Quarto de Milha

31º Congresso Brasileiro do Quarto de Milha entra para a história com recorde de inscritos

10,1 mil conjuntos inscritos, um crescimento de 16%, sendo 1,4 mil competidores e 2,5 mil animais disputando em 330 categorias em busca de um dos 1,1 mil troféus, 411 fivelas, além de mais de R$ 2,3 milhões de prêmios em dinheiro

Publicado

⠀em

Um dos principais eventos da raça Quarto de Milha, o 31º Congresso Brasileiro do Quarto de Milha – Trabalho & Conformação, encerrou seu capítulo e entrou para a história da raça.

Uma edição diferente, sem a presença marcante do público, mas se perder a magia, a garra e a energia dos conjuntos que entraram nas arenas para lutar pelos concorridos títulos.

Essa edição, realizada em Araçatuba/SP, atingiu a marca histórica de 10,1 mil conjuntos inscritos, um crescimento de 16%, em relação à edição passada, quando o evento recebeu mais de 8,5 mil inscrições.

Mais de 1,4 mil competidores e 2,5 mil animais estiveram nas pistas em 330 categorias em busca de um dos 1,1 mil troféus, 411 fivelas, além de mais de R$ 2,3 milhões de prêmios em dinheiro.

E etapa reuniu atletas de todo o país para disputar as 18 modalidades esportivas: Apartação, Breakaway, Roping, Cinco Tambores, Conformação, Laço Cabeça, Laço em Dupla, Laço Individual, Laço Individual Técnico, Laço Pé, Maneabilidade e Velocidade, Performance Halter, Ranch Sorting, Rédeas, Seis Balizas, Team Penning, Três Tambores, Western Pleasure e Working Cow Horse. Modalidades que mostram a versatilidade da raça.

Nesta edição, quatro modalidades registraram crescimento no número de participantes: Breakaway Roping (171%), Performance Halter (131%), Maneabilidade e Velocidade (113%) e Cinco Tambores (70%).

Destaques do Congresso Brasileiro do Quarto de Milha

Em todas as modalidades, os conjuntos entraram em pista e fizeram o possível e o impossível para escrever seus nomes na história do congresso Brasileiro.

Na modalidade de Working Cow Horse, na categoria Cavalo Iniciante, o grande destaque foi o conjunto Kitty Kat Merada (This Kats King x Alotta Merada Style) e Henrique Paccola Ribeiro.

Na Arena Guabi, o conjunto campeão atingiu a nota de 432. A fêmea é de propriedade do Haras R3 Paint and Quarter Horses e de criação de Noberto Soares Leite. Na modalidade, foi distribuída uma premiação de R$ 28 mil, além de 22 troféus e 10 fivelas.

Na modalidade de Western Pleasure, o grande destaque foi Genial Jac (Mr Kali Jac x Genial Roosters VSJ), apresentado pelo seu proprietário, Kozo Yoshimura Neto. O conjunto levou três títulos: Amador (ABQM e AQHA), Castrado e Amador Principiante. O animal é de criação de Marcus Antônio Pereira Júnior.

Mostrando a força da mulher quartista, outro conjunto que se destacou e também levou o título em três categorias (Jovem, Jovem Castrado e Jovem Principiante) foi Galactic Tag (Whiz N Tag Chex x Chexalita) e Luisa Tomazela. O animal é de criação de André Tripoloni.

Rédeas no Congresso Brasileiro do Quarto de Milha

Na modalidade de Rédeas, a maior nota obtida nessa edição do Congresso Brasileiro foi conquistada na categoria Aberta Júnior, pelo conjunto Baby Voodoo Gun (Shiners Voodo Dr x Whizgun) e Douglas Noveti de Oliveira.

Com a nota 219, o conjunto foi o principal destaque da modalidade.

O animal é de propriedade de Thomaz Luiz Cabral Menezes e de criação de Ubere Agropecuária Eireli.

Já na modalidade de Laço Individual, Kenny Cunha e Son Ofa Dunit RLE (Reminic N Dunit x Miss Del Chelo TMR), foi o melhor conjunto do Laço Individual Técnico (Aberta Sênior).

Com a nota 227, o conjunto obteve a maior pontuação da modalidade, uma das mais tradicionais dos Esportes Equestres. O animal é de propriedade de João Carlos Pedro Filho e de criação de Omir Dias de Moraes Júnior.

Competidora destaque de Breakaway Roping é uma das mais jovens do Congresso Brasileiro

O grande destaque da modalidade de Breakaway Roping, no 31º Congresso Brasileiro saiu para a categoria Jovem Principiante Feminino (14 a 18 anos).

Maria Felicia Fernanda Lopes Lemos, de apenas 18 anos, e a égua Morena Pepita (Doc Jaybee Fm x Serena Pepita) registraram o melhor tempo da prova: 2s840.

Com o animal que é de criação de Agroseta Agropecuária Sebastião Tavares LTDA, a também de propriedade de Maria Felicia.

A competidora é uma das mais jovens campeãs desta edição do Congresso Brasileiro, e um exemplo da força e participação, cada vez maior, da mulher quartista nos Esportes Equestres.

Já a amazona Rosana Corte foi a competidora que mais ganhou prêmios no Breakaway Roping. A amazona venceu em quatro categorias com três animais: 1º lugar na Amador Principiante e na Amador Feminino, na sela de MR Spark Song 4M (Dual Spark x Sonora Song 2I), com os tempos 3s555 e 3s805, respectivamente; 2º lugar na Amador Principiante, montando Dutchess Maple RFA (Mrs Maple x Kaoma Ifyoucan), com o tempo 3s690; e 2º Lugar na Amador Feminino, com o animal Haidas Little Cat (Moms Silverado Cat x Haidas Little Lena) e o tempo de 4s200.

Na modalidade de Maneabilidade e Velocidade, o grande Vagner Simionato montando Cash Question (Missin James x Patty Brown) foi grande destaque.

Com o tempo de 56s520, o conjunto conquistou o primeiro lugar nas categorias Aberta e Castrado. O animal é de criação e propriedade da Fazenda Caruana.

Team Penning no Congresso Brasileiro

Com o tempo de 20s467/3 bois, o trio formado por Freckle Moonshine (Bobs Freckle x Moonshine Freckles) e Vinicius Lelis Gregorio da Silva, Son for Rey HSC (Rey for Jackson x Peppy’s Jay Lena HSC) e Lucas Santana Hisbek e One Pepto Gun Mig e Fábio Pimenta Barbosa, foi o destaque do Team Penning, na categoria Aberta.

Freckle Moonshine é de propriedade de Milton Antônio Dias Moscardini e criação de Antonio Carbonari Netto; Son for Rey HSC é de propriedade de Arthur Carlos Santana Hisbek e criação de José Amaury Camillo e One Pepto Gun Mig é de propriedade de Pedro Henrique Jardini Pimenta Barbosa e criação de Marcelo Iguma.

Na modalidade de Seis Balizas, Hilario’s Fly (Fishers Fly x ST Margherita) e seu proprietário e criador Vagner Simionato, o Vaguinho, marcaram o melhor tempo 19s830 da modalidade pela categoria Aberta Castrado.

O atleta foi o primeiro cavaleiro da história da Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Quarto de Milha (ABQM), considerando todas as modalidades, a ultrapassar os 7 mil pontos. Vaguinho já compete há mais de 40 anos e se tornou uma lenda entre competidores do país.

A equipe formada por Cats Royal e Luís Mateus Nistarda de Almeida e American Sniper DD e Evandro Luís Soldi, foi a melhor do Ranch Sorting (ABQM/AQHA).

Cats Royal (Cats Red Feather x WR Song Sung Blue) é de propriedade de Osvaldo Lellis Saraceni e criação de Paulo Cesar Scariot. Já American Sniper DD (Playgun x Reilena Tari TMR) é de propriedade de Felipe Kalil Aidé Rodrigues e criação de Dorival Ricci Júnior.

Com o tempo de 30s307/10 bois, a equipe que competiu na categoria Aberta Livre foi a mais rápida da modalidade.

Mais um Congresso Brasileiro que registra seu nome na história da raça e mostra a versatilidade e a competência do cavalo Quarto do Milha.

Por: Camila Pedroso

Colaboração: Assessoria ABQM

Fotos: ABQM

Mais notícias no portal Cavalus

Quarto de Milha

ABQM anuncia mudanças no Regulamento de Concursos e Competições da raça

As mudanças foram aprovadas pela Diretoria Executiva da ABQM e começam a valer a partir de hoje (01)

Publicado

⠀em

ABQM anuncia mudanças no Regulamento de Concursos e Competições da raça

Começam a valer a partir de hoje (01) as mudanças no “Regulamento de Concursos e Competições” das modalidades desportivas da raça Quarto de Milha. As mudanças foram aprovadas pela Diretoria Executiva da Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Quarto de Milha (ABQM), e deliberadas pelo Conselho de Administração. As propostas também foram analisadas e validadas pela Comissão de Jurados da ABQM.

Confira as novas alterações no Regulamento da ABQM:

1. Na modalidade de Três Tambores passa a ser possível a redução proporcional na medida da pista de competição, conforme redação proposta:

37.2 – O percurso deverá ser medido com exatidão, de acordo com o diagrama e não poderá exceder essas dimensões. Entretanto, a critério do organizador, com indicação no pedido de oficialização, o percurso poderá sofrer redução de 4,5 m (quatro metros e cinquenta centímetros) nas quatro medidas concomitantemente (tambores um, dois e três e fotocélula), independente das dimensões da arena. Quando a categoria for realizada com medidas reduzidas, o jurado oficial deverá colocar esta informação na aprovação do resultado.

2. Na modalidade de Breakway, passa a ser permitida somente laçada limpa, conforme redação proposta:

7. O tempo começa a ser computado no momento que a barreira é aberta, até o rompimento do fio que prende o laço ao pito da sela. Uma laçada legal é definida como aquela que esteja somente no pescoço do bezerro e causa o rompimento do fio (barbante) que está preso ao pito da sela. Não é permitido laçar rês sem soltar a mão do laço.

3. Nas modalidades de Laço Individual e Laço Individual Técnico, nas categorias Profissional Light e Amador Light, os pontos passam a ser contabilizados separadamente, conforme redação proposta nos itens:

6.04 – A Classe Aberta deverá conter as seguintes divisões de categorias para os cavaleiros:

f) Profissional Light 35 – Exclusiva para competidores profissionais nas modalidades de Laço Individual e Laço Individual Técnico (Amadores, Principiantes e Jovens não são permitidos) que não atingiram 35 pontos em Registro de Mérito pela ABQM em provas oficiais e oficializadas na somatória de todas as suas participações na Classe Aberta, de acordo com cada grupo de 13 Regulamento Geral de Concursos e Competições – Revisão Agosto 2021 provas.

Após iniciar nessa categoria, o competidor que atingir 35 pontos na somatória de todas as provas e categorias, de acordo com cada grupo de provas, passará automaticamente para as demais Categorias da Classe Aberta e não competirá mais como Profissional Light. Caso a pontuação seja atingida no decorrer do ano hípico, o competidor deverá permanecer na categoria Profissional Light até o término do ano hípico (30/06). Os pontos de Laço Individual e Laço Individual Técnico serão contabilizados separadamente.

7.10 – Amador Light 100 – Exclusivo nas modalidades de Seis Balizas, Três Tambores, Ranch Sorting, Team Penning, Laço Individual e Laço Individual Técnico para competidores amadores que tenham 19 (dezenove) anos hípicos ou mais no dia 01/07 e que não atingiram 100 pontos na ABQM.

Após iniciar nessa categoria, o competidor Amador Light que atingir 100 pontos na somatória de todas as modalidades e categorias em que participou, de acordo com cada grupo de provas, passará automaticamente para a Classe Amador.

Caso a pontuação seja atingida no decorrer do ano hípico, o competidor deverá permanecer na categoria Amador Light até o término do ano hípico (30/06). Os pontos de Laço Individual e Laço Individual Técnico serão contabilizados separadamente.

4. Nas modalidades de Laço Comprido e Laço Comprido Técnico, nas categorias Profissional Light e Amador Light, os pontos também passam a ser contabilizados separadamente, conforme redação proposta nos itens:

e) Profissional Light 50 – Exclusiva para competidores profissionais nas modalidades de Apartação, Laço Cabeça, Laço Pé, Laço Comprido, Laço Comprido Técnico e Rédeas (Amadores, Principiantes e Jovens não são permitidos) que não atingiram 50 pontos em Registro de Mérito pela ABQM em provas oficiais e oficializadas na somatória de todas as suas participações na Classe Aberta, de acordo com cada grupo de provas.

Após iniciar nessa categoria, o competidor que atingir 50 pontos na somatória de todas as provas e categorias, de acordo com cada grupo de provas, passará automaticamente para as demais Categorias da Classe Aberta e não competirá mais como Profissional Light.

Caso a pontuação seja atingida no decorrer do ano hípico, o competidor deverá permanecer na categoria Profissional Light até o término do ano hípico (30/06). Os pontos de Laço Cabeça, Laço Pé, Laço Comprido e Laço Comprido Técnico serão contabilizados separadamente.

7.11 – Amador Light 35 – Exclusivo nas modalidades de Laço Comprido e Laço Comprido Técnico, para competidores amadores que tenham 19 (dezenove) anos hípicos ou mais no dia 01/07 e que não atingiram 35 pontos na ABQM.

Após iniciar nessa categoria, o competidor Amador Light que atingir 35 pontos na somatória de todas as modalidades e categorias em que participou, de acordo com cada grupo de provas, passará automaticamente para a Classe Amador.

17 Regulamento Geral de Concursos e Competições – Revisão Agosto 2021. Caso a pontuação seja atingida no decorrer do ano hípico, o competidor deverá permanecer na categoria Amador Light até o término do ano hípico (30/06). Os pontos de Laço Comprido e Laço Comprido Técnico serão contabilizados separadamente.

5. Nas modalidades de Laço Individual, Laço Individual Técnico, Laço Comprido e Laço Comprido Técnico, na categoria Amador Principiante, os pontos também passam a ser contabilizados separadamente, conforme redação proposta:

9.04 – O Principiante terá o direito a participar nessa categoria até atingir 30 (trinta) pontos, de acordo com cada grupo de provas.

Caso atinja os 30 (trinta) pontos no transcorrer do ano hípico, poderá permanecer até o final do ano hípico como principiante.

Único: Exclusivamente para as provas de Laço Cabeça, Laço Pé e Laço em Dupla na Classe Amador, na categoria Principiante será utilizado os 30 (trinta) pontos e o handicap de até 2 (dois) bois elite, para os competidores principiantes.

O handicap de referência será o HNLD (Handicap Nacional de Laço Dupla), ou outro handicap que seja escolhido pela ABQM. Os pontos de Laço Cabeça, Laço Pé, Laço Individual, Laço Individual Técnico, Laço Comprido e Laço Comprido Técnico serão contabilizados separadamente.

6. Na modalidade Vaquejada, nas categorias Jovem e Feminino – a critério do organizador, passa a ser permitida a disputa boi a boi, conforme redação proposta:

4. Como a competição acontece em caráter eliminatório, os bois da classificação possuem pontuação igual. No caso de as vagas de premiação não serem preenchidas por competidores que fizeram valer os 4 (quatro) bois, serão chamados os competidores que fizeram valer 3 (três) bois.

Caso perdure a situação, serão chamados os competidores que fizeram valer 2 (dois) bois e assim sucessivamente. Exclusivamente nas categorias Jovem e Feminino, a critério do organizador, poderá fazer disputa boi a boi, sem a necessidade de classificação.

7. Na modalidade Vaquejada, também passa a ser limitado ao máximo de três inscrições de cada competidor, por categoria, de acordo com o Regulamento da ABVAQ – aprovado pelo MAPA, conforme redação proposta:

17.05 – Nas provas de Rédeas, Working Cow Horse, Três Tambores, Cinco Tambores, Maneabilidade e Velocidade, Seis Balizas, Laço Individual, Laço Individual Técnico, Laço em Dupla, Laço Cabeça, Laço Pé, Laço Comprido, Laço Comprido Técnico, Bulldog, Team Penning, Ranch Sorting e Apartação, o competidor poderá montar 3 (três) animais (machos ou fêmeas), podendo esse número chegar até 6 (seis) animais.

Entretanto, do 4º (quarto) animal em diante, todos devem ser Puros Castrados – inclusive o Puro por Cruza – com anotação no Certificado de Registro do animal feita pelo Stud Book.

Exceção é feita nas categorias Abertas das modalidades de Três Tambores e Seis Balizas, onde o competidor poderá montar até 5 (cinco) animais (machos ou fêmeas), podendo esse número chegar até 10 (dez) animais. Entretanto, do 6º (sexto) animal em diante, todos devem ser Puros castrados – inclusive o Puro por Cruza -, com anotação no Certificado de Registro do animal feita pelo Stud Book.

Nas provas de Vaquejada, o competidor poderá montar no máximo 3 (três) animais, independente do sexo.

8. Na modalidade de Ranch Sorting, a categoria Aberta Livre passa a ser subdividida entre Aberta Júnior e Aberta Sênior. A categoria Aberta Júnior será para animais com até 5 anos hípicos e a Aberta Sênior para animais a partir de 6 anos hípicos.

Mais informações no site da ABQM.

Por: Assessoria de imprensa

Fotos: Arquivo

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Quarto de Milha

Encontro entre ABQM e AQHA promove discussão em prol do fomento da raça

Encontro reuniu representantes das duas entidades na sede da ABQM em São Paulo para detaber meios de cooperação e interação visando estimular competições da raça nos EUA

Publicado

⠀em

O presidente da Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Quarto de Milha (ABQM), Caco Auricchio, e demais dirigentes da entidade se reuniram com representantes da American Quarter Horse Association (AQHA), do Texas, nos EUA, para debater o fomento da raça no Brasil.

No encontro institucional que ocorreu, na última sexta-feira (10/6) – na sede da Associação Quartista, em São Paulo, o presidente da ABQM destacou números expressivos da indústria do cavalo no país e o potencial das competições equestres.

“A indústria do cavalo movimenta, todos os anos, R$ 30 bilhões de reais no Brasil, segundo o Instituto Brasileiro de Equideocultura (IBEqui), que congrega mais de 30 entidades de raça. Já são quase 6 milhões de equinos que geram aproximadamente 3 milhões de empregos diretos e indiretos, sendo que a raça Quarto de Milha representa cerca de 10% do plantel nacional. As competições esportivas são a maior ferramenta de fomento dos negócios da cadeia produtiva do setor, por isso adotamos como prioridade altos investimento em premiações nos nossos eventos oficiais”, destacou o presidente.

Os representantes americanos reconheceram o trabalho desenvolvido pela associação brasileira com a raça no Brasil e pretendem estar cada vez mais próximos da entidade para cooperar, integrar e fortalecer as organizações.

“O ponto em que a ABQM está hoje é muito interessante. A organização da Associação Quartista Brasileira é muito parecida com a AQHA. Estamos muito felizes nessa parceria com a ABQM e espero que possamos ter uma integração cada vez maior entre Brasil e EUA, para compartilhar novas ideias, enriquecer essa relação e fazer mais negócios. A ABQM está de parabéns pelo seu trabalho”, afirmou Jeff Tebow, membro do Comitê Executivo da AQHA.

Já para a diretora de corridas da AQHA, a parceria com a associação brasileira deve fomentar as competições equestres da raça no Brasil. “Certamente, nós temos objetivos em comum para desenvolver e prosperar o cavalo Quarto de Milha em todo mundo. Nós vemos o potencial da indústria brasileira do cavalo. Nessa parceria institucional, vamos juntos, melhorar a raça que amamos tanto”, garantiu Janet VanBebber. “Nós temos muito orgulho pelo trabalho que vocês estão fazendo com o Quarto de Milha no Brasil”, complementou ainda Butch Wise, ex-presidente da Oklahoma Quarter Horse Association.

O diretor Executivo da Quarter Horse Association, Karl Stressman, também participou da reunião por vídeo conferência direto do Texas, no EUA, e ressaltou a importância da parceria para as associações.

“As nossas associações estão trabalhando muito bem. Eu estou envolvido há mais de 50 anos no negócio do cavalo. É muito interessante o esforço que vocês estão fazendo para levar o Quarto de Milha adiante, no Brasil. Vocês têm a minha total colaboração para trabalharmos juntos. Estamos honrados de ser parte da ABQM. Nós estamos comprometidos em tornar essa relação muito mais próxima e discutirmos juntos o melhor para o Quarto de Milha”, afirmou.

AQHA e ABQM debatem o fomento da raça entre EUA e Brasil

O Comitê Executivo da AQHA aposta em uma cooperação mútua entre EUA e Brasil para fortalecimento das organizações e da raça Quarto de Milha. Para as competições equestres do Quarto de Milha, o presidente da ABQM sugeriu aos representantes da entidade americana que o valor arrecadado com as inscrições AQHA sejam totalmente revertidos para as provas realizadas no Brasil, nos eventos oficiais da raça.

“Apresentamos uma proposta objetiva à AQHA nesse importante encontro, a de criar um valor correspondente a 50% das inscrições cobradas pela ABQM, e que este valor das inscrições AQHA nos eventos oficiais sejam 100% revertidos para a premiação nos próprios eventos. Isso, sem dúvida, despertará o interesse dos criadores brasileiros em registrar seus animais na AQHA e participar das provas AQHA nas competições oficiais da ABQM, explicou Caco Auricchio.

“Conseguimos conquistar um comprometimento mútuo e respeito. Todos nós aqui amamos o Quarto de Milha. Nós estamos muito orgulhosos do quanto vocês avançaram e tenho certeza que vamos ter muito sucesso juntos. Vamos reunir com nossa equipe nos EUA para definir um diretório e estabelecer reuniões periódicas, afim de melhorar o fomento da raça para ambas as organizações. Nós vamos avaliar todas as pautas para trazer respostas no nosso próximo encontro”, afirmou Jeff Tebow.

O uso da tecnologia foi outro ponto discutido no encontro institucional entre as duas Associações Quartistas. O objetivo é garantir maior agilidade na entrega de informações por ambas as entidades, além de promover uma melhor integração entre os cartórios das duas entidades da raça.

“Nós acreditamos que a prioridade número um tanto para a AQHA quanto para a ABQM é priorizar a proteção e integridade dos dados desse o cartório. É também necessário que sejamos líderes na questão do bem-estar dos animais. Ninguém conhece melhor nossos animais do que nós”, afirmou Jeff Tebow.

“O Stud Book da ABQM já realiza diversos procedimentos com o uso de assinatura eletrônica. Hoje, temos cerca de 700 pedidos de registros pendentes na AQHA porque necessitam da assinatura física dos proprietários e queremos solucionar essa questão com o uso da tecnologia. Estamos solicitando à AQHA, a relação de todos os animais brasileiros registrados na entidade americana para que possamos atualizar a nossa base de dados e automatizar, de forma on-line, o envio dos resultados dos eventos oficializados pela ABQM. Com a tecnologia, estaremos cada vez mais integrados”, ressaltou Caco Auricchio.

Para Caco Auricchio, a integração entre as organizações irá fortalecer o fomento da raça no Brasil e impulsionar a cadeia produtiva do Quarto de Milha, para tanto sugeriu uma agenda de trabalho semestral entre as entidades.

“Pretendemos estar cada vez mais próximos da AQHA para trocarmos experiências sobre o cavalo Quarto de Milha. O setor tem um potencial muito grande. Estamos dando um grande passo para conversarmos sobre o cavalo Quarto de Milha de forma globalizada, por criar valor a toda a cadeia produtiva”, concluiu o presidente da Associação Quartista Brasileira.

Por: Assessoria de imprensa

Fotos: Divulgação

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Quarto de Milha

Miss Fortunes Fool tem 50% de sua propriedade arrematado por R$ 2.163.600,00

Arremate ocorreu neste final de semana na 2ª Temporada do Leilão Haras Zopone e Convidados. Miss Fortunes Fool conquistou valorização de R$ 4.327.200,00

Publicado

⠀em

Miss Fortunes Fool

Final de semana histórico na raça Quarto de Milha. A grande Miss Fortunes Fool, teve 50% de sua propriedade arrematado pelo valor incrível de R$ 2.163.600,00, valorizando R$ 4.327.200,00. Os novos proprietários dessa fatia do animal é um condomínio formado pelo Haras J. Garcia, do criador Gilmar Garcia e o Haras WV, de Wilson Vitório Dosso.

Este arremate surpreendente ocorreu neste sábado, na 2ª Temporada do Leilão Haras Zopone e Convidados, realizado na propriedade em Bauru/SP.

A égua, propriedade do Rancho Faria, é um fenômeno nos Três Tambores. A reprodutora ganhou o mundo com sua habilidade e gênio forte. O incrível desempenho nas pistas dos Estados Unidos, o sucesso mundial e a chegada histórica no Brasil são destaques da sua trajetória. Hoje ela é a número um do ranking geral da ABQM.

Leia mais

A tordilha, filha de Dash Ta Fame, um dos melhores garanhões do mundo na modalidade em WR Cassia, produtora de mais de US$ 405.112,00 em corrida, está no TOP 5 como reprodutora dos Três Tambores da temporada pela Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Quarto de Milha (ABQM) e é líder do ranking SGP Sistema de todos os tempos, com mais de R$ 920 mil em prêmios obtidos por sua produção.

Miss Fortunes Fool possui 41 filhos registrados na ABQM, que juntos somam 1.145,25 pontos de Registro de Mérito.

Miss Fortunes Fool nas pistas

Treinada e apresentada por Lance Graves nos Estados Unidos, Miss Fortunes Fool e Graves conquistaram o melhor tempo em onze Futurities e quebrou os recordes de cinco pistas em 2006. Ela foi campeã por pontos do Potro do Futuro BFA World Champion sem nem participar da última prova da temporada.

Acumulou US$ 61.580,00 em sua campanha nos Estados Unidos e 21 pontos RMT no Brasil. A matriz está alojada na Central Cláudio Haga, em Adamantina/SP e os projetos para ela vão além da venda dos seus filhos.

Por: Camila Pedroso

Fonte: Compre Rural

Foto: Hugo Lemes

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Quarto de Milha

Estão abertas as inscrições para o 45º Campeonato Nacional do Quarto de Milha

Evento, um dos principais da raça Quarto de Milha, será realizado entre os dias 13 e 24 de junho, em Araçatuba/SP. Inscrições vão até o dia 4 de julho

Publicado

⠀em

Estão abertas as inscrições para o 45º Campeonato Nacional do Quarto de Milha

Os quartistas do país não podem perder as inscrições para o 45º Campeonato Nacional do Quarto de Milha, que será realizado entre os dias 13 e 24 de julho, no Parque Clibas de Almeida Prado, em Araçatuba (SP).

Segundo divulgou a Diretoria Executiva da Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Quarto de Milha (ABQM) as inscrições podem ser feitas até às 23h59 do dia 4 de julho, pelo site do SEQM.

Ao todo, serão 18 modalidades participantes da Nacional: Apartação, Breakaway Roping, Cinco Tambores, Conformação, Laço Cabeça, Laço em Dupla, Laço Individual, Laço Individual Técnico, Laço Pé, Maneabilidade e Velocidade, Performance Halter, Ranch Sorting, Rédeas, Seis Balizas, Team Penning, Três Tambores, Western Pleasure e Working Cow Horse.

Para participar das provas oficiais da raça, todos os proprietários, competidores e apresentadores deverão ser sócios e estarem em situação regular na ABQM. O proprietário ou competidor que não for sócio e/ou não estiver em dia com a Tesouraria da ABQM, não poderá realizar a inscrição.

Mudanças

Na modalidade Ranch Sorting, a categoria Aberta Livre passa a ser subdividida em Aberta Júnior e Aberta Sênior. A categoria Aberta Júnior é para animais com até 5 anos hípicos e a categoria Aberta Sênior para animais a partir de 6 anos.

Já nas modalidades Laço Individual Técnico, Laço Cabeça, Laço Pé, Seis Balizas e Três Tambores haverá uma categoria Aberta Castrado, em que os animais castrados de todas as idades deverão realizar nova inscrição e farão uma passada em separado.

Inscrições para a Nacional do Cavalo Quarto de Milha

As inscrições e reservas de baias são realizadas on-line, através do Sistema SEQM e pagas via boleto bancário ou cartão de crédito (ambas as opções estão disponíveis no sistema).

As inscrições para as provas poderão ser realizadas, somente, se o animal já possuir reserva de baia devidamente paga, for da raça Quarto de Milha, devidamente registrados no Stud Book da ABQM e em situação regular na Associação.

O 45º Campeonato Nacional é referente ao ano hípico 2022 (01/07/2022 a 30/06/2023). A premiação prevista é de R$ 3 milhões de reais.

Para mais informações acesse a Circular e se inscreva no site: https://seqm.com.br/ 

Por: Assessoria de imprensa

Fotos: Arquivo

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Quarto de Milha

Mais de 200 tempos na casa dos 16s marcam o 2º Mega Show Rancho Mariana de Três Tambores

Evento reuniu ainda mais de 2 mil inscrições, 538 animais e 208 competidores que entraram na pista em busca da premiação de mais de R$ 250 mil

Publicado

⠀em

Três Tambores

As provas da modalidade de Três Tambores realizadas na pista do Rancho Mariana, localizado em Altinópolis/SP, sempre se destacam pelos resultados surpreendentes, e neste final de semana, de 18 a 22 de maio, não foi diferente. Durante o 2º Mega Show Rancho Mariana, os competidores que prestigiaram a etapa conquistaram mais de 200 tempos na casa dos 16 segundos.

“Foi um sucesso! Gostaria e agradecer a todos os competidores, proprietários e parceiros que estiveram na nossa casa, prestigiando nosso evento e assim, contribuíram para o sucesso dessa etapa”, comemorou Mariana Elui, proprietária do Rancho Mariana.

E não foi a toda a frase de Mariana sobre a etapa. Os números que essa edição do Mega Show dos Três Tambores movimentou surpreenderam a todos: mais de 2 mil inscrições, 538 animais e 208 competidores que entraram na pista em busca da premiação de mais de R$ 250 mil.

Destaques dos Três Tambores

Dentre os mais de 200 tempos na casa dos 16 segundos, o grande destaque foi para Sidnei Junior. Dos 10 menores tempos da etapa, quatro foram dele.

Montando Prime Fhishers MCM, conquistou o segundo menor tempo da pista na categoria Tira Teima com o tempo de 16s370, levando ainda o título de grande campeão.

Com WV Crow Slick, na categoria Tira Teima ficou em terceiro lugar com o tempo de 16s408, o quarto menor tempo da pista. O mesmo conjunto ainda virou na mesma categoria 16s449, o sexto menor tempo da prova.

E novamente com Prime Fishers MCM, na categoria Aberta Sênior, bateu 16s483 conquistando o terceiro lugar.

Grandes campeões

Novamente Sidnei Junior e Brunello Red, de propriedade de Mário Biazon foram os grandes campeões da categoria Potro do Futuro com o tempo de 16s55, na modalidade de Três Tambores.

Na categoria Feminina, Ana Flavia Duarte Belumat e Invicta Ta Victory de propriedade de Wiliam Jose Tavares, foram os grandes campeões com o tempo de 16s533.

Já na categoria Amador, Renata Lauck Souza e Game Boy EK de sua propriedade foram os grandes campeões com o tempo de 16s748.

Todos os conjuntos campeões podem ser acessados pelo site SGP Sistema.

Por: Camila Pedroso

Fotos: Beto Negrão

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Quarto de Milha

Rancho Promissão – Ser rancheiro é valorizar o envolvimento com a terra e amor aos animais

Do ponto de vista da família do Rancho Promissão, ser rancheiro consiste em um estilo de vida de quem tem amor à terra, aos animais e a Deus!

Publicado

⠀em

1º Leilão Estilo Rancheiro

No dicionário da língua portuguesa encontramos diversas definições para a palavra rancheiro. Como, por exemplo, dono ou chefe de um rancho.

Contudo, ser rancheiro para a família Bezerra, do Rancho Promissão, localizado em Avaré/SP, vai muito além de uma mera definição. Trata-se de um estilo de vida de quem é, de fato, apegado à terra, aos animais e, acima de tudo, a Deus. Afinal, é Ele que ajuda a todos nessa caminhada.

A palavra rancheiro tem tanto significado na vida da família Bezerra que se tornou uma marca, um slogan do haras: “#EuSouRancheiro. Porque por lá, eles criam mais do que cavalos da raça Quarto de Milha, eles criam uma relação de respeito e amor pela terra, pelas pessoas que fazem parte dela. Ou seja, ser rancheiro é ter paixão pela terra, pelo interior e suas particularidades.

Mas as características de um rancheiro no Rancho Promissão não param por aí. Um dos pontos fortes de quem é rancheiro é o espírito fraterno, bem como o gosto em colaborar e compartilhar. E é uma grande alegria dividir os momentos em família.

“Um rancheiro respeita as pessoas e, principalmente, a sabedoria dos mais experientes. É resiliente e paciente, sabe que não pode vencer o tempo todo e, assim, é tolerante no convívio com as pessoas. Claro, sempre aproveitando as coisas simples e com muita fé”, comenta Fred Bezerra, do Rancho Promissão.

Ser rancheiro é uma semente que foi plantada no DNA da família Bezerra, e eles ressaltam a simplicidade em pequenas coisas. “É reconhecer e valorizar as coisas que parecem simples, mas que possuem um significado imensurável. Como um passeio a cavalo, uma roda de tereré, uma comida boa ou aquele café na hora certa”, comenta Djalma Neto.

Ah!… ser rancheiro é bom demais, não é mesmo?! É um estilo de vida de quem sabe aproveitar, de fato, a vida e reconhecer o quanto ela é maravilhosa, seja nos momentos em família, com amigos, em cima do lombo de um cavalo.

E tudo isso implica em uma criação consciente em parcimônia com a natureza e o instinto dos cavalos, formando um plantel com animais das melhores genéticas que são dia a dia trabalhados a darem o melhor de si no que gostam realmente, isso claro, com bom manejo e o treinamento adequado em cada modalidade.

E com tanto orgulho do #eusouranchiero, o Rancho Promissão realiza no dia 17 de maio, o 1º Leilão Estilo Rancheiro, apresentando um pouco ao mercado alguns animais que realmente passam esse estilo.

Para conhecer mais o Rancho Promissão acesse: www.ranchopromissao.com.br

Por: Equipe Cavalus Comunicação

Fotos: Divulgação

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Quarto de Milha

Congresso Brasileiro – Provas de Laço em Dupla estreiam com show nas pistas

Na categoria Aberta Livre Gabriel Pacheco de Oliveira, montando Idle Helluva e Marcelo da Silva II com King Del Cielo foram os grandes campeões com 5s670.

Publicado

⠀em

Penúltimo dia do 31º congresso Brasileiro do Quarto de Milha – Trabalho e Conformação e as atividades nas Arenas estão chegando na etapa final.

Sábado, além das tradicionais provas de Três Tambores na Arena Vetnil, Laço em Dupla na Arena RAM e Apartação na Arena Guabi, foi a vez da estreia da Pista de Grama com as modalidades de Performance Halter e Conformação (Machos e Fêmeas).

Na modalidade Performance Halter Jovem Fêmeas, Leonardo Alexandre Menegate Alves, montando Precious Gun, de propriedade de Helton Alexandre Gomes de Brito foram os grandes campeões.

Já na Aberta Masculino, João Flávio Mariano Milhan e Coyote Smooth Rey, de propriedade de Maria dos Anjos Moraes foram os grandes campeões.

Na modalidade de Conformação, a grande Campeã Fêmea Aberta foi Little Discipline, de propriedade de Nelson Alfredo Ribas Bolduan, e Eduardo Paulo Ribas Boulduan.

Arena RAM

Sábado foi dia de festa na Arena RAM, com a estreia da modalidade Laço em Dupla, categoria Aberta e Profissional Light.

Na categoria Aberta Livre Gabriel Pacheco de Oliveira, montando Idle Helluva e Marcelo da Silva II com King Del Cielo foram os grandes campeões com 5s670.

“Estou muito emocionado, isso pra mim é um sonho, estar competindo ao lado do meu parceiro, eu sempre tive o sonho de vir correr aqui na ABQM e realizar este sonho, pra mim eu não tenho nem palavras”, comemorou Oliveira.

“É sempre um sonho estar aqui no meio da elite dos profissionais. Eu só quero mesmo agradecer a Deus”, afirmou Silva.

A Arena recebeu ainda as últimas categorias do Laço Pé, categoria Amador, Amador Light, Amador Master A, Amador Master B, Amador Principiante, Jovem até 13 anos, Jovem 14 a 18 anos, Jovem Principiante e Cavalo Iniciante Laço em Duplas Aberta e Profissional Light.

Na Amador Master, o grande destaque foi o laçador Lincoln Malheiro Junqueira Figueiredo que fechou o pódio na categoria Amador Master. Montando One Time Heavens Sky bateu 224 e levou o primeiro lugar.

Já com DT Eleonor Shine Whiz bateu 219,500 e levou o título de Reservado Campeão. E na sela de DT Shine Blue Brandy bateu 216,500 conquistando o terceiro lugar. Detalhe, todos os três animais são de sua propriedade, deixando a conquista ainda mais especial.

Arena Guabi no Congresso Brasileiro

A Apartação deu show na Arena Guabi neste sábado, com as categorias Amador Júnior e Amador Sênior.

Na Amador Sênior, Felipe Simões Zica e Cajuina Gray Cat Arg de sua propriedade foram os grandes campeões com 75.

Na Amador Junior, deu Fazenda Gruta Azul mais uma vez, dessa vez com Norberto Soares Leite e Smart Loking DMFR batendo 76.

Arena Vetnil no Congresso Brasileiro

Os trabalhos na Arena Vetnil estão chegando ao fim. Desta vez, a modalidade de Três Tambores recebeu as categorias Amador Light, Jovem A, Jovem B, Jovem C e Amador.

Simone Zamora de Arruda Carvalho Cunha e Luna Easy Fame, de sua propriedade foram os grandes campeões com o tempo de 16s591.

A lista completa com todos os campeões pode ser acessada no site SEQM.

O 31º Congresso Brasileiro acaba hoje. Confira todos os detalhes da festa no portal Cavalus.

Por: Camila Pedroso

Colaboração: Heloísa Alves e Verônica Formigoni

Fotos: Heloísa Alves e Verônica Formigoni

Mais notícia no portal Cavalus

Continue lendo

Quarto de Milha

Congresso Brasileiro – Constância dos conjuntos foi o grande destaque dessa rodada

No Laço Cabeça, Eduardo Kucinski levou três títulos para casa, e na Apartação, animais da Fazenda Gruta Azul faturaram três títulos, mostrando a qualidade dos atletas

Publicado

⠀em

Contagem regressiva para o término do 31º Congresso Brasileiro do Quarto de Milha – Trabalho & Conformação, e os apaixonados pela raça já estão ficando com saudades dessa grande festa quartista.

Nesta sexta (29), foi a vez das modalidades de Três Tambores, na Arena Vetnil, Laço Cabeça na Arena RAM e Apartação na Arena Guabi.

Na Arena RAM foi o dia das disputas das categorias Amador, Amador Light, Amador Master A, Amador Master B, Amador Principiante, Jovem até 13 anos, Jovem 14 a 18 anos, Jovem Principiante e Cavalo Iniciante.

Eduardo Kucinski foi o grande destaque da modalidade. O laçador foi o campeão de duas categorias: Amador e Amador Light e reservado também na Amador.

Na Amador, o laçador correu com Dun Playin Chic, obtendo a nota 221,5, ganhando o primeiro lugar e com Replay Times Ek, que conquistou 220 pontos e o título de reservado. Ambos os animais são de sua criação.

Na Amador Light, o conjunto Kucinski e Dun voltou à pista, batendo 222,5 e levando o título de campeão.

“É uma emoção, a gente trabalha o ano inteiro, cria estes animais e chegar a uma categoria como essa, uma das mais concorridas do Congresso Nacional, isso aqui (o título) é uma honra! Este é o maior reconhecimento para qualquer criador”, comemorou Kucinski.

Os jovens também brilharam na Arena Ram, mostrando que a modalidade terá grandes atletas em um futuro bem próximo. José Guilherme Morita e Cat Dual Rey DMFR, de propriedade de Adriano Morita Borri, foram os grandes campeões com a nota 218,5.

“Fiquei muito feliz com a vitória, venho treinando bastante!”, comemorou o jovem laçador.

Apartação no Congresso Brasileiro

Já na Arena Guabi, foi a vez das categorias Aberta Sênior e Profissional Light, da modalidade de Apartação.

A criação da Fazenda Gruta Azul foi o grande destaque da arena desta sexta. Com Antônio Sérgio de Araújo Júnior e Smart Loking DMF, de propriedade de Norberto Soares Leite, na categoria Aberta Júnior, levou o título de campeão com a nota 77.

Já na Aberta Sênior, Antônio Sérgio apartou com dois animais campeões da propriedade: Kitty Delite e Queen Boon A Lena. Kity foi a grande campeã da categoria com a nota 75, seguida por Queen que conquistou 74 pontos.

Patrícia Leite Miglioli, da Fazenda Gruta Azul, comemorou os resultados na arena. “A gente está muito feliz com os resultados, as provas estão sendo muito boas e vamos continuar amanhã e domingo com a família toda. Apartação está no nosso sangue!”, comemorou Patrícia.

Três Tambores

Na arena Vetnil, a modalidade de Três Tambores recebeu as categorias Amador Master A, Feminino, Amador Master B e Amador Masculino e Teste Horse.

Na categoria feminina, o grande destaque foi o conjunto Ana Flavia Duarte Belum e Invicta Ta Victory (Victory Fly VM X Miss Lady Fame IMP), de propriedade de Willian José Tavares. O conjunto cruzou a fotocélula com o tempo de 16s560.

“É uma emoção muito grande, já que estão as melhores competidoras presentes neste campeonato e eu estava com um animal muito firme, deu tudo certo e graças a Deus eu fui campeã”, comemorou a atleta.

A lista completa com todos os campeões de todas as modalidades estão no site SEQM.

Tamborzinho no Congresso

E as crianças também tiveram a sua vez no 31º Congresso Brasileiro. A National Barrel Horse Association Brazil (NBHA Brazil), que possui um trabalho árduo de fomento e desenvolvimento dos Três Tambores no país, promove em todas as edições do Congresso a prova do Tamborzinho.

Na etapa dessa sexta, 20 crianças percorrem o percurso montado no Estande do NBHA, localizado ao lado do bosque no Parque.

“E o resultado dessa brincadeira é impressionante. “As crianças se empolgam, falam que querem competir quando crescer. Isso fomenta o esporte”, comemorou Abelardo Peixoto.

As emoções do 31º Congresso Brasileiro se encerram neste final de semana. Acompanhe todas as novidades aqui, no portal Cavalus.

Por: Camila Pedroso

Colaboração: Verônica Formigoni/ Heloísa Alves

Fotos: Verônica Formigoni/ Heloísa Alves/ABQM

Mais notícias no Portal Cavalus

Continue lendo

Quarto de Milha

Apartação estreia no Congresso Brasileiro do Quarto de Milha

Disputa entre pai e filho na categoria Aberta Junior foi o grande destaque do dia, com o filho Antônio Sérgio de Araújo Júnior brilhando nas pistas

Publicado

⠀em

Apartação estreia no Congresso Brasileiro do Quarto de Milha

Finalmente a Apartação estreou no 31º Congresso Brasileiro do Quarto de Milha – Conformação e Trabalho.

A primeira categoria a entrar na pista da arena Guabi foi a Aberta Junior. Os conjuntos emocionaram o público, com destaque para pai e filho disputando na pista um lugar no pódio, trazendo ainda mais adrenalina a categoria.

Antônio Sérgio de Araújo Júnior foi o grande nome da modalidade. Montando quatro animais (Smart Loking DMFR, Lenas Acre, A Star in King e King Winsherster), todos de propriedade de Norberto Soares Leite, conquistou o título de campeão, terceiro lugar, quarto e sexto na categoria, respectivamente.

E como filho de peixe, peixinho é, seu pai Antônio Sergio de Araújo, também esteve na pista, mas dessa vez assistiu ao filho brilhar no Congresso.

“Estou muito feliz, foi um dia muito abençoado para mim. Gostaria de agradecer primeiramente a Deus, minha família, equipe, ajudantes, rebatedores, enfim, toda a equipe da Fazenda Gruta Azul”, comemorou Júnior.

Sobre entrar em pista ao lado de seu pai, Júnior afirmou que é muito gratificante. “Independente se for eu o primeiro ou for meu pai, é sempre muito bom estar dividindo o pódio com ele, porque somos uma equipe. A gente entra ali para apartar e ninguém consegue nada sozinho, somos nós e quatro rebatedores que estão ali para ajudar. Então, o bacana da Apartação é isso, a pessoa não ganha sozinha, ela precisa dos outros para ter bons resultados”, afirmou Juninho.

Antônio Sérgio de Araújo Júnior

Curso de habilitação de jurados oficiais da ABQM de Apartação

Não foram só as provas que agitaram o Parque Clibas de Almeida Prado, em Araçatuba/SP nesta quinta-feira. A Coordenadoria de Jurados Oficiais da Associação do Quarto de Milha realizou um curso de habilitação em Apartação.

A aula teórica ocorreu no auditório do parque e as atividades práticas serão realizadas de hoje (28) a 01/05.

O objetivo do curso é assegurar um número suficiente de juízes capacitados, uma vez que, a cada ano, tem se observado um aumento no número de inscrições e no interesse pela modalidade. “Todos os jurados oficiais da ABQM poderão participar e conhecer as especificidades técnicas da Apartação”, explicou Fernanda Costa, coordenadora de Jurados Oficiais.

Arena RAM

Continuando as atividades na Arena RAM, na quinta-feira foi a vez da modalidade de Laço Pé entrar em pista. A modalidade recebeu as categorias Aberta Júnior, Aberta Castrado, Profissional Light e Aberta Sênior.

Na categoria Profissional Light, o laçador Zenilton Jesus e Road Dust Baie, de propriedade de Francisco Martins dos Santos Netto, viajaram quilômetros para cruzar os Estados de Espírito Santo, sua terra natal, até Araçatuba em São Paulo. Mas a longa viagem valeu a pena, por i conjunto conquistou o título de primeiro lugar.

“Pra gente é uma baralha a distância, pois viemos de muito longe, e chegar aqui e ganhar no meio dos melhores que têm no Brasil É gratificante demais. Nosso animal foi uma achado, trabalhamos bem nele e acabou que de no que deu!”, comemorou.

Zenilton Jesus

Arena Vetnil

A modalidade de Três Tambores continua levantando poeira na Arena Vetnil. Dessa vez, as categorias Aberta Castrado, Cavalo Iniciante e Profissional Light Teste Horse entram na pista.

Só deu ele na categoria Profissional Light. Anderson Carreira simplesmente dominou o pódio da categoria ao conquistar os três primeiros lugares. Montando EF Eurus Ta Fame (Dash Ta Fame x EF Brahma Brown) de propriedade de Celso Herculano Alves, garantiu o primeiro lugar.

Já com Carolina Moose H2M (KR Moose x Carolina Herrera), de propriedade de Henrique Hélio Marones ficou no segundo lugar.

E o terceiro foi na sela de ST Aibim (ST Dashin Leo x ST Passoquita), de propriedade de Veridiana Maria Perin Meneguette.

“Foi uma conquista maravilhosa. Eu vinha errando muito nas outras categorias, mas pedi a Deus pra me ajudar e foi quando ele me concedeu o primeiro, segundo e o terceiro lugar. Só tenho a agradecer os meninos que ficam ali em cima que fazem de tudo para nós aqui embaixo”, comemorou Anderson Carreira.

Anderson Carreira

O conjunto José Aparecido Rocha de Almeida e Exclusiv Ta Fame SZ (Dash Ta Fame X Miss Miracle Baldy), de propriedade de Felipe Simões Zica foi o grande campeão com o tempo de 16s782.

A lista completa com todos os campeões pode ser acessada no site SEQM.

As modalidades de Três Tambores, Laço Cabeça e Apartação voltam às arenas hoje (29). Acompanhe os destaques das modalidades no portal Cavalus.

Por: Camila Pedroso

Colaboração: Assessoria ABQM

Fotos e vídeos: Verônica Formigoni

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Quarto de Milha

Congresso Brasileiro – Provas de Laço Cabeça trazem emoção a Arena RAM

Categorias de Laço Cabeça foram decididas por desempate, mostrando a qualidade técnica dos conjuntos

Publicado

⠀em

O 31º Congresso Brasileiro do Quarto de Milha – Trabalho & Conformação, realizado no Parque Clibas de Almeida Prado, em Araçatuba/SP está chegando as suas etapas finais.

Nesta quarta-feira (27) a Arena RAM recebeu as provas da modalidade de Laço Cabeça, nas categorias Aberta Júnior, Aberta Castrado, Profissional Light e Aberta Sênior.

Foi um dia muito competitivo, com categorias sendo decididas no desemparte.

Na categoria Aberta Júnior, o conjunto Marcelo Rizzi da Silva, o Marcelo Pepa, e Snow Wood, de propriedade de Gilmar Mandotti Garcia e Lincon M. J. Figueiredo cravaram uma disputa acirrada com o conjunto Wesley Fonseca Caldeira e Dodge Gray PBA, de propriedade de Paula Botelho Prado de Alencar.

Eles empataram suas pontuações e voltaram a pista para a disputa final, quando Marcello Peppa e Snow Wood levaram a melhor.

“Foi uma prova muito dura. A categoria Aberta Júnior de Laço Cabeça sempre é uma prova muito disputada, são animais que vem do Potro do Futuro, treinados, e quando vem para o ano seguinte, para a Aberta Júnior, os animais estão bem treinados, mais maduros na corrida. A prova de Laço Cabeça do Congresso possui um nível alto, consegui empatar, fizemos uma nova corrida e eu sai campeão”, comemorou Pepa.

Marcelo Rizzi da Silva

Na categoria Aberta Sênior de Laço Cabeça, pai e filho brigaram pelo primeiro lugar. Na sela de Rafael Correa Paoliello, Shinning Candy MA, de propriedade de NSA Farm Agro Pecuária e Shinning Beaver MA, pai de Shinning Candy MA, de propriedade de Marcelo Carlos André Gross lutaram até o último segundo, mas dessa vez, com apenas um ponto de diferença, o filho levou a melhor.

 “Ele é um cavalo que a gente treinou, na Copa dos Campeões, no laço pé eles também empataram, ficando em primeiro e segundo lugar no pódio, o pai sempre deixando o filho na frente. É muito gratificante. Ele está se comprovando mais uma vez tanto na no laço cabeça quanto no laço pé”, comemorou Paoliello.

Arena Vetnil

Já na Arena Vetnil, continuaram as provas de Três Tambores, com as categorias Aberta Junior e Aberta Sênior, além do Teste Horse.

Na categoria Aberta Junior, Décio Talon e ST Oxford Leo (Dash Ta Fame x ST Analeo), de propriedade de Marcio Matheus Tolentino completaram a passada com o tempo de 16s465, conquistando o título de campeões.

A lista completa dos campeões pode ser acessada no site SEQM.

Atendimento veterinário

E não são só as provas que agitam o Parque Clibas de Almeida Prado, em Araçatuba/SP.

Durante o Congresso, a Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Quarto de Milha (ABQM), com foco no bem-estar animal, disponibiliza uma clínica médica veterinária com atendimento aos animais participantes, durante todo o período das provas, desde a entrada no recinto do primeiro animal, até a saída do último.

A estimativa, segundo dados da ABQM, é que mais de 2,5 mil cavalos participam das competições, que vão até o próximo domingo (01).

Todos os anos, a ABQM disponibiliza plantão veterinário 24h, com atendimento clínico geral aos animais, além da possibilidade de realização de exames complementares como radiografia, ultrassonografia, endoscopia e laboratoriais.

“Tudo é feito aqui mesmo. Nós temos os mais modernos aparelhos para diagnóstico e tratamento dos cavalos. Nossa equipe de estagiários é formada por médicos veterinários e estudantes de todo país. É um serviço de extensão, para que vivenciem a prática”, destaca Reinaldo de Campos, médico veterinário da clínica da ABQM, sendo isto possível através de parceria entre a Associação e universidades de medicina veterinária.

Juiz de Bem-Estar Animal e Anti-doping

No Congresso, além do plantão 24h, a ABQM implementou a presença de um juiz de bem-estar animal, médico veterinário, que tem como função assegurar as boas práticas de manejo e garantir o tratamento adequado aos animais antes, durante e depois das provas. Nessa edição, a função é desempenhada pelo médico veterinário e professor universitário Thiago Nitta.

A Associação adota ainda todas as normas sanitárias definidas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e pelo Serviço de Defesa Agropecuária Estadual, garantindo a sanidade e o bem-estar animal nas competições.

Por: Camila Pedroso

Colaboração: Assessoria ABQM

Fotos: Verônica Formigoni

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Categorias

COPYRIGHT © 2021 CAVALUS. TODOS DIREITOS RESERVADOS
ESSE SITE É PROTEGIDO PELO GOOGLE RECAPTCHA
POLÍTICA DE PRIVACIDADE | TERMOS DE SERVIÇO