Crioulo

Final Nacional do Crioulaço 2021 entra para a história

Evento contou com mais de 1 mil exemplares da raça Crioula inscritos para as disputas no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio/RS

Publicado

⠀em

O que parecia impossível para um período tão atípico tornou-se realidade durante os dias 14 e 17 de janeiro de 2021, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio/RS. Com 100% das vagas preenchidas e R$ 78 mil em premiação, a Final Nacional do Crioulaço 2021 mostrou mais uma vez porque é a maior modalidade esportiva dentro da raça Crioula.

De acordo com o coordenador da subcomissão de Crioulaço da Associação Brasileira de Criadores do Cavalo Crioulo (ABCCC), Marcelo da Cruz Corrêa, os pódios foram formados para premiar as duplas das Forças A, B e C. Ao todo, foram 511 duplas premiadas entre as três forças.

“O grande segredo foi poder juntar a ABCCC ao pessoal do laço. Quando eu assumi, tinha uma história que a ABCCC não apoiava, e hoje eu agradeço muito a esse povo aqui do laço. A gente fez, faz e tá aprendendo. O segredo todo é a Casa, a nossa ABCCC, estar junto, respeitando o povo do laço e o povo do laço respeitando a ABCCC”, valorizou o coordenador, que foi homenageado pelos demais membros da subcomissão.

Com transmissão pelos canais oficiais da ABCCC, o domingo decisivo iniciou com as 74 duplas da Força A. Após quase quatro horas de prova, o lugar mais alto do pódio e a premiação (ao todo de R$ 16 mil) foram divididos por duas duplas: Willian Ferreira Dias montando Santa Júlia Hecho a Mano e Samir Poltronieri Goulart montando FPL Coronel; e Josué Rodrigues de Souza montando Felicidad da Pavei e Renan Costa Simão montando Fortunata da Pavei.

O laçador Renan Simão, que já havia faturado o primeiro lugar no Potro de Ouro, explicou os motivos pelos quais as duplas decidiram dividir o prêmio. “Foi uma disputa muito acirrada num gado mocho muito bom. A cancha estava muito pesada devido à chuva e a gente decidiu parar em duas duplas. Como somos todos amigos, dividimos a premiação e resolvemos parar”, contou. 

Depois das disputas da Força A, os laçadores continuaram a passar pela boca do brete durante todo o domingo. Com 191 duplas, a Força B iniciou após a abertura oficial. A Força C, por sua vez, movimentou 174 duplas e encerrou a edição 2021 do Crioulaço.

Abaixo, você confira os resultados completos da Final Nacional do Crioulaço 2021. 

Final Nacional do Crioulaço tem participação de mais de mil exemplares – Foto: Divulgação/ABCCC

Duplas Força A

1º lugar e 2º lugares empatados

  • Willian Ferreira Dias montando Santa Júlia Hecho a Mano e Samir Poltronieri Goulart montando FPL Coronel
  • Josué Rodrigues de Souza montando Felicidad da Pavei e Renan Costa Simão montando Fortunata da Pavei

3º, 4º e 5º lugares empatados

  • Ivo Barbosa Fernandes Neto montando Rob Candango e Tiago Borges montando Xuan da Hulha Negra
  • Alan da Silva Ferraz montando El Sueño Domingueira e Leonardo Gobbi Trindade montando Mancha Rara 42 Del Fuego
  • Marcio Silveira montando Quatro de Paus da Hulha Negra e Rovane Pinto montando CC Firmeza

Duplas Força B

  • Leonardo Rodrigues de Melo montando Costalarga Lluvia e Carlos Augusto de Souza Nunes montando Costalarga Lua Cheia
  • Gabriel Damiani montando MZ Ressolana e Fabrício Bertoldi montando Dom Castro Neca
  • Henrique Bohn Flores montando Figada do Marco de Ferro e Cristiano Muller montando Ibope do Itagiba
  • Guilherme Lazzaretti Pacheco montando Bela da CVC e Nicolas Moehlecke Muller montando Faísca do Carpe Diem
  • Henrique de Oliveira Schenkel montando Xinoca da Mauá e Gustavo Foques montando Mel na Boca da Pyramidis
  • Giovani Lima montando Santa Tecla Índio Velho e Giovan Henrique Flores montando Potyra de São João
  • Fernando Henrique Di Domenico montando Chimarrita da Sacuri e Luiz Alberto da Silva Junior montando Herdeira do Pai e Filho
  • Marcel Carlos dos Santos montando Quelinda do Sá Brito e Alan Junior Pansera montando Surungo da Sanga da Saudade
  • Diogo Rafael Ferrazza montando Garrucha do Pinhal e Maurício Antônio Rosado Carpovinski montando Formiga do Pinhal
  • João Pedro Schafer montando GT Gambá e Rafael Geiss Terra montando GT Cancela de Volta

Duplas Força C

  • Braytner Souza Santos montando Carrascal Labareda e Gustavo Lima de Oliveira montando La Castellana Ozires
  • Matheus Custódio Santos montando Seriema 718 de Nazareth e Eduardo Veit Hainzenreder montando Emissário do Purunã
  • Jorlei Ramos Sbersi montando Descoberta do Redomão e Emanuel Cassel montando Campana Bolero
  • Murilo Goularte Luiz montando Destemido da Dom Vieira e Felipe Fernandes Camargo montando Manchado da Sucuri
  • Maurício Santana Pereira montando Lorota do Duque e Alvim Francisco de Quadros Secco montando Rosa Maria da Olinda
  • Leandro Krenski da Silva montando Cambona II de Santa Angélica e Leonardo Krenski da Silva montando Querência Azul Escândalo
  • Gilberto Kim Camillo Muller montando Luminosa Marupá e Lucas dos Santos dos Santos montando Mais uma Loteria
  • Giovane de Oliveira Faleiro montando Jalisco da Tia Perça e Emerson Oliveira Souza montando Los Haragana da Canoa
  • Luis Carlos Ferrari montando Don Coradino Brasa e Luis Carlos Scheeren montando Barbela 191 de Santo Isidoro
  • Darlan Pinheiro da Costa montando Querência do Galpão Grande e Fabrício Tavares Martins montando Ipê das Águas Claras II
  • Alex Sandro Silva da Silveira montando Aquarela da Kim e Bruno Leandro Olheinik montando Imperatriz de Interlagos
  • Rodrigo Kremer Piovezani montando AMC Galo da Madrugada e Amauri Casaril montando AMC Flor de Luz 

Fonte: ABCCC
Crédito da foto em destaque:
 Divulgação/ABCCC/Felipe Ulbrich

Veja mais notícias do cavalo Crioulo no portal Cavalus

Crioulo

Cavalos da raça Crioula do plantel nacional são vendidos para a Bolívia

Agropecuarista do país vizinho é um grande admirados dos cavalos da raça do Brasil e, por isso, adquiriu três potrancos de genética destacada

Publicado

⠀em

Os cavalos da raça Crioula do plantel nacional vem atravessando fronteiras. Tanto que a partir de agora o novo mercado que começa a se abrir é a Bolívia. Afinal um pecuarista boliviano e  investidor de cavalos da raça Crioula adquiriu três potrancos de genética destacada, filhos de importantes garanhões da raça.

Conforme o que foi divulgado, o objetivo do comprador é o de agregar em suas éguas as virtudes do Cavalo Crioulo brasileiro. No qual o pecuarista boliviano diz que muito admira. Antes de mais nada vale frisar que os vendedores foram as Cabanhas Rio das Pedras, Cabanha Ilha Velha e Criatório Talavera, todos de Guarapuava/PR.

De acordo com o representante comercial da empresa que intermediu as vendas, a Trajano Silva Remates, Adilson Gavin, a maior satisfação reside no fato de ser uma venda pioneira para este país vizinho. Portanto, agora a expectativa é que esse primeiro investidor possa germinar uma nova semente de expansão para o Cavalo Crioulo, seguindo o exemplo do que vem ocorrendo nos últimos anos no Paraguai.

Já ara o diretor da Trajano Silva Remates, Marcelo Silva, é um acontecimento inédito e abre um novo canal de negócios com um país que está bem economicamente no momento. “A pecuária lá está em franco crescimento e esta é uma semente que vai nos trazer uma comercialização fluente com a Bolívia daqui para frente. Esses bolivianos com quem estamos em contato pretendem formar um núcleo. Este fato terá um efeito cascata positivo para o mercado”, observa.

Os exemplares comercializados foram os potrancos Quebra Vento do Rio das Pedras, Pajé da Ilha Velha e GTA Pury.

Fonte: AgroEffective
Foto: Divulgação

Veja mais notícias do cavalo Crioulo no portal Cavalus

Continue lendo

Crioulo

Eventos oficiais da raça Crioula são suspensos no Rio Grande do Sul

Decisão foi tomada diante do aumento do número de casos de Covid-19 e o pico de internações em leitos hospitalares, obrigando o Governo do Estado a colocar todas as regiões na fase preta

Publicado

⠀em

Crioulaço do Cavalo Crioulo - Imagem: Felipe Ulbrich

A Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC) comunicou a suspensão de todos os eventos oficiais da raça Crioula no Estado do Rio Grande do Sul. A medida começa a valer a partir deste sábado (27) e segue até o dia 12 de março.

De acordo com a Associação, a decisão foi tomada após análise da diretoria em razão do agravamento da situação da pandemia de Covid-19 no estado. Tanto que obrigou o Governo do Rio Grande do Sul a ampliar as restrições, colocando todas regiões em bandeira preta.

Afinal, vem sendo registrado um crescimento exponencial de contágio de coronavírus no Rio Grande do Sul. Bem como há um pico de internações em leitos hospitalares. Como resultado, o houve o esgotamento de UTIs em algumas cidades.

A ABCCC salienta que a suspensão apenas segue o decreto estadual e se inicia após a vigência do mesmo marcada para o próximo sábado. Conforme, aliás, horário e divulgação feitas pelos órgãos oficiais do governo do Rio Grande do Sul.

Seguindo as medidas de segurança e prevenção necessárias para o momento e respeitando os decretos dos órgãos governamentais. A suspensão é válida tanto para atividades de organização da própria ABCCC. Além, aliás, para provas ou quaisquer atividades promovidas pelos Núcleos de Criadores vinculados à entidade, que não poderão ser realizadas neste período.

Por fim, a associação informou que seguirá acompanhando a situação de enfrentamento à pandemia. Sendo assim, qualquer atualização a respeito do calendário de atividades será divulgada sempre através das nossas mídias oficiais. 

Fonte: ABCCC
Crédito da foto: Divulgação/ABCCC/Felipe Ulbrich

Veja mais notícias do cavalo Crioulo no portal Cavalus

Continue lendo

Crioulo

Núcleos se preparam para realização de Exposições Passaportes da raça Crioula

ABCCC divulga que serão 18 seletivas em sete Estados e eventos seguirão protocolos sanitários já estabelecidos e que tiveram êxito

Publicado

⠀em

Recentemente, a Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC) divulgou o calendário de Exposições Passaportes para o ciclo 2021. Antes de mais nada vale frisar que os eventos levam os oito melhores exemplares, quatro machos e quatro fêmeas, para a Nacional da Morfologia.

A princípio, o evento está previsto este ano para o período de 1º a 5 de setembro, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio/RS. Dessa forma, no total estão marcadas 18 seletivas em sete estados brasileiros, entre os meses de abril e julho.

De acordo com o vice-presidente de Núcleos e Expansão da ABCCC, Fellipe Boratto, os passaportes servem como incentivo para os núcleos. Haja vista que eles fazem divulgação para a raça em todos os cantos do país.

“Viemos de um ano sem passaportes, onde tínhamos uma programação que foi transferida para as prévias em Esteio. Mas para este ano a perspectiva é boa. Afinal, temos 18 passaportes agendadas para o ciclo. Destas, quatro são em regiões de fomento para a raça. Como, por exemplo, Uberaba, que foi um marco para a raça Crioula estar na mesma pista das raças zebuínas”, explica.

Boratto reforça também que as Exposições Passaportes sempre são bem vistas. Além disso, acabam proporcionando uma oportunidade para os criadores mais regionais levarem seus animais e testarem em pista. “E para os núcleos é uma oportunidade. Vejo que este ano teremos um bom número de inscritos. E os Núcleos realizarão os eventos com todos os protocolos necessários”, destaca.

Finalmente, a seleção dos locais desta temporada teve como base as cidades e os núcleos que iriam sediar as Passaportes no ciclo anterior. Isso quando não foi possível realizar as exposições neste formato devido à situação da pandemia de Covid-19.

Confira o calendário

  • Pelotas/RS (Região 1): 07 a 11/04/2021
  • Campo Grande/MS (Região 8): 10 e 11/04/2021
  • Caxias do Sul/RS (Região 6): 16 e 17/04/2021
  • Uberaba/MG (Região 8): 30/04 a 02/05/2021
  • Outonal de Esteio/RS (Região 6): 04 a 09/05/2021 (junto ao Bocal de Ouro)
  • Carazinho/RS (Região 4): 14 a 16/05/2021
  • Bagé (Região 2): 22 e 23/05/2021Uruguaiana/RS (Região 3): 28 e 29/05/2021
  • Guarapuava/PR (Região 7): 28 a 30/05/2021
  • Cuiabá/MT (Região 8): 04 e 05/06/2021
  • Encruzilhada do Sul/RS (Região 2): 05 e 06/06/2021
  • Canguçu/RS (Região 1): 11 a 13/06/2021
  • Araranguá/SC (Região 5): 11 a 13/06/2021
  • Ponta Grossa/PR (Região 7): 18 a 20/06/2021
  • Lages/SC (Região 5): 02 a 04/07/2021
  • São Borja/RS (Região 3): 09 e 10/07/2021
  • Santo Ângelo/RS (Região 3): 15 a 17/07/2021
  • Goiânia/GO (Região 8): aguardando data do município

* Datas sujeitas a alteração em razão da pandemia de Covid-19

Fonte: ABCCC
Crédito da foto: Divulgação/ABCCC/Felipe Ulbrich

Veja mais notícias do cavalo Crioulo no portal Cavalus

Continue lendo
X
X