Geral

Como iniciar as crianças nos Três Tambores para criar competidores atualizados

Claudia Ono fala em sua coluna sobre os alertas para iniciar uma criança nos Três Tambores

A melhor coisa em um esporte, como Três Tambores, por exemplo, é começar ainda criança. Só aí já existe uma vantagem competitiva. O problema é que muitas vezes falta base de equitação na iniciação.

Semana passada fiz uma Live e enviaram uma pergunta: “Como iniciar crianças nos Três Tambores para garantir resultados melhores?” Respondi: “As crianças devem começar as suas vidas sólidas em dois pilares”.

São eles:

1- Ganhar equitação de qualidade voltada para a velocidade

Correr Três Tambores exige habilidades apropriadas para a velocidade. Por isso, lembramos que em velocidade estarão não apenas as retas, mas também desaceleração abrupta para os giros e os giros em si.

Então, duas coisas são essenciais:
-assento firme e fundo para garantir estabilidade e firmeza nos giros;
-visão clara sobre a movimentação do cavalo, para que saiba como contribuir ao invés de interferir negativamente.

LEIA TAMBÉM

Claudia Ono fala em sua coluna sobre os alertas para iniciar uma criança nos Três Tambores. A melhor coisa é começar ainda criança

2- Respeito pela natureza equina

Praticamente todos os problemas nos Três Tambores acontecem pela falta de conhecimento sobre a natureza equina.

Dessa forma, quando não se sabe como os cavalos interagem com o meio e reagem aos estímulos, fica muito fácil dar comandos equivocados e gerar a desconexão na comunicação. Sem dúvida, essa é a base dos problemas comportamentais na pista.

Porém, quando existe o conhecimento sobre a natureza dos cavalos é possível ver sob a ótica deles e agir de forma assertiva. Assim, incluir esses dois pilares no treinamento das crianças não é nada complicado. Elas já possuem uma predisposição à comunicação com o cavalo.

Mas, o que acontece na maioria dos casos é que os exemplos são ruins. É normal que crianças queiram copiar seus heróis.

No final de semana, duas crianças passaram o dia com um ‘domador’ aqui próximo a minha casa. De manhã eram crianças normais que só queriam brincar com os cavalos e bezerros. Enquanto no final do dia eram duas cópias desse ‘domador’. Berravam insultos contra os cavalos e munidos com varas, batiam nos bezerros.

Então, se deseja pequenos competidores hábeis, respeitosos e livres de problemas no percurso, procure por um treinador que seja um exemplo nesses aspectos. Antes de mais nadam procure por alguém que seja capaz de construir essas habilidades nas crianças.

O relacionamento entre cavalo e cavaleiro pode ter benefícios maiores do que correr com tempos baixos. Por isso, mais um motivo para garantir que ele seja o mais rico possível.

Por Claudia Ono
Três Giros
Crédito das fotos: Reprodução/Facebook

Veja outras notícias no portal Cavalus

X