VeriReal

“Me senti livre, independente e feliz”, diz a paratleta Veri Real após estrear pelo Feminino da ANTT

Pela primeira vez, a jovem correu pela categoria e entrou sozinha em pista, sem a ajuda do treinador, disputando lado a lado com as principais competidoras dos Três Tambores do país

Publicado

⠀em

Albert Einstein já diria: “Não existem sonhos impossíveis para aqueles que realmente acreditam que o poder realizador reside no interior de cada um”. Essa frase nunca fez tanto sentido quanto na vida da paratleta Veri Real. Afinal, mesmo tendo sido desacreditada por médicos que nunca andaria após sofrer uma paralisia cerebral ao nascer, ela deu a volta por cima e, não só conseguiu percorrer com os próprios pés os caminhos da sua vida, como também conseguiu consolidar uma carreira nos Três Tambores, que vai além da categoria Paratambor.

Durante o evento conceito da Associação Nacional dos Três Tambores (ANTT), o ANTT Barrel Show – que aconteceu de 09 a 12 de fevereiro no Haras Raphaela, em Tietê/SP -, Veri Real correu, pela primeira vez, pela Categoria Feminina, ao lado das principais competidoras da modalidade do país, se tornando, assim, uma Estrela ANTT. “Para a maioria das competidoras é mais do que normal estar numa categoria como essa, mas para mim foi um feito e tanto. Me senti livre, independente e feliz. Estar com uma camisa da ANTT tem um peso diferente, uma outra emoção e correr a categoria Feminina, então, foi demais”, celebra a jovem.

Sob a sela do seu baio e fiel companheiro equino, WRA Shady Packin, Veri Real entrou sozinha em pista, sem a presença habitual do seu treinador. “Eu me senti realizada, estar em pista sozinha me deu uma liberdade diferente. além de entrar sozinha em pista, fui sem meu treinador na prova e isso representou uma grande mudança pra mim. Mas nada afetou a minha concentração e confiança. Resolvi passar esse obstáculo também com muita garra, foi tudo diferente, mas graças a Deus e a Nossa Senhora de Aparecida, que estão sempre comigo, venci mais essa etapa”.

Com relação a passada em si, Veri conta que foi muito boa. “Consegui partir em linha reta na mão certa com o meu baio, isso é o mais difícil. Não foi nosso melhor tempo, mas fiz uma pista perfeita. Fiquei muito emocionada depois que corri. É uma nova conquista para a minha carreira e que venham muitas outras . Agradeço a presidência e a diretoria da ANTT, ao meu amigo locutor Daniel Neto e a todos os envolvidos”, finaliza a paratleta.

Por Natália de Oliveira/Cavalus Comunicação Equestre
Crédito das fotos: Divulgação
/Dani Venturini

Mais notícias no portal Cavalus

Três Tambores & Seis Balizas

Veri Real participa do podcast GA Cast

Em um bate-papo emocionante, a paratleta contou um pouco da sua história de superação, que passou por desacreditada por médicos de que nunca andaria à inspiração dentro dos Três Tambores

Publicado

⠀em

Veri Real

A história de superação da paratleta Veridiana Real é destaque do podcast GA Cast, divulgado nesta quinta-feira (19) e apresentado por Helo Arruda. O episódio já está disponível nas principais plataformas de áudio (Spotify, ApplePodcast, Deezer e Amazon), bem como no YouTube.

Na ocasião, Veri Real, como é conhecida, contou como mudou regras, quebrou barreiras e fez história. Afinal, de desenganada pela medicina ela virou inspiração. Por ter nascido com paralisia cerebral de nível motor dois, ela ouviu de muitos médicos que nunca andaria. Contudo, com o apoio fundamental e imprescindível da mãe, Andrea Real, ela decidiu não aceitar os diagnósticos médicos que lhe foram dados e foi à luta para escrever um novo rumo para a sua vida.

Hoje Veri Real se orgulha em ter se tornado uma paratleta da modalidade dos Três Tambores, a primeira da Associação Brasileira dos Criadores do Quarto de Milha (ABQM). Durante o epísódio do podcast GA Cast, Veri contou como teve a ideia de criar a categoria Paratambor nos Três Tambores, que mobilizou a Associação com sua causa e, assim, lhe garantiu o título de embaixadora da modalidade.

Veri também contou sobre as competições das quais participou, sobre a sua forte ligação com os cavalos, como lida com seu treinador, sua inesgotável vontade de vencer e muito mais. Para conferir o episódio na íntegra, clique no link a seguir: https://www.youtube.com/watch?v=1RhIlPnYi50

Acompanhe a Veri Real pelo site, Instagram e Facebook VeriReal.

Por: Equipe Cavalus Comunicação

Fotos: Arquivo

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Geral

Veri Real fecha ano de 2019 superando suas limitações

Publicado

⠀em

Veri Real marca menor tempo de um paratleta nos Três Tambores

Competidora paratleta enfrentou todos os obstáculos na busca de seus sonhos e, com isso, se arriscou em novas modalidades

Sem dúvidas, 2019 foi um ano de muitas emoções e realizações para a competidora paratleta de Três Tambores Veri Real. Ainda mais porque foi marcado, mais uma vez, pela superações de marcas pessoais da atleta.

Em primeiro lugar porque ela recebeu o prêmio de Destaque do Ano da Associação Brasileira de Criadores do Cavalo Quarto de Milha (ABQM). A premiação aconteceu durante o Awards 2019, um evento cheio de glamour e que contou com a presença do cantor Sorocaba.

Contudo, os bons resultados em 2019 não param por aí. Na maior prova de Três Tambores do Brasil, a paratleta se realizou competindo com as melhores amazonas. Dessa forma, encerrou a categoria Feminino como ‘all concur’, sendo aplaudida por todos por sua determinação.

Veri recebendo o prêmio do Awards ao lado da mãe, Andreia

Sobretudo, após muitos percalços, Veri Real conseguiu um cavalo que fosse o ideal para ela. Trata-se do WRA Shady Packin, comprado através de um leilão feito com doação de coberturas de grandes garanhões dos Três Tambores.

Ela ainda foi além, desafiando suas habilidades. Afinal, Veri Real se apresentou também na modalidade de Rédeas, em uma prova do Núcleo Anhanguera de Rédeas.

Semelhantemente, a atleta também decidiu se arriscar nas  Seis Balizas, durante a Copa Brasil da Associação Brasileira dos Treinadores de Tambor e Baliza (ABTB), com uma bela passada fez o percurso completo sem penalidades.

Veri na pista de Rédeas

Antes de mais nada, Veri Real participou de todas as etapas da Copa Victory Fly e ganhou a fivela do Campeonato, além da nova temporada a categoria paratleta ter sido premiada em dinheiro.

Gratidão

Sem dúvidas isso fez com que ela se sentisse mais viva e as diferenças ficaram menores entre os paratletas e os outros competidores, valorizando-os.

“Eu sou muito agradecida porque as pessoas me enxergaram como uma pessoa normal que eu acho que sou! Fiz muito mais amizades  e tive o carinho e reconhecimento de competidores e profissionais do cavalo que nem imaginava um dia ter”, expõe Veri .

Veri participou de todas as etapas da Copa Victory Fly

Ela também teve uma grata surpresa ao ganhar um presente que nunca irá se esquecer. “ Foi muito emocionante. O  Cicinho  Varejão sempre me apoio e ajudou no que pode. Quando ficou sabendo do meu sonho de chegar do tempo na casa dos 17 segundos,  me mandou o AMIGO TIMES , um potro maravilhoso e me falou com esse você dará os 17! Gratidão por tudo!”, completa  a paratleta.

Leia mais notícias no portal Cavalus

Por fim, para encerrar o ano, Veri Real baixou seu tempo 23,883, uma marca e tanto, batida na pista do Rancho Mariana. E agora os projetos para 2020 são muitos.

“Aproveito para agradecer a todos que torceram por mim, meus patrocinadores e toda família do Cavalo, por todo carinho. Em especial minha mãe Andrea que não mede esforços para me ajudar em tudo na vida e minha vó Marisa, minha fã numero 1. “, finaliza.

Veri Real tem o patrocínio de: Organnact, Clinica Prianti High Perfomance, Cutter Jeans, Supra, Selaria São José, Goyazes, GA Western Store, Protec Horse, Portal Cavalus, UNIFEOB, Brenne Horse, Design Bordados, Miss Country e Fenos Morganti.

Por Verônica Formigoni
Crédito das fotos: Arquivo Pessoal/Veri Real

Continue lendo

Categorias

COPYRIGHT © 2021 CAVALUS. TODOS DIREITOS RESERVADOS
ESSE SITE É PROTEGIDO PELO GOOGLE RECAPTCHA
POLÍTICA DE PRIVACIDADE | TERMOS DE SERVIÇO