Brasileiro de Hipismo

Baronessa Império Egípcio brilha na VII Etapa da Copa Santo Amaro

Publicado

⠀em

Égua BH de 9 anos disputou o 2º GP da carreira e está sob a sela do cavaleiro Raphael Machado Leite há 3 anos, 

A égua Brasileiro de Hipismo Baronessa Império Egípcio brilhou, no último domingo (25), durante o encerramento do VII Etapa da Copa Santo Amaro. Afinal, ela faturou o GP com duplo zero em 41s30.

De acordo com a Associação Brasileira de Criadores do Cavalo de Hipismo (ABCCH), a disputa foi emocionante. Sobretudo, porque dos 40 conjuntos, apenas os 12 melhores habilitaram-se à segunda volta a 1.45m. Isso em pista reduzida visando um treino para CSI-W Indoor.

Último em pista, Baronessa Império Egípcio (CASALL x CASSINI I), sob a condução de Raphael Machado Leite, faturou o GP com duplo zero em 41s30. Dessa forma, o conjunto superou José Roberto Reynoso que, montando Cassilero, que estava na liderança provisória com duplo zero, em 43s80.

Antes de mais nada vale frisar que Baronessa Império Egípcio, de 9 nos, disputou neste evento o segundo GP da carreira. Ademais, a égua está sob a sela do cavaleiro Raphael Machado Leite há três anos.

Na sequência, em terceiro lugar classificou-se a BH Really Electra Xango (INDOCTRO x WINSOR). Isso sob a condução do cavaleiro Lucio Osório, com uma falta do percurso inicial em 36s55.

Ainda representando a criação nacional, o quarto posto foi de Cher do Araucária (CARDENTO x CORIANO). Por fim, o sexto de Ludam do Liberte (QUIDAM DE REVEL x CORRADO I).

Premiação do GP da VII Etapa da Copa – Foto: Divilgação/CHSA

Grande Prêmio CHSA:

Campeão Raphael Machado Leite / Baronessa Império Egípcio – HIE – 0/0/41s30
Vice José Roberto Reynoso Fernandez Filho / Cassilero – CHSA – 0/0/43s80
3º Lucio Osório / Really Electra Xangô – Conv – 4/0/36s55
4º Pedro Tavora de Matos / Cher do Araucária – CHSA – 4/0/36s63
5º Vitor Teixeira / For Gun – CHESA – 4/0/38s67
6º Rafael Ribeiro / Ludam do Liberte – 0/4/40s66

Fonte: ABCCH
Crédito da foto: Divulgação/ABCCH

Veja mais notícias sobre o cavalo Brasileiro de Hipismo no portal Cavalus

Comentar com o Facebook

Brasileiro de Hipismo

SL Onix e Paulo Miranda vencem Mini-GP no CHSA

Ao todo, 45 conjuntos entraram em pista para buscar uma premiação total em dinheiro de R$ 17.500

Publicado

⠀em

O cavalo Brasileiro de Hipismo SL Onix e o cavaleiro Paulo Miranda venceram o Mini-GP do Santo Amaro Open. O evento foi realizado no sábado (28) no Clube Hípico de Santo Amaro, em São Paulo/SP.

De acordo com a Associação Brasileira de Criadores do Cavalo de Hipismo (ABCCH), a prova foi interna de apenas um dia para associados do clube, com cinco alturas distintas. Sendo assim, a prova principal foi o Mini GP com obstáculos a 1.30m.

Ao todo, 45 conjuntos entraram em pista para buscar a premiação em dinheiro de R$ 17.500, que foi distribuído entre os seis primeiros colocados. Como resultado, Paulo Miranda com SL Onix (OPINION DES ROSES / CARDENT) levaram a melhor no desempate com zero em 40s39.

Ainda de acordo com a ABCCH, o conjunto faturou a moto scooter no valor de R$ 10 mil. Rodrigo Chaves Nunes com Fiona van Klauptscheut  foi o segundo colocado e Rowin von Reininghaus montando MP Hinnington garantiu o terceiro posto.

Do mesmo modo, outro animal da raça Brasileiro de Hipismo obteve um bom resultado na prova. Trata-se de Clintano Jmen (CALIDO BLUE / CALISCO JMEN), que chegou em quarto na condução de Patrick da Motta Abrahão, em 43s24.

Na sequência, foi seguido por Luna Pulmann (AREZZO VDL / LORD Z)  e Vivian Park Kang, com uma falta em 37s74 e, por fim, Toronto Xango (KANNAN / CHIN CHIN), com Andrea Muniz, na marca de 39s99, com uma falta.

Fonte: ABCCH
Crédito da foto em destaque: Divulgação/ABCCH

Veja mais notícias sobre o cavalo Brasileiro de Hipismo no portal Cavalus

Comentar com o Facebook

Continue lendo

Brasileiro de Hipismo

Quatro BH’s formam o pódio da Copa Ouro em São Paulo

Evento foi realizado no último domingo (22) na Sociedade Hípica Paulista, com 59 conjuntos participantes

Publicado

⠀em

Quatro BH’s formaram o pódio da Copa Ouro em São Paulo, no último domingo (22), na Sociedade Hípica Paulista. De acordo com a Associação Brasileira de Criadores do Cavalo de Hipismo (ABCCH), 59 conjuntos participaram do CSN3*Copa SP, com obstáculos a 1.35m e um desempate.

Ainda conforme a entidade, no percurso assinado por Marina Azevedo, 17 avançaram para a decisão. Como resultado, venceu Daniel Cesar Maranhao Khury, do Paraná, com a égua westfalen com registro genealógico emitido pela ABCCH, Tavola Jmen. O conjunto, portanto, zerou no tempo de 38s97 e garantiu os R$ 9.000,00 em premiação.

Em segundo lugar ficou Monique Busado, também da Federação Paranaense de Hipismo, no dorso do BH Bentley do Reúgio (FLIPPER D´ELLE – INDOCTRO), em 40s13. Depois, na terceira posição ficou Guilherme Foroni, montando No Break Das Umburanas (NONSTOP – SOCRATES DE CHIVRE), em 40s78.

Antonio Johannpeter Cirne Lima e Unforgettable JM (CALISCO JMEN. – DIAPASON DES GAVES AA) chegaram em quinto em 41s09 na Copa Ouro em São Paulo. Enquanto que, por fim, Joao Felipe De Albuquerque Maranhão Gomes completou o placar montando Vereda Do Araucaria (VERDI – CANADIAN RIVER), sem penalidades, em 41s16.

Para conferir o resultado completo da Copa Ouro em São Paulo, realizada na Sociedade Hípica Paulista, basta clicar AQUI.

Fonte: ABCCH
Legenda da foto em destaque: Sharapova Império Egípcio

Crédito da foto em destaque: Divulgação/ABCCH

Veja mais notícias sobre o cavalo Brasileiro de Hipismo no portal Cavalus

Comentar com o Facebook

Continue lendo

Brasileiro de Hipismo

Festival Nacional do Cavalo BH: veja os resultados das provas de salto

Provas de salto do evento contaram com mais de 1.400 inscritos, de acordo com dados da ABCCH

Publicado

⠀em

Dando continuidade na divulgação dos resultados do XV Festival Nacional do Cavalo BH, agora você confere o nome dos vencedores das provas de salto. Antes de mais nada vale lembrar que o evento foi realizado de 10 a 15 de novembro, no Clube Hípico Santo Amaro, na capital paulista.

Local que recebeu os apaixonados pelo cavalo Brasileiro de Hipismo, já que o festival teve a entrada livre para o público. Contudo, seguindo as normas e protocolo de prevenção da Covid-19 (uso obrigatório de máscara, distanciamento, etc.).

De acordo com a Associação Brasileira de Criadores do Cavalo de Hipismo (ABCCH), as provas de salto contaram com mais de 1.400 inscritos. Além disso, 590 cavalos circularam pelas diversas séries do evento. 

Agora, não perca tempo e confira abaixo os resultados das provas de salto do XV Festival Nacional do Cavalo Brasileiro de Hipismo. 

LEIA TAMBÉM

Campeão Cavalos Novos 04 anos GSR Doc Top e Ciro Abel Pinto – Foto: Divulgação/ABCCH/Emerson Emerim

BH Challenge

Conforme divulgado pela ABCCH, nove equipes – formadas por cinco conjuntos cada – disputaram em dois dias a primeira edição do BH Challenge. Trata-se da mais nova disputa por equipe da criação nacional da raça. Dessa forma, participaram da competição os seguintes equipes: Haras Império Egípcio; Haras For; Haras Brambilla; Sanol Dog; Haras Igarapé; Leilão Friends; Haras Tok; Haras Flores; e BH Selection.

Como resultado, por pontuação de contagem negativa de pontos – com apenas quatro perdidos – sagrou-se campeão o Haras Igarapé. O time foi formado por Pedro Eduardo Teixeira/ Violeta Tok (4 anos); Lucio Osório/ Xanthê RI (5anos); Tantan Tok/ Lucio Osório (6 anos); Nefertite do Arete/ Lucio Osório (7anos); e Really Electra Xango/ Lucio Osório (8 anos). Sendo assim, a equipe recebeu 50% do valor arrecadado na inscrição, totalizando R$ 27 mil.

Em segundo lugar ficou a equipe Sanol Dog, com oito pontos perdidos. Esta formada por: Jose Roberto Reynoso F. Filho/ C-Tassina Jmen (4anos); Paulo Miranda/ Duelante 3k (5anos); Jose Roberto Reynoso F. Filho/ Carballa C Jmen II (6 anos); Paulo Miranda/ CA Henso (7anos); e Renato Rodrigues dos Santos/ Jet Set M (8 anos). Os vice-campeões receberam uma premiação em espécie no valor de R$ 6 mil.

Já a medalha de bronze ficou com o Haras Império Egípcio, com 12 pontos perdidos. A equipe foi formada por Lucio Osório/ Quidamus Jmen (4 anos); Raphael Machado Leite/ Chanel B Império Egípcio (5 anos); Raphael Machado Leite/Demi Império Egípcio (6 anos); Lucio Osório/ Serafine 8 (7 anos); e Raphael Machado Leite/ Diamant Haylla Império Egípcio (8 anos).

Campeão Cavalos Novos 05 anos:Hunter Josilmar e Tiago Almeida Muniz – Foto: Divulgação/ABCCH/Emerson Emerim

Provas abertas de cavalos novos

O Festival Nacional do Cavalo Brasileiro de Hipismo uniu mais de 300 produtos da criação nacional nas provas de 04 a 08 anos. Dessa forma, cada série saltou dois dias de provas. Depois, no final, os conjuntos zerados enfrentaram um desempate.

Contudo, sendo com tempo ideal para os animais de 4 e 5 anos e, do outro lado, ao cronometro para os de 6, 7 e 8 anos. Antes de mais nada vale frisar que o percurso foi elaborado por Gabriel Malfatti. Conheça os campeões:

04 anos: GSR Doc Top e Ciro Abel Pinto
05 anos: Hunter Josilmar e Tiago Almeida Muniz
06 anos: Estrella Del Semilly e Guilherme Dutra Foroni
07 anos: HFB Caledonia e Guilherme Dutra Foroni
08 anos:
Really Electra Xango e Lucio Osório 

Campeão Cavalos Novos 06 anos Estrella Del Semilly e Guilherme Dutra Foroni – Foto: Divulgação/ABCCH/Emerson Emerim

Clássico do XV Festival Nacional

Um dos pontos altos entre as provas de salto do evento foi, sem dúvidas, o Clássico. Com obstáculos a 1.45m, a prova recebeu o nome de Sharapova Império Egípcio. Sendo assim, um total de 40 conjuntos, formados por cavalos da criação nacional e com registro genealógico emitido pela Associação, largaram na disputa na pista de areia do clube.

Antes de irmos ao resultado, vale mencionar que a prova seria, de qualquer forma, um momento especial para uma das maiores BHs da atualidade. Afinal, estava marcada para ela se despedisse das pistas. Exatamente por isso, que a égua que deu o nome ao Clássico: ninguém menos que a craque Sharapova MCJ Império Egípcio, de criação do Haras Marcio Jorge e propriedade de Daniel Morelli.

E, de fato, não teve para ninguém. Dos 16 cavalos que voltaram para a decisão a “estrela” da protagonista da prova brilhou na condução de Raphael Machado Leite. Assim sendo, Sharapova Império Egípcio (Baloubet du Rouet x Welton Ambassador), último conjunto na pista, faturou o Clássico com zero na marca de 34s34.

Em segundo lugar ficou Challenger Jmen II (Calisco Jmen x Potencial), com Karina Harbich Johannpeter. Isso sem falta, com o tempo de 35s53. Deixando, portanto, Ludam do Liberte (Quidam de Revel x Corrado I) com o terceiro posto na condução de Rafael Ribeiro.

Catira Jmen IX e Edison Coutinho – Foto: Divulgação/ABCCH/Emersom Emerim

BH do Futuro 04 anos

Ao todo, 43 conjuntos participaram das provas de salto BH do Futuro para cavalos Novos 04 anos. Deste total, 23 zeraram a prova e habilitaram-se ao desempate com tempo ideal oculto. Como resultado, venceu Catira Jmen IX (Calisco Jmen x Orame), na condução de Edison de Aguiar Coutinho, cravando o tempo ideal de 46 segundos.

Depois, em segundo lugar ficou Kalua Jmen ( Kannan x Carbacan Jmen), com Eduardo da Silva Ramos, com zero em 46s22, ficando a 0.22 do ideal. Na sequência, com uma aproximação de 0.40 do tempo ideal, Cornet Lord Jmen com Jose Roberto Reynoso F. Filho garantiu o terceiro posto.

Kannans Girl Br e Andre Luiz Martins dos Santos – Foto: Divulgação/ABCCH/Emersom Emerim

BH do Futuro 05 anos

Já no BH do Futuro para cavalos novos 5 anos, 49 conjuntos se classificaram em uma prova disputada com desempate. No percurso de Gabriel Malfatt,i 18 zeraram o percurso inicial. Venceu Kannans Girl Br (Kannan x Ahorn), na condução de Andre Luiz Martins dos Santos, com zero em 48s75, com aproximação de 0.25.

Seguido por dois conjuntos empatados Duelante 3k (Lordanos x Zirocco Blue VDL)/ Paulo Miranda e HSL Ikepela (Chin Chin x Quick Star)/ Daniela de Arruda Martins, ambos zerados com aproximação de 0.41

Kannans Breaker BR (Kannan x Heartbreaker), com Everaldo Duarte Mendes, com o tempo de 49s85 (0.85) ocupou o quarto posto e foi seguido por Uloubet Xango (Kannan x Baloubet du Rouet), com 1.11 do ideal. Dark Princess de Cavalheiro (Spartacus x Heartbreaker), montado por Gustavo Cortes Xavier completou o pódio da prova.

Toronto Xango montado por Andrea Guzzo Muniz Ferreira – Foto: Divulgação/ABCCH/Emerson Emerim

BH do Futuro 06 anos

Conforme a ABCCH, 10 conjuntos zeraram o percurso inicial da prova BH do Futuro para Cavalos Novos 06 anos. Sendo assim, avançaram para o desempate no percurso de Gabriel Malfatti. Com zero, na melhor marca de tempo, 39s63, e sem penalidades Toronto Xango (Kannan x Chin Chin), montado por Andrea Guzzo Muniz Ferreira sagrou-se campeão.

Dublin Jmen (Diarado x Caretino), com o tempo de 40s34 sem falta garantiu o segundo posto e foi seguido por Domenico (Diarado x Carthago Z), com Luciana Camargo, na marca de 41s25.
Sem penalidade, em 42s85, Jendence (Zirocco Blue VDL x Indoctro), com Sergio Rubens Abib Filho, chegou em quarto, enquanto Ecarole HR (Zavall VDL x Argentinus)/ Gabriel de Queiroz Gouveia e RR Com Beauty (Com Air x Nimmerdor)/ Vitor Alves Teixeira completaram o pódio da prova, com 4 e 5 pontos respectivamente em 39s57 e 50s92.

Andre Nascimento Xavier e Mircana des Flandres – Foto: Divulgação/ABCCH/Emerson Emerim

BH do Futuro 08 anos

A última prova do BH do Futuro foi a para Cavalos Novos 08 anos. Com obstáculos a 1.40m apenas quatro conjuntos superaram sem penalidades o percurso inicial elaborado por Gabriel Malfatti e avançaram para o desempate.

Sem falta e no tempo de 40s10 o melhor resultado foi de Mircana des Flandres, filha de Malito de Reve em égua Zirkana, na condução de Andre Nascimento Xavier.

Diamant Haylla Império Egípcio (Diamant de Semilly), com Raphael Machado Leite foi o segundo colocado, em 40s55, enquanto o terceiro posto ficou com Retina Tok (Zirocco Blue VDL x Colman), na condução de Pedro Henrique Arantes Tavora de Matos, com uma falta em 37s48.

Também com 4 pontos, em 45s80, Thin Thin Império Egípcio (Kannan x Quidam de Revel) chegou em quatro lugar com o cavaleiro Raphael Machado Leite. Rasputin Jmen II (Ritual Jmen x Calisco Jmen), com Stephanie Macieira com um ponto perdido por excesso de tempo no percurso inicial ocupou o quinto lugar e Liantha do Cach (Cardento x Corland), com Denis Gouvea, completou a cerimônia de premiação da prova

Billie-Jean Império Egipcio e Raphael Machado Leite – Foto: Divulgação/ABCCH/Emerson Emerim

Copa Ouro

Para finalizar os resultados das provas de Salto, o cavaleiro Raphael Machado Leite voltou ao topo do pódio na Copa Ouro. Na ocasião, no dorso de Billie-Jean Império Egipcio (Dollar Du Murier / Calvaro Z). O conjunto avançou para o desempate com mais seis participantes no percurso elaborado por Gabriel Malfatti e sagrou-se campeão com zero em 38s16.

O segundo posto foi de Salamandra New Wonderful (New Quidam / Landritter) com João Victor Kaiser Lopes, com pista limpa em 39s91, enquanto Crystal Santa Dalila (Cardento / Indoctro), com Flavia Helena Junqueira Lopes, sem falta em 41s77, garantia a terceira colocação.

Galileu Metodo (Sidney Metodo / Corland), com Ivo Roza Filho chegou em quarto, com uma falta em 38s69, seguido por Viva Boy 3k (Quaprice / Cento), montado por Rodrigo Chaves Nunes, com uma falta em 38s70. Talara Jmen (Cornet Obolensky / Cassini I), com Edison De Aguiar Coutinho completou o pódio com uma falta em 45s86.

Por Natália de Oliveira
Fonte: ABCCH
Legenda da foto em destaque: Sharapova Império Egípcio

Crédito da foto em destaque: Divulgação/ABCCH

Veja mais notícias sobre o cavalo Brasileiro de Hipismo no portal Cavalus

Comentar com o Facebook

Continue lendo
X
X