Cinema

Rodeo Girl

Publicado

em

Forçada a passar o verão no rancho de seu pai, uma adolescente se liga a seu cavalo e descobre desafios nunca antes imaginados

Rodeo Girl, de 2016, é um longa-metragem estrelado por Kevin Sorbo, Sophie Bolen e Derek Brandon. Conta a história de uma jovem garota e seu cavalo enquanto eles fazem a transição do estilo inglês para as provas de Três Tambores.

Priscilla, de 14 anos, vive uma vida de luxo em seu colégio interno na Nova Inglaterra. Acima de tudo, entre suas atividades, aulas diárias de equitação em seu cavalo de Salto, Lucky Lad. Porém, sua vida dá uma reviravolta quando é enviada para viver com Duke, seu pai cowboy em Michigan durante o verão.

Um pai que ela não via desde 1 ano de idade. Ou seja, um homem de quem ela não se lembra e de quem não tem notícias há anos. O lado bom da viagem é que ela pode levar seu cavalo. Em princípio, Priscilla não gosta da ideia. Mas tudo muda quando ela descobre o rodeio.

Em Rodeo Girl, forçada a passar o verão no rancho de seu pai, uma adolescente se liga a seu cavalo e descobre desafios nunca antes imaginados

Assim, ao longo de Rodeo Girl ela logo troca sua sela inglesa por uma western. Ao mesmo tempo em que coloca Lucky Lad para aprender a correr Três Tambores.

Duke e Priscilla aprendem muito um sobre o outro nesse meio tempo. Ela foi treinada em cavalos de Salto e seu pai mora em uma área onde as pessoas adoram rodeios. Fato que os ajuda a encontrar um terreno comum. Dessa forma, com esse contato, podem se conhecer melhor.

Com os treinos, a adolescente chega ao Youth Nationals Finals. Contudo, as cenas foram filmadas All American Quarter Horse Congress de 2015, em Ohio. No rodeio final, para encerrar com uma mensagem positiva, o filme mostra que ela consegue um tempo nunca antes alcançado e vence.

Fonte: IMDb, Dove.org, Finance.yahoo

Veja mais da editoria Cinema no portal Cavalus

Comentar com o Facebook

Cinema

Nico, o Unicórnio

Em Nico, o Unicórnio, um menino de 11 anos de idade luta para lidar com uma deficiência, ao mesmo tempo que encontra um pônei que dá à luz um unicórnio que vira seu amigo

Publicado

em

Nico, o Unicórnio, é o nome de um livro de ficção juvenil de 1996. Um romance popular para jovens adultos. O filme, de mesmo nome, foi adaptado para o cinema de 1998. Ademais, o livro foi escrito por Frank Sacks, que também escreveu o roteiro do filme. A película para as telonas foi dirigida por Graeme Campbell.

Então, no enredo de Nico, o Unicórnio, Billy passou por um acidente que resultou em ferimentos permanentes na perna. Um motorista bêbado matou seu pai e quase tirou a vida do menino de 11 anos. Billy e sua mãe Julie se mudam de Boston para uma nova cidade na zona rural de Vermont na esperança de escapar das más lembranças do acidente.

Em Nico, o Unicórnio, um menino de 11 anos de idade luta para lidar com uma deficiência quando encontra um pônei que vira seu amigo

Billy vive sua nova vida enquanto tenta fazer amigos. Assim, ele e a mãe visitam o Starlight Circus, um circo já decadente, na tentativa de distraírem-se. Lá ele conhece um pônei abandonado e a leva para casa. Surpreendentemente, esse pônei fêmea dá à luz um unicórnio, que Billy coloca o nome de Nico. Posteriormente, o pônei é morto por um leão da montanha ao defender a cria.

Dessa forma, o menino sabe que precisará fazer o que puder com seu segredo para proteger seu novo amigo. Nico, o unicórnio, parece ter poderes mágicos. Muitas aventuras pelas montanhas acontecem na sequencia das cenas.

Kevin Zegers faz Billy Hastings. No elenco ainda Anne Archer (Julie), Michael Ontkean (Tom Gentry), Pierre Chagnon (Ben Willett), Elisha Cuthbert (Carolyn Price). Amigos e desafetos que o garoto faz ao longo do filme. As filmagens aconteceram em Eastern Townships do Canadá.

Assista ao trailer:

Fonte: Imdb

Veja mais da editoria Cinema no portal Cavalus

Comentar com o Facebook

Continue lendo

Cinema

Spirit Riders

Publicado

em

O filme de 2015, escrito por David Wilson e dirigido por Brian T. Jaynes, conta mais uma história de amor entre uma menina e um cavalo

Em Spirit Riders, uma adolescente rebelde é presa e sentenciada a um campo de terapia equina. Dessa forma, ela estabelece uma conexão com um puro-sangue espirituoso que tem contato no local. Logo depois, com a ajuda e orientação do proprietário do rancho, ela passa a treinar o cavalo.

Kacie (Alexandria DeBerry) é pega ajudando seu namorado a roubar medicamentos prescritos. Então, como punição, é enviada para trabalhar no acampamento de cavalos Spirit Riders. O local é utilizado como alternativa ao centro juvenil. A menina fica furiosa por ter que passar seus dias limpando baias. Sobretudo, ter que ajudar no trabalho com campistas com necessidades especiais.

O filme Spirit Riders, escrito por David Wilson e dirigido por Brian T. Jaynes, conta mais uma história de amor entre uma menina e um cavalo

Desse modo, ninguém escapa das criticas da adolescente. Rex (Lance Henriksen), o dono do acampamento, a convence a ajudá-lo no treinamento de um dos cavalos. Trata-se de Blaze, um animado ex-cavalo de corrida puro-sangue. À medida que Kacie e o cavalo começam a formar um vínculo forte, ela começa a ver que talvez possa fazer algo de si mesma.

Assim como em outros enredos, Spirit Riders mostra como qualquer pessoa pode transformar o lado que pensam ser ruim em suas vidas. Ela precisa lutar para não deixar sua vida familiar conturbada e o namorado ladrão atrapalharem. Os clichês do filme, acima de tudo, não tiram o brilho da emoção dessa conexão de Kacie com o cavalo.

De fato, Kacie aprende os mecanismos de enfrentamento para lidar com o luto, uma vida familiar difícil e a pressão dos colegas. Lições que são inegavelmente valiosas para públicos pré-adolescentes. Sem contar na relação doce dela com Mike, um dos campistas com síndrome de Asperger.

Assista ao trailer:

Fonte: Commonsensemedia

Veja mais da editoria Cinema no portal Cavalus

Comentar com o Facebook

Continue lendo

Cinema

Ostwind 3: Aufbruch nach Ora

Publicado

em

Um filme de 2017 que fecha a série Ostwind dessa produção alemã

Mika e seu cavalo Ostwind viajam agora para a Andaluzia, na Espanha. Acima de tudo é lá onde ela espera encontrar as raízes de seu amado cavalo selvagem. Ostwind e Mika pertencem um ao outro, não importa o tamanho do oceano que os separa, suas aventuras são como conexões mágicas. De tal sorte que acabam como uma maldição e uma bênção.

Na terceira parte de Ostwind, Mika parte com seus cavalo selvagem em uma ação noturna. Chegam a Andaluzia, a casa de Ostwind, na Hacienda Monte Sabino, e descobrem a família dele. Assim, Mika fica maravilhada ao ver que vivem em uma manada, diversos cavalos ao redor da fonte de água de Ora.

Ostwind 3: Aufbruch nach Ora. Um filme de 2017 que fecha a série dessa produção alemã. Conta mais uma aventura de Mika e seu cavalo Ostwind

Mas Ora e a manada de cavalos estão ameaçados, então eles enfrentarão um novo grande desafio. Ao lado de Ostwind, Mika busca salvar a cidade de uma aquisição hostil, da mesma forma que livram os animais de um treinador sem escrúpulos.

Hanna Binke faz o papel de Mika. No elenco ainda Amber Bongard (Fanny), Jannis Niewöhner (Milan), Marvin Linke (Sam), Cornelia Froboess (Maria Kaltenbach), Tilo Prückner (Sr. Kaan), Lea van Acken (Samantha), Thomas Sarbacher (Pedro), Nicolette Krebitz (Tara).

No primeiro Ostwind, Mika era uma adolescente rebelde que se apaixonou por cavalos durante as férias, uma afinidade que mudou sua vida para sempre. Com a finalidade de ajudar a escola de equitação da cidade da avó, no filme dois Mika treina Ostwind para uma competição. Eles não vencem a prova, mas a escola é perdoada da dívida e não decreta falência. Em suma, toda a sequência é recheada de aventuras e descobertas.

Assista ao trailer:

Fonte: Filmow e Amazon
Crédito das fotos: AdoroCinema

Veja mais da editoria Cinema no portal Cavalus

Comentar com o Facebook

Continue lendo
X
X