Conformação

Conformação comemora sucesso de 2018 com prova pela LINCC

Publicado

⠀em

Foi a última prova do ano, dias 1° e 2 de dezembro, mantendo bons números e lançando novidades

A Liga Nacional do Cavalo de Conformação vem há cerca de cinco anos fomentando a modalidade. O objetivo inicial era fazer renascer a Conformação no Brasil. Com tudo que a Liga faz desde que foi lançada, a aceitação é muito boa por parte de todos que vivem esse mundo. Não demorou muito para que os dirigentes observassem o crescimento.

“O ano de 2018 foi um ano muito importante para a Conformação. Tivemos a consolidação da LINCC e um crescimento considerável. Principalmente pela união das três raças, o Quarto de Milha, o Appaloosa e o Paint Horse. Alguns novos proprietários entrando e levando animais para competir”, analisa Erico Franciscato Braga, vice-presidente da LINCC.

Ele reforça que toda a diretoria percebeu um crescimento de mercado até fora do Estado de São Paulo bem importante. “Fora isso, a qualidade dos animais também está crescendo. Nessa última prova, tivemos todas as categorias com um número bem interessante de animais. Inclusive, a categoria Fêmeas de um ano contou com 11 potras em pista, número muito, muito bom”.

Os julgamentos foram realizados por Kevin Hood, juiz americano, nas categorias Abertas, e Ricardo Lopes, juiz brasileiro, para as classes de Amadores. “Os dois julgamentos foram bem semelhantes e os resultados importantes tanto para LINCC, quanto para as associações de raça que oficializam as provas da LINCC”, completou Eriquinho.

Acute

Um dos destaques da prova foi o 4° Futurity LINCC, uma prova que tem um formato diferente. Érico explica que para competir nessa categoria, os produtos são inscritos antes de nascer, ainda no ventre das mães. É a aposta do criador no cruzamento e genética que ele escolheu para aquele nascimento, que ele já nomina antes mesmo do potro ‘cair’ no chão.

“Portanto, nesse formato, há uma formação de bolsa. Esse ano, para a Geração 2017, reunimos R$ 16.000,00 para premiar machos e fêmeas. Então somente esses potros que foram inscritos no ventre podem competir”, explicou o vice-presidente. E os campeões desse ano foram Acute, na categoria Fêmeas, e Heza Little Coolest, no Machos, ambos filhos de Acoolest.

Além da categoria Futurity, aconteceram julgamento nas categorias Aberta e Amador Machos e Fêmeas, para cavalos de dois anos ou mais. E também a categoria Colors Machos e Fêmeas. A etapa da LINCC que encerrou 2018 aconteceu dias 1° e 2 de dezembro, no Parque da EMAPA, em Avaré/SP. No sábado, além das provas, churrasco de confraternização e Prêmio Melhores do Ano LINCC.

O Parque de Exposições Dr Fernando Cruz Pimentel, em Avaré/SP, esteve movimentado nesse final de semana. Além dessa etapa da LINCC, aconteceram também provas do Campeonato Nacional e Potro do Futuro da ABCPaint e a tradicional Exposição Municipal Agropecuária de Avaré, em sua 50ª edição.

Por Equipe Cavalus
Colaboração: Analucia Araújo
Fotos: Stanlay Miranda

Conformação

Encanto da Conformação é a beleza e o equilíbrio do animal

No Halter, ou Conformação, os cavalos entram na pista puxados pelo cabresto e são julgados pela sua conformação e adequação como reprodutores

Publicado

⠀em

A Conformação, antes de mais nada, compreende a comparação entre animais da mesma raça, divididos em classes segundo sexo e idade. Observar-se, portanto, apenas o equilíbrio estrutural e as características morfológicas próprias de cada raça. Os concursos da modalidade têm ainda a finalidade de orientar os criadores sobre o tipo de animal que estão produzindo e estimular a criação racional.

Então, podemos dizer que a evolução das raças começa com a Conformação. Antes de mais nada, é uma modalidade equina que avalia a estrutura óssea, a musculatura e as proporções do corpo de um cavalo em relação uns aos outros. Ou seja, a ideia é destacar animais que chegam o mais próximo possível das características ideais de cada raça.

Em outro ponto, a conformação de um cavalo também elege um exemplar equilibrado para uma determinada função, como por exemplo, destinado a alguma modalidade específica. Às vezes, devido a sua conformação, se dá melhor em Salto que no Tambor; ou na Apartação do que na Corrida. Claro que, nem sempre, os melhores exemplares têm formas perfeitas.

E se você pensa que é fácil, só puxar cavalo e pronto, se engana. Em todas as categorias, exige-se que os cavalos sejam meticulosamente preparados antes de entrar na pista. Treino de posicionamento correto levando em conta o estilo da raça em questão. Ensinar como andar e trotar sob comando em um padrão ou linha designada. Com toda a certeza, apresentar um cavalo de Conformação requer muito preparo.

Cuidados ainda com a aparência no dia da prova. Cascos, crinas e caudas brilhando; pêlo impecavelmente aparado. São muitos os recursos que os apresentadores se utilizaram para entrar na pista com a melhor preparação possível. Do mesmo modo que nas provas de velocidade ou trabalho, a expectativa nas de conformação é a mesma: quem será o campeão?

No Halter, ou Conformação, os cavalos entram na pista puxados pelo cabresto e são julgados pela sua conformação e adequação como reprodutores

História

Antigamente se competia para ver qual era o cavalo mais bonito e morfologicamente perfeito. A Conformação não é uma competição de grandes massas, mas é extremamente importante para o mundo do cavalo.

No início, o padrão dos animais era diferente do que se busca hoje: quanto mais grosso e forte melhor o animal. O cavalo moderno, no entanto, deve seguir em primeiro lugar o Equilíbrio (simetria); depois Sexualidade (machos com cara de machos e fêmeas com cara de fêmeas); em seguida Aprumo; e por fim Musculatura. Houve uma inversão, portanto, nos valores, já que o primeiro quesito no passado era a Musculatura.

No Brasil a modalidade se desenvolveu com a vinda de alguns reprodutores dos Estados Unidos nos anos 80, quando se especializou. Podemos citar a raça Quarto de Milha como exemplo. Animais como The Aquarian, Dreaming Jet, Mr. Par Three. Em seguida, Pretty Sonny Dee e Feature Ferrari, que foi um grande divisor de águas em 1989. Outros como Mr First Class, Mr Array, Chavalero e Impressive Royal, esse último já criação nacional.

HYPP

Nos anos 90 a Edge Wood Farms exportou para o Brasil um lote de animais muito bons. Com a chegada deles, um grande problema: a HYPP – Doença da Paralisia Periódica por Hipercalemia (Hyperkalemic Periodic Paralysis Disease). Uma doença muscular causada por uma deficiência genética hereditária. Observava-se altos índices de potássio em animais com essa doença.

Cavalos com HYPP sofrem ataques imprevisíveis de paralisia, os quais, em muitos casos, leva ao colapso e morte súbita. A causa da morte usualmente é por parada cardíaca e falência respiratória.

Caracteriza-se a doença por episódios intermitentes de tremores musculares manifestados por contrações e fraqueza muscular localizada ou generalizada. Ocasionalmente, acompanhados por barulhos respiratórios resultantes de paralisia dos músculos das vias aéreas superiores (laringe e faringe).

Em casos de ataques moderados, os tremores musculares podem ser tão discretos que só são detectados por um clínico experiente realizando eletromiografia. Animais homozigotos podem apresentar crises diárias e são mais afetados do que animais heterozigotos, os quais podem ser assintomáticos. Durante um tempo a falta de informação prejudicou o mercado de animais com linhagem de Conformação.

É possível conviver bem com cavalos positivos. Mas isso não quer dizer que não há preocupação no s cruzamentos entre animais positivos. Estudo e conhecimento valem muito para quem está nesse negócio.

Fonte: Wikipedia
Crédito da foto de chamada: Divulgação/Appaloosa Horse Club

Veja mais notícias da modalidade Conformação no portal Cavalus

Continue lendo

Conformação

Conformação e Performance Halter ganham força no Quarto de Milha

Publicado

⠀em

Modalidades revelaram os mais novos campeões nacionais da raça em Araçatuba/SP

A modalidade Conformação teve crescimento de 5% em relação ao Campeonato Nacional do ano passado. As provas foram realizadas no dia 20 de julho, na Arena Wrangler, pista de grama do Parque de Exposições Clibas de Almeida Prado e as estrelas foram Acute e Heza Little Coolest.

Potra de um ano de idade, Acute (Acoolest x Ima Cool Set, por Spectacle Illusion), sagrou-se a Grande Campeã Aberta e Amador do 37º Show AQHA. Apresentada por seu criador e proprietário, o bauruense Érico Franciscato Braga, Acute (foto) brilhou também como campeã este ano durante o 29º Congresso.

Érico Braga representa o Haras Prata, premiados no último ABQM Awards como Melhor Reprodutor, Melhor Macho, Melhor Competidor Amador, Melhor Proprietário e Melhor Criador. Cinco troféus no total. “O ano de 2018 foi um ano muito importante para a Conformação”. Tem tudo para que eles subam no pódio novamente na premiação de 2019.

Os troféus conquistados pelo potro Heza Little Coolest foram levados para Londrina

A Reservada Grande Campeã, Classes Aberta e Amador – dois anos, foi Little Coolest (Acoolest x Little Discipline, por Self Discipline), de criação e propriedade de Nelson Alfredo Ribas Bolduan, que foi apresentada por Eduardo Paulo Ribas Bolduan, ambos da capital paranaense Curitiba.

Pelos machos, o título de Grande Campeão Aberta e Amador pela AQHA foi Heza Little Coolest (Acoolest x Little Discipline, por Self Discipline), potro de um ano, sendo apresentado por Lenilson de Souza. Ele é de propriedade do também paranaense Luiz Henrique Messas e da criação de Nelson Bolduan.

Lenilson conduziu também o Reservado Grande Campeão, Aberta e Amador, HMA Acoolest Securit (Acoolest x PF Playgirls Delight, por Playgirls Conclusion). Esse potro de dois anos é de propriedade e criação de Marcelo Gouveia Frauzino Pereira, de Goiânia/GO.

Uma Lady Chusher G com Camilla Ferreira e Lo Ferreira

A diversificação de habilidades e beleza deram a tônica na modalidade Performance Halter. Na categoria Aberta e na Amador, pelas fêmeas destacou-se a zaina de sete anos Uma Lady Chusher G (VF The Rock Crusher x Humaita Objetivo G, por Objetivo SKR), apresentada por Camilla Rosário Ferreira.

“Muito feliz sair de Araçatuba como campeã Aberta e Amador no Performace Halter fêmeas com a Uma lady Crusher G. Ela que já é pontuada em Três Tambores, se provaou com toda sua beleza, morfologia e aprumos impecáveis!”, contou Camilla em seu Instagram.

Uma Lady possui 105 pontos na ABQM e é campeã nos Três Tambores, com Registro de Mérito Superior pela classe Aberta. Égua da criação e propriedade de Geraldo Alves Ferreira Filho. Na categoria Jovem venceu a égua baia Missin Luma (Missin James x Lynx Pine SRP, por Mister Slydun Pine), apresentada por Rodrigo Terra da Costa Pulzatto, sendo da criação e propriedade de seu pai, o paranaense Sérgio Ricardo Pulzatto.

Entre os amadores, Joice Peres venceu com ST Tip Tip

Ela totaliza 214 pontos em provas de Laço Cabeça e detém o Registro de Mérito Superior na categoria Amador. Entre os machos, o destaque vai para ST Tip Tip (Fishers Fly x ST Tapioca, por Hobby Top Cody), que foi apresentado por Matheus Machado Costa, vencendo a Aberta, e por Joice Biernaski Bueno Peres, ganhando o título de campão na Amador.

Esse tordilho nascido em agosto de 2010 é propriedade de Carla Biernaski Bueno e da criação do Dr. Marcio Matheus Tolentino. Com 224.25 pontos em provas, ST Tip Tip possui Registro de Mérito Superior nas classes Aberta e Amador, exibindo vários títulos de campeão nos Três Tambores.

Na Aberta Castrado levou o troféu Arizona Top Tip CB (ST Tip Tip x Jay Son Top ZD, por Top Firewater) na apresentação de Matheus Machado Costa. De criação e propriedade de Carla Biernaski Bueno, esse baio amarilho possui Registro de Mérito na Aberta e 29.25 pontos em provas de Três Tambores.

Pela Jovem, Rodrigo Pulzatto apresentou Missin Luma

Na Aberta Castrado levou o troféu Arizona Top Tip CB (ST Tip Tip x Jay Son Top ZD, por Top Firewater) na apresentação de Matheus Machado Costa. De criação e propriedade de Carla Biernaski Bueno, esse baio amarilho possui Registro de Mérito na Aberta e 29.25 pontos em provas de Três Tambores.

Pela Amador Castrado, o pódio foi para Laredo Cash (Missin James x Baby Question WP, por Dont Question It), apresentado por seu proprietário e criador Ricardo Pulzatto. Esse alazão de 2008 possui Registro de Mérito Superior na Amador e acumula 133.25 pontos em provas de Laço Cabeça e Ranch Sorting.

Enquanto na Conformação, os juízes avaliam animais que são preparados especificamente para as provas de morfologia, valendo equilíbrio e aprumos perfeitos. No Performance Halter entram em pista animais de provas de velocidade, boi ou rédeas parar mostrar suas habilidades também na composição morfológica.

Resultados completos: www.seqm.com.br.

Colaboração e Fotos: ABQM

Continue lendo

Conformação

Os mais pontuados de 2018 da raça Quarto de Milha na Conformação

Publicado

⠀em

O garanhão Acoolest foi destaque, assim como Érico Franciscato Braga

A festa dos melhores do ano do Quarto de Milha aconteceu dia 21 de fevereiro em São Paulo. No Espaço das Américas, a ABQM premiou atletas, cavalos, cavaleiros, criadores e proprietários do Ranking Geral e do ranking de cada uma das modalidades, pelo 12° ABQM Awards. Nomes foram imortalizados no 9° Hall da Fama e homenagens especiais foram feitas à representantes da raça.

Na Conformação, o destaque foi o Haras Prata, pelos prêmios de Melhor Reprodutor, Melhor Macho, Melhor Competidor Amador, Melhor Proprietário e Melhor Criador. Cinco troféus no total. “O ano de 2018 foi um ano muito importante para a Conformação”. O Haras também recebeu prêmios na modalidade Corrida: Criador, Reprodutor, Reprodutora e Animal.

Erico e Eriquinho Braga (direita) comemoram resultados da temporada

Melhor Reprodutor de 2018, com 67 pontos, o garanhão Acoolest vem de uma linhagem consagrada, em pista e na reprodução. Adquirido pelo Haras Prata em 2014, veio para engradecer ainda mais o plantel do nacional na modalidade. Heptacampeão de Conformação, provados nos Estados Unidos, teve sua primeira geração no Brasil estreando em 2016.

“A escolha de Acoolest nos Estados Unidos não foi difícil. Além de vir de uma família de campeões mundiais, tendo como seu pai Coolest, um dos maiores produtores da história da Conformação nos Estados Unidos, e sua mãe Attest, tricampeã mundial, Acoolest teve uma campanha vitoriosa, onde conquistou sete vezes o mundial”, conta Erico Franciscato Braga, do Haras Prata.

Mad Desire Vic

Mad Desire Vic, seu filho com Sierra Go, é o destaque da sua reprodução no Brasil, o maior pontuador em provas de Conformação pela ABQM. Por uma temporada vitoriosa, o animal, pertencente ao Haras Prata, ficou com o Awards de melhor Macho, 20,75 pontos. Nas outras três comendas, o Haras levou de melhor Proprietário, 38,25 pontos; Criador, 30 pontos; e Competidor Amador, 28,75 pontos.

Mostrando toda sua beleza nas pistas e somando o maior número de pontos da última temporada (25), o título de Melhor Reprodutora ficou com a égua castanha Little Discipline (Self Discipline x Little Danya), do curitibano Nelson Alfredo Ribas Bolduan. O troféu de Melhor Fêmea, marcando 16,5 pontos, foi para Genuine Celebration (Self Discipline x The Gem Sacred), do paulistano Ovídio Vieira Ferreira.

Lenilson de Souza

A família Varallo levou para sua cidade o troféu da categoria Amazona, representada por Juliana Vieira Salles, com 1,5 pontos. Já entre os apresentadores da classe Aberta, com 29 pontos, Lenilson de Souza subiu ao palco para receber o prêmio. Aos 42 anos, Lenilson comemorou muito o fato de ser o melhor no ranking 2018 da ABQM em Conformação. Nascido em Jacarezinho/PR, hoje mora e trabalha em São Paulo, no Haras LUB Breeding, em Cesário Lange.

Casado com Marcia Cristina, o casal tem três filhos, Wesley, Érica e Jonas. Ele começou a trabalhar com cavalos no LUB em 1997, como tratador. Até hoje ele cuida de tudo por lá em relação aos cavalos. Desde de tratar, cuidar, treinar. Ao ver Luciano Beretta trabalhando com os animais de Conformação no haras, ele tomou interesse. Passou a adicionar talentos ao seu dia a dia.

Premiação do Quarto de Milha ainda celebrou 50 anos da criação da ABQM. Todos os premiados você encontra no site oficial da Associação.

Por Equipe Cavalus
Fonte e Fotos: ABQM

Continue lendo