Paint Horse

1º Potro do Futuro de Vaquejada Paint Horse promete movimentar o Nordeste

Evento que acontece pela primeira vez no interior do Sergipe, o 1º Potro do Futuro de Vaquejada Paint Horse pretende reunir os melhores da modalidade

Publicado

⠀em

1º Potro do Futuro de Vaquejada Paint Horse promete movimentar o Nordeste

O universo da Vaquejada é uma verdadeira paixão no Nordeste do Brasil, movimentando multidões em torno da prática equestre. E agora, a Associação Brasileira de Criadores de Cavalo da Raça Paint Horse (ABCPaint) anuncia o 1º Potro do Futuro de Vaquejada, a ser realizado em agosto de 2023, no Parque Zezé Rocha, em Lagarto (SE). O evento promete reunir competidores de diversas partes do estado, consolidando-se como uma das principais competições da modalidade.

Para o presidente da ABCPaint, Sérgio Serra Tomé Filho, a realização do torneio é fruto da união e força não só da atual diretoria, mas de abnegados, de amigos e todos os envolvidos, especialmente do idealizador Felismino Oliveira Neto.

“A realização do 1º Potro do Futuro de Vaquejada da ABCPaint é de extrema importância para a promoção e desenvolvimento da raça Paint Horse na modalidade de Vaquejada. A ABCPaint tem empenhado esforços para tornar esse evento um sucesso em parceria com o Circuito Agreste Integral Mix do Paint Horse de Vaquejada, e estamos ansiosos para ver os potros brilhando nas pistas. Com uma expectativa alta de público e competidores, é certo que o evento será um marco na história da Vaquejada, e o futuro da raça Paint Horse na modalidade é promissor”, destaca Tomé.

Segundo Felismino Oliveira Neto, a Vaquejada é capaz de realizar sonhos e despertar paixões, aumentando cada vez mais o amor pelo Paint Horse. De acordo com ele, com o 1º Potro do Futuro, os criadores terão a oportunidade de apresentar uma nova geração de atletas e novas genéticas, tornando a competição ainda mais emocionante.

“Tudo que envolve a Vaquejada é emocionante e faz com que a paixão pelo Paint Horse aumente cada vez mais. Temos grandes projetos juntamente com a ABCPaint para manter esse crescimento de provas ano após ano. Hoje, temos motivos para estarmos felizes demais, haja visto que iremos fazer o 1º Potro do Futuro de Vaquejada. O Potro do Futuro é a prova mais esperada pelo criador, porque é a oportunidade de mostrar a nova geração de atletas e novas genéticas”, ressaltou Felismino.

Expectativa para o 1º Potro do Futuro de Vaquejada

Ainda segundo ele, a expectativa é muito grande, sobretudo, por ser o primeiro evento, quando eles esperam um bom número de potros. “Quero aqui parabenizar a ABCPaint por essa decisão acertada de fazer o primeiro Potro de Vaquejada. Quero também parabenizar o pessoal do Circuito Agreste Integral Mix do Paint Horse de Vaquejada, que vem abrindo caminhos para o esporte equestre. Enfim, o momento é muito bom e se depender de nós, não tenha dúvidas de que iremos responder como um bom vaqueiro: ‘Pronto, preparado e querendo’. O gigante acordou e está fazendo barulho”. 

Felismino ainda comemorou a força da raça. “Viva o Paint Horse! Quero ressaltar ainda que o mercado vem reagindo muito ao nosso crescimento, prova disso é que o Circuito tinha 8 patrocinadores em 2021 e hoje tem 25. Números que impressionam e atestam a nossa credibilidade e que a ABCPaint está no caminho certo”, afirmou.

A iniciativa também tem sido muito bem recebida pela comunidade equestre, como afirma Aderbal da Cunha Bergo, vice-presidente da ABCPaint e proprietário da Tradition – Paint & Quarter Horse. Com mais de 25 anos de dedicação ao Paint Horse, Bergo investe em fomento da raça no Ranch Sorting, Team Penning, Working Penning, WCH, Laço Comprido, dentre outras modalidades, e agora se mostra extremamente grato por fazer parte dessa verdadeira “revolução” da raça na Vaquejada, apoiando e incentivando, inclusive financeiramente, o Circuito Alva de Vaquejada, em parceria com a ABCPaint. 

“Tenho certeza de que o Campeonato Nacional e o 1º Potro do Futuro da modalidade serão um grande sucesso em 2023. A união e participação de todos é o maior e o melhor serviço que se pode prestar à raça”, ressaltou Bergo.

Por Assessoria de Imprensa/ABCPaint
Fotos: Divulgação/Ezequiel Fotografias

Leia mais notícias aqui.

Paint Horse

ABCPaint divulga data para comunicação de coberturas da raça

Comunicados de cobertura devem ser enviados ao e-mail da associação até o próximo dia 15

Publicado

⠀em

ABCPaint divulga data para comunicação de coberturas da raça

A Associação Brasileira do Cavalo Paint Horse – ABCPaint, divulgou na quinta-feira (01), o prazo para a comunicação de coberturas no segundo semestre de 2023. Até o dia 15/02, os criadores de cavalos da raça devem comunicar as padreações das éguas de sua propriedade ou de terceiros.

Vale destacar que a data corresponde ao segundo semestre é 01 de julho a 31 de dezembro.

Envio das comunicações de Paint Horse

O relatório está disponível na aba ‘impressos’ no site da associação: abcpaint.com.br e deve ser enviado através do e-mail [email protected]. A associação também disponibiliza o contato via telefone através do número (14) 3236-3000 ou WhatsApp (14) 9 9664-5214 para eventuais dúvidas sobre o procedimento.

Por Heloisa Alves/Portal Cavalus
Foto: Divulgação/Fabio Cabrera

Leia mais notícias aqui.

Continue lendo

Paint Horse

Você sabe como fazer a comunicação de coberturas da raça Paint Horse?

O relatório de cobertura de animais da raça Paint Horse deve ser encaminhado por meio do Correios até o dia 15/08

Publicado

⠀em

por

Você sabe como fazer a comunicação de coberturas da raça Paint Horse?

Até o dia 15/08, os criadores de cavalos da raça Paint Horse devem comunicar as padreações das éguas de sua propriedade ou de terceiros até 45 dias finalizado cada semestre, ou seja, coberturas do 1º semestre (01 de janeiro a 30 de junho), de acordo com informações da Associação Brasileira do Cavalo Paint (ABCPaint).

Já o 2º semestre (01 de julho a 31 de dezembro) deve ser comunicado até 15 de fevereiro com data de postagem dos serviços do Correio.

Ainda segundo a ABCPaint, a comunicação pode ser feita pelo proprietário da égua ou do garanhão Paint Horse.

As comunicações de padreação serão efetuadas em formulários padronizados e fornecidos pelo SRGRP.

Envio das comunicações de Paint Horse

As comunicações devem ser enviadas via Correios para o endereço Av. Com. José da Silva Martha, 36-01 – Jardim Shangrilá | CEP: 17053-340 | Bauru/SP ou por e-mail [email protected].

Para mais informações, acesse o site da ABCPaint.

Por ABCPaint
Foto: Divulgação/JC Markun

Leia mais notícias aqui.

Continue lendo

Paint Horse

Programa de incentivos fortalece eventos do Paint Horse em vários países

O Chrome Cash é um programa de incentivos da American Paint Horse Association que vem tomando força em alguns países

Publicado

⠀em

por

Programa de incentivos fortalece eventos do Paint Horse em vários países

O NRHA European Futuriy 2023, realizado no Salone del Cavallo Americano, em Cremona, e o Elementa Resort, em Bracciano – ambos da Itália, são alguns dos muitos exemplos de eventos que vem recebendo apoio do Chrome Cash. Trata-se de um programa de incentivos que dá aos expositores um forte estímulo para apresentar cavalos Paint Horse registrados pela APHA em diversos eventos .

Conforme o regulamento, para ter direito ao apoio do Chrome Cash, os cavalos devem estar registrados na American Paint Horse (APHA). Tanto como Regular Registry (pintados), quanto Solid Paint-breds (pelagem sólidas) são elegíveis. E é importante que os proprietários sejam membros da mesma associação e estejam em situação regular

Normas para o programa de incentivos

Outra norma para aderir ao programa de incentivos é que os proprietários/expositores devem entrar nas classes Chrome Cash de acordo com as regras do evento e pagar as taxas de inscrição. Os organizadores das provas também são responsáveis ​​por verificar a elegibilidade do cavalo e do proprietário.

Uma amostra desse apoio do programa de incentivos da APHA é que, junto à Arcese Quarter Horses, foram concedidos mais de US$ 10.000 em prêmios em dinheiro aos membros da APHA e aos Paint Horses, somente no NRHA European Futuriy 2023.

Diversas raças e entidades ligadas à modalidade criam programas semelhantes visando o fomento e o crescimento. Ao movimentar o mercado dessa forma, ofertando premiação extra, encorajam os apaixonados a investirem mais em cavalos, treinamento, criação. A indústria gira mais forte.

Mais informações sobre o Chrome Cash neste link. 

Por Wesley Vieira/Portal Cavalus
Com informação do APHA
Fotos: Divulgação/APHA

Leia mais notícias aqui.

Continue lendo

Paint Horse

Criadores de cavalos da raça Paint Horse se mobilizam para as eleições da ABC Paint 2022

Chapa Renovação tem como candidato à presidência Bruno Vaz Ribeiro

Publicado

⠀em

Às vésperas de 2022, criadores da raça Paint e associados da ABC Paint se organizam e lançam pré-candidatura para concorrer às eleições de 2022. A chapa é formada por criadores da raça de vários Estados e chama-se RENOVAÇÃO.

“Estamos procurando formar a chapa com associados de todos os cantos do país e de todas as modalidades, pois cada região e modalidade tem sua necessidade e quem vive isso diariamente é quem sabe o que precisa de RENOVAÇÃO”, enfatiza Bruno Vaz Ribeiro, pré-candidato à presidência da ABC Paint.

A chapa reúne grandes nomes de criadores da raça, tais como: Alexandro Lindohl, Antônio Carlos Ribeiro, Daniel José Souto Maior Paes Zirpoli, Frederico Augusto Nardy, Rodrigo Luiz Falciano, Sueli Regina Deodato Motolla, José Maderna Ribas, Claudia Maria Del Rigo Motta, Itamar Rodrigues, Riva Carvalho Gomes, Eduardo Bozzani Soubhia, Fernando César Orsini Balan, Wirly de Paiva Leite, Agostinho Leal Severino, Daniel Targino G. Falcão e Fabricio Juliano de Oliveira Campos.

A escolha do pelo criador Bruno Vaz a presidência se deu devido ao engajamento e trabalho que o mesmo já faz em prol a raça desde que começou sua criação.

Bruno é proprietário do WP Ranch, casado e natural de Araxá/MG, empresário rural, vem de uma família tradicional de comerciantes de Araxá, teve, desde a infância, a presença muito marcante dos cavalos na sua criação.

Aos 12 anos ganhou sua primeira égua e esse foi o start para o fascinante mundo dos cavalos. A partir dali começou a paixão que hoje transformou em profissão, criar cavalos.

Investidor e fomentador da raça Paint no país, vê como grande necessidade o investimento em renovação da maneira como a entidade vem sendo conduzida nos últimos anos que não tem trazido benefícios a cadeira econômica da raça.

“Queremos mais que vender animais em leilões, queremos ver nossos cavalos quebrando recordes, sendo destaques nas provas de trabalho em nível competitivo, sabemos do potencial que temos na raça, só precisamos incentivar os apaixonados pela raça, precisamos incentivar e investir nos treinadores que fazem o esporte equestre acontecer, precisamos fomentar as categorias de base, como a Jovem e a Amador, para que o esporte seja praticado e volte a ser o laço de união da família paintista”, aponta Bruno Vaz Ribeiro.

“A chapa vem com o nome de renovação, pois queremos unir a família paintista novamente e trabalhar pela valorização dos nossos criadores, dos proprietários, dos competidores e treinadores, queremos com chapa reacender a paixão e criar um programa de incentivos de todas as modalidades, queremos ouvir os apaixonados e principalmente os investidores da raça.” Acrescenta Bruno.

A chapa RENOVAÇÃO, já tem instagram @renovacao2022 e está trabalhando e dialogando com os criadores nesse primeiro momento, apresentando suas propostas e convidando todos os envolvidos com a raça para um diálogo democrático.

Por: Ana Olivera

Fotos: Divulgação

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Paint Horse

Estão abertas as Inscrições para o 22° Campeonato Nacional da Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Paint

Torneio mais importante da raça será realizado entre os dias 8 e 11 de dezembro

Publicado

⠀em

A Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Paint, ABCPaint, divulgou a circular do 22º Campeonato Nacional e o 18º Potro do Futuro de 2021 e Potro do Futuro do Laço em Dupla e Individual de 2020 e Provas Oficiais APHA.

O torneio, o mais importante da raça, será realizado no período de 08 a 11 de dezembro, no Haras Raphaela, em Tietê/SP, e contará com as tradicionais provas de Team Penning, Ranch Sorting, Apartação, Seis Baliza, Conformação, Rédeas, Três Tambores, Wester Pleasure, Working Penning, Laço de Bezerro, Laço Comprido, Laço em Dupla e Laço Campista, além das prova da categoria Paratleta Paint e o concurso para eleger o cavalo com a pelagem mais bonita.

“Nosso evento é tradicional, tendo como objetivo o fomento, a união, o desenvolvimento e a performance da raça. Um momento para celebrarmos juntos o crescimento e a força da raça Paint Horse”, ressalta o Presidente da ABCPaint, Sergio Thomé Filho.

Segundo ele, o evento contará ainda com a participação da Sra. Sandy Jirkovsky, Juíza Oficial da American Paint Horse Association, APHA; American Quarter Horse Association, AQHA; National Snaffle Bit Association, NSBA; National Reined Cow Horse Association, NRCHA; e National Reining Horse Association, NRHA, além de membro do Comitê Executivo da APHA, que fará uma clínica de horsemanship no dia 09 de dezembro, às 17 horas.

O Presidente da ABCPaint ainda reforça que, devido ao forte impacto ocasionado pela pandemia de Covid-19, o 22º Campeonato Nacional e o 18º Potro do Futuro de 2021 e Potro do Futuro do Laço em Dupla e Individual de 2020 e Provas Oficiais APHA serão realizados seguindo todos os protocolos de segurança exigidos pelos órgãos governamentais competentes, como uso de máscaras, álcool em gel e distanciamento social.

Além da premiação oferecida pela ABCPaint, serão ofertados fivelas para os campeões, troféus para o Reservado Campeão e o 3º colocado. A APHA também distribuirá US$ 2 mil (dólares) em premiações para os vencedores que tenham animais registrados na Associação Norte Americana. Já a Agristamp, patrocinadora da categoria Paratleta Paint, vai ofertar R$ 3 mil para os vencedores da prova. Para as categorias Principiantes, Paratletas e Kids, a premiação será em troféus para os três primeiros colocados.

As inscrições para o torneio vão até o próximo dia 25 de novembro. Para outras informações acesse o site www.abcpaint.com.br, ou entre em contato pelo WhatsApp: (14) 99644-2744 ou pelos e-mails: [email protected] e [email protected].

Por: Camila Pedroso

Crédito das fotos: Beto Negrão

Mais notícias você encontra no portal Cavalus

Continue lendo

Paint Horse

Comércio de animais da raça Paint Horse supera expectativas

Em números gerais, a liquidez nos últimos 12 meses alcança 75%; mais de 80 mil pessoas participaram dos leilões da raça nesse período

Publicado

⠀em

Bons cavalos, ou seja, investimento em genética; assessoria de quem trabalha, vive e estuda o mercado equestre; e prestação de serviço de qualidade em compra e venda que preza atendimento, comunicação e tecnologia é hoje o tripé que faz a raça Paint Horse viver um dos seus melhores momentos.

De acordo com a Horses Consultoria, o mercado da raça Paint Horse realmente supera expectativas nos últimos anos: “com toda a certeza há uma expectativa de qualidade ofertada e os criadores evoluíram muito os seus plantéis”.

A Consultoria explica que essa evolução se deu através de acasalamentos bem estudados. “Houve, mais do que antes, um direcionamento de genética de animais Quarto de Milha de qualidade voltado, eventualmente, para performance. Ou seja, criadores de Paint escolhendo cada vez mais animais com a genética superior, então a oferta de animais de qualidade aumentou muito”.

Com a pandemia da Covid-19, talvez se esperasse uma retração do mercado de compra e venda de cavalos. Mas não é o que se tem visto, especialmente em números nos leilões realizados de modo virtual em todas as raças e modalidades. Esse momento mudou um pouco a forma das pessoas pensarem.

“Temos aquelas pessoas que têm condições financeiras e sempre tiveram vontade de ter um cavalo ou uma propriedade rural. Por outro lado, percebemos pessoas que voltaram a investir, a olhar para a melhoria dessa propriedade e do seu plantel, através de investimento”.

Segundo a Horses, investimento em genética, treinamento, entre outros. “Acho que as pessoas começaram a dar um valor maior a isso, então nós tivemos um incremento bastante grande na procura por animais nesse último ano mesmo com a pandemia”.

raça Paint Horse: Em números gerais, a liquidez nos últimos 12 meses alcança 75%; mais de 80 mil pessoas participaram dos leilões da raça

Valorização da raça Paint Horse

Houve um aumento na procura por animais da raça Paint Horse nos últimos anos, mas a assessoria especialista alerta que o mercado está bastante seletivo e exigente. “Os compradores buscam, antes de mais nada, animais bem criados, de genética comprovada. Não tem mais aquela coisa do ‘tanto faz’”.

O que se quer, então, é um cavalo da raça Paint Horse de qualidade, com genética que agregue algo ao plantel, que sirva para performance, doadora de embriões ou garanhão. Não basta ter beleza, mas tem que ter valor agregado.

E pelo que a Consultoria percebe em sua vivência diária é que os novos compradores, que chegam agora à raça, se misturam com os já tradicionais. “Todo mundo aprendendo a valorizar um animal bem criado, bem apresentado e, sobretudo, aquele animal que tem uma verdadeira genética de bom nível”.

Entre os responsáveis, os criadores, que ofertam uma qualidade cada vez maior ao mercado. Quer seja através de publicidade, quer seja através de histórico reprodutivo. Os novos compradores e o mercado Paint de modo geral valorizam essa qualidade, que nada mais é que o reconhecimento do trabalho do criador.

raça Paint Horse: Em números gerais, a liquidez nos últimos 12 meses alcança 75%; mais de 80 mil pessoas participaram dos leilões da raça

Mercado da raça Paint Horse

De 2019 para cá, portanto, o mercado da raça Paint Horse evoluiu em todos os sentidos. E tudo converge para um tripé. Em primeiro lugar, qualidade do plantel e investimento e genética como falado acima. Depois entra o trabalho dos assessores, especialistas técnicos. Por fim, prestação de serviço inovadora de quem processa efetivamente a compra e a venda.

A Horses Consultoria, por exemplo, está a 34 anos no meio equestre. Nesse período foram inúmeros os leiloes e eventos das raças Quarto de Milha, Paint Horse e Appaloosa que participou. “Acompanhamos o Paint desde 1994 e a evolução dos últimos dois anos, especialmente, é bastante evidente”, reforça a empresa.

Então, qualidade de plantel, assessoria técnica especializada e a comercialização em parceria com a Opportunity Leilões, que presta serviço pautado no atendimento, comunicação e tecnologia aos clientes. A leiloeira, por sua vez, começou sua operação em 2019, justamente quando os números da raça começaram a decolar.

“Nosso sistema é, sem dúvida, o mais moderno do mercado. E escolhemos trabalhar com a raça Paint Horse não só por sua qualidade e beleza, mas também porque acreditamos na liquidez desse produto, especial para o mercado novo e diferenciado. Corroboramos, então, o sucesso desse tripé: nossa estrutura, assessoria técnica e qualidade de plantel, e assim conseguimos resgatar a liquidez do Paint Horse”, complementa a Opportunity Leilões.

Bons cavalos, vendedores e compradores bem atendidos no momento da comercialização e assessoria técnica que extrai a melhor informação de cada indivíduo ofertado: credibilidade que dá força aos números. De acordo com a leiloeira, nos últimos 12 meses mais de 80 mil pessoas participaram dos leilões da raça. Dessas, 1800 deram lances buscando fazer um grande negócio.

raça Paint Horse: Em números gerais, a liquidez nos últimos 12 meses alcança 75%; mais de 80 mil pessoas participaram dos leilões da raça

Junção de forças em prol da raça

“Visibilidade para a raça Paint Horse, alta liquidez, acima de 75%, o que é um número bastante positivo. Não gostamos de falar em médias ou recordes. Nosso objetivo, da Horses e da Opportunity, é a realização de bons negócios. Buscamos a real comercialização dos animais de forma transparente para quem compra e vende conosco”, reitera a Opportunity.

Sem dúvida, o mercado da raça Paint Horse ainda tem muito para crescer. Há o embasamento na raça Quarto de Milha, que hoje é a líder mundial na equinocultura, então uma base genética muito boa do Paint. Por outro lado, o Brasil é um país essencialmente agro, com um viés forte na criação de gado e cavalos.

Assim, com o fortalecimento dessa atividade agropecuária, crescem as modalidades equestres. A cultura do Brasil acompanha, nesse quesito, a cultura americana, fomentando eventos inspirados na lida das fazendas. E, dessa forma, se solidifica a criação de cavalos, voltados não só para o trabalho no campo, como também para o esporte.

“Acreditamos que o futuro do mercado da raça Paint no Brasil é muito bom. Há uma evidente evolução genética, e mais além, há a valorização do que temos hoje em termos de genética no Brasil. O mercado enxerga isso e cabe a nós, como assessoria e leiloeira, viabilizar para que aconteça da melhor forma. Modéstia à parte, nós temos feito um trabalho muito bom.”

Por Luciana Omena
Crédito das fotos: Divulgação/Fabio Cabrera

Veja mais notícias sobre o cavalo Paint no portal Cavalus

Continue lendo

Paint Horse

Deltas Color entra para história por seu pedigree e versatilidade

Da raça Paint Horse, foi um dos cavalos que brilhou no começo de carreira do famoso treinador de Apartação e Working Cow Horse Boyd Rice

Publicado

⠀em

Deltas Color, um Paint Horse nascido em 1999, fez história não só na Apartação, como também no Working Cor Horse no começo dos anos 2000. Filho da lenda Color Me Smart em Deltas Flyers Bueno ganhou quase US$ 60 mil em prêmios sob as rédeas de Boyd Rice, outra lenda do cavalo de trabalho.

Aliás, Deltas Color foi o primeiro cavalo de Boyd, um cavaleiro e treinador de duas modalidades, a se destacar em duas modalidades. No caso estamos falando da Apartação e do Working Cow Horse. A estreia dele com Boyd foi no Snaffle Bit Futurity da National Reined Cow Horse Association em 2002.

Paint Horse, Deltas Color foi um dos cavalos que brilhou no começo de carreira do treinador de Apartação e Working Cow Horse Boyd Rice

Eles encerraram a prova mais importante de Working Cow Horse em sexto lugar na categoria Open. No ano seguinte, 2003, estiveram na final do NCHA Superstakes de Apartação. Começava assim uma história vencedora para a dupla. Um dos cavalos que figuram na importante lista do começo de carreira do treinador ‘Five Million Rider’.

Quando decidiu aposentar Deltas Color das competições, Boyd o usou por um período como rebatedor (conjunto que auxilia o competidor de Apartação durante a prova). Dessa forma, o cavalo era ainda presença constante nos eventos. Até que em 2012, morreu em um acidente na estrada de modo inesperado.

Paint Horse, Deltas Color foi um dos cavalos que brilhou no começo de carreira do treinador de Apartação e Working Cow Horse Boyd Rice

O treinador perdeu o controle por conta da pista escorregadia e os cavalos se machucaram. Apenas ‘Paint’, apelido de Deltas Color, não sobreviveu. Inclusive, Boyd o enterrou no 6666 Ranch, já que foram eles que o socorreram e ajudaram a recuperar os demais cavalos.

Talento, versatilidade e pedigree. O pai de Deltas Color é Color Me Smart, influente exemplar da raça Paint na história da Apartação, filho do ícone Smart Little Lena.

Fonte: GoHorseShow, Website Official Boyd Rice
Crédito das fotos: Divulgação

Veja mais notícias sobre o cavalo Paint no portal Cavalus

Continue lendo

Paint Horse

Genética Paint Horse segue para Uruguai e Bolívia

Leilão registrou ainda o maior faturamento para a raça dos últimos anos

Publicado

⠀em

O comércio de animais da raça Paint Horse segue aquecido. Com a pandemia de Covid-19, talvez esperássemos uma retração do mercado de compra e venda de cavalos. Mas não é o que temos visto, especialmente em números nos leilões realizados de modo virtual em todas as raças e modalidades.

Como foi o caso do 1º Leilão Winning Horses, no dia 13 de abril. De acordo com informações do WP Ranch, criatório de cavalos da raça Paint de Araxá/MG, houve um faturamento total de R$ 703.720,00, o que deu média geral de R$ 34.416,00. “Sem dúvida, um divisor de águas para a raça Paint no Brasil”, comenta Bruno Vaz.

O leilão contou com a presença de animais Paint Horse e Quarto de Milha, do WP Ranch e convidados. Entre os destaques de vendas, um animal e uma cobertura que partiram para Uruguai e Bolívia. Genética cultivada no Brasil que tem tudo para brilhar em outros países.

Rompendo as fronteiras, e fazendo história para o Paint Horse, Fuscão Adelta Dixie (A Delta Dixie Boy x Ciça Dixie Girl) foi arrematado por um criador e está ‘de malas prontas’ para sua nova casa na Bolívia. O animal era de propriedade dos irmãos Nogueira Mollo. Assim como WP Ranch ainda vendeu duas coberturas do Winning PEP EJB para a Cabanha La Cachimba, do Uruguai.

“Quando planejamos um leilão, além de querer ofertar genética de primeira qualidade, a gente quer que não só seja um estouro, como também seja algo marcante e que todos peçam ‘bis’”, comenta Bruno Vaz.

Paint Horse: leilão do WP Ranch registrou ainda o maior faturamento para a raça dos últimos anos - faturamento total de R$ 703.720 um record
A Royal Winning Fletcher WPR

Winning PEP EJB

O criatório, aliás, é proprietário de um dos cavalos de destaque da raça hoje em dia. Partindo da premissa de Bruno em criar animais com um ‘mix’ de beleza, morfologia e performance. Dessa forma, sua maior inspiração para montar o leilão foi o garanhão do haras, Winning Pep EJB (Dr Sunny Pep x Mico’s Win).

Ele é Super Horse e um fenômeno das pistas dos eventos do Paint Horse. Ademais, é o único animal Paint, no Brasil e no mundo, a disputar 12 modalidades e 23 categorias em um mesmo Campeonato Nacional e subir no pódio em todas elas.

Comprovado na performance e visualmente pela beleza, Winning Pep mostra ainda a força de sua carga genética. Seu pai, Dr Sunny Pep, é tricampeão em Apartação, e seu avô, Peppy San Badger, um dos melhores cavalos da história do esporte equestre. Por outro lado, na bagagem materna, tem sangue das lendas da Apartação e da Rédeas, Winnin Doc e Doc Quixote.

Qualidades que, com toda a certeza, contribuem para o momento a raça. Criatório preocupado em oferecer o que há de melhor para o mercado.

Paint Horse: leilão do WP Ranch registrou ainda o maior faturamento para a raça dos últimos anos - faturamento total de R$ 703.720 um record
Kittes Winning Playboy WPR

Recordes de preço

Se todos os atributos acima não bastassem para atestar o bom momento do Paint Horse, houve ainda nesse leilão três animais vendidos com recorde de preço.

Assim, o lote melhor valorizado foi a fêmea A Royal Winning Fletcher WPR (WinningPep EJB x  A Royal Starlight). Neta do lendário Royal Fletch foi para as mãos de Aderbal da Cunha Bergo (Haras Tradition) e José Roberto Soares da Rocha (Haras R3), pelo valor de R$ 54.000,00.

Enquanto outra fêmea, Kittes Winning Playboy WPR (WinningPep EB x Kites Little Playboy), é a segunda melhor dessa lista. Neta da lenda Tilly Playboy, faz parte agora do plantel de Neusa Aparecida Monteiro Renesto, pelo valor de R$ 51.120,00.

Por fim, entre o trio melhor valorizado do pregão, realizado pela Opportunity Leilões, o macho The Playgun Winning WPR (WinningPep EJB x Deltagun RPM). Neto da lenda Playgun, seu novo dono é Paulo César de Abreu Magalhães, que o comprou pelo de valor R$ 46.800,00.

“Foi só nosso primeiro leilão, que passamos anos preparando, a fim de ofertar lotes de extrema qualidade. O resultado não poderia ser outro, sucesso total. Estamos felizes por contribuir com a raça Paint e ansiosos pelo próximo pregão”, finaliza Bruno Vaz.

Por Luciana Omena
Colaboração: Assessoria de Ana Olivera
Crédito das fotos: Divulgação/Fabio Cabrera
Na chamada: Fuscão Adelta Dixie

Veja mais notícias sobre o cavalo Paint no portal Cavalus

Continue lendo

Paint Horse

Dr. Carlos Rangel é um especialista na raça Paint Horse

O criador, além do fomento da raça atuando nas pistas e na reprodução com seus cavalos, também presidiu a ABCPaint por um mandato

Publicado

⠀em

Quem conhece um pouco da raça Paint Horse conhece o Dr. Carlos França Rangel, proprietário do Haras Vila Colonial, em Analândia/SP. Criador desde 2005, ele tem em seu plantel alguns animais destaque, quer seja por suas linhagens, quer seja pelos títulos de campeões. Seus animais se destacam, principalmente, nos Três Tambores.

O criador, além do fomento da raça Paint Horse atuando nas pistas e na reprodução com seus cavalos, também presidiu a ABCPaint por um mandato
Crédito da foto: Eduardo Custódio

Ligado aos cavalos desde a infância, o médico oftalmologista Dr. Carlos Rangel readquiriu a propriedade rural que havia sido da família no passado e a transformou em um haras de criação semi-extensiva de animais da raça Paint Horse há mais de 15 anos.

“Antes de mais nada, me aprofundei e apliquei em minha criação os meus estudos de genética de pelagens”, afirma.

De acordo com o criador, ele introduziu no Brasil os conceitos de dupla e tripla homozigose, através de seus artigos na revista da ABCPaint, e formou o maior plantel de Paints triplos do Brasil. Ou seja, cavalos pretos e brancos com grande percentagem de olhos azuis.

O criador, além do fomento da raça Paint Horse atuando nas pistas e na reprodução com seus cavalos, também presidiu a ABCPaint por um mandato
Crédito da foto: JC Markun

Destaques

Entre os principais cavalos do haras hoje, Zan Parr Image, campeão Mundial de Três Tambores (foto de chamada); QT Tru Streke, triplo homozigoto de linhagem super campeã dos Estados Unidos; Color Me Slade, filho de Color Me Smart, campeão americano; Buddy Shoe Shine, filho de campeões americanos em ‘All Around Performance’. Bem como doadoras importadas, triplo homozigotas, todas de linhagens campeãs norte-americanas.

O criador, além do fomento da raça Paint Horse atuando nas pistas e na reprodução com seus cavalos, também presidiu a ABCPaint por um mandato
Crédito da foto: Fabio Cabrera

“Devido a todas as vantagens esportivas oferecidas pela raça irmã, o Quarto de Milha, a raça Paint Horse oferece o ‘plus’ da maravilhosa pelagem exótica, buscada pela maioria das pessoas ligadas ao cavalo”, reforça o Dr. Carlos a dizer porque optou pelos Paints.

“Nossa expectativa para 2021 é a continuidade do processo de seleção genética, que alia esportividade à beleza, as quais já caracterizam o Haras Vila Colonial.”

Por Luciana Omena
Crédito da foto de chamada: Fabio Cabrera

Veja mais notícias sobre o cavalo Paint no portal Cavalus

Continue lendo

Paint Horse

A paixão de Claudia Motta pelo cavalo Paint Horse

Ao lado do marido ela toca sua criação de animais pintados no interior de São Paulo

Publicado

⠀em

Claudia Maria Del Rigo Motta, 56, tem paixão pelo cavalo Paint Horse. Nascida e ainda moradora de São Paulo, capital, a criadora mantém seus animais no Haras BJ – Fazenda Bom Jesus. Propriedade da família do marido, Pedro Paulo Silveira Motta, que é seu parceiro na criação. Apesar do contato com cavalos desde sempre, ela acredita que o casamento a uniu ainda mais com esses animais.

Por um período curto, aos 15 anos de idade, Claudia Motta praticou Salto. “Eu fiz Salto aqui em São Paulo por pouco tempo, na época da escola. Tinha cavalo BH em hípica e sempre amei cavalos. Acho que eles, inclusive, fizeram parte do meu casamento (risos). Não só eu, como também meu marido sempre fomos do meio”, conta.

Assim, quando ela conheceu Pedro passou a frequentar a fazenda da família dele em Santa Rita do Passa Quatro/SP. “Ele já tinha alguns cavalos da raça Quarto de Milha. Não era nada voltado à criação. Então, passávamos muitos momentos na fazenda em passeios”.

Pepper Delta Cat está reservada à reprodução

Paixão pelo cavalo Paint Horse

Há alguns anos surgiu a paixão do casal pelo cavalo Paint Horse. “Começamos a criar Paint há mais ou menos 6 anos. No início, a beleza da raça nos chamou atenção. Ganhei um potro Paint e logo quis começar um pequeno plantel. Comprei algumas éguas e o sonho virou realidade!”, lembra a criadora.

Sua criação é direcionada para a produção. Contudo, Claudia reforça que tem alguns cavalos em treinamento, já que a linhagem dos animais é voltada ao cavalo de Trabalho. “Trabalhamos com matrizes importantes, que são nossas, sangue Dr. Sunny Pep, Gallo Del Ciello, QT Poco Streke, Winning Pep, entre outros”.

Para compor os cruzamentos, ela usa sêmen de garanhões de terceiros. “Compramos coberturas de cavalos bons. Nosso pensamento é fazer qualidade. Poucos e muito bons e nisso investimos”.

Ao lado do marido, Claudia Motta toca sua criação de animais pintados no interior de São Paulo; há seis anos mantém paixão cavalo Paint Horse
Highlight Drean, em treinamento com Gildo Vendrame

Para citar alguns, no Quarto de Milha, Hashtags, Popular Resort Figure, SDP Ace of Diamon, Pop Gun, Maximus Black Gun, Chex From a Star, Son Ofa Jay; enquanto no Paint, Winning Pep, Chasin the Money, Flying Dare Devil, Bandit Kaliman.

“Nós temos os cavalos como hobby que nos traz muito prazer. Por isso começamos o haras de Paint. Uma ansiedade de saber o que vem e como vem. Por outro lado, a pintura, o colorido, é muito emocionante! Cada detalhe é diferente do cavalo sólido. Acho o cavalo Paint, acima de tudo, exótico. Quando vemos um Paint correndo, automaticamente, imaginamos o começo de tudo…os mustangs…liberdade…força…”

Por Luciana Omena
Crédito das fotos: Arquivo Pessoal
Na foto de chamada, ao lado do marido e o primeiro cavalo Paint que compraram

Veja mais notícias sobre o cavalo Paint no portal Cavalus

Continue lendo