Cavalo Árabe

Nos últimos metros, RG El Bak arranca vitória em páreo no JCSP

Sob a condução do jockey José Severo, o exemplar da raça Árabe conquistou o Prêmio Augusto Maurício Wanderley, no último sábado (16), no Hipódromo de Cidade Jardim

Publicado

⠀em

Nos últimos metros, RG El Bak arranca vitória em páreo no JCSP

A abertura da temporada 2021 de Corridas do Cavalo Árabe contou com um páreo emocionante. Afinal, o exemplar da raça RG El Bak arrancou uma vitória eletrizante nos últimos metros, no sábado (16), na pista de areia do Jockey Club de São Paulo.

Valendo bolsa de R$ 10 mil, o Prêmio Augusto Maurício Wanderley, na raia de 1.100 metros de distância, contou com a participação de nove animais da raça. Ao ser dada a largada, RG El Bak, conduzido pelo jockey J. Severo, ficou atrás, a princípio, disputando entre a quarta e quinta posição na primeira volta.

Por outro lado, quem comandou o páreo desde o início foi Graccus Rach com o jockey F. Larroque, que conseguiu até abrir uma boa vantagem dos adversários. Contudo, na reta de chegada, pelo lado de fora, RG El Bak saiu em disparada e, assim, se aproximou da ponta. 

Graccus Rach que, até então liderava com folga, passou a ganhar a cia do adversário na segunda posição. Até que “parelhou” e, nos metros finais, o animal comandando por J. Severo assumiu a dianteira, levando para casa o prêmio de forma emocionante. (Veja vídeo da corrida abaixo)

RG El Bak é de criação e propriedade de Claudio Ribas, que é criador de Corrida desde 2001. Segundo ele, essa foi a primeira corrida do animal. Mas a aptidão está no sangue, já que o pai dele é Campeão Nacional de Corrida.

Portanto, ele ficou feliz com os resultados, principalmente porque em 2020 participou de poucas corridas. Algo que espera que seja diferente neste ano.

Da esquerda para a direita, Almir Ribeiro, Flávio Wanderley e esposa, bem como o presidente da ABCCA, Rodrigo Forte – Foto: Divulgação/ABCCA

Homenagem

Antes de mais nada vale mencionar que o páreo homenageou o criador Augusto Maurício Wanderley. De acordo com o diretor de Corrida da Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Árabe (ABCCA), Almir Ribeiro, ele foi um dos maiores entusiastas da raça no Brasil, tendo participado de competições do cavalo Árabe até seus 77 anos de idade, falecendo em 2017.

“O nosso homenageado, sem dúvida, foi um dos maiores entusiastas do Cavalo Árabe montado! Passou parte da infância no Jockey Club de São Paulo, e criava PSA no estado de Mato Grosso do Sul. Montado em seus Cavalos Árabes conquistou títulos de Campeão Nacional nas modalidade de Western Pleasure, English Pleasure, Hunter Pleasure e Pleasure Drive”.

E Almir Ribeiro finaliza, portanto, dizendo: “Parabéns a todos os criadores! Em especial a família do nosso homenageado que não se intimou em se deslocar mais de 1.000 Km para assistir este espetáculo! Ao nosso presidente Rodrigo Forte que veio com a família toda assistir mais uma grande corrida! Ao vencedor Cláudio Ribas que fez uma exibição espetacular e a todos os apaixonados pelo nosso cavalo Árabe que continuam nos estimulando nesta apaixonante missão!! 2021 está apenas começando!”.

Por Natália de Oliveira
Colaboração: ABCCA

Crédito da foto: Divulgação/JCSP

Veja mais notícias do Cavalo Árabe no portal Cavalus

Cavalo Árabe

Mentor Rach bate recorde e vence páreo válido pelo Prêmio President Cup Séries

No segundo páreo do dia da raça Árabe, Cashmerie AJR foi a campeã; evento distribuiu um total de R$ 20 mil em bolsa

Publicado

⠀em

Com direito a quebra do recorde nacional nos 1.300m na pista de grama, o Prêmio President Cup Séries marcou com grande estilo a retomada das corridas do Cavalo Árabe após um período de paralisação por causa da pandemia. O evento – que contou com a realização de dois páreos da raça – aconteceu no último sábado (10), no Jockey Club de São Paulo (JCSP)

Antes de mais nada vale lembrar que o evento esteve fechado ao público, podendo ser acompanhado apenas pelos proprietários, bem como a equipe técnica. No entanto, os amantes do turfe puderam acompanhar as disputas ao vivo pelo canal do YouTube do Hipódromo de Cidade Jardim.

De acordo com Almir Ribeiro, diretor de Corrida da Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Árabe (ABCCA), o Prêmio President Cup Séries contou com o patrocínio da Emirates Equestrian Federation dos Emirados Árabes Unidos. Dessa forma, os dois páreos tiveram bolsa de R$ 10 mil cada, com premiação para os cinco primeiros colocados.

“Primeiramente, temos que agradecer ao Emirados Árabes Unidos, que acredita no crescimento das corridas de cavalo Árabe no mundo, principalmente no Brasil e na América do Sul. Ele que, juntamente com os criadores da raça, a ABCCA e o Jockey Club de São Paulo, iniciaram um novo ciclo virtuoso de crescimento. Ciclo que, certamente, colocará o Brasil definitivamente no roteiro internacional das corridas de cavalo Árabe no mundo”, cita o diretor de Corrida.

1º páreo com direito a recorde nacional

Na primeira disputa, seis animais se enfrentaram em 1.300 m, na pista de grama. Depois da largada, Gunther Rach tomou a dianteira. Enquanto que Graccus Rach aparecia em segundo seguido de Mentor Rach.

Contudo, na volta final Graccus Rach abriu muito e foi parar na grade de fora. Assim, Mentor avançou, pelo lado de fora, e assumiu a ponta, deixando Gunther na segunda posição. Como resultado, com sete corpos de vantagem, Mentor Rach – com o jóquei I. Silva – cruzou a faixa final com o tempo de 1:27.685. (Veja vídeo do páreo acima)

Ainda de acordo com a ABCCA, conquista de Mentor Rach – de propriedade do Rach Stud, de Ricardo Saliba – foi ainda mais especial. Afinal, ele quebrou o recorde nacional de tempo em 1.300m na pista de  grama em páreos disputados pelo Cavalo Árabe. 

“A satisfação é muito grande. Porque ele é o atual recordista dos 1.000m para machos e agora é recordista dos 1.300m. Conquista importantíssima, não só para o Rach Stud, mas para o aprimoramento das corridas no Brasil. O recorde anterior era de 2014, estava difícil quebrar, mas a gente fez o planejamento sabendo que tinha chance de quebrar agora”, explica Saliba.

O criador ainda acrescenta que é importante baixar os tempos para mostrar para o resto do mundo o nível dos animais do país. “A gente esta com o tempo compatível com outros países. Na comparação com os tempos de lá de fora, não estamos devendo para ninguém. Certamente, em breve teremos cavalos brasileiros brigando lá fora”.

Por fim, o criador ainda faz questão de falar sobre a genética de Mentor. “Ele é um filho do Samata, garanhão importado puro polonez, que teve cinco vitórias na Polônia e, no Brasil, foi Campeão Nacional Cavalo em 2001. Já a mãe é filha do Polonês, que tem uma história parecida: vitórias na Polônia e no Brasil foi Campeão Nacional Cavalo em 1991. Sendo assim, ele [Mentor] é um dos raros animais hoje, jovem, que tem pedigree puro polonês”.

Cashmerie AJR – Foto: Divulgação/JCSP/Porfírio Menezes

2º páreo de 1000m

Já no segundo enfrene do Prêmio President Cup Séries, nove exemplares da raça Árabe entraram em disputa em 1.000m, também na pista de grama. Enquanto Obstinado Rach largou mal, Vince Rach assumiu a dianteira, seguido de Holly Pol Rach e Revelation Rach.

Na sequência, Cashmerie AJR avançou e, na seta dos 400 metros, assumiu a primeira colocação. Do mesmo modo, Obstinado Rach se recuperou pelo lado de fora e, assim, apareceu na segunda colocação nos 200 metros finais. Ambos mantiveram essa posição até cruzar a faixa final. (Veja vídeo do páreo abaixo)

Cashmerie AJR é de criação e propriedade do diretor de Corrida da ABCCA, Almir Ribeiro. “Me sinto extremamente feliz e orgulhoso. Pois são poucos os criadores que tem a honra e o privilegio de acompanhar bem de perto a historia de um animal vencedor. Desde a escolha do cruzamento, seu nascimento, seu desenvolvimento ate a vitória num páreo importante como estes. Agradeço também ao Sr. Oberdan Pereira e seu time pela dedicação, esforço e trabalho profissional que construíram o sucesso da Cashmerie AJR desde a sua chegada ate a sua vitoriosa estreia”, finaliza.

Resultados do Prêmio President Cup Séries

1º PÁREO

  • 1º: Mentor Rach e I.Silva
  • 2º: Gunther Rach e V. Souza
  • 3º: RG Kodak e R. Mendonça
  • 4º: Osiris Rach e A.R. Oliveira
  • 5º: Farouk AJR e O. Pereira Filho

2º PÁREO

  • 1º: Cashmerie AJR e F. Larroque
  • 2º: Obstinado Rach e J. Severo
  • 3º: RG Kemir e J. Alves
  • 4º: Vince Rach e V. Souza
  • 5º: RG Kansas e M. Silva
  •  

Por Natália de Oliveira
Colaboração: Assessoria de Imprensa ABCCA
Crédito das foto: Divulgação/JCSP/Porfírio Menezes

Veja mais notícias do Cavalo Árabe no portal Cavalus

Continue lendo

Cavalo Árabe

Prêmio President Cup Séries marca a retomada de corridas do Cavalo Árabe

Ao todo, serão realizados dois páreos para animais com três ou mais anos, em distâncias de 1.000 e 1.300 metros, na pista de grama; Prêmio terá bolsa total de R$ 20 mil

Publicado

⠀em

Após um novo período de paralisação por conta do agravamento da pandemia no país, o Prêmio President Cup Séries marcará a retomando de corridas do Cavalo Árabe. O evento acontece neste sábado (10), a partir das 12h45, no Jockey Club de São Paulo.

Contudo, o evento será fechado ao público, podendo ser acompanhadas apenas pelos proprietários e a equipe técnica. Mas as disputas são transmitidas ao vivo pelo canal do YouTube do JCSP.

De acordo com Almir Ribeiro, diretor de Corrida da Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Árabe (ABCCA), serão realizados, ao todo, dois enfrenes válidos pelo Prêmio Presidente Cup Séries, em Cidade Jardim. O evento tem patrocínio da Emirates Equestrian Federation dos Emirados Árabes Unidos.

“A President Cup Series é uma competição mundial com corridas nos cinco continentes que começará na América do Sul, a partir do Brasil. É mais um importante parceiro e patrocinador que acredita no sucesso das corridas de cavalo árabe no Brasil”, pontua Almir Ribeiro, diretor de Corrida da ABCCA.

Prêmio Presidente Cup Séries I e II

O Prêmio President Cup Séries I será exclusiva para animais de 3 anos ou mais, com até três vitórias, nos 1.300 metros na pista de grama. Como resultado, o campeão leva para casa a bolsa de R$4.500,00. O enfrene acontece às12h45.

Na sequência, correm animais de 3 anos ou mais, sem vitórias ou inéditos, pelo Prêmio President Cup Séries II. Na raia, nove animais disputam o enfrene de 1.000 metros na pista de grama, às 13h10. O vencedor também leva para a casa a bolsa de R$ 4.500,00.

Ao todo, os dois páreos terão bolsa de R$ 10 mil cada, com premiação para os cinco primeiros colocados. Além disso, os animais irão pontuar no ranking do Aravian Cup. Ou seja, concorrerão a premiações exclusivas ao final da temporada.

“A atual diretoria da ABCCA não tem medido esforços no intuito de fomentar e promover o Cavalo Árabe de Esporte. As corridas de Cavalo Árabe é mais uma modalidade a se juntar a este inédito e importante programa de fomento”, ressalta Ribeiro.

Corrida de Cavalo Árabe

A ABCCA, através da Brazilian Arabian Horse Racing (BAHR), associada a International Federation Arabian Horse Racing (IFHAR), tem a estimativa de movimentar nessa temporada mais de R$ 300 mil em bolsas de premiações.

“É sempre importante lembrar que as premiações destinadas às corridas de cavalo Árabe no Brasil são provenientes dos patrocinadores estrangeiros. Estes que fomentam as corridas de cavalo árabe no mundo. Além, ainda, de acreditarem no potencial de nossa criação”, finaliza Almir Ribeiro.

Por fim, a ABCCA informa que o número de animais participantes vem crescendo a cada Prêmio. Mantendo, assim, uma média de nove por páreo realizado. Ademais, os criadores têm investido cada vez mais em genética, realizando cruzamentos que aliam resistência e velocidade.

Por Natália de Oliveira
Fonte: ABCCA
Crédito das foto: Divulgação/JCSP

Veja mais notícias do Cavalo Árabe no portal Cavalus

Continue lendo

Cavalo Árabe

Kazik Stud é destaque na criação do Puro Sangue Árabe de Corrida e Enduro

Conheça a história do criatório que, desde 1989, se dedica a criação do PSA de origem polonesa, sendo 100% puro polonês

Publicado

⠀em

Nos últimos metros, RG El Bak arranca vitória em páreo no JCSP

Localizado em Ponta Grossa/PR, o Kazik Stud, de propriedade de Claudio Ribas, se destaca pela criação de cavalos da raça Puro Sangue Árabe (PSA) de origem polonesa (100% puro polonês). A história do criatório – que destina seus exemplares para as modalidades de Corrida e depois Enduro – teve início há 32 anos, em abril de 1989.

Contudo, o contato de Claudio Ribas com o mundo equestre aconteceu bem antes disso. Foi através dos cavalos da fazenda da família. “Desde criança acompanhei meu pai em seu passeio a cavalo nas manhãs de domingo. Eram cavalos que tinham sido criados para a lida com o gado e eram, basicamente, cruzamento de garanhão inglês com égua crioula. Inclusive, meu avô recebeu várias premiações na categoria Cavalo a Campo”, lembra.

Paralelo a isso, o titular do Kazik Stud sempre teve uma atração pela beleza do cavalo Árabe. Bem como pelo fato da raça ser reconhecida em todo o mundo. “Quando resolvi criar, optei pelo Árabe pelo motivo de serem de corrida, enduro e poder montá-los. O inglês é de Corrida e o crioulo de montaria. Uni as duas funções”.

Na hora de escolher o nome do criatório, Ribas resolveu homenagear um colaborar responsável pela intendência (suprimentos) dos campos de cria do seu avô. Afinal, Kazik, em polonês, é um diminutivo carinhoso de Casimiro, nome do colaborador. 

“É uma homenagem à ele, uma pessoa muito querida por todos. Encantador de cavalos, grande caçador, recebeu do Instituto Butantan uma homenagem pela contribuição dada à produção de soro antiofídico”, cita Ribas.

LEIA TAMBÉM

RG El Bak arranca vitória nos metros finais do RG El Bak arranca vitória nos metros finais do Prêmio IFAHRPrêmio IFAHR
RG El Bak (número 1) arrancou vitória nos metros finais do Prêmio IFAHR- Foto: Divulgação/JCSP

Exemplares Kazik Stud se destacam na Corrida

A criação do Kazik Stud está presente em corridas nos hipódromos de Curitiba, Ponta Grossa e São Paulo desde o início destas competições. Entre os destaques da criação há o Kobi, que foi Campeão Brasileiro em 2014, além de muitas outras premiações dos demais.

Neste ano, quatro cavalos da criação de Claudio Ribas estrearam nas corridas no Jockey Club de São Paulo. Tratam-se de RG Kemir, RG Kansas, RG Kodak e, o que já se saiu grande vitorioso, RG El Bak. “Eles iniciaram as atividades em São Paulo em 10 de novembro de 2020 com o Sr. Estanislau Petrochinski, veterinário e treinador”, cita o criador.

Antes de mais nada vale frisar que RG El Bak é filho de RG Karat, que ganhou todos os páreos em que participou. Já RG Kemir é filho de Zapal ( Campeão Brasileiro de 120 km no Enduro, tendo antes corrido nos Jockey Club de Varsóvia e Curitiba) em mãe Campanha, melhor reprodutora de Corridas em 2015. 

Caete CSM é filho da Ahuar por Ekspresjo – Foto: Divulgação

Da Corrida para o Enduro

Além de presente nas principais de pistas de Corrida do país, os exemplares do Kazik Stud também se destacam no Enduro. “Os cavalos após o Jockey Club passam a competir nesta modalidade”, explica o titular do criatório.

Como resultado, há cavalos do Kazik Stud levados pelos seus proprietários para competir no exterior. Na França, Qatar, Omã e Emirados Árabes Unidos foram Al Abjar, Cassino, Cataguazes, Carolina e Carangola. Já no Uruguai, Caete, Komes, Komo, entre outros. “O cavalo Al Abjar  pela equipe da França foi Vice Campeão Mundial e Caete Vice Campeão Panamericano”, lembra Ribas.

Por fim, o criador ainda cita os exemplares do criatório que estão disputando as provas da modalidade no Brasil. São eles: Cabo Frio; Camboriu; Kalif, Kniaz, Krab, Krach, Kumir, Kreta, Kamil, Koral e Kares. 

Por Natália de Oliveira
Crédito da foto em destaque: RG El Bak

Crédito das foto: Divulgação/JCSP

Veja mais notícias do Cavalo Árabe no portal Cavalus

Continue lendo