Appaloosa

A história da Família Bolduan que passa de geração para geração!

Publicado

⠀em

Apaixonados por  cavalos, os irmãos Bolduan vêm investindo em uma genética de ponta em animais de Conformação, uma paixão herdada do pai

Os irmãos Nelson Alfredo Ribas e Eduardo Ribas Bolduan herdaram a paixão pelos cavalos do pai Edu Bolduan, que era um admirador das Corridas de Cavalo. “Fomos criados numa fazenda no norte do Paraná. Meu pai, Edu, gostava de corrida de cavalo, sempre tivemos alguns animais bem tratados para participar de carreiras por ele organizadas. Criávamos também petiços para vender nas Exposições de Londrina”, conta Eduardo Bolduan.

O haras, ao longo desses 47 anos, teve várias mudanças na criação. No final dos anos 70, a família Bolduan mudou-se para Curitiba e levou alguns animais de sela para cavalgada. Já no Inicio dos anos 90, compraram alguns animais Appaloosa de linhagem de Conformação e Corrida.  “Mas na Conformação entramos realmente em 1996, quando adquirimos do Sr. Mircio Miranda o primeiro animal, Go Lacey Synchronized Arizona, que foi enviada para treinamento com Luciano Beretta, a qual nos proporcionou as primeiras vitórias”.

Alguns dos títulos dessa égua Appaloosa foram: campeã Nacional Aberta 2 anos 1996, campeã do Congresso Aberta 2 anos 1996 entre outros. Anos depoi,s Go Lacey produziu Infinity Impressive NB, um potro que também deu muita alegria aos irmãos Bolduan, com títulos como: campeão Potro do Futuro Aberta 2006, campeão do Congresso Pan- Americano Aberta 2006, Grande campeão Aberta de Esteio 2006, Grande Campeão Aberta da Copa Arco 2006, Grande Campeão Nacional Aberta 2006.

Em 2009, mais uma mudança na criação do Haras Ouro Verde, com a seleção de animais Quarto de Milha, iniciando nas competições pela raça Quarto de Milha nos eventos da ABQM. “Em novembro de 2013, adquirimos no leilão da Lincc, com apenas dois meses, Little Discipline (Self Discipline x Little Danya). Enviamos para treinamento no LUB, tornando-se uma das melhores éguas da Conformação, conquistando nos últimos três anos os maiores títulos na ABQM, AQHA e LINCC, nas classes Aberta e Amador”.

Os animais do Haras Ouro Verde são apresentados por Eduardo Bolduan, que ressalta que para ele é um momento de muita alegria. “Apresentar nossos animais é muito prazeroso, é o resultado de bastante dedicação”. Já Nelson fica nos bastidores, na escolha dos cruzamentos e na torcida nas competições admirando apresentação de seus animais.

Hoje,  o plantel deles conta  com duas grandes produtoras: Little Discipline e Designed by Sacred, além de outras matrizes Quarto de Milha e Appaloosa voltadas ao trabalho. O projeto dos irmãos Bolduan é continuar focado em um plantel de uma genética campeã, trabalhando sempre com amor e dedicação aos cavalos. “O nosso projeto é continuar evoluindo na genética da Conformação, com o objetivo de produzir futuros campeões, não deixando de lado os animais de trabalho, pelo gosto que temos de montar”.

Por Verônica Formigoni
Fotos: arquivo pessoal

Appaloosa

O último filho de Top Vantage

Garanhão foi um dos grandes pilares da raça Appaloosa no Brasil; atualmente, Quarterback And é o único filho direto de Top Vantage na reprodução

Publicado

⠀em

Seria impossível contar a história da raça Appaloosa no Brasil, sem citar o garanhão que foi um dos grandes pilares da raça. Ainda mais quando se trata de trabalho e corrida. Trata-se do grande Top Vantage.

Além de um excelente indivíduo, seus filhos elevaram seu nome a patamares inatingíveis na história de qualquer raça equina. Afinal, o que grandes criadores e selecionadores buscam, e precisam, são grandes indivíduos. Mas, além disso, que sejam grandes produtores e que produzam filhos iguais ou melhores do que eles próprios.

Sem dúvida, são poucos animais que chegam a esse nível. Entre eles, temos o Top Vantage. O garanhão emplacou sua produção com campeões no gado e na velocidade. Como, por exemplo, Araponga’s Top Bristly, mais conhecido como Cara de Rato. Ele ganhou mais de R$ 100 mil em sua campanha na vaquejada.

Já na corrida outro filho de destaque foi Arapongas Top Flash que, em 1995, venceu todas as suas oito entradas no Jockey Club de Sorocaba. Acumulando, portanto, alto speed index de AAAT-118. Na época, inclusive, competindo com animais Quarto de Milha nacionais e importados.

LEIA TAMBÉM

Mas quem é o último filho de Top Vantage?

O único filho direto do Top Vantage atualmente na reprodução é o Quarterback And. Como se não bastasse, ainda carrega na sua veia materna sangue do Pac Man Bonanza, grande produtor em especial na Rédeas e no Laço.

Recentemente, Quarterback And foi adquirido por um condomínio composto por grandes criadores e investidores da raça do nordeste brasileiro. São eles: Haras Fazenda Conselho, Haras Miguel Gonzaga, Rancho Paraíso e Haras Redenção.

Como resultado, Quarterback And irá servir as mais importantes matrizes da atualidade da raça. E seguirá à disposição dos demais criadores para venda de sêmen, continuando assim o legado de seu pai.

Por Guilherme Freitas Areia, gerente agropecuário e apaixonado pelo cavalo Appaloosa. Desde 2010, mantém um grupo no Facebook intitulado Appaloosa Brasil para falar sobre a raça. Atualmente, também migrou para o Instagram: @appaloosaoficial 

Legenda da foto em destaque: Quarterback And
Crédito da foto em destaque: Divulgação/Appaloosa Brasil

Veja mais notícias sobre o cavalo Appaloosa no portal Cavalus

Continue lendo

Appaloosa

Mercado aquecido para exemplares da raça Appaloosa

O colunista do portal Cavalus, Guilherme Freitas Areia fala como o mercado, de uns anos pra cá, tem procurado mais por exemplares da raça Appaloosa

Publicado

⠀em

De dois anos pra cá ficou bem nítido o aquecimento do mercado para exemplares da raça Appaloosa no Brasil. Não somente pelo mercado interno, mas pelo interesse de diversos países. Como, por exemplo, Paraguai e Argentina. Que, inclusive, há alguns anos já importaram garanhões e matrizes do Brasil.

Para se ter uma ideia, a procura é tanta que a maioria dos criadores vendem os potros assim que nascem. Entregando, portanto, o mesmo na desmama ao novo proprietário. 

Devido a grande maioria dos criadores já comercializarem os potros nos próprios haras e assim que nascem, ultimamente não estamos vendo leilões em que a raça é protagonista.

Em conversa com o titular do Haras Mata do Algodão, Marcelo Frauzino, com quase 40 anos de criação, ele relata que diariamente recebe consultas de compradores. Contudo, infelizmente não tem conseguido atender a demanda. Mesmo que dobrasse sua produção anual, ainda não venceria a procura.

Outro grande criador, de Potirendaba/SP, Marcos Marcelo Redi tem quase 100 matrizes da raça. Nos últimos meses, seu maior cliente tem sido o Estado de Roraima. De acordo com ele, este é o melhor momento de comercialização desde que começou a criar. Afinal, o criador já vendeu toda a sua produção da última estação. Além disso, pela maior média de preço dos últimos anos.

São os mais variados clientes com finalidades diferentes, procurando animais para o esporte (tambor, vaquejada, laço, halter). Ou, simplesmente, pelo prazer de se ter um animal único, como é o Appaloosa. 

A raça vem se mostrando um ótimo investimento, com a procura crescendo a cada mês. Isso é resultado do trabalho sério realizado pelos criadores. E, obviamente, pela qualidade dos animais produzidos e ofertados ao mercado

Buddy Doc EPB – Foto: Divulgação/Appaloosa Brasil

Compradores de exemplares da raça Appaloosa satisfeitos

Exemplo disso é o senhor Aureliano Amaro Ribeiro, de Recife/PE. Ele estava à procura de um animal para competir vaquejada e, assim, adquiriu Buddy Doc EPB, de Raul Carvalho e Alarico Gonçalves.

Como resultado, Aureliano se diz satisfeito e impressionado com a docilidade do potro, bem como habilidade com o gado. Buddy já está em treinamento para vaquejada, e é, sem dúvida, uma promessa da raça.

Outro comprador satisfeito com a aquisição de seu potro Appaloosa é Lucas Braga, de Rio Branco/AC. Ele adquiriu HC Sweet Kiss, do Haras Criola, e pretende iniciá-lo nos três tambores em breve.

Mas não para por aí, porque Lucas também pretende comprar mais animais da raça futuramente, provando que o mercado está, de fato, aquecido para o Appalosa.

Por Guilherme Freitas Areia, gerente agropecuário e apaixonado pelo cavalo Appaloosa. Desde 2010, mantém um grupo no Facebook intitulado Appaloosa Brasil para falar sobre a raça. Atualmente, também migrou para o Instagram: @appaloosaoficial 

Legenda da foto em destaque: Buddy Doc EPB
Crédito da foto em destaque: Divulgação/Appaloosa Brasil

Veja mais notícias sobre o cavalo Appaloosa no portal Cavalus

Continue lendo

Appaloosa

Os exemplares da raça Appaloosa que se destacam nos Três Tambores

O colunista do portal Cavalus, Guilherme Freitas Areia fala sobre os animais da raça Appaloosa que já se destacaram e ainda se destacam nas pistas de Três Tambores no país

Publicado

⠀em

Todo mundo sabe que os Três Tambores é uma das provas equestres com maior número de competidores e premiações em dinheiro. Entre as raças que se sobressaem no esporte, temos, certamente, diversos exemplares Appaloosa.

Aliás, a raça tem como tradição, além de apresentar animais de destaque, também competitivos. Como, por exemplo, Peppy  Proud JBF, de propriedade de um condomínio (Rancho Paraíso, Haras Fazenda Conselho, Haras MG, Haras José Cardoso, Bruno Januzzi e Ivan Gontijo). O garanhão mantado já ganhou, inclusive, mais de R$ 150 mil em prêmios. Ele foi recordista mineiro e campeão nacional.

Outro grande destaque da raça Appaloosa é Winnin Doc Gam FSN, conhecido por todos como Doquinho, de propriedade do Haras Kassunguê, de Zé Milton Moraes. O animal disputou provas montado por Guilherme Andrade na Jovem, bem como por Vitor Amaury na Aberta. Como resultado, Doquinho ganhou provas em diversos estados, e acumulou mais de R$ 100 mil em prêmios.

Ademais, em 2012 reinou nas pistas Asterix Shady Canion, um filho direto de EF Shay Brown. Apenas naquele ano, o animal ganhou cinco provas, montado pelo seu treinador Ismair Gonzaga. Em outubro de 2020, Asterix foi um dos recordes do Leilão LUB, vendido pelo Haras Paiol Grande e arrematado por José Oscar Gonçalves, de Recife/PE.

Por fim, não poderia deixar de mencionar o recordista em ganhos e um dos grandes nomes da raça Appaloosa, Cutter Exocet Lee. Ele é de propriedade do Haras Raphaela, ganhou mais de 30 rodeios e acumulou mais de R$ 300 mil em prêmios.

Entre seus principais títulos, destaque para Campeão ANTT 2013 e o penta campeonato do disputado rodeio de Americana. Considerado o xodó de sua proprietária Caroline Rugolo, ela batizou sua marca de moda country homenageando o garanhão Appaloosa, nascendo então, em 2016, a Cutter Jeans.

Peppy Proud JBF – Foto: Divulgação/Appaloosa Brasil

Em Busca Do Recorde

O Appaloosa detentor do recorde da raça é Little Vantage FHG (Big Streakin Six). Durante a Copa WV, no Haras Raphaela, em 2014, montado por Larissa Mendonça, marcou 16s913 na categoria Feminina, extremamente disputada.

Um conjunto que vem se destacando e crescendo, é HR Butter Exocet TE, uma filha do Cutter, montada por Leticia Delospital. Afinal, durante o VS Festival Indoor, realizado em dezembro de 2020, numa passada emocionante, o cronometro marcou 16s958, dando o titulo de campeã na categoria Jovem B .

Por Guilherme Freitas Areia, gerente agropecuário e apaixonado pelo cavalo Appaloosa. Desde 2010, mantém um grupo no Facebook intitulado Appaloosa Brasil para falar sobre a raça. Atualmente, também migrou para o Instagram: @appaloosaoficial 

Legenda da foto em destaque: Winnin Doc Gam FSN
Crédito da foto em destaque: Divulgação/Appaloosa Brasil

Veja mais notícias sobre o cavalo Appaloosa no portal Cavalus

Continue lendo