Vaquejada

Fernando Freitas é incentivador ferrenho das mulheres na Vaquejada

Publicado

⠀em

Fernando Freitas é incentivador ferrenho das mulheres na Vaquejada Categoria vem ganhando cada dia mais incentivo, com vaqueiras talentosas e apaixonadas pelo esporte

Categoria vem ganhando cada dia mais incentivo, com vaqueiras talentosas e apaixonadas pelo esporte

Qualquer meio essencialmente masculino, vez ou outra, é movimentado pela entrada de mulheres igualmente talentosas e boas no que fazem. Por mais que algumas pessoas relutem, quebrar o ciclo de toda uma cultura é libertador. No caminho, sempre contam com alguns ‘anjos’, como Fernando Freitas.

Tudo começou lá em 2011, quando o Grupo Maria das Neves foi formado. “Começamos lá na nossa fazenda, em Pernambuco, através de meu sogro. Joel Osório. Dessa forma, o nome foi dado em homenagem a mãe dele, D. Maria das Neves. Então, nos reunimos e começamos a praticar Vaquejada como uma brincadeira de família”, relembra Fernando Freitas.

Criado nesse meio, desde que se ‘entende por gente’ conhece a Pega de Boi, atividade que originou o esporte Vaquejada. Portanto, o curso da história foi natural pra ele. “Não tínhamos compromisso, no sentido de não levar a coisa como algo profissional. Sempre em família, curtíamos os ambientes da Vaquejada. Até que decidimos montar uma equipe competitiva ao chamarmos o Robertão”.

Representando a cidade de Pedra/PE, o Grupo Maria das Neves é reconhecido no circuito brasileiro. Pelo Campeonato Portal Vaquejada, inclusive, realizaram duas corridas, em 2018 e 2019, com total sucesso. Fernando, porém, quis ir além, e ‘abriu o olhar’ para a categoria Feminina.

Fernando Freitas e Giovana Ferreira

Incentivo

“Me considero um dos incentivadores da categoria Feminina na Vaquejada, sem dúvida. Sobretudo, sou um dos que acredita na força dessas meninas”, relata Fernando. Elas já são realidade, em sua opinião, e por isso ele criou o Fernandinho Freitas Team. “Não cheguei a ver a D. Socorro Miranda correndo, mas vi a filha dela, Caliane, e achei arretado, muito legal mesmo”.

Assim sendo, Fernando passou a prestar mais atenção nas meninas, vendo como eram igualmente talentosas e tinha aptidão para a Vaquejada. “Me animei muito e como elas precisam de incentivo, corri atrás de trazer a primeira vaqueira para a equipe Maria das Neves”.

Adeliane Américo foi a primeira vaqueira que fez parte do Grupo e, na sequência, Fernando convidou Mônica Cardoso e Giovana Ferreira. “Fizemos um projeto serio, bem na época que as mídias digitais explodiram. Então, nosso trabalho com a categoria Feminina na Vaquejada envolve não só a estratégia do esporte em si, como também a exposição nas mídias digitais”, reforça.

Sem dúvida, Mônica e Giovana dão retorno de visibilidade para o Grupo Maria das Neves. E, em contrapartida, elas ganham um incentivo importante para seguir no esporte. Com o ‘empurrãozinho’ de Fernando, além de boas em coloca o boi na faixa, elas também sãos sucesso na internet. Tem seguidores e patrocinadores que apostam nelas como exemplo.

Hoje, o Grupo Maria das Neves e o Fernandinho Freitas Team acompanham com as duas os principais campeonatos. Enquanto Mônica participa exclusivamente das corridas do PE-PB, Giovana disputa o CPV.

“A gente se esforça muito. Um caminhão vai para uma festa com a Mônica e o outro parte para outra com a Giovana. Muitas vezes no mesmo final de semana, provas simultâneas”.

Fernando Freitas é incentivador ferrenho das mulheres na Vaquejada Categoria vem ganhando cada dia mais incentivo, com vaqueiras talentosas e apaixonadas pelo esporte
Na foto com Mônica Cardoso (ao centro)

Equipe

Com carinho e orgulho, Fernando fala das suas vaqueiras. “A Giovana Ferreira em 16 anos e uma força de vontade sem igual. Com Black Bingo, ela ganhou tudo em 2019, terminando a temporada como campeã não só do CPV, mas também da Liga Pernambucana e pela ABQM. A Mônica Cardoso é tudo de bom, também tem sua família na Vaquejada. Ela atua no Campeonato PE-PB, em que foi campeã em 2019, e também na Copa Equus. As duas com muito sucesso e nos dando muitas alegrias”.

Fernadinho Freitas – Foto: Aninha Clark

Futuro

O que falta, conforme Fernando diz, é que outros grupos acreditem no potencial das vaqueiras. Montar uma equipe com o profissional, claro, mas também com os amadores, contando as meninas. “Em mina opinião, onde tem vaqueira feminina tem família e onde tem família tem alegria”, reitera.

Contudo, Fernando é realista em afirmar que em termos de premiação é difícil equipar a categoria Feminina com a Profissional, por exemplo. “Mas, temos que levá-las a serio. Ofertar premiação digna, compatível com o valor das senhas. Hoje, a inscrição é mais em conta e a premiação tem um valor abaixo das demais categorias. Mas podemos chegar a um patamar de aumentar o valor da senha para poder melhorar esse retorno, a premiação”.

Para isso, Fernando acredita também que o que vai acontecer é o aumento de competidoras. “Vamos chegar a ter uma disputa da categoria Feminina com 20 ou 25 vaqueiras, fazendo valer o boi de forma brilhante. E isso é uma realidade”. Para isso, outros ‘Fernandos’ devem surgir, assim como já são incentivadores Clovis Paiva, de Pernambuco, Ivan Faria lá de Santa Cruz do Capibaribe, o grupo Lideralto, entre outros.

E assim segue o Fernandinho Freitas Team exclusivo para a categoria Feminina. Todos aguardando as provas poderem ser retomadas quando o surto do novo coronavírus estiver mais controlado. Giovana foi a quatro etapas do CPV 2020 e lidera o ranking. Além das duas citadas, Fernando conta que também apóia informalmente outras vaqueiras.

“Esse é o pensamento de um apaixonado pela Vaquejada, antes de qualquer coisa. Porque tem que ter paixão em tudo, eu só acredito que funciona assim. E com trabalho, sem dúvida, que temos desenvolvido ao longo dos anos.”

Por Luciana Omena
Colaboração: Analúcia Araújo
Crédito da foto de chamada: Aninha Clark \ Demais fotos: Arquivo Pessoal

Veja mais notícias da modalidade Vaquejada no portal Cavalus

Vaquejada

Bezerros (PE) valeu boi no Derby, Congresso e Copa dos Campeões de Vaquejada

Eventos tiveram recordes de público, somando 719 senhas, um crescimento de 42% comparada com a última edição realizada em 2020

Publicado

⠀em

Valeu boi, vaqueirama quartista! O 12º Derby & Congresso Brasileiro e 5ª Copa dos Campeões de Vaquejada do Quarto de Milha, realizados de 16 a 20 de março, no Parque Rufina Borba, em Bezerros (PE), bateram recorde de inscrições.

Segundo a Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Quarto de Milha (ABQM), as competições somaram 719 senhas, nos três campeonatos. Segundo o Departamento de Esportes da ABQM, o recorde anterior é de 2018.

Em comparação com a última edição, que ocorreu em 2020, os números representam um crescimento de 42%. Naquele ano, as provas receberam 507 inscrições.

Antecipadamente, quando analisados os números por categoria, a Profissional Light sai na frente, no Derby, com um aumento expressivo de 156% no número de inscritos. No Congresso, a Amador Light teve um incremento de 106% e a Profissional Light de 97%. A categoria Amador, ainda no Congresso, cresceu 82%.

Desde já, este ano, os conjuntos disputaram prêmios que totalizaram mais de R$ 500 mil, maior valor já pago nesses campeonatos da Associação.

“A inteligência, a docilidade, a versatilidade e a agilidade do Quarto de Milha, são características que fazem da raça a preferida nesse esporte. Somando isso ao fomento dado pela Associação à modalidade, atingimos a expansão do cavalo em um mercado cada vez mais pujante”, afirmou Pauluca Moura, vice-presidente da ABQM.

Quarto de Milha no Nordeste

Para Caco Auricchio, presidente da ABQM, esse recorde comprova a força e o crescimento da raça no Nordeste, razão pela qual a associação investe cada vez mais na modalidade. “A região tem mais de 94 mil animais registrados, 32 mil proprietários, 17 mil criadores e 11 mil associados”, destacou o presidente da ABQM.

Campeões no Derby

Contudo, Reinaldo Veloso de Andrade, de São Domingos do Araguaia (PA), levantou o troféu de campeão da categoria Aberta, no 12º Derby ABQM de Vaquejada.

O ‘valeu boi’, veio na sela de Holland Effot PDO (Holland Jeck x Eternal Effot), de criação de André Ricardo Santos e de propriedade de Ricardo Sabag Del Castilho. 

Assim como a dupla foi formada com o pernambucano, de Taquaritinga do Norte, Luís Carlos Santos. O esteira montou Amuleto Dun It MV (Oklahoma Dun It x CR Ella). O cavalo alazão é de criação e propriedade do quartista Paulo Otávio Freire Macedo. Os conjuntos são de representação do Haras São Pedro, da cidade de Governador Edison Lobão, no Estado do Maranhão.

Já na categoria Profissional Light, a dupla formada por um sergipano e pernambucano, venceu a etapa.

Montando Generoso Jeck JK (Holland Jeck x Miss Diego Bet HJG), o puxador Jeferson Nunes da Silva, de Fazenda Nova (SE), fez o boi valer. Em suma, o castanho é de criação de José Arimateias de Lemos e de propriedade de Eliano Espedito de Lima.

Jeferson formou dupla com o esteira Jakson Nunes da Silva, de Santa Cruz do Capibaribe (PE), que conduziu o alazão Closed Cartel (Ketel Won x Streakin Firefly). O animal é de criação e de propriedade de José Nivaldo da Silva. Os cavalos são de representação do Haras Gatinho e da Camisaria Guinu.

A lista completa dos campeões do Derby de Vaquejada pode ser visualizada no link: https://2.seqm.com.br/resultados/categoria/18/evento/25824

Congresso ABQM

Na categoria Aberta Feminina, Alice Anunciada Cavalcante da Silva, montando Bullion RCG de propriedade de Pierre Bruno de Melo Silva foram os grandes campeões do 12º Congresso Brasileiro de Vaquejada.

José Anderson Cruz de Lima e Nadal Boy HS, de propriedade de Breno Costa de Azevedo Dias Junior, foram os esteira.

Já na categoria Aberta Livre, Dennilson Vitor Joventino da Silva, montando Omeniyx Eternaly, de propriedade de André José da Nóbrega Dantas foi o grande campeão.

A esteira ficou com Carlos Rodrigos de Lima e Miss Bryan Bar HNSF do mesmo proprietário.

A lista completa dos campeões do 12º Congresso Brasileiro de Vaquejada pode ser visualizada no link: https://2.seqm.com.br/resultados/categoria/18/evento/25821

Copa dos Campeões

Enfim, o primeiro troféu da 5ª Copa dos Campeões ABQM de Vaquejada foi para Exu, terra de Luiz Gonzaga, no Sertão de Pernambuco.

Na sela do castanho Double Zorrocash HWL (Double Zorrero NNF x Emma Cash JC), Antônio Marcos Gonçalves puxou o boi na faixa e garantiu o título de campeão, pela categoria Profissional Light. O animal é de criação e propriedade de Guilherme Sampaio Landim.

Na disputa Antônio conquistou o prêmio com Giovanni Martins Miranda Lucena, de Garanhuns (PE), cidade das flores. O esteira montou o tordilho Appeals Dash (Appeals King Special x Fiorucci Dash Ril).

O animal é de criação de Enaldo Manoel de Santana e de propriedade de Eudes Janu Alves Sobrinho. Os animais são de representação do Haras Welington Landim.

A lista completa dos campeões da 5ª Copa do Brasil de Vaquejada pode ser visualizada no link: https://2.seqm.com.br/resultados/categoria/18/evento/25787

Por: Assessoria ABQM

Fotos: Divulgação

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Vaquejada

Paint Horse valem boi na Vaquejada

Circuito Agreste Integral Mix de Vaquejada da raça Paint Horse definiu as datas para a realização das etapas 2022. Próxima acontece em abril

Publicado

⠀em

O Circuito Agreste Integral Mix de Vaquejada da raça Paint Horse está com calendário fixo para 2022.

As etapas começaram ano passado, durante a 4ª Etapa Campeonato Alva de Vaquejada, realizado no Parque São José, em Itabaianinha (SE).

O circuito começou tímido com apenas quatro etapas, mas foi o pontapé inicial para que os organizadores observassem o potencial do evento e dos conjuntos participantes.

Os animais da raça Paint Horse “valeram o boi”, mostrando sua beleza, performance e muita qualidade em pista.

“Foi um marco termos a realização do circuito dentro do Campeonato Alva de Vaquejada. Para pessoas que amam a raça é impagável ver os animais pintados dando show em pista”, ressaltou Felismino Oliveira, paintista nordestino que está à frente da organização do Circuito Agreste Integral Mix.

Os animais correm na categoria Amador junto com os exemplares da raça Quarto de Milha.

Os animais da raça Paint Horse disputam com todos os animais das outras raças ao prêmio do Campeonato Alva, e como incentivo à participação de animais da raça no circuito, a Agreste acrescenta R$3 mil extra para os cinco melhores Paint Horse classificados.

Calendário 2022

Neste ano, o Circuito conta com seis etapas. A primeira foi realizada em fevereiro, no recinto Rancho das Estrelas, em Lagarto (SE).

As outras etapas do Circuito em 2022 já estão com as datas pré-definidas:

•  2ª etapa 01a 03 de abril, no recinto Parque G. Mota, na cidade de Itabaianinha (SE);

• 3ª etapa 10 a 12 de junho, no recinto a definir

• 4ª etapa 14 a 16 de outubro, no Parque S. Trindade, na cidade de Itabaininha (SE)

• 5ª etapa 11 a 13 de novembro, no recinto a definir

• 6ª etapa 16 a 18 de dezembro, no recinto Zezé Rocha, na cidade de Lagarto (SE)

Por: Equipe Cavalus

Fonte: Ana Olivera

Fotos: Divulgação

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Vaquejada

Inscrições abertas para as provas de Vaquejada

Inscrições para o Derby, Congresso & Copa dos Campeões ABQM de Vaquejada 2022 podem ser feitas pelo site www.seqm.com.br

Publicado

⠀em

ABQM anuncia mudanças no Regulamento de Concursos e Competições da raça

Atenção amantes da Vaquejada: estão abertas as inscrições para o Derby, Congresso & Copa dos Campeões ABQM de Vaquejada 2022.

Provas oficiais do Quarto de Milha serão realizadas de 16 a 20 de março, no Parque Rufina Borba, em Bezerros (PE)

Segundo Eduardo Borba, conselheiro da ABQM, responsável pelo Rufina Borba e pelo evento em nome da Associação, durante as provas será distrinuída a maior premiação da história da modalidade: mais de R$ 500 mil, além de troféus aos melhores vaqueiros.

De acordo com a Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Quarto de Milha (ABQM), organizadora da prova, para participar do Derby, os animais devem ter até seis anos hípicos, ou seja nascidos entre 01/07/2015 e 3/06/2019. Já no Congresso, serão permitidos animais com no mínimo três anos hípicos, ou seja, nascidos até 3/06/2019.

Na Copa dos Campeões, podem participar animais pré-habilitados.

Por fim, vale destacar que o estado de Pernambuco detém um dos maiores plantéis da raça Quarto de Milha no Nordeste, ainda de acordo com dados divulgados pela ABQM.

As senhas antecipadas poderão ser adquiridas pelo www.seqm.com.br, com desconto de R$ 200,00, até as 17h do dia 11 de março. Após esta data e horário, as inscrições continuarão abertas pelo portal da ABQM e no Parque Rufina Borba.

Por: Camila Pedroso

Fonte: ABQM

Fotos: Arquivo

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Vaquejada

Encontro das Lendas agita Parque das Palmeiras, em Lagarto/SE

Evento inédito reúne maiores lendas da Vaquejada, Rédeas e Freio de Ouro do Brasil

Publicado

⠀em

Entre os dias 14 e 15 de janeiro, o Parque das Palmeiras, casa da Vaquejada no nordeste, localizado na cidade de Lagarto/SE, vai receber um evento inédito no país: o primeiro Encontro de Lendas, com os maiores nomes da Vaquejada, Rédeas e Freio de Ouro do Brasil.

O evento é beneficente, promovido em prol das famílias atingidas pelas chuvas na Bahia, e foi desenvolvido pelo treinador de Rédeas, Edvaldo Gonçalves, o Val.

“Vai ser um evento único no país, porque nunca se reuniu tantos craques juntos, como Franco Bertolani, único sul-americano que ganhou um milhão de dólares, e todos os melhores treinadores do Brasil” enfatiza Gonçalves.

Time de peso

Franco Bertolani, treinador e bicampeão do Quarter Horse Congress; Jango Salgado, membro da primeira turma do ANCR Hall da Fama e pioneiro na modalidade; Antonieto Rosa, Campeão do Freio de Ouro e Bocal de Ouro; Gilson Vendrame e Gilson Diniz, nomes de destaque na modalidade e Edvaldo Gonçalves ministrarão oficinas na sexta-feira (14) sobre suas experiências e técnicas na Rédeas e Freio de Ouro.

No sábado (15) será a vez o time da Vaquejada: Gilson de Lori e Steve Bezerra, um dos maiores domadores da modalidade, ministrarão as oficinas sobre a modalidade. Além de Neno Duarte, Estevo Dias e Xande Deda, nomes de destaque no meio, que também estão entre os convidados para falar sobre suas vivências.

Inscrições

Para participar deste grande encontro, basta doar uma cesta básica que será destinada às famílias baianas que estão sofrendo com as constantes chuvas no estado.

Informações e inscrições pelos telefones: (11) 97433-3351, (71) 8182-6565 ou (88) 8114-9223.

Por: Camila Pedroso

Foto: Divulgação

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Vaquejada

ABVAQ divulga Ranking Nacional 2021

Vaquejadas chanceladas contam para o ranking brasileiro da modalidade

Publicado

⠀em

Prática de Vaquejada como esporte continua assegurada por lei

A Associação Brasileira de Vaquejada (ABVAQ) divulgou a lista do Ranking ABVAQ 2021. O ranking possui o intuito de pontuar todos os vaqueiros que melhor se classificam durante o ano em vaquejadas chanceladas pela ABVAQ de todo o país, apontando os competidores que tiveram os melhores desempenho durante o ano.

Segundo o presidente da associação Pauluca Moura todos os competidores associados puderam participar. “Os que eram sócios da ABVAQ e que ficaram entre os três mais pontuados de seus respectivos estados tiveram o direito de competir na Copa Nacional ABVAQ, realizada em dezembro”, afirma Moura.  

Apesar da paralisadas por conta da pandemia, durante o ano foram realizadas 154 vaquejadas chanceladas pela ABVAQ, que totalizaram mais de R$ 12.300.000,00 em prêmios e um total de 81.557 inscrições no período do ranking e copa 2021.

Em 2021, ressalta o presidente, a premiação entre Ranking e Copa foi de R$ 150 mil e mais R$ 27 mil para os profissionais (juízes e locutores). “Para 2022, já foi anunciado o valor de R$ 300 mil em premiação e mais os R$ 27 mil dos profissionais” ressalta Moura.

Ainda de acordo com Moura, a importância maior do ranking é incentivar os eventos de vaquejada a se interessarem pela chancela da associação, garantindo assim o comprimento de todas as determinações legais e necessárias para que a vaquejada seja regulamentada.

“Isso é um estímulo. Os vaqueiros se sentem mais motivados a participar de vaquejadas chanceladas, pois sabem que existe a premiação ao final do ano do ranking e Copa. Além disso, os organizadores se sentem motivados a ir em busca da chancela de seus eventos, pois se tornam mais um atrativo para os vaqueiros”, afirma o presidente.

Confira a lista Ranking ABVAQ 2021:

Categoria Profissional

1° lugar: Zé Barreto 950 pontos

2° lugar: Carlinhos Santos 840 pontos

3° lugar: Thiago do Japi 730 pontos

4° lugar: Celso Júnior 636 pontos

5° lugar: Nego Edson 630 pontos

Categoria Amador

1° lugar: Daniel Lira 500 pontos

2° lugar: Gustavo Cordeiro 410 pontos

3° lugar: Danilo Lucena 390 pontos

4° lugar: Bel de Jataúba 340 pontos

5° lugar: Diego Pessoa 330 pontos

Categoria Intermediário

1° lugar: Vinícius Miranda 390 pontos

2° lugar: João Victor Correia 300 pontos

3° lugar: Luiz Henrique Bezerrinha 270 pontos

4° lugar: Netinho Alencar 260 pontos

5° lugar: Jeferson Nunes 240 pontos

Categoria Aspirante

1° lugar: Gugu Sampaio 510 pontos

2° lugar: Victor Proença 440 pontos

3° lugar: Luan Vinícius 440 pontos

4° lugar: Bruno Kiberi 400 pontos

5° lugar: Felipe Alves 360 pontos

Categoria Master

1° lugar: Caco 330 pontos

2° lugar: Miguel Teixeira 282 pontos

3° lugar: Clóvis Lima 226 pontos

4° lugar: Ricardo Rocha 220 pontos

5° lugar: Odilon Barbalho 175 pontos

Categoria Mirim – Não sócios

1° lugar: João Gabriel 90 pontos

2° lugar: Breno José 80 pontos

3° lugar: Henrique Filho 70 pontos

4° lugar: Tete de Leo 63 pontos

5° lugar: Danilo Tibiri 63 pontos

Categoria Feminina

1° lugar: Lorena Laís 940 pontos

2° lugar: Jenniffer Emanuellen 800 pontos

3° lugar: Giovana Ferreira 590 pontos

4° lugar: Mônica Cardoso 580 pontos

5° lugar: Sara Nogueira 440 pontos

Por: Camila Pedroso

Fotos: Arquivo

Mais notícias sobre Vaquejada no portal Cavalus

Continue lendo

Vaquejada

Filhos de Big Papi são destaques na Vaquejada

Mais uma vez, os filhos do garanhão chefe do Rancho Promissão comprovam a genética versátil do pai, que tem gerações em quase todas as modalidades

Publicado

⠀em

Versatilidade é uma das palavras que caracterizam o Quarto de Milha, e uma prova disso são os filhos do garanhão Big Papi (Rowdy Yankee x Pennys For Sail), que estão presentes em diversas modalidades disputadas pela raça.

E na Vaquejada não seria diferente, a primeira filha do Big Papi nascida no Brasil, Bigfirts Del Rancho, comprovou a sua genealogia em pista, durante o 19º Potro do Futuro ABQM de Vaquejada, realizado de 23 a 28 de novembro, no Parque das Palmeiras, em Lagarto (SE). 

A zaina, que é filha do garanhão com Malaguenha Ease WA, fez “Valer o Boi” quatro vezes na competição, onde bateu a senha, conseguindo assim, a classificação para a final da prova.

Pela categoria Aberta, Bigfirts correu com o puxador Francisco Nilo Soares Neto, que juntos conquistaram a 11ª colocação entre 202 inscrições. 

Outro destaque na Vaquejada foi Bigland Del Rancho (Big Papi x Kali Lady ASF). O baio, junto com a esteira Marcelo Nogueira Nascimento, conquistou o quarto lugar na final da categoria Profissional Light.

A dupla também teve quatro senhas batidas na classificação que contou com 114 inscrições. E assim, os filhos de Big Papi vão continuando a história de versatilidade do pai, comprovando que o trabalho de base contribui diretamente na formação de cavalos atletas em qualquer modalidade.

Por: Heloísa Alves

Fotos: Allan Damasceno

Mais notícias sobre Vaquejada no portal Cavalus

Continue lendo

Vaquejada

Copa Don Príncipe movimenta a Vaquejada com premiação de R$ 60.000,00 para os filhos do garanhão-chefe do Haras WS

Classificatórias acontecem nesta quinta (12) e sexta-feira (13) e, no sábado, tem a grande disputa, direto do Parque Rufina Borba, em Bezerros-PE

Publicado

⠀em

Copa Don Príncipe movimenta a Vaquejada com premiação de R$ 60.000,00 para os filhos do garanhão-chefe do Haras WS

O Haras WS, do cantor e criador Wesley Safadão, realiza a primeira edição da Copa Don Príncipe Vaquejada. O evento acontece neste final de semana, durante a Vaquejada do Parque Rufina Borba, em Bezerros-PE.

As classificatórias começam nesta quinta-feira (12) e encerram na sexta-feira (13). A grande disputa acontece no sábado (14).

Em jogo, uma premiação de R$ 60.000,00 para os filhos do garanhão Don Príncipe Bar HJG, conhecido como “O Mito” pelos amantes do tradicional esporte nordestino.

3º Leilão Haras WS

No domingo (22), uma semana após o encerramento da Copa Don Príncipe Vaquejada, o criatório de Wesley Safadão realiza o 3º Leilão Haras WS, apresentando ao mercado uma tropa de 25 lotes selecionados, com transmissão ao vivo pela Agreste Leilões.

Serão oferecidos 21 potros e potras da geração 2020 do Haras WS, filhos do garanhão Don Príncipe Bar HJG em matrizes de linhagens consagradas em Vaquejada, além de reservas genéticas como as doadoras Nataly Roxa AD, Miss Eternaly Cash e Supreme Dash.

Para conferir a tropa completa, acesse: www.agresteleiloes.com.br.

Colaboração: Avanti Comunicação
Crédito da imagem: Divulgação/Gabriel Oliveira

Veja mais notícias da modalidade Vaquejada no portal Cavalus

Continue lendo

Vaquejada

Prática de Vaquejada como esporte continua assegurada por lei

Decisão do STF não altera a legalidade da Vaquejada como esporte. ABVAQ destaca que modalidade permanece forte e com todos os cuidados necessários ao bem-estar dos animais

Publicado

⠀em

Prática de Vaquejada como esporte continua assegurada por lei

Durante esta semana, circulou a informação sobre a inconstitucionalidade de lei que regulamenta vaquejada. Entretanto, a prática de Vaquejada, como esporte, continua legal e protegida pela Constituição Federal em todo o país.

Conversamos com o presidente da Associação Brasileira de Vaquejada – ABVAQ, Pauluca Moura, que esclareceu o que de fato aconteceu. A Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 4983 foi movida em 2013, contra a Lei 15.299/2013, do estado do Ceará, lei que regulamentava o esporte no estado antes da aprovação da Emenda Constitucional 96.

O que aconteceu nesta semana foi a decisão dos ministros do Supremo Tribunal Federal – STF em não examinar os embargos de declaração apresentados pela ABVAQ, já que a jurisprudência não admite a interposição de recurso por parte de amicus curiae.

Pauluca explica que a Vaquejada Legal, que segue o Regulamento Geral da ABVAQ, a Constituição Federal e as leis que regulamentam, continua permitida e cada vez mais forte e com todos os cuidados necessários ao bem-estar dos animais.

ABQM

Além da ABVAQ, a Associação Brasileira de Cavalo Quarto de Milha – ABQM, se pronunciou sobre o ocorrido. Em nota divulgada no portal, a entidade ressalta que a “Vaquejada, manifestação cultural e desportiva do povo brasileiro, está permitida no Brasil e as inovações legislativas decorrem de uma melhor compreensão dessas expressões culturais, enraizadas na história brasileira, e da contínua adoção de boas práticas de Bem-Estar Animal, nos Esportes Equestres”.

Além disso, o presidente da associação, Caco Auricchio, destaca que são mais de três milhões de adeptos desse esporte, que é genuinamente brasileiro e que contribui para a economia do país, com milhares de empregos, especialmente no Norte e Nordeste.

Por fim, vale destacar que o STF deverá examinar novamente a matéria, já com base na mudança promovida na Constituição, no julgamento das ADIs 5.772 e 5.728, oportunidade em que deverá ser reconhecida a integral constitucionalidade não apenas da Emenda Constitucional 96/2017, como também da Lei Federal 13.873.

Por: Heloísa Alves
Fonte: ABQM e ABVAQ
Foto: Divulgação/ABQM

Veja mais notícias da modalidade Vaquejada no portal Cavalus

Continue lendo

Vaquejada

Ao vivo, Jonatas Dantas se despede de ‘Roxão’

Emocionado, proprietário de um dos cavalos mais famosos do Quarto de Milha conta de seu desaparecimento aos 27 anos

Publicado

⠀em

No programa Abre a Porteira ao vivo, na noite de 20 de maio de 2021, o criador de Quarto de Milha Jonatas Dantas inaugurou um memorial em homenagem a Silver Wild SLN. Roxão, um dos garanhões mais importantes da raça, desapareceu no último mês. Marcado por muita emoção, Jonatas falou da relevância do cavalo e que através dele ganhou o mundo.

Com toda a certeza, Silver Wild SLN (Wild Dash SLN x Dorinha Alamitos SLN), foi um divisor de águas da Vaquejada. O tordilho completou 27 anos em janeiro de 2021. Popularmente conhecido como Roxão, é uma lenda do cavalo Quarto de Milha. Brilhou nas pistas da modalidade, mas deixa um legado excepcional na reprodução. São 1.379 produtos registrados na ABQM, detentores de 2.460 pontos nas mais diversas modalidades.

O animal mais pontuado é uma fêmea, em mãe Natasha Dash SA. Barra Roxa AD é um fenômeno na Vaquejada, somando só na ABQM 238,5 pontos. Em seguida, Doc Silver Wild, em mãe Lady Doc Jay NNF. O alazão tostado também é destaque na Vaquejada, somando na ABQM 87,5 pontos.

“Por investir e já fazer a Vaquejada de Xerém, veio a ideia de criar o primeiro garanhão direcionado para a Vaquejada, que fosse campeão da modalidade. Os que eram garanhões, na época, nunca haviam corrido provas. Então, sempre acreditei que encontraria um cavalo inteiro e que ia fazer dele campeão e depois um garanhão. Foi quando surgiu o Roxão”, lembra Jonatas Dantas

Roxão passou seus últimos anos de vida no Ana Dantas Ranch, sendo tratado como um verdadeiro rei. Sua partida, sem dúvida, é uma enorme perda para a raça Quarto de Milha. Se junta, agora como lenda, aos demais garanhões que nos deixaram recentemente.

Por Equipe Cavalus
Crédito da foto: Divulgação
Veja mais notícias da modalidade Vaquejada no portal Cavalus

Continue lendo

Vaquejada

Entidades se unem a favor da Vaquejada Legal

Ministério Público da Paraíba celebrou termo de cooperação para fiscalizar e adequar vaquejadas no Estado; atividades estão sujeitas à legislação e às restrições impostas pela pandemia

Publicado

⠀em

Mesmo assegurada por lei – 13.873/19 – a Vaquejada Legal segue na luta para manter-se em atividade seguindo todos os protocolos de bem-estar animal. Dessa forma, no final de abril, ABVAQ, SEDAP, CRMV-PB e Ministério Público da Paraíba firmam termo de cooperação. Acordo visa compromisso em fiscalizar e coibir realizações de vaquejadas no Estado que não cumpram a legalidade.

Participaram ainda da sessão o segundo subprocurador-geral de Justiça, José Roseno Neto (presidente), assim como os procuradores Álvaro Gadelha Campos (corregedor-geral) e Francisco Sagres Macedo Vieira (que atua na área criminal); o promotor de Justiça Raniere da Silva Dantas (coordenador do Centro de Apoio Operacional às Promotorias da Saúde, Meio Ambiente e Consumidor).

Termo assinado, portanto, pela ABVAQ, SEDAP e CRMV-PB na sede do Ministério Público da Paraíba. As entidades se comprometem: adequar a realização de provas obedecendo a legislação vigente, reforçar a fiscalização destes eventos e fortalecer o bem-estar animal. Na ocasião, o diretor de Chancelas da ABVAQ, Valter Papel, representou a instituição e apresentou todas as ações realizadas pela associação.

Contudo, o Ministério Público da Paraíba ressaltou que a assinatura do termo não significa a anuência dos membros à prática, dada a autonomia funcional de cada promotor de Justiça na área de sua atuação. Segundo texto oficial, busca-se que, nos locais em que se entenda que não há impedimento à sua realização, sejam obedecidas as normas que resguardam os animais. Em especial ao que está previsto na Lei Federal 13.873/19 e na Lei Estadual 11.140/2018.

De acordo com o CRMV-PB, o Estado registra cerca de 100 eventos por ano com o envolvimento de 50 parques de Vaquejada. Vale ressaltar ainda que durante a pandemia só podem acontecer eventos em consonância com os decretos das autoridades sanitárias do Estado e dos municípios.

Como será a cooperação 

A cooperação técnica consiste, portanto, em obrigações por parte de cada instituição representada na reunião. Ao MPPB, por meio do CAO do Meio Ambiente, caberá o desenvolvimento de ações de articulação junto aos promotores de Justiça que atuam nas áreas onde há vaquejadas.

Trabalho feito com o intuito de atuar com vistas à proteção e defesa animal. À SEDAP e ao CRMV-PB caberá a realização de fiscalizações nas vaquejadas, informando acerca das que autorizarem à ABVAQ. 

Durante a reunião, a ABVAQ reforçou o comprometimento em documentar e divulgar em seu site e redes sociais a relação atualizada das vaquejadas chanceladas pela associação. Inclusive com as numerações referentes às autorizações e os locais de suas realizações.

A instituição também desenvolverá ações permanentes de orientação junto aos parques. Assim, aproximará mais os organizadores do regulamento. E caso ocorra descumprimento das normas, ABVAQ deverá reportar ao representante local do Ministério Público.

Por Equipe Cavalus
Fonte: MPPB e ABVAQ
Crédito da foto: Divulgação


Veja mais notícias da modalidade Vaquejada no portal Cavalus

Continue lendo

Categorias

COPYRIGHT © 2021 CAVALUS. TODOS DIREITOS RESERVADOS
ESSE SITE É PROTEGIDO PELO GOOGLE RECAPTCHA
POLÍTICA DE PRIVACIDADE | TERMOS DE SERVIÇO