Corrida

My Jess For Me cruza em primeiro na final do GP Torneio Início

Segunda reunião do ano no Jockey Club de Sorocaba teve ainda classificatórias do GP Super Sprint; South America Racing Challenge foi cancelado

Publicado

⠀em

Na final do GP Jockey Club de Sorocaba – Torneio Início dia 27 de março, vitória de My Jess For Me. Largando pela baliza 6, a fêmea zaina de criação do Haras Fazenda São José cruzou a linha de chegada em 16s650 para ficar com o prêmio.

Filha de Corona For Me e My Angel Reason (Good Reason SA) e de propriedade da Fazenda São José com JC Teobaldo, fez bela disputa com Churchill Verde e Coronna Girl PK. Ao final, My Jess For Me (foto) levou a melhor sobre os adversários ao chegar à frente com meio corpo de vantagem.

Em segundo lugar ficou Coronna Girl PK – que tinha marcado o melhor tempo das classificatórias 15 dias atrás – 16s739. Churchill Verde encerrou a corrida em terceiro lugar, 16s742.

My Jess For Me teve D Conceição como seu jóquei e contou com treinamento de R Rosa. Com a vitória, Haras Fazenda São José e JC Teobaldo levam para casa o prêmio de R$ 81.180,00 da bolsa destinado ao campeão. O total de prêmios foi R$ 180 mil e a corrida disputada nos 301 metros.

Classificatórias do GP Fernando Muniz de Souza – Super Sprint – completaram a programação. Na distância de 275 metros e bolsa de R$ 200.000,00, passaram para a final do dia 10 de abril apenas os vencedores de cada páreo. Foram eles: Foyt Lake ( 15s261), Teller Roma MRL (15s308), Joe Perry (15s517) e Tempting Cartel FJM (15s619).

My Jess For Me vence principal prova da segunda reunião do ano no Jockey Club de Sorocaba; South America Racing Challenge foi cancelado
Chegada de Foyt Lake

Challenge 2021

Por outro lado, o famoso GP South America Racing Challenge foi cancelado. Com apenas sete animais inscritos, aconteceria sem classificatória no dia 27 a final direto. Contudo, logo após os testes de crina (hair test) realizados nos animais inscritos seis apresentaram resultado adverso, presença da substância Clembuterol.

Assim, com menos de cinco animais aptos à corrida – como diz no regulamento -, o Jockey Club de Sorocaba não realizou a prova. Antes de mais nada, os resultados do teste vieram da American Quarter Horse Association – AQHA. Segundo comunicado do dia 17 de março, a decisão chegou diretamente de diretora de Corridas da AQHA, Janet Van Bebber, à Comissão de Corridas do JCS.

A Comissão de Corridas do JCS também informou que o valor da bolsa do Challenge 2021, de R$ 250 mil, entrará em prova futura. Bem como as taxas já pagas (nomination + sustaining) de R$ 6.240,00  voltarão aos proprietários.

O animal habilitado, que passou no hair test, poderá disputar uma classificatória no Novo México em outubro. O JCS reforça que caso seja de interesse do proprietário, os trâmites serão alinhados com o Departamento de Corridas da AQHA. Vale lembrar que o GP South America Racing Challenge é a classificatória sul-americana para uma grande final nos Estados Unidos.

Por Equipe Cavalus
Fonte: Jockey Club de Sorocaba
Crédito das fotos: Divulgação/JCS

Veja mais notícias da modalidade Corrida no portal Cavalus

Corrida

Forty Lake e Atau JQM vencem com autoridade em Sorocaba

Encontro contou ainda com as classificatórias do GP Brazilian Futurity

Publicado

⠀em

Tarde de emoções no Jockey Club de Sorocaba com as vitórias de Forty Lake e Atau JQM em dois grandes prêmios importantes do calendário 2021. As corridas seguem fechadas ao público. Entrada permitida apenas aos profissionais e veterinários com animais nos páreos e devidamente cadastrados. Antes de mais nada, seguindo todos os protocolos sanitários.

Em 10 de abril, portanto, a primeira final do dia ficou para o GP Presidente do Centro Hípico D’Oeste – I Derby, nos 301 metros. A craque Atau JQM (No Secrets Here x Corona Bikini) carimbou mais uma vitória para seu currículo. Pela baliza 2, levou para casa os R$ 54 mil da bolsa destinados ao campeão ao marcar 16s421.

No páreo com outros seis cavalos, a alazã tostada, de criação do Haras Jaguaruana e propriedade do Stud K & P, obteve um corpo de vantagem do segundo colocado. Augustus Verde marcou, então, 16s536. Atau JQM teve treinamento de M Artemam e correu sob a sela de A Silva.

No último páreo da reunião 3 do Jockey de Sorocaba, vitória de Forty Lake (foto) nos 275 metros do GP Fernando Muniz de Souza – Super Sprint. De acordo com os resultados, a filha de Granite Lake e Delphia Jess cruzou o disco em 15s289. Meio corpo a frente de Teller Roma MRL, que marcou 15s370.

De criação e propriedade de William Orsi Filho, a fêmea zaina ganhou velocidade para tomar a frente nos metros finais da corrida. Pela vitória levou para casa o prêmio de R$ 81.180,00, conduzida por E B Melo e treinada por F P Melo.

Forty Lake e Atau JQM venceram suas provas no sábado em Sorocaba; encontro contou ainda com as classificatórias do GP Brazilian Futurity
Atau JQM

Classificatórias Brazilian Futurity

Além de Forty Lake e Atau JQM, outros quatro cavalos tiveram êxito nessa tarde de corridas no Jockey Club de Sorocaba. Dezessete animais dividiram-se em quatro páreos classificatórios para o GP Brazilian Futurity. De acordo com o JCS, o maior futurity da América Latina, com R$ 800.000,00 em prêmios.

Passaram, então, os quatro vencedores para a final do dia 24 de abril. Nos 320 metros, conquistaram as vagas por vencerem seus páreos: Milao For Me MRL (17s429); Justify For Me AD (17s458); Party Hard (17s484); Splendido (17s548).

Vale lembrar que as corridas seguem com transmissão via internet.

Por Equipe Cavalus
Fonte:
Jockey Club de Sorocaba
Crédito das fotos: Divulgação/JCS

Veja mais notícias da modalidade Corrida no portal Cavalus

Continue lendo

Corrida

Jockey de Sorocaba dá ‘ponta pé inicial’ na temporada 2021

Primeira reunião do ano, com portões fechados ao público, realizou as classificatórias do GP Torneio Início

Publicado

⠀em

O Grande Prêmio Jockey Club de Sorocaba 2021 – Torneio Início – deu o ‘ponta pé’ inicial na temporada 2021 no último dia 13 de março. A classificatória dessa corrida, nos 301 metros, para animais Quarto de Milha com 2 anos inéditos, contou com quatro páreos. A premiação total será de R$ 200.000,00. Ademais, o Jockey de Sorocaba seguiu as determinações do Estado e o evento teve portões fechados ao público.

Com a grande final marcada para dia 27 de março, classificaram-se os vencedores de cada páreo. Assim, garantiram vaga My Jess For Me, 16s713, vitória no primeiro páreo do dia com apenas uma cabeça de vantagem. No segundo páreo classificatório, bonita vitória de Coronna Girl PK (foto), 16s584 (melhor tempo do dia). Cruzou a linha, então, com meio corpo de vantagem.

Em seguida, um caso raro na corrida. Um empate marcou o terceiro páreo da classificatória do GP Torneio Início. Maxima Granite e Churchill Verde cruzaram juntos a linha de chegada em 16s862. Por fim, na quarta e última classificatória, vitória de Bull Mekimo BGR, 16s741, dominando o páreo.

Para a edição 2021 do GP South America Racing Challenge da AQHA, não acontecerão classificatórias. De acordo com o regulamento, com até oito animais a prova deverá ser realizada em um ‘bate’ só, ou seja, acontece direto a final no dia 27 de março. O Challenge é uma prova de 402 metros, sem trilhos, para animais de 3 anos ou mais.

Das mais importantes do calendário, terá bolsa aproximada de R$ 250.000,00. O animal vencedor garante uma vaga na final americana que acontece em novembro nos Estados Unidos.

Primeira reunião do ano do Jockey de Sorocaba, com portões fechados ao público, realizou as classificatórias do Grande Prêmio Torneio Início
Chegada do terceiro páreo

Jockey de Sorocaba fechado ao público

A primeira corrida do ano no Jockey de Sorocaba, cheia de emoções dentro da pista, não teve o tradicional público nas arquibancadas e camarotes. Segundo informativo, devido a cidade de Sorocaba estar na fase vermelha do Plano São Paulo, as corridas aconteceram de portões fechados. Isso ocorrerá enquanto perdurarem tais determinações.

A saber, todos os cavalos que fazem campanha no JCS estão alojados no próprio local. As cocheiras dos haras e dos animais em atividade, bem como os treinadores e jóqueis, ficam todas dentro do Jockey. Dessa forma, há um controle melhor do fluxo de pessoas a fim de conter o contágio da Covid-19. Na oportunidade, os proprietários tiveram acesso somente às cocheiras dos animais.

E o JCS utilizou o menor contingente possível de profissionais. Para quem teve autorização para entrar e função determinada na corrida, seguiu-se os protocolos: distanciamento social, uso obrigatório de máscara e álcool em gel no hipódromo. A transmissão da apresentação dos animais, enfrenes, jogos e corridas tiveram transmissão, como de costume, via internet, através do canal do Youtube do Jockey de Sorocaba.

Por Equipe Cavalus
Fonte: Jockey Club de Sorocaba
Crédito das fotos: Divulgação/JCS

Veja mais notícias da modalidade Corrida no portal Cavalus

Continue lendo

Corrida

Jóquei brasileiro está de malas prontas para Hong Kong

Atualmente em Cingapura, onde é o 2º das estatísticas, Ruan Maia irá atuar agora ao lado de outro jóquei brasileiro, João Moreira, na ilha no sudeste da China

Publicado

⠀em

O jóquei brasileiro Ruan Maia, atualmente atuando em Cingapura, onde é o 2º colocado nas estatísticas, está de malas prontas para Hong Kong. Afinal, na primeira semana de fevereiro irá embarcar com destino à ilha situada ao sudeste da China.

De acordo com a equipe de comunicação do Jockey Club de São Paulo (JCSP), Ruan Maia tem 32 anos e é natural de Paranaguá, cidade litorânea do Estado do Paraná. Contudo, ele saiu do estado paranaense com destino à capital paulista para se formar na Escola de Aprendizes do JCSP e, assim, trilhar sua trajetória dentro da Corrida.

Um dos feitos marcantes, sem dúvidas, foi a conquista do bicampeonato das estatísticas em Macau, na China. Como resultado, o jóquei brasileiro fixou residência em Cingapura. Portanto, é de lá que ele agora atravessa o melhor momento de sua carreira.

Contudo, sem se acomodar e buscando novos desafios. Tanto que está de malas prontas para Hong Kong e espera manter as vitórias que vem obtendo nas pistas do continente asiático. “O convite é para que eu permaneça em Hong Kong até o final desta temporada, em julho e espero ter sucesso para seguir montando por lá”, conta o jóquei brasileiro.

Jóqueis brasileiros juntos em Hong Kong

Vale lembrar que o atual líder em Hong Kong, com 72 vitórias, é o também brasileiro João Moreira. Ele que é conhecido como o “Fantasma de Cidade Jardim” ou “Magic Man”. Recentemente, ele conquistou um feito inédito dentro da Corrida.

Ou seja, venceu no fim de 2020 o 7º páreo da reunião do Hipódromo de Happy Valley, com Kinda Cool, e, consequentemente, sua vitória de número 1.000 em Hong Kong. Dessa forma, João Moreira tornou-se o primeiro a alcançar tal feito no menor espaço de tempo.

Fonte: JCSP
Crédito da foto: Divulgação/JCSP

Veja mais notícias sobre Corrida no portal Cavalus

Continue lendo