A semana em que se comemora a independência dos Estados Unidos é importante para quem disputa o campeonato mundial de rodeio

Em tempos normais, a correria é grande para ir de uma etapa para outra na PRCA. Na semana do Cowboy Christmas as viagens e participações aumentam. Com isso, cresce a chance de pontuar para o ranking mundial. Por esse motivo, todos os que desejam melhorar sua classificação ou apenas embolsar alguns dólares a mais, se dedicam e se preparam para esse período semana especial.

Foram cerca de 40 etapas, e dependendo da estratégia de cada um, participação em mais de um rodeio por dia. A maratona é grande. É preciso chegar em uma etapa, descarregar os cavalos, fazer todos os preparativos, esperar a vez de correr, carregar o trailer e já pegar estrada novamente para repetir todo o processo. Conquistar alguns dólares nessa altura da temporada pode fazer a diferença.

O brasileiro Junior Nogueira, que disputa o campeonato mundial no laço pé, está comemorando os US$ 13.922,00 que ganhou ao pontuar em cinco etapas no Cowboy Christmas. Sua posição no ranking mundial da PRCA subiu também e ele agora é o sexto melhor do mundo com US$ 52.663,46.

Junior Nogueira
Kaleb Driggers e Junior Nogueira

Em Oakley City, Utah, de 3 a 6 de julho, durante o Oakley Independence Day Rodeo, Juninho e seu parceiro Kaleb Driggers dividiram o prêmio de primeiro lugar com Cody Snow e Wesley Thorp. Cada dupla laçou em 3s8 e cada laçador somou US$ 4.852,00. No Molalla Buckeroo Rodeo, que aconteceu em Molalla, Oregon, de 1° a 4 de julho, o brasileiro e seu parceiro ficaram em segundo lugar, cada um somando US$ 2.770,00 por um boi de 4s5.

Em Belle Fourche, South Dakota, no Black Hills Roundup, de 3 a 6 de julho, a dupla foi premiada com o terceiro lugar. Marcaram 4s9 e cada um somou para o ranking US$ 3.557,00. Empatados com Aaron Tsinigine e Patrick Smith, Garett Chick e Ross Ashford, Juninho e Kaleb pontuaram em Red Lodge, Montana. Marcaram 4s5 para ficar, cada um, com US$ 1.131,00, no Home Of Champions Rodeo, realizado de 2 a 4 de julho.

Juninho e Kaleb também empataram na classificação final de um dos mais tradicionais rodeios do circuito. Em Cody, Wyoming, de 1° a 4 de julho, ficaram em oitavo lugar. O Cody Stampede comemorou 100 anos em 2019 e o brasileiro também pode participar da festa ao laçar em 5s2 e somar US$ 1.612,00.

Keyla e Marquinhos em Saint Paul, Oregon

A brasileira Keyla Polizello Costa conquistou um sétimo lugar suado na semana passada. Marcou 17s50 para somar US$ 835,00 no Eugene Pro Rodeo, em Eugene, Oregon, que aconteceu de 3 a 6 de julho. O ranking de três tambores mostra Keylinha em 136° lugar no momento, com US$ 5.327,00 em ganhos. “Sempre que eu consigo conquistar alguma premiação e pontuar, reforço como estar aqui é um sonho e como é difícil no meio de tantas feras”, contou ela.

Marcos Alan Costa não teve sorte como Juninho e Keyla e não pontuou. Desceu um pouco, é o 31° do ranking no momento, com US$ 29.162,26. Mas a batalha segue até setembro, quando fecha a janela de classificação para a National Finals Rodeo.

Até lá, a estrada é a morada de milhares de cowboys e cowgirls que decidiram levar a vida entre um rodeio e outro. Mesmo que os resultados não tenha sido como esperado, logo tem a próxima etapa, que no caso é Casper, Wyoming, uma das grandes essa semana..

Cody Stampede acontece no 4 de julho há 100 anos

E por falar em tradição e etapas clássicas, Caleb Bennet marcou um recorde ao participar do Cody Stamped esse ano. Foi um dos melhores momentos da modalidade bareback em toda a história da PRCA. O atleta venceu a etapa ao marcar 93.5 pontos em Gun Fire, da Frontier Rodeo’s, e embolsar US$ 9.842,00. Isso porque pouco tempo antes, Orin Larsen, tinha marcado 93 pontos já fazendo história

O recorde de Larsen durou dois dias, até que Bennet chegou a Cody. Apenas quatro outros atletas na história da PRCA marcaram 94 pontos: Wes Stevenson (2002), Will Lowe (2003), Ryan Gray (2009) e Tilden Hooper (2010). Bennet, 30 anos, já tinha montado em Gun Fire e vencido o rodeio de Spanish Fork, Utah, com 87 pontos na ocasião. Quando soube que ia ter nova oportunidade, nunca imaginou um desfecho como esse.

Caleb Bennet em Cody 2019

O atleta de Corvallis, Montana, agora tem US$ 78.200,50 no ranking mundial do bareback riding e é o sexto colocado. Também venceram em Cody: steer wrestling – Clayton Hass (3s8); team roping – Lane Ivy/Cesar de la Cruz (4s5); saddle bronc riding – Dawson Hay e Jake Wright (89.5 pontos); tie-down roping – Reese Riemer (8s2); barrel racing – Carly Taylor (17s04) e bull riding – Parker Breding (92.5 pontos).

Por Luciana Omena
Fonte: PRCA
Fotos: Cedidas/Arquivo Pessoal

Escreva um comentário