambores no Haras Ipê, com o treinador Edio Santos. “Daí comecei a treinar junto pra acompanhar meu filho e hoje dentro do haras temos nosso próprio centro de treinamento. Fui cada vez mais me apaixonando pelo esporte”, conta Pablo.

Atualmente, a criação do Haras Santa Helena tem dois propósitos: produzir animais para suprir as necessidades de vô, filho e netos para competirem Vaquejada e Três Tambores. “Meu pai ainda corre Vaquejada, meu filho de 11 anos corre tambor e a minha filha de 6 anos também. Já eu corro Vaquejada e Tambor”.

Amor pelos cavalos que passou de pai para filho e agora netos – Foto: Divulgação

Animais de destaque do Haras Santa Helena

Entre os animais de destaque do Haras Santa Helena, Pablo cita Quixote nos Três Tambores. “Foi o primeiro filho do garanhão do nosso haras, é um cavalo da minha sela. Ele vem se classificando a dois anos seguidos no Campeonato da ATBPA no Amador Principiante. Aliás, temos muita alegria em fazer parte de uma associação que a cada ano vem se fortalecendo cada vez mais”, cita.

Já na Vaquejada, quem se destaca é Patrícia Lauda Chick. ” Foi a primeira égua a nascer no haras, vem se destacando desde 2019. Em 2020 foi umas das mais ganhadoras na sela de Anilson Ribeiro, nosso treinador. Além disso, Patrícia ganhou uma moto em uma vaquejada no Parque Antônio Marcelo, no Maranhão”.

Para a família do Haras Santa Helena, cavalo representa, sobretudo, felicidade, emoção e união. Tanto que para o futuro almejam seguir todos juntos na criação, produzindo campeões tanto nos Três Tambores quando na Vaquejada. “O que tanto almejamos é fazer um campeão de Potro do Futuro em ambos os esportes”, finaliza.

Fonte: Assessoria de Imprensa ATBPA/AV Comunicação Equestre
Crédito da foto: Divulgação/Haras Santa Helena

Veja mais notícias no portal Cavalus

 

Continue lendo

Três Tambores & Seis Balizas

Inscrições para a 3ª etapa da Copa Wrangler Haras NSG abrem nesta terça-feira

Prova foi estendida para três dias, de 8 a 10 de abril, a fim de seguir todos os protocolos de segurança em decorrência da pandemia; premiação será de mais de R$ 100 mil, além de duas motos

Publicado

⠀em

Os competidores interessados em participar da 3ª etapa da Copa Wrangler do Haras NSG devem efetuar suas inscrições a partir desta terça-feira (23). Para tanto, basta acessar o SGP Sistema para confirmarem a sua participação, bem como fazer a reserva de baia.

Antes de mais nada vale frisar que a prova foi estendida para três dias de disputas oficiais. Dessa forma, agora a 3ª etapa da Copa Wrangler será realizada de 8 a 10 de abril, no Haras NSG, em São Pedro/SP. Disputas são oficializadas pela ABQM.

De acordo com o gerente de marketing e eventos Peterson da Silva, a ideia de estender a prova para três dias teve como objetivo seguir os protocolos de segurança em decorrência da pandemia. “Tudo para gerar uma maior conforto para os competidores, ao promover ainda mais o distanciamento social, respeitando, assim, os protocolos de saúde”.

Abaixo, confira a programação completa:

Premiação

Ao todo, a 3ª etapa da Copa Wrangler Haras NSG irá distribuir mais de R$ 100 mil em prêmios, além de duas motos 0 km. Sendo, portanto, uma para a campeã do Feminino e outra para o campeão da categoria Tira Teima, que ainda terá premiação em dinheiro até o 5D.

Se não bastasse tudo isso, a prova terá novamente duas premiações especiais. A primeira delas é para o conjunto que bater o recorde da pista do Haras NSG, que é de 16s694 (Patrick de Castro na sela de A French Lady), e, assim, ganhará um vale compras de R$ 2 mil da Wrangler.

A segunda premiação especial será para o conjunto que conseguir bater o recorde mundial de Três Tambores, que é de 16s374 (de Sidnei Júnior na sela de Game Boy EK). Portanto, quem conquistar esse feito leva para casa uma premiação extra de R$ 30 mil do Haras NSG . E não para por aí, a Wrangler ainda vai coroar essa premiação com um ano de patrocínio da marca para esse novo recordista mundial.

Por fim, para outras informações sobre a Copa Wrangler podem ser obtidas com a Flávia Cajé, presidente da ANTT e organizadora da prova, pelo telefone (17) 98112-7669.

Instagram: @harasnsg | WhatsApp: (19) 99966-8398  | Site: https://nsg.kidigital.com.br/

Por Natália de Oliveira
Crédito das fotos: Divulgação/Haras NSG/Daniela Venturini

Veja mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo